Comentarista defende a Mídia Ninja, mas continua havendo dúvidas sobre os cinegrafistas alternativos

Ubiracy Agavino

Seguindo a linha das suspeitas do blogueiro Carlos Newton, uma investigação deverá ser efetuada. No entanto, não é difícil verificar que o trabalho efetuado pela Mídia Ninja evita que desrespeitos aos direitos individuais e coletivos sejam efetuados pelas forças de segurança do Estado do Rio. Sendo assim, apoio inteiramente o trabalho realizado por esta corajosa garotada.

Esta denúncia feita pelo blogueiro tem o mesmo peso daquela vociferada pelo comando da PM carioca quanto a participação da OAB, quando disseram que “a OAB está atrapalhando nosso trabalho”.

Liberdade e diversidade de imprensa, já! Não queremos ser reféns de redes como a GLOBO e similares.

###
DÚVIDAS SOBRE A MÍDIA NINJA

Carlos Newton

O comentarista Ubiracy Agavino tocou no ponto certo. Ninguém pode ser contrário ao trabalho da Mídia Ninja, que daqui para a frente será cada vez mais facilitado em função do desenvolvimento tecnológico.

Mas é bom lembrar que o problema levantado aqui no Blog da Tribuna da Imprensa refere-se, exclusivamente, ao desvirtuamento desse trabalho para fins políticos, que beneficiem este ou aquele candidato.

Sabe-se que, no caso das manifestações do Rio de Janeiro, o problema mais importante e inquietante é o uso de coquetéis molotov, abrindo caminho ao vandalismo que se segue.

E o que sempre defendi aqui é a ação preventiva, com a Polícia revistando e até prendendo para averiguações qualquer um que esteja com o rosto encoberto. Simples assim. Hoje, li nos jornais que essa estratégia enfim passou a ser adotado pela PM fluminense. Aleluia, irmão!

 VERDADEIRA MÍDIA NINJA

Quanto à verdadeira e libertária Mídia Ninja, que existe no país todo, é certo não pode ser confundida com o Coletivo Mídia Ninja, criado pela ONG Fora do Eixo, que conta com patrocínio do governo federal e do governo paulista, conforme já denunciamos aqui. A verdadeira Mídia Ninja não se liga a partido algum e seu trabalho será importantíssimo para evitar novos coquetéis molotov e novos excessos da Polícia.

Minha filha é da Mídia Ninja, mas não tem participado do movimento, porque trabalha à noite como jornalista, não tem como ir às manifestações. Ela estranha que os lançadores de coquetel molotov ainda não tivessem sido filmados em ação, o que somente ocorreu segunda-feira passada.

Realmente, é estranho. Por que até agora a Mídia Ninja não filmou ninguém atirando coquetéis molotov. Como se sabe, a única filmagem de lançamento de um coquetel molotov não feita pela Mídia Ninja, mas sim pela própria PM. Por isso, fica parecendo que os cinegrafistas alternativos estariam tentando proteger os vândalos. Essa é minha grande dúvida.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

4 thoughts on “Comentarista defende a Mídia Ninja, mas continua havendo dúvidas sobre os cinegrafistas alternativos

  1. Newton, sinceramente eu não entendi ainda o que significa Mídia Nija. Você fala em libertária. Como entender liberdade se tudo gira em torno do dinheiro? Creio que ainda não foi superada a velha e sempre nova “Imprensa Investigativa”. Será que eu estou confundindo as bolas? Um jovem é preso por ter sido acusado de ter jogado um coquetel molotove em direção a um policial. É arrastado espancado. Alguém diz e sai na mídia: O jovem ao receber vóz de prisão dá uma voadora no PM. Porta um coleta a prova de balas. Depois um PM diz: ele não jogou o coquetel. Tudo bem, mas porque o colete? a que grupo ele pertence? A que partido é filiado? Quem pagou suas passagens e refeições para que ele liderasse aquela manifestação CLARAMENTE APROVEITANDO A VISITA DO PAPA? Você sabe Newton que não tenho nenhuma simpatia por Sergio Cabral; meu partido é outro. Então pergunto: e a Mídia Ninja(o que é ninja) fez o que? Devia esclarecer tudo a sociedade.Veja bem, não me coloco contra nada que seja em favor da sociedade. Se os filiados a essa comunidade querem verdadeiramente serem imparciais deviam no mínimo terem uma revista, para com detalhes esclarecerem a sociedade que precisa saber quem é quem.(Ainda ganhariam dinheiro).

Deixe uma resposta para Longobardo cesar Borges Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *