Comitê Popular da Copa anuncia protesto domingo na entrada do Maracanã

Flávia Villela (Agência Brasil)

O Comitê Popular da Copa e das Olimpiadas do Rio de Janeiro está organizando uma manifestação para domingo, no entorno do Maracanã, estádio que as seleções do Brasil e da Espanha disputam, a final da Copa das Confederações. As entidades que compõem o comitê vão protestar, sobretudo, contra o processo de urbanização do Rio de Janeiro para os dois megaeventos, que, segundo elas, envolveu remoções forçadas e violação de direitos humanos, e contra a privatização do Maracanã.

Hoje, em entrevista coletiva, os coordenadores do ato informaram que a concentração será na Praça Saens Peña, a cerca de 1 quilômetro  do Maracanã, de onde os manifestantes se dirigirão ao estádio. Depois de anunciarem suas reivindicações, eles vão se dispersar na Praça Afonso Pena, no mesmo bairro.

O movimento reivindica, sobretudo, a interrupção do que chamaram de elitização e privatização do Maracanã, fim do processo de demolição do Parque Aquático Julio De Lamare e do Estádio de Atletismo Célio de Barros, que fazem parte do complexo desportivo do Maracanã, e da Escola Municipal Friedenreich, no entorno da arena.

“O Maracanã agora só tem 75 mil lugares, as áreas VIPs [áreas exclusivas] se multiplicaram, e o preço das entradas subiu muito. Além disso, estão retirando pessoas pobres das áreas centrais e nobres para lugares mais distantes, e tudo isso com recursos públicos para os jogos”, lamentou Cosentino. “Estão transformando o Maracanã em um shopping. O Julio De Lamare e o Célio de Barros eram aproveitados diariamente por cerca de 10 mil pessoas que ali se exercitavam, usando-os como equipamentos de saúde. Tirar esses espaços para transformá-los em estacionamento, que é a proposta do projeto de privatização, é um absurdo”, completou.

Gustavo Mehl, também integrante do Comitê Popular da Copa no Rio, lembrou que protestos paralelos ocorrerão durante todo o domingo em outras áreas da cidade. Ele espera que as manifestações pressionem as autoridades para que ajam de forma mais transparente e democrática, já que, pelas vias legais, as reivindicações sociais não têm sido ouvidas ou acatadas. “Temos uma série de liminares que foram apreciadas diretamente pela presidência do Tribunal de Justiça, que derrubou todas as que tiveram parecer favorável dos juízes de primeira instância.”

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

5 thoughts on “Comitê Popular da Copa anuncia protesto domingo na entrada do Maracanã

  1. A verdade é uma só: o governo está cuspindo na cara do povo.
    Essa de plebiscito é mais malandragem encontrada pelo bando do PT para desviar as reais reivindicações do povo que são dinheiro para as necessidades básicas, saúde ,transporte, educação, segurança e punição severa para corruptos que infestam a máquina pública desse governo e roubam esses recursos. São 39 ministérios e mais de 50 mil cargos de confiança. Gente do PT empregada ganhando fortunas para não fazer nada.
    O que deu a CPI da delta?
    E a CPI da Petrobrás que foi barrada?
    E o dinheiro que sai do país para países dos amiguinhos do PT?
    E os 50 bilhões do tal trem bala, que nem os EUA e Canada querem por ser caríssimo?
    Enfim, o dinheiro que deveria ser empregado com aqueles que são os verdadeiros donos do dinheiro, some no ralo da corrupção.

    Até agora não saiu nenhuma palavra a respeito do acima citado por parte do governo.
    Estão inventando mudanças para ficar tudo do mesmo jeito que está.

    Nós vamos ser enrolado de novo.
    Não tenham dúvidas.

  2. Então Bando comandado pelo bandido condenado zé dirceu, que não está preso e parece que nem vai. O povo está revoltado é com essas coisa. Enquanto um cidadão do povo vai preso imediatamente por roubar uma galinha, os bandidos do PT estão soltos e ainda no congresso atuando.
    E a dinheirada, bilhões de dólares, que pertence ao povo, que esse partido desvia para seus fins particulares e que deveria ser empregada nas necessidades da população?

    Essa é a verdadeira revolta desse povo que não aguenta mais tanta mentira e falta de assistência.

    Essa de plebiscito é mais uma descarada enrolação.

  3. E o golpe dos médicos cubanos?
    Alguém caiu nessa?
    O malandro, ditador Fidel, que escraviza o povo da Ilha pediu aos seus amiguinhos que nos governa para aliviar ele, levando de lá 5000 médicos, pois a situação econômica lá tá pior que antes.
    Assim o bando daqui anunciou, fazendo cara de gente honesta, que o povo terá mais 5000 médicos.
    Mas para quem não sabe, aqui não faltam médicos. O que falta é condição de trabalho que esse desgoverno não dá para eles.

    Enfim, são só cenas e nada mais. Pura enganação.
    As condições de vida do brasileiro está caótica e a malandragem corrupta que nos governa repete sempre que agora quem ganha um salário mínimo é classe média.

  4. Saudações aos irmãos e às irmãs brasileiros(as) direto do Ceará! Lamento não poder me fazer presente na capital carioca, para esse que será um monumental protesto na final da Copa das Confederações 2013! Dona Dilma será a 1ª presidente de um país-sede de um torneio da FIFA que se ausentará na final da competição (afinal, melhor levar falta do que levar uma vaia histórica em rede mundial de TV, né, dona Dilma?)… Que essa mobilização em todo o país sirva de exemplo para todos os corruptos e ladrões dos cofres públicos… e isso é só o começo, muito mais vem por aí, serão cada vez mais pessoas fortalecendo o gigante nas ruas… fiquem de olhos bem abertos…

    Contra o PL 268/2002 (lei do ato médico)
    Contra a PEC 33 (PEC do legislativo/judiciário)
    Contra a PEC 215 (PEC das terras indígenas)
    Pela universalização dos serviços de saneamento básico
    Pela reserva de recursos para cumprimento do piso nacional do professor em todo o país
    Pelo fim do foro privilegiado
    Pelo fim da imunidade parlamentar
    Pela realização de julgamentos por júri popular para juízes e desembargadores envolvidos em crimes previstos no código penal
    Moralidade no judiciário já!

  5. Pingback: As reivindicações sociais não têm sido ouvidas ou acatadas. “Temos uma série de liminares que foram apreciadas diretamente pela presidência do Tribunal de Justiça, que derrubou todas as que tiveram parecer favorável dos juízes de primeira inst

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *