Saída do PSB da base aliada do governo é um baque para Dilma

Paulo Victor Chagas
Agência Brasil

O presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, se reuniu ontem  com a presidenta Dilma Rousseff, após a Executiva Nacional do partido decidir entregar os cargos ao governo. De acordo com a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto, o encontro durou cerca de 40 minutos e ocorreu apenas entre Campos e a presidenta Dilma. O teor da conversa não foi revelado pelo Planalto, mas a expectativa era que fosse entregue a Dilma uma carta com a decisão do partido.

No documento, Eduardo Campos diz “declinar de sua participação no governo, entregando os cargos que ora ocupa”. No entanto, “reafirma que permanecerá, como agora, em sua defesa [da presidenta Dilma] no Congresso Nacional “. A carta diz ainda que a decisão não antecipa posicionamentos quanto às eleições presidenciais de 2014.

“Esta decisão não diz respeito a qualquer antecipação quanto a posicionamentos que haveremos de adotar no pleito eleitoral que se avizinha, visto que nossa estratégia – que não exclui a possibilidade de candidatura própria – será discutida nas instâncias próprias”, diz.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA saída do PSB é um golpe para Dilma Rousseff, que está precisando de todo o apoio do mundo, para se fortalecer ao máximo tentar que Lula desista da candidatura à Presidência. Eduardo Campos dizer que o PSB se manterá defendendo o governo no Congresso é uma tremenda conversa fiada. Recentemente ele fechou acordo com Aécio Neves para fazer dobradinha com o PSDB em vários Estados. Lula está fingindo de morto, mas logo vai acordar. Aguardem. (C.N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

4 thoughts on “Saída do PSB da base aliada do governo é um baque para Dilma

  1. Carlos Newton, saudações
    No meu (nosso) tempo de garoto, quando alguém ficava “na encolha”, fingindo-se amigo … mas pronto para dar o bote, dizíamos: “esse cara é muito crocodilo” (lembra?).
    Ser político … infelizmente, é ser isso aí.
    Lixo Inato é um crocodilo. Quando a presa perceber … já era. Já foi engolida.

  2. Prezado Jornalista Carlos ( Meu xará…)

    Com relação a sua nota de observação, nos deparamos ,com mais uma falta de
    verdade, falta de ética politica, falta de senso politico, falta de grandeza politica….
    de mais um “partido’ que acha que com estes predicados..vai mudar os rumos de nossa
    Nação…mas, sabemos que com estes atos praticados..após ficar na “base”, essa
    “legenda de aluguel” é mais um no tabuleiro de xadrez..podre de nossa politica.

    Mas é só vermos as origens de seus fundadores…falhos, fracos e tolos, ´pode-se confiar
    o destino de uma nação a párias como estes ?

    Carlos de Jesus – Salvador -Bahia – YAWHE SEJA LOUVADO…

Deixe uma resposta para Almério Nunes Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *