Começou a temporada de derrotas de Dilma

Carlos Chagas

Em quatro dias de comemorações pela reeleição, quantas derrotas sofreu a presidente Dilma? Não vai haver plebiscito a respeito da reforma política, como ela propôs. Talvez nem reforma política, ao menos pelo atual Congresso. Com o futuro será pior, dado o aumento numérico e potencial dos que a ela se opõem. Enquanto isso a Câmara derrotou o projeto dos conselhos populares, enquanto as bancadas do PMDB, atuais e futuras, trabalham para fazer de Eduardo Cunha o novo presidente da casa. Ele e Dilma são mais do que antagonistas, pois inimigos.

Vai ficando claro o preço da diminuta vantagem eleitoral que a presidente alcançou sobre Aécio Neves. No Senado, Renan Calheiros liderou a rejeição ao plebiscito e o candidato derrotado à vice-presidência da República, Aloísio Nunes Ferreira, demonstrou que a luta contra o governo será sem quartel. A contundência de seu pronunciamento contra a presidente evidencia o que acontecerá na próxima Legislatura, com o PSDB reforçado.

Em suma, Dilma prometeu mudanças no segundo mandato, que começam contra ela. No palácio do Planalto imagina-se a réplica começando com a composição do novo governo, em novembro. Não é o caso de a presidente não deixar pedra sobre pedra no ministério atual, mas passa perto. Poucos ministros continuarão, ainda que se admita a mesma distribuição fisiológica de algumas pastas pelos partidos de aluguel que integram a base oficial.

REBELIÃO NA CÂMARA

Quanto ao PMDB, parece difícil vingar a proposta do vice-presidente Michel Temer em favor de o novo presidente da Câmara ser do PT. Seria um artifício para evitar a eleição de Eduardo Cunha, só que as oposições mostram-se dispostas a apoiá-lo, se for para infringir mais uma derrota a Dilma.

Em suma, o período posterior à eleição presidencial começa mal para o governo. Ignora-se a postura do ex-presidente Lula. Se ficar recolhido em São Paulo, estará alforriando o novo período da sucessora, deixando-a livre, mas as consequências da independência ainda surgem nebulosas.

11 thoughts on “Começou a temporada de derrotas de Dilma

  1. Temporada de derrota ? Diziam isso a uma semana atrás . O Brasil é o único país que quem vence é tratado como perdedor. Dá uma chance a Presidente ela foi eleita democraticamente. Ontem , no senado, o senador Aloísio Nunes, vice do Aécio, estava possesso, esbravejou que as redes sociais estão acirrando os ânimos, mas a tática do aloísio é velha, todo mundo sabe, e está vendo, quem acirra os ânimos são os perdedores da eleição. Dilma tem mais eleitor que o Aécio do PSDB, a Dilma venceu, não perdeu, se venceu é porque a proposta de governo dela saiu vencedora na disputa com a proposta de Aécio. Agora é se unir por um Brasil melhor. Mas não é isso que está acontecendo. Com essa gente não há união. Eles querem a Presidente fora mesmo depois de perderem a eleição. Isso é democracia. Aí está a prova inconteste de que essa gente não é democrática coisa nenhuma e não respeita a decisão das urnas, não se esforçam por um Brasil melhor. Lamentável.

    • Democrático é a dilmarqueteira esgoto dizendo que se a Marina fosse eleita até o prato de comida sumiria da mesa.
      Democrático é a dilmarqueteira dizendo que com o Banco Central independente os juros iriam subir, e 72 horas depois de ser eleita reinicia o aumento dos juros.
      Sai desse esgoto seu renato, a eleição com as urnas funerárias acabou mesmo e sua candidata fez o diabo para ganhar, não importando os métodos.
      Agora, segura peão!
      Não adianta vir com o papinho de “estuprei por que ela estava de mini-saia..”
      Estupro é estupro e foi isso que o PT fez com a disputa eleitoral.

  2. Bom dia.

    Michel Temer têm obrigação constitucional de atender CONVOCAÇÃO de Dona Dilma … Seria mais ético que renunciasse à Presidência do PMDB, para assim cumprir melhor sua função constitucional … Ainda mais, Temer é dos maiores juristas que temos em saber constitucional.

  3. Sou pela LEI LEI LEI …Tanto na Religião, quanto na Política.
    É a Torah que fundamenta a Vinda do Cristo … É a Constituição Federal CIDADÃ de 1988 que fundamenta a legitimidade de prática da CIDADANIA brasileira.

    Nossa Constituição não é das mentirosas que se dizem POPULAR … Nem Jesus seu preferência aos pobres, mas aos PECADORES.

      • Caro edílson costa … Respeitei a Convenção Nacional do PMDB … NÃO propaguei nem votei em candidato fora da decisão dos convencionais … Sou da procura de seguir LEI … Procuro ser FIEL.

        Nem a Convenção Nacional nem o Diretório Nacional, tampouco a Executiva Nacional tomou alguma decisão dando carta branca a Temer ou Dona Dilma.

      • O comentário é de 28/07/2014 … sobre matéria que escrevi em 01/11/2010!!!
        … … …
        “julho 28, 2014 1:48 pm

        Caro CN … foram mais 6 meses para continuar … está lá embaixo: “a ponte Dilma-Temer vai de Dilma até Dilma” … após eleita, e antes de tomar posse, já antecipei as dificuldades de Dona Dilma!!!
        … … …
        … … …
        … … …
        Do m3 ao (m3)3 – Parte 9b (e=mc² radiação tempo) … 1 Nov 2010”

  4. Jesus NUNCA pregou a luta de classes.
    Sempre deixou bem claro que sua luta era contra os demônios, comandados pelo Príncipe deste mundo Satanás.

    Lemos bastante … Tua fé têm salvou … Vá e não PEQUES mais.

    Não há nenhuma passagem dizendo … Teus problemas acabaram … Agora que ti curei da deficiência, vá e melhore de vida e deixe de ser pobre.

  5. Não sou contra PT-PMDB … Não sou contra Dilma-Temer … Não sou contra o PT … Se o fosse teria me desfiliado do PMDB … … … O que acontece é que não foi aprovada COALIZÃO … então, para não passar vergonha, Dona Dilma e o PT precisam conversar antes … Só isto.

  6. Essa derrota já estavam previstas antes das eleições, fazem parte da birra de alguns deputados descontentes com fatos da eleição.Sempre disse e reafirmo pra mim o maior mal deste país é o PMDB,só fica em cima do muro.Alias a última eleição que disputou para presidente da republica teve apenas 5% de votos e ainda com a sua figura máxima.

  7. luiz fernando freiore outubro 30, 2014 2:45 pm

    Meu caro … o compromisso do PMDB, segundo nosso herói brasileiro Ulysses Guimarães, é com a CIDADANIA.

    Nos reinos, temos os súditos … correto???

    CONSTITUIÇÃO POLITICA DO IMPERIO DO BRAZIL (DE 25 DE MARÇO DE 1824)
    Constituição Política do Império do Brasil, elaborada por um Conselho de Estado e outorgada pelo Imperador D. Pedro I, em 25.03.1824.
    Carta de Lei de 25 de Março de 1824
    (Vide Lei nº 234 de 1832)
    Manda observar a Constituição Politica do Imperio, offerecida e jurada por Sua Magestade o Imperador.
    DOM PEDRO PRIMEIRO, POR GRAÇA DE DEOS, e Unanime Acclamação dos Povos, Imperador Constitucional, e Defensor Perpetuo do Brazil : Fazemos saber a todos os Nossos Subditos”

    Aos súditos manda observar a Constituição elaborada por Conselho … MANDA D. Pedro I.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *