Comitê Rio-2016 procura justificar a repressão aos protestos políticos

Torcedores protestam contra o presidente interino Michel Temer, no Mineirão

Presidente Temer ganhou uma “torcida organizada” no Mineirão

Camila Mattoso
Folha

Em coletiva de imprensa na manhã deste domingo (7), o Comitê Rio-2016 apoiou a ação das autoridades que proibiram protestos nos locais de competição da Olimpíada. O sábado (6) foi marcado por uma série de tentativas de manifestação política de pequenos grupos, que acabaram sendo combatidos por policiais que fazem a segurança das arenas esportivas.

O comitê afirmou que os protestos continuarão a ser combatidos. “Queremos arenas limpas”, afirmou o diretor de comunicação do órgão, Mário Andrada.

Em um manual feito para os torcedores, disponível no site oficial do órgão, há um artigo sobre o assunto, dizendo que manifestações políticas não são permitidas.

SÓ NO VISUAL – Segundo o comitê, porém, a ação da polícia vai ser específica para questões visuais. Vaias, gritos e cantos não estão proibidos.

“Se a vaia política não fosse permitida, boa parte das pessoas teria de ser retirada da cerimônia de abertura. As pessoas podem se manifestar. A lei tem a intenção de brecar questões visuais”, afirmou Andrada.

“Em grandes eventos, há essa política para proteger os patrocinadores que investem dinheiro nisso. Na questão dos Jogos, a ideia é de inclusão, de união. A manifestação política divide isso”, completou.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGDepois de terem sido filmados e fotografados pelos jovens da Mídia Ninja, os integrantes da “torcida organizada” do Fora Temer foram expulsos do Mineirão, que ainda estava vazio. Esta repressão não tem justificativa. Se essas pessoas acham que o país precisa de Dilma, o problema é delas, mas devem ser alertadas que precisam evitar exageros no uso da tarja-preta.  (C.N.)

26 thoughts on “Comitê Rio-2016 procura justificar a repressão aos protestos políticos

  1. Na realidade uma lei feita pela própria Dilma, passou por cima da Constituição ao dar todos os poderes ao COI, como já havia feito com a FIFA. Hoje o Manual do Torcedor está acima da Constituição.

  2. Coitado do presidente 14%…. Descobriram em 2 dias até a fraude do Datafolha… O circo de 40 bilhões está com a lona caindo, até o Eduardo Paes sumiu, talvez esteja escorando a ciclovia com as vigas da Perimetral…

  3. Como diria o Adoniram : Táubua de tiro ao Álvaro…

    O alvo era o dirigível
    Brasil 07.08.16 18:41
    A “bala perdida” que atingiu o centro de imprensa de hipismo, no Rio, tinha como alvo o dirigível com câmeras que sobrevoa o conjunto olímpico de Deodoro.

    A bala foi disparada de uma favela próxima.

    Como dissemos, não existe “bala perdida”.

  4. Uma outra ‘leitura’ (possível) da Abertura dos Jogos Olímpicos . . .

    Continua impressionando . . .

    Passados alguns dias do evento de abertura das Olimpíadas do Rio, continua impressionando, mas por verificar que nenhuma voz se levantou para denunciar o espetáculo de manipulação que o show realizou com toda exuberância, além da possibilidade dos temas terem sido plagiados da Festa de Abertura das Olimpíadas de Londres de 2012, ao apresentar nossa história e nossa música como eles também fizeram, e deixando sem resposta a pergunta se isso passou a ser um padrão exigido pelo Comitê Olímpico Internacional . . .

    Impressiona o efeito e o poder de obstrução catatônica, que a competente exploração do emocional pela tecnologia caleidoscópica e pirotécnica dos meios de comunicação de massa foram capazes de impor ao discernimento coletivo! O posterior “mutismo crítico” observado, até mesmo dos mais esclarecidos e bem informados jornalistas, são também flagrantes! A única explicação aceitável para os níveis de exaltação da peça apresentada, é explicável apenas pela sociedade vir sendo vítima, por mais de duas décadas, da lavagem cerebral da doutrina do ‘Politicamente Correto’ disseminada pela esquerdopatia da Escola de Frankfurt.

    Numa leitura crítica, o evento se reduziu a uma superprodução ao melhor estilo da velha e conhecida exploração psicoemocional da ‘Rede Globo’, visando manter o condicionamento social através da estupefação tecnológica, mas que infelizmente, refletiu a pobreza DE espírito do ritual de ‘culto da imagem’ que vende a mais de meio século como ‘nacional’, embrulhada num verniz estético de gosto duvidoso, que faz uso de tecnologias de última geração como meio de camuflar através da saturação dos sentidos, o real significado das mensagens subjetivas sendo enviadas. A mensagem subliminar do show, centrou na valorização da pobreza, que adornada como mega-evento, foi produzida com o claro objetivo de ‘amansar a boiada’ ao valorizá-la através de uma hiper exposição mundial, que, necessário seja dito, está sintonizada com as aspirações escravocratas do projeto da Nova Ordem Mundial!

    Foi uma apoteose do ‘Luxo do Lixo’, que abriu as olimpíadas como se fosse uma mega apresentação carnavalesca da “Sapucaí”, que focada na exploração de belos e interessantes efeitos especiais, atingiram o objetivo previsto de extasiar e narcotizar nossos sentidos.

    Apesar dos vários ”pontos altos” na série de criativas mensagens ecológicas apresentadas no que poderíamos chamar de primeira parte do espetáculo até a decolagem do 14Bis, o que se observou a seguir foi um festival de vinhetas do tradicional repertório da programação lobotizante da Rede Globo em broadcast mundial! Excetuando-se a louvável idealização da participação de todos os atletas na semeadura da floresta olímpica, que se transforma numa original mensagem ecológica com seus totens reproduzindo um “símbolo olímpico verde”, verifica-se que a mensagem subliminar que o Show de Abertura deixou, reduz-se a uma patética supervalorização da pobreza ao estilo do programa ‘Esquenta’, com gritantes propósitos politiqueiros, que infelizmente refletiu com absoluta autenticidade a cultura da mediocridade que o marxismo hipócrita conseguiu consolidar no país após 21 anos de domínio do PSDB-PT-PMDB na política!

    Perdeu-se a oportunidade de mostrar ao mundo nossas reais potencialidades e expectativas como a grande nação que de fato somos, supervalorizando um folclore turístico alienador e serviçal que não nos enaltece devido à sua intrínseca falta de perspectiva, contrastando com nosso país lotado de potencialidades e oportunidades devidas a sua riqueza e diversidade exuberantes!

    Esse tipo de espetáculo é subjugador, mercantilista e não nos representa! E muito menos as aspirações da nação que pretendemos formar!

    Não foi ‘por acaso’ a expressão de apatia e silenciosa perplexidade hipnótica que se observou no público durante a saída do evento!

    Sem qualquer receio de serem taxadas de “críticas inoportunas” ou “politizações de evento apolítico”, tornou-se vital que a classe média esclarecida e informada, ACORDE da letargia na qual foi condicionada a viver inconscientemente, na dependência de ‘opiniões pré-formadas’ pelos veículos de comunicação! O despertar para a ‘leitura crítica’ de tudo que é veiculado pela onipresente Militância Midiática é de primordial importância para a sobrevivência da Classe Média, visando frear o curso açodado de formação de sua consciência e opinião em seu próprio prejuízo. É fundamental se adotar a postura questionadora e militante que permitam preservar as estruturas do regime democrático republicano, por garantir o restabelecimento do ‘timming’ indispensável para identificar e monitorar cada nuance de manipulação da opinião pública com fins alienantes que surjam. Tendo se tornado o meio mais eficiente para doutrinação e controle social remoto, os veículos de comunicação de massa, foram transformados em agentes da PLUTOCRACIA mundial, investindo pesado em engenharia social, especialmente em eventos internacionais como os Jogos Olímpicos, para a divulgação de suas mensagens internacionalistas subliminares visando saturar a opinião mundial a favor de seu programa de globalização! A postura militante, é a forma de defesa que a sociedade esclarecida precisa adotar com urgência para se preservar e impedir de ser levada de roldão pelos modismos que só somam dividendos para a concentração cada vez maior do poder já existente!

    Como resultado de uma leitura atenta sob esse enfoque, o show de abertura das Olimpíadas do Rio, nos transmite uma mensagem clara! Ela mascara a realidade dissimulando com muita ‘arte’, pompa e circunstância, para garantir que a população hipnoticamente condicionada, mantenha-se induzida a não pensar, para “fazer com que a conta sendo paga”, prossiga sendo cobrada exclusivamente da classe média! Explica-se: ao transmitirem uma mensagem de supervalorização da pobreza com o destaque que foi dado num evento mundial dessa envergadura, o que de fato está sendo sinalizado para todos os desatentos (a nível mundial), é que a classe dos super-ricos (que menos pagam impostos – financistas, banqueiros, judiciário, legislativo, executivo, barões da mídia, das indústrias e dos negócios), estão declarando publicamente que estão unidos (juntos e misturados) com os pobres (que também não pagam virtualmente nada devido pouco consumirem)!

    O viés subliminar e torpe dessa mensagem de união tem dois objetivos: 1) manter intimidada a classe média imobilizando-a pelo temor de perder o status conquistado com seu suor, e 2) mantê-la permanentemente acuada sob duas frentes ameaçadoras que são unidas pelos mesmos interesses predatórios. É imperioso desmascarar esse estratagema, pois com o transcorrer do tempo, é ele que leva ao colapso da classe média na sociedade em que se estabelece, sendo que a sua progressão leva à mudança do seu regime para o comunismo e ao genocídio. A extinção da classe média em todas as sociedade é objetivo determinante do marxismo, porque leva ao neo-escravagismo, que nas últimas décadas vem sendo abertamente financiado pelo projeto de implantação da Nova Ordem Mundial escravocrata!

    Portanto, a permanente militância e denúncia de qualquer vestígio dessa estratégia, pela classe pagadora de impostos esclarecida, sempre que nuances dessa manipulação seja detectada, além de ser um direito, torna-se vital que se transforme em mobilização consciente e disseminada. Sua força de trabalho é a principal geradora do crescimento econômico e do progresso social e seu desempenho é regido pelos mesmos princípios que promovem os ideais democráticos! A militância é assim a mola de defesa do próprio regime e instituições republicanas, tal é o grau e as proporções endêmicas que vem adquirindo a escalada do controle mental da sociedade pelos meios de comunicação ‘formadores de opinião’ e consequentemente, de zumbis funcionais!

    Concluindo: para que a mensagem subliminar transmitida nas entrelinhas do aparato da Abertura de nossos Jogos Olímpicos viesse a apresentar seu homônimo de forma explícita, seria necessário apenas reproduzir o famoso Discurso de Ódio à Classe Média de Marilena Chauí que foi aplaudido por Lula em evento do PT em maio/2013! Mas as mensagens diretas não são a tônica adotada pela Plutocraia, que utiliza apenas quando o objetivo estratégico exige a eficácia de uma ação de efeito incondicional, através de intimidação frontal.

    De qualquer forma, quem sabe se ainda não irão encená-lo no show do encerramento, tal é a audácia de uns e a letárgica percepção reinante da multidão, não é mesmo? Que não se pense que isso seja improvável, pois se estão lembrados de um antecedente, num dos cenários de encerramento das Olimpíadas de Londres, a casa da Plutocracia dinástica britânica dos Windsors, na qual “O Sol Nunca se Põem’, não fez cerimônia em apresentar no palco um grotesco polvo gigante (um dos símbolos míticos da influência do Império Britânico no Mundo) com seus tentáculos em movimento sobre uma representação da bandeira da Grã-Bretanha, insinuando seu domínio e controle de diversas regiões do planeta!

    ***

    Posteriormente, verificou-se que pelo menos metade da produção do show de Abertura dos Jogos deve ter sido ‘patrocinado’ pela Rede Globo, notória integrante do globalismo e da Nova Ordem Mundial, uma vez que obteve do COI em Dez/2015, os direitos de transmissão pela TV aberta dos eventos olímpicos, imagine, até 2032 (indicando surpreendentemente que a existência da Rede Globo estaria garantida, independente de qualquer questão mundial pelos próximos 17 anos! Isso é que é ter ‘bola de cristal’, – ou demonstração de força de seu alinhamento – não é mesmo?)! Será que todo mundo atina o quanto esses fatos são revelações? Isso esclarece em parte a presença de sua ‘digital’ e a influência do ‘seu estilo’ no evento, assim como informa o ‘prazo previsto’ atualmente para a integração de ‘nossas paragens tupiniquins’ na NOM! Explica também pela soma de inúmeras outras evidências, os reais motivos da Rede Globo nunca confrontar o PT, o PSDB, o PMDB, e o sistema financeiro abertamente, dada à sua parceria na sustentação do projeto fim, sem perder também o apoio vital de seus cúmplices durante sua compartilhada trajetória!

    Não podería-se deixar de registrar nessa análise uma possível orquestrada ausência de qualquer crítica, assim como a grande quantidade de reconhecimentos e menções elogiosas ao espetáculo pelas apaniguadas redes internacionais de mídia, enquanto o mesmo era apresentado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *