Continua a debandada e o subsecretário de Política Macroeconômica pede demissão

Subsecretário de Política Macroeconômica Vladimir Kuhl Teles deixa ...

Ao sair, Vladimir Kuhl Teles alegou motivos particulares

Alexandro Martello
G1 — Brasília

O subsecretário de Política Macroeconômica do Ministério da Economia, Vladimir Kuhl Teles, deixou o cargo nesta segunda-feira (17). A saída foi oficializada no “Diário Oficial da União”. Teles era o número dois da Secretaria de Política Econômica do ministério, agora comandada por Adolfo Sachsida.

Ao G1, Vladimir Teles afirmou que a saída foi motivada por razões pessoais. Disse também que voltará para São Paulo, onde é professor da Fundação Getúlio Vargas.

É a Secretaria mais importante do Ministério da Economia e faz previsões para a economia do país, incluindo dados sobre Produto Interno Bruto (PIB) e inflação. Nos últimos meses, a Secretaria também trabalhou nas medidas que liberaram recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) aos trabalhadores.

SAÍDAS DO MINISTÉRIO – Na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou as saídas dos secretários de Desestatização, Salim Mattar, e de Desburocratização, Paulo Uebel.

Na ocasião, Guedes afirmou que houve uma “debandada” na pasta e que os secretários estavam deixando os cargos por divergências sobre a condução de algumas reformas, como a administrativa.

Um dia depois, Salim Mattar disse que havia decidido sair do governo porque não havia se adaptado à “lentidão” e à burocracia” do Estado.

OUTRAS ALTERAÇÕES – Saiba outras mudanças na equipe econômica:

Junho de 2019: Joaquim Levy deixou a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); o posto é ocupado por Gustavo Montezano;

Setembro de 2019: Marcos Cintra deixou a Secretaria da Receita Federal; o cargo é ocupado por José Tostes;

Junho de 2020: Mansueto Almeida deixou a Secretaria do Tesouro; o cargo é ocupado por Bruno Funchal;

Julho de 2020: Rubem Novaes pediu demissão da presidência Banco do Brasil; o governo indicou André Brandão para o cargo.

3 thoughts on “Continua a debandada e o subsecretário de Política Macroeconômica pede demissão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *