Conservadorismo tentar aplicar um freio na evoluo do tempo e na distribuio de renda

Resultado de imagem para CONSERVADORES E PROGRESSISTAS chargesPedro do Coutto

O deputado Eduardo Bolsonaro, indicado para embaixador nos Estados Unidos, anunciou na quarta-feira que de 11 a 12 de outubro vai se realizar em So Paulo uma conferncia sobre ao poltica que reunir as lideranas conservadoras de vrios pases, inclusive com a presena dessa corrente de pensamento dos Estados Unidos. A matria foi publicada na Folha de So Paulo de quinta-feira.

O pensamento conservador, como disse no ttulo, um esforo para que no haja mudana alguma no processo de redistribuio de renda em particular e no desenvolvimento em geral.

CONFRONTO – No se trata de contestar o regime democrtico, mas os progressistas defendem princpios e teses que estejam voltados para a populao portanto, para o ser humano. O confronto ideolgico, na realidade, no mais se situa entre o capitalismo e o comunismo. Mesmo porque o comunismo desapareceu no contexto internacional, transformando o conflito entre o reformismo e o conservadorismo.

Os reformistas, hoje, so considerados de centro-esquerda, enquanto os conservadores como de centro-direita ou a prpria direita,

O espao sensvel da discusso est entre a concentrao e a distribuio de renda. Em todo o mundo, poucos pases praticam o comunismo: Coreia do Norte, Cuba e talvez ainda o Vietn. A Rssia e a China tm regimes ditatoriais internos e aes capitalistas externas.

DIREITA E ESQUERDA – No se deve confundir ditadura, que pode ser de esquerda ou direita com posies econmicas que ostentam. A Rssia j sepultou o comunismo at mesmo no se denominando mais assim. A China se diz comunista, mas participa do comercio internacional usando todos os lances do capitalismo. Vale acentuar que tanto a Rssia quanto a China so pases com grande nmero de bilionrios que adquirem obras de arte por milhes de dlares e com a liberdade econmica disfaram seus rumos ditatoriais.

Esse o panorama universal, mas tanto a Rssia quanto a China no suportam quaisquer campanhas e manifestaes que contrariem o exerccio do poder centralizado tanto em Moscou quanto em Pequim.

REFORMAR PRECISO – Na realidade no se deve confundir as coisas. Porm, impe-se no mundo uma onda voltada para a reforma. Antonio Houaiss e eu escrevemos o livro Brasil, o fracasso do conservadorismo.

Nem por isso ns defendemos em qualquer momento o fim da propriedade privada; defendemos, isso sim, uma nova poltica capaz de enfrentar e resolver, mesmo num longo processo, o reformismo como meio capaz de, pelo menos, considerar a misria uma maldio a ser superada.

E A FOME? – Um fato chocante a fome que assassina todos os anos um nmero enorme de seres humanos que sofrem as consequncias da misria.

Ser conservador um esforo para frear a prpria justia social. No conservadorismo, afunda a ideia de qualquer reforma. A reforma, entretanto, nasce da dvida. Se no houvesse a dvida e se os cientistas fossem conservadores, rejeitando quaisquer mudanas, a evoluo de todas as coisas teria esbarrado numa autntica cortina de ferro.

O progresso nasce da dvida e no da certeza.

10 thoughts on “Conservadorismo tentar aplicar um freio na evoluo do tempo e na distribuio de renda

  1. Parabns!
    Exercendo o direito de ser de esquerda. Pena que l nos ditos pases de esquerda no se pode ser de direita, alegar desigualdade papo furado. Se todo mundo fosse igual ningum pegaria no cabo da enxada.

  2. “Ser conservador um esforo para frear a prpria justia social. No conservadorismo, afunda a ideia de qualquer reforma.”

    O autor do texto contra a reforma da previdncia, privatizaes e foi contra a terceirizao, reforma da clt e pec do teto, e ainda vem dizer que os conservadores so contra mudanas.

    Os comunistas j esto comeando a se esconder no termo “progressista”, e em breve tambm se chamaro de “liberais”, como j acontece na europa e EUA. Esse papo de justia social e distribuio de renda s engana inocentes.

  3. O ser humano pensa de foma forma muito romntica e um tanto egosta. No somos o centro do universo. Em qualquer sociedade solta na natureza como as abelhas, formigas e outras, existe uma diviso de tarefas muito bem determinada. No somos assim, j nascendo guerreiros ou operrios, apesar da herana gentica ter grande influncia. Somos dilapidados pelo meio e mesmo no seio de pessoas simples, podem nascer pessoas diferenciadas, capacidade herdada de algum ancestral.

  4. A revista Forbes, especializada em finanas e pessoas ricas, publicou recentemente que, em 20 anos, o dinheiro fsico – notas, moedas – deixar de existir!

    T rindo at agora do atraso dos Estados Unidos, isso mesmo, atraso, sim!

    Na minha casa j estamos muito frente dos americanos!!!!

  5. Tenho a impresso que o grande e experiente Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO, Autor do Livro “Brasil, o fracasso do Conservadorismo” ( 1989), a quem tanto admiramos, se refere em termos atuais ao “Conservadorismo Reacionrio”.

    A nosso ver, os Conservadores Reacionrios querem a volta a um passado idealizado ( ex. um Regime adaptado aos dias atuais do Imprio Brasileiro tal como nos tempos de D. PEDRO II e sua Economia Agrria Exportadora).

    J os Conservadores atuais so Republicanos, aceitam as Reformas de mais Justia Social dos Reformistas ( a Sra. PM MARGARET THATCHER no mexeu no INPS Ingls, no SUS ( N H S ) Ingls, etc. Querem apenas reduo do Estado na esfera Econmica e criar condies para um renascimento do CAPITALISMO ( Economia de Mercados) que estava j muito travado por excesso de Regulamentaes e abusos Sindicalistas.
    Os Conservadores atuais so contra o Globalismo criador de Poucos Vencedores e muitos Perdedores e de um reavivamento das Soberanias Nacionais.
    Por fim os atuais Conservadores so Nacionais-Desenvolvimentistas com prioridade para a Empresa Privada Nacional, o que tudo coisa boa.

    Agora os Conservadores Reacionrios, estes sim esto na contra-mo da Histria.

  6. Progressistas defendem o monoplio do petrleo. A petrobrs,dia 12/Ago/2019, pagou( R$2,4 BI ) para o fundo de penso petros (jornal O Valor de 14/Ago).
    Se o petrleo fosse realmente “nosso “, este dinheiro deveria ter ido para o INSS.

  7. A dvida, o medo e os interesses do establishment dominante, so os entraves maiores das mudanas de verdade, srias, estruturais e profundas. Mas quando Elas se tornam extremamente necessria, no h bufo e nem canho que consiga det-las, todos acabam cedendo ou caiando diante Dela, direita, esquerda e ao centro. ” Para quem tem medo, e a nada se atreve, tudo ousado e perigoso. o medo que esteriliza nossos abraos e cancela nossos afetos; que probe nossos beijos e nos coloca sempre do lado de c do muro. Esse medo que se enraza no corao do homem impede-o de ver o mundo que se descortina para alm do muro, como se o novo fosse sempre uma cilada, e o desconhecido tivesse sempre uma armadilha a ameaar nossa iluso de segurana e certeza. O medo, j dizia Mira Y Lopes, o grande gigante da alma, a mais forte e mais atvica das nossas emoes. Somos educados para o medo, para o no-ousar e, no entanto, os grandes saltos que demos, no tempo e no espao, na cincia e na arte, na vida e no amor, foram transgresses, e somente a coragem ldica pode trazer o novo, e a paisagem vasta que se descortina alm dos muros que erguemos dentro e fora de ns mesmos. E se Cristo no tivesse ousado saber-se o Messias Prometido? E se Galileu Galilei tivesse se acovardado, diante das evidncias que hoje aceitamos naturalmente? E se Freud tivesse se acovardado diante das profundezas do inconsciente? E se Picasso no tivesse se atrevido a distorcer as formas e a olhar como quem tivesse mil olhos? “A mente apavora o que no mesmo velho”, canta o poeta, expressando o choque do novo, o estranhamento do desconhecido. H um tempo em que preciso abandonar as roupas usadas, que j tm a forma do corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. o tempo da travessia: e se no ousarmos faz-la, teremos ficado, para sempre, margem de ns mesmos.” Prof. Fernando Teixeira de Andrade. RPL-PNBC-DD-ME, Saudao.

  8. Entretanto, a desigualdade de renda cresceu durante o mandato supostamente progressista de Dilma Rousseff, segundo estudo da Fundao Getlio Vargas:

    “O estudo mostra, contudo, que o ano em que a desigualdade mais aumentou foi 2015, quando Dilma Rousseff ainda era presidente e fraudava as contas do governo para esconder a mais absoluta irresponsabilidade fiscal causa principal da crise da qual o pas ainda tenta sair.

    De acordo com o estudo, do final de 2014 a 2017, a pobreza cresceu 33%, sendo que apenas em 2015 a pobreza subiu 19,3% no Brasil, com 3,6 milhes de novos pobres.”

    https://www.oantagonista.com/brasil/pt-vence-o-campeonato-de-fabricar-pobres/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.