“Consultorias” de Dirceu eram apenas verbais, sem relatórios

Advogado de Dirceu diz que ele dava consultoria nos negócios…

Mario Cesar Carvalho
Folha

A Camargo Corrêa informou à Justiça federal no Paraná que não encontrou relatórios, documentos ou provas que comprovem as consultorias prestadas pela empresa do ex-ministro José Dirceu, a JD Assessoria e Consultoria, para a empreiteira. A empresa de Dirceu recebeu R$ 900 mil da Camargo Corrêa.

O ex-ministro já disse que prestou consultorias para a empresa em Portugal, onde a Camargo Corrêa estava interessada na compra de uma produtora de cimento, e na Venezuela.

O jornal “O Globo” revelou na edição desta quarta (11) que a empreiteira não conseguiu localizar relatórios que comprovem a prestação da consultoria por Dirceu.

O pedido de comprovação havia sido feito em março pelos procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato.

A suspeita dos investigadores é que os contratos de consultoria serviram para dar uma aparência legal ao repasse de propina – o que Dirceu nega enfaticamente.

Em 2010 e 2011

Os pagamentos da Camargo a Dirceu foram feitos entre 2010 e 2011. A compra da cementeira pela Camargo em Portugal não foi fechada na época, mas dois anos depois, segundo o advogado Roberto Podval, que defende o ex-ministro.

Entre 2006 e 2013, a empresa de consultoria de Dirceu recebeu R$ 39,1 milhões. Outras empresas investigadas na Lava Jato, como a OAS, UTC e Engevix, também fizeram pagamentos ao ex-ministro.

A empresa de Dirceu continuou faturando mesmo quando ele estava preso em Brasília, após ter sido condenado a sete anos e 11 meses de prisão no processo do mensalão.

Dirceu foi preso em 15 de novembro de 2013, ficou 354 dias numa penitenciária em Brasília e desde 4 de novembro do ano passado cumpre prisão domiciliar e trabalha num escritório de advocacia.

SUBORNO CONFESSADO

Dois altos executivos da Camargo que fizeram acordo de delação premiada contaram que a empreiteira pagou R$ 67,7 milhões a empresas de consultoria do lobista Julio Camargo e que nenhum serviço foi prestado. O montante, segundo os delatores, foi usado para pagamento de suborno em contratos da Petrobras. Os executivos que fizeram essa revelação são Dalton Avancini e Eduardo Leite, respectivamente ex-presidente e ex-vice presidente da empreiteira.

SERVIÇOS “PRESTADOS”

O advogado Roberto Podval diz que é equivocada a ideia de que a ausência de provas materiais significa que Dirceu não prestou os serviços para os quais foi contratado. “Não tem provas porque esse tipo de consultoria não tem um trabalho físico, como um relatório, a ser apresentado. É um tipo de aconselhamento para a empresa”.

Segundo Podval, Dirceu viajou ao menos cinco vezes para Portugal e outras cinco para a Venezuela para ajudar em negócios da Camargo nesses países. “A gente tem a comprovação de que o Dirceu estava nos locais onde a Camargo buscava novos negócios”.

Em nota, a empreiteira disse que “está prestando os esclarecimentos necessários às autoridades competentes sobre os serviços prestados.”

8 thoughts on ““Consultorias” de Dirceu eram apenas verbais, sem relatórios

  1. O advogado Podval finge desconhecer que nenhum trabalho legítimo de consultoria é pago sem comprovação de sua realização; se (rarissimamente) não tem um relatório específico, tem pelo menos comprovação em ata de reunião ou num contrato registrado de aconselhamento para que se possa dar satisfação aos acionistas de que o trabalho pelo qual a empresa está pagando foi efetivamente realizado, ou à controladoria de que a nota fiscal emitida se relaciona a algum contrato ou ordem de compra. Fora isso, é maracutaia.
    A Camargo Correia não é (exceto talvez, pelo que vem aparecendo, no sentido ético) nenhuma firminha de fundo de quintal que possa trabalhar com um grau tão grande de informalidade.

    • Wilson
      Correto. Sem ler seu comentário terminei repetindo opinião.
      Só faltou eu comentar que, fazer negócios com José Dirceu, após o mensalão, só sem registro!
      Abraço e ótimo domingo.

      • O mesmo Dirceu que desmente estes fatos, repetia que o Mensalão não existia.

        Acho impressionante ouvir a posição deste vagabundo! Se for assim, que ouça também o Beira-Mar, outro bandidinho coitadinho preso injustamente.

  2. Uhu! O cara é realmente bom. Fazia consultoria internacional em qualquer área e em qualquer país. Porque será que um gênio dos negócios estava perdendo tempo na política quando poderia ser um ” big boss business”?

  3. ” O advogado Roberto Podval diz que é equivocada a ideia de que a ausência de provas materiais significa que Dirceu não prestou os serviços para os quais foi contratado. “Não tem provas porque esse tipo de consultoria não tem um trabalho físico, como um relatório, a ser apresentado. É um tipo de aconselhamento para a empresa”.”
    Senhores, uma entidade pequenina, sem estrutura, sem pessoal e sem recursos, sempre que realiza qualquer trabalho elabora uma ata, um pequeno relatório, mesmo que seja para guardar informações, deliberações, etc.
    Camargo Correa e assessoria/consultoria de José Dirceu, empresas de porte e negócios envolvendo somas vultosas, não possuírem nada alem dos contratos? Seria muita desorganização, se não fosse sacanagem.
    Ora, aconselhamento verbal, boca a boca, e nada para apresentar as direções, aos sócios? Como guardaram os dados recebidos? Só na cabeça o tempo se encarrega de apagar ou a pessoa morre e tudo vai enterrado. A Camargo não cresceu usando cabeças como arquivos. E assessoria/consultoria alguma também assim age.
    Negócios que envolvem corrupção, sempre apresentam, falhas como esta. Burrice, poderiam ter um relatorzinho qualquer. Certamente existem registros que identificam/identificarão os pagamentos/informações sobre os negócios.
    A inexistência de relatórios e os comprovantes dos pagamentos comprovam tratar-se de negócios inconfessáveis!

  4. A OAB deveria questionar o advogado Zé Dirceu quanto a fazer acordos verbais e sem contratos.

    Isto fere as recomendações da OAB para o publico: ““Nunca assine um contrato sem levar a um advogado especialista.”

  5. Consultorias de Dirceu e palestras de Lulla – todo mundo sabe – são apenas telefonemas dando ordens para a liberação de verbas para empreiteiras e pros Eikes da vida….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *