Considerações sobre a volta de Jader Barbalho e a necessidade de manter um espaço democrático como a Tribuna

Angelo Cataldo

Sobre a volta de Jader Barbalho, é uma vergonha, um ultraje, um escárnio com o povo brasileiro, o que faz esse Congresso, o dia de hoje deveria ser declarado de luto Nacional pela morte da Dignidade desses senhores parlamentares.

Como é possível a jovens e a não tão jovens acreditar que o Brasil tem jeito, se levarmos em consideração este e outros artigos desse blog, onde identificamos com tristeza que o Maranhão é um Estado que poderia sem dúvida alguma ser considerado ainda uma Capitania Hereditária, tudo que acontece e principalmente o que não acontece deve-se a família Sarney.

É vergonhoso como os senhores deputados e senadores protegem uns aos outros e o fazem sem o menor constrangimento. Alguns seguidores deste blog entendem que o motivo seja o fato de brasileiro não saber votar, se fosse apenas isso seria o melhor dos mundos.

O que vemos na verdade é exceções de todos os lados, apenas para citar algumas, as pensões e aposentadorias, uma vergonha Nacional:

* os senhores políticos após oito anos de mandato se aposentam se quiserem, para receberem uma gorda aposentadoria;

* em alguns estados, os senhores governadores, ao terminarem seus mandatos, também recebem uma pensão e nada os impede de receberem acumulativamente mais de uma aposentadoria;

* os senhores do Judiciário também tem suas pensões especiais, assim como os militares também tem uma regime de aposentadoria à parte;

* os funcionários públicos também têm seu sistema de aposentadoria em separado e, a grande maioria dos brasileiros que não pertence a nenhuma dessas “castas”, recebe uma aposentadoria vergonhosa que vai minguando ano a ano;

A pergunta que não quer calar é apenas uma – como poderemos ter esperança de um dia termos um país socialmente justo se estamos divididos em “castas” tal e qual, ou pior, do que a Índia?

Por essas e outras razões e que senhores como o “ilustre” senador que está sendo empossado hoje, continuam mandando e desmandando em um Brasil de privilegiados, de “castas” de “famílias” que tratam as coisas públicas como se fossem propriedades suas.

Precisamos evoluir muito nesses aspectos sociais vergonhosos, em que a impunidade, a falta de vergonha e de caráter de homens públicos contaminam toda a sociedade e juntam tudo em um imenso caldeirão de promiscuidades, e todas as pessoas de bem têm vergonha de serem honestas e verem as injustiças triunfarem.

Assim, considerando a falta de espaço na mídia, a ausência de veículos de informações imparciais, cada dia mais temos certeza que esta Tribuna da Internet, precisa continuar a existir cada vez mais e com mais adesões voluntárias de pessoas que tenham dignidade para defender ideias e posições sérias sobre os problemas que afligem o Brasil.

Essa conclusão não poderia deixar de desembocar em apelo ao ilustre, digno, nacionalista e conceituado jornalista Hélio Fernandes no dia que a Tribuna da Imprensa faz 62 anos. Jornalista Hélio Fernandes, parabéns por todas as lutas travadas e vitoriosas, pode ainda demorar, mas será feita justiça ao seu jornal, de preferência a tempo do senhor ter a oportunidade de renovar sua missão para com o Brasil.

Parabéns a todos os jornalistas que assinam suas colunas aqui na Tribuna da Internet e a todos que de alguma forma contribuem para que este blog continue existindo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *