Conforme a Tribuna informou, Toffoli fracassou ao blindar Flávio Bolsonaro

Resultado de imagem para tofolli charges

Charge do Aroeira (jornal O Dia/RJ)

Carlos Newton

É temporária a decisão do ministro Dias Toffoli que beneficiou o senador Flávio Bolsonaro e criminosos de todo o país, alguns de altíssima periculosidade, como os chefões das facções PCC, CV e muitas outras. É válida somente até o julgamento na Segunda Turma, na qual a relatora é a ministra Cármen Lúcia, que já negara outro habeas anterior de Flávio Bolsonaro e pode revogar a liminar do presidente do STF. Aliás, Toffoli considerava tão sem importância esse processo que recebeu o habeas de Flávio Bolsonaro que tinha sido marcado para novembro, no encerramento do ano judiciário.

Mas de repente, não mais que de repente, Toffoli passou a julgar importantíssima essa questão e resolveu aceitar essa liminar em pleno recesso, tomando essa estranhíssima e escalafobética decisão, que protege não apenas Flávio Bolsonaro mas todos os criminosos que somente são presos quando há investigação financeira.

CONTRA TODOS – A decisão é “erga omnes”, ou seja, contra todos os processos e as investigações, em curso, mas o cumprimento depende de cada juiz. Cabe ao magistrado entender se a investigação (ou o processo) se baseou exclusivamente em relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) ou se a apuração foi fundamentada em dados obtidos pela quebra de sigilo legalmente autorizada.

Quando este for o caso, a investigação terá prosseguimento normal e o ministro Dias Toffoli, com toda a banca de presidente do Supremo, não poderá tossir nem mugir, como se dizia antigamente.

No que se refere especificamente às investigações sobre o atual senador Flávio Bolsonaro, em uma delas houve quebra de sigilo com autorização judicial, mas pode ser suspensa, porque lá no início foi baseada em relatório do Coaf.

ENRIQUECIMENTO – Mas há outro inquérito a que Flávio Bolsonaro responde que nada têm a ver com o relatório do Coaf. É por crime eleitoral e pode cassar-lhe o mandato. Está em curso e nada tem a ver com o Coaf. Nesta investigação, o indiciamento é por suspeita de “aumento exponencial” de patrimônio (enriquecimento ilícito). As suspeitas contra o filho do presidente Jair Bolsonaro são de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral.

O caso nada tem a ver com aquele que envolve transações financeiras suspeitas apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e o ex-assessor Fabrício Queiroz. E foi quebrado o sigilo de mais de 100 pessoas e empresas.

DOIS OBJETIVOS – Em tradução simultânea, conforme a Tribuna da Internet anunciou em primeira mão nesta terça-feira, logo após ser anunciada a esquisitíssima decisão de Dias Toffoli, se o objetivo foi mesmo blindar o senador Flávio Bolsonaro, a tentativa fracassou, pois uma das investigações mais importantes prossegue, com quebra de sigilo ampla, geral e irrestrita.

No entanto, se a verdadeira intenção de Toffoli foi aproveitar o embalo para sepultar as movimentações atípicas de sua mulher, Roberta Maria Rangel, assim como as da mulher de Gilmar Mendes, Guiomar Feitosa, apanhadas na mesma situação pelo Coaf, pode ser que a tentativa tenha êxito. Mas isso somente poderemos ter conhecimento mais para a frente.

###
P.S. –
Como dizia Ibrahim Sued, em sociedade tudo se sabe. Além disso, enquanto os cães ladram, a caravana passa. (C.N.)

8 thoughts on “Conforme a Tribuna informou, Toffoli fracassou ao blindar Flávio Bolsonaro

  1. 23:59 – Ainn, eu odeio esse STF aparelhado por petistas!!!! Odeio esse petista canalha vagabundo do Dias Toffoli !!!! Tem que fechar essa merda do STF!!!! Eu vô mandá xordadinho e cabo pra fechar o STF!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    —————————————————————–

    00:00 – “Toffoli suspende inquérito com dados do Coaf a pedido da defesa de Flávio Bolsonaro”

  2. Quando é que vamos ter autoridades que inspirem confiança, que mereçam o salário pago pelo povo. É uma desgraça total: o presidente fala como se fosse um garoto na puberdade, é vaidoso, inconsequente; para variar, o STF está infestado de juízes comprometidos com a corrupção. Ah, sim, os congressistas em geral não estão preparados nem para serem coveiros. Onde vamos chegar?

  3. .
    “”” … a verdadeira intenção de Toffoli foi …
    … sepultar as movimentações atípicas de sua mulher, … assim como as da mulher de …,
    apanhadas na mesma situação pelo Coaf … “””

    sr. Carlos Newton,
    invejo-o; invejo-o MUITO, mesmo.

    o Dicionário Houaiss, entre muitas outras acepções, no verbete APANHAR, registra:

    acepção 10: “apossar-se de (bem alheio); furtar, roubar”
    acepção 20: “encontrar, achar (alguém ou a si mesmo) [em determinado estado, situação ou lugar]; flagrar, surpreender”

    o senhor é realmente, inconteste, de fato, sem duvida,
    um perito, um mestre, um exímio, um fera, na redação.

    invejo-o, mesmo !

    • Gratíssimo por suas palavras, amigo A. Luis. Desculpe, mas o que você exprime não é inveja; trata-se apenas de concordância de opiniões e de caráter. Vamos em frente, sempre juntos.

      Abs.

      CN

Deixe uma resposta para Tribuna da Internet Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *