Começou a batalha do impeachment

Bernardo Mello Franco
Folha

A gritaria que dominou o plenário da Câmara na noite desta terça-feira eliminou qualquer dúvida. Começou a batalha do impeachment, que promete incendiar o Congresso e pode produzir o mesmo efeito nas ruas do país.

O primeiro tiro foi disparado pela oposição oficial, em sintonia com o deputado Eduardo Cunha. Coube ao líder do DEM, Mendonça Filho, a tarefa de questioná-lo sobre o trâmite de um processo contra a presidente.

Os passos seguintes do roteiro são conhecidos. Alvo da Lava Jato, Cunha deve rejeitar os pedidos de impeachment para não aparecer como seu principal articulador. Em seguida, a oposição recorrerá contra a decisão. Se reunir maioria simples, a roda começará a girar contra Dilma.

PRIMEIRO OBJETIVO

A operação atingiu seu primeiro objetivo, porque o tema que assombra o Planalto passou a monopolizar o debate. Os deputados se inflamaram, dando início a uma troca de insultos que quase descambou para o confronto físico diante das câmeras.

O líder do governo, José Guimarães, deu o tom da reação petista. Acusou a oposição de golpismo e prometeu resistência popular. “Querem governar o Brasil? Ganhem a eleição”, disse. “Não venham com esse tipo de comportamento, que vocês receberão o troco nas ruas.”

“Golpe foi o que fez a presidente Dilma na eleição, mentindo reiteradamente”, respondeu Mendonça Filho. O deputado Jair Bolsonaro prometeu ir “até o final para cassar essa mulher”. Por pouco não saiu no tapa com Orlando Silva, do PC do B.

CLIMA CONFLAGRADO

O clima está conflagrado em Brasília. Há mais berro do que diálogo, mais provocação do que argumento.

Com o pescoço de Dilma a prêmio, os deputados deixaram de lado um assunto mais urgente: a nova fase do ajuste fiscal. No dia seguinte à apresentação das propostas, a Câmara preferiu bater boca sobre o futuro do mandato da presidente. É uma forma de prorrogar a crise econômica e inviabilizar o pacote, que depende do Congresso para sair do papel.

7 thoughts on “Começou a batalha do impeachment

  1. Escrito pela Comissaria Angel Nunes (Varig/Aerus)

    Lula
    A sua prisão.
    Nunca trará de volta os sonhos que perdi.
    Os anos que envelheci.
    As lagrimas que chorei.
    As noites que não dormi.
    A casa que não comprei.
    O conforto que não usufrui.
    A paz que me deixou.
    A preocupação, a ansiedade, a depressão, por medo do mês seguinte.
    As doenças somáticas que adquiri.
    A suspensão de todo e qualquer lazer.
    E tudo que não pude dar aos meus filhos.
    Quando você não pagou à Varig, a quantia bilionária que devia.
    Quando você bateu a porta do BNDES na nossa cara, nos negando crédito, enquando financiava o metrô de Caracas.
    Quando você não nos recebeu ou nos ouviu.
    Quando você não se importou ou se interessou pelo destinos das milhares de familias dos funcionários.
    Quando todos os setores do governo e da imprensa caçoavam de nós, dizendo que éramos maus gestores e estávamos pagando o preço, sem que dessem a saber que havia uma dívida ganha na justiça que até hoje não foi paga.
    Você quis nos quebrar para se locupletar.
    Tinha poder e conseguiu !
    A sociedade nunca saberá a realidade dos fatos nem a desgraça que foi para as nossas vidas te ter como presidente. Foi e é, pois sua pupila reza na mesma cartilha.
    Você passará vergonha, mas não passará necessidade como nós passamos.
    Você terá seu orgulho quebrado, mas não se atirará do décimo andar ou dará um tiro na cabeça como alguns de nós que se suicidaram.
    Você será desprezado, mas nunca sentirá o desespero de ter um poder monumental, o poder de um governo, te massacrando, te tirando o pão da boca e da boca de seus filhos.
    Em memória a todos que partiram em aflição e em honra daqueles que continuam cambaleantes, batendo com o braço fraco mas persistente, mas portas do intrincado judiciário brasileiro, onde teus seguidores recorrem protelatoriamente sem nos pagar, para que morramos um por um sem receber nossos direitos trabalhistas e previdenciários.
    Pois bem, de 2006 pra cá, 1200 de nós já morreu, mas 8800 continuam lutando.
    Somos teimosos e orgulhosos da nossa história, de nossas honradas profissões, e do patrimônio histórico que representaremos sempre na aviação brasileira.
    Não seremos ressarcidos nunca.
    Somos pessoas de bem.
    Não nos dá prazer o seu mal.
    Tudo que queríamos era um homem bom e justo como presidente.
    Tudo poderia ter sido diferente para nós.
    Tudo poderia ser diferente para você.
    Mas, a escolha foi sua.
    Que a justiça seja feita !
    Ainda que parcial.

    Angel Nunes- Comissária de bordo da VARIG. Uma entre os milhares de Variguianos roubados e humilhados por este desgoverno do PT ( Vide Lula e Dilma ).

  2. É ASSIM MESMO QUE TEM QUE SER! NÃO TEM QUE TER CONVERSINHA NENHUMA, CONCHAVINHO NENHUM!
    OGOVERNO DESSA ANTA E DESSA CORJA PETRALHA NÃO TEM A MINIMA AUTORIDADE MORAL PARA IMPOR SACRIFICIOS A NAÇÃO! QUERER QUE NÓS PAGUEMOS A CONTA PARA ELES CONTINUAREM USUFRUINDO E ABUSANDO DO PODER! ISSO É INACEITÁVEL!
    VAI TER CONFRONTO? QUE TENHA!
    NÃO ACEITAREMOS SERMOS SUBJUGADOS POR ESSA QUADRILHA PETRALHA QUERENDO IMPOR SEUS ACINTES E ABUSOS PRÁ CIMA DE NÓS! RESISTIREMOS, PODEM TER CERTEZA!
    UMA VITÓRIA ELEITORAL PRÁ LÁ DE SUSPEITA NÃO DÁ DIREITO A ESSA GENTE DE FAZER O QUE QUISER COM O PAÍS,COM NOSSO PATRIMÔNIO E COM NOSSAS VIDAS!
    APOIO TOTAL AOS DEPUTADOS DA OPOSIÇÃO! ESTAREMOS JUNTOS NA MESMA TRINCHEIRA EM DEFESA DA NAÇÃO E DA SOCIEDADE!

  3. Os petista enchem a boca, que impeachment é golpe, o que não é verdade.
    Se naõ houver o impeachment da Presidente Dilma, aí sim, mais algum tempo pode haver um golpe. As Forças Armadas não devem assistir passivamente o
    aparelhamento do Estado, a roubalheira e a destruição do país, devem tomar
    uma posição como é seu dever. Aguardemos.

  4. Basta que essa senhora saia para, no dia seguinte, o País voltar a respirar. Rapidamente, a confiança em nós voltará, seja de investidores internos, seja de externos. Peçamos a Deus que ela saia, sem distúrbios, sem revoltas ou comoções sociais. Queremos ser brasileiros de novo, pacíficos, trabalhadores, alegres. Isso tudo nos foi tirado por essa gente que está no poder.

  5. O PT e aliados, farão o diabo para Dilma não sofrer o impeachment, não querem perder a boquinha, o país que se lasque. Qual outro motivo para manter um governo
    que fracassou, perdulário, com a corrupção generalizada, com a educação, saúde, segurança
    e diversos outros setores em frangalhos, com a economia indo para o buraco e a falta de
    credibilidade desse governo?
    Igualmente a Presidente Dilma, o Lula se elegeu enganando os eleitores: quando candidato combatia
    tudo de ruim do governo anterior, fazia um discurso nacionalista. Antes de ser eleito deu sinais do que seria o seu governo com a carta ao povo brasileiro. Depois de eleito, tudo que combatia passou a fazer
    parte do seu governo. Chega-se a conclusão que o PT foi uma farsa, uma mentira.

  6. Agora vai, o impeachment vai sair, o Aécio vai, enfim, ser presidente, mesmo sem ganhar eleição, e depois o país vai “respirar”. A inflação vai baixar, a gasolina vai baixar, o desemprego vai baixar, não vai ter mais corrupção, tudo igual como era na época do FHC. Chega a ser engraçado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *