Contratação de Moro por consultoria que presta serviços à Odebrecht e OAS gera críticas na web 

Moro vira sócio em consultoria que administra recuperação judicial da Odebrecht e da OAS - Pequenas Empresas Grandes Negócios | Notícias

Sérgio Moro diz que não vai atuar na A&M como advogado 

Filipe Vidon
O Globo

A confirmação de que o ex-ministro Sérgio Moro vai trabalhar em uma empresa de consultoria que presta serviços para os grupos Odebrecht e OAS, ambos alvos da Operação Lava-Jato por pagamento de propina a políticos e empresários, gerou críticas e piadas nas redes sociais. No Twitter, o assunto alçou o nome da construtora aos tópicos mais comentados na manhã desta segunda-feira.

Moro confirmou através de seu perfil na rede que ocuparia o cargo de sócio-diretor na consultoria internacional Alvarez & Marsal. Protagonista da polêmica, tentou se defender no mesmo tuíte em que anunciou a novidade, alegando que não vai advogar para as empresas, e nem atuar em casos com conflitos de interesse.

DISSE MORO –“Ingresso nos quadros da renomada empresa de consultoria internacional Alvarez&Marsal para ajudar as empresas a fazer coisa certa, com políticas de integridade e anticorrupção. Não é advocacia, nem atuarei em casos de potencial conflito de interesses”— Sergio Moro (@SF_Moro) November 30, 2020

No cenário político, nomes da esquerda repercutiram no Twitter o novo emprego de Moro. O deputado Federal José Guimarães (PT-CE) afirmou que Moro era o “símbolo da moralidade lavajatista” e provocou dizendo “ainda tem quem o defenda”. O também deputado Henrique Fontana (PT-RS) acusou o ex-juiz de perseguir o ex-presidente Lula e agora prestar serviços para a Odebrecht: “Moro revela que nunca foi sobre corrupção”, declarou.  

Além dos políticos, muitos internautas se mostraram surpresos pela atitude do ex-juiz, que se tornou sinônimo da Lava-Jato, operação que fez uma devassa nas construtoras e acabou expondo nomes tradicionais da política envolvidos em esquemas de corrupção.

 “Goleiro bom bate o pênalti e defende”, comentou um usuário da plataforma. O cartunista Maurício Ricardo também comentou a polêmica e avaliou que “somos uma daquelas séries de roteiro forçado que a gente larga no segundo episódio”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Antes, quando era juiz federal, Moro era acusado de estar destruindo importantes empresas brasileiras de renome internacional. Agora o acusam de trabalhar para a recuperação dessas mesmas empresas.

Esse factoide de dupla interpretação faz lembrar um ditado árabe celebrizado por Ibrahim Sued: “Os cães ladram e a caravana passa…”. No caso dos políticos perseguidos por Moro, eles ladram porque são ladrões. (C.N.)  

29 thoughts on “Contratação de Moro por consultoria que presta serviços à Odebrecht e OAS gera críticas na web 

  1. Boa tarde, fiquei impressionado com tamanha repercussão à essa contratação. Nas redes sociais só se fala nisso hoje. Os políticos estão apavorados com a hipótese de Moro vir a ser qualquer coisa lá na frente e colocá-los todos no xadrez. Pensaram que Moro ficaria no ostracismo mas continua vivíssimo!

  2. Tal como o super Joaquim Barbosa, Moro está sendo usado para saber como se garantir perante a legislação e tb pq qualquer contato dele com o poder público certamente terá um tratamento diferente.

  3. “Antes, quando era juiz federal, Moro era acusado de estar destruindo importantes empresas brasileiras de renome internacional. Agora o acusam de trabalhar para a recuperação dessas mesmas empresas.” … Pois é, Carlos, quem melhor preparado para ajudar essas empresas a eliminarem seus métodos corruptos na sua governança do que o homem que conseguiu esmiuçá-los profundamente na Lava Jato?
    Quem está criticando o Moro por trabalhar nessa empresa não se informou devidamente sobre o que essa empresa faz e porque as outras a contratam…
    Um abraço do Mano

  4. Não sou pago para defender ninguém, até porque não poderia fazê-lo porque não sou advogado, aliás, não tenho curso superior algum.

    Mas, também não quero ficar lendo comentários que defendam a corrupção, acusam a Lava Jato, odeiam Moro, pelo fato de ter julgado e condenado os ladrões do povo e do erário, a maioria do PT!

    Talvez o mal maior de qualquer blog poderia ser definido pela falta de compromisso com a verdade por parte da maioria dos comentaristas.
    Escrevem sem qualquer conhecimento e noção sobre o que lhes dá na telha, e fica por isso mesmo.

    Se verdade, mentira, boato, zum zum … pouco importa. O negócio foi a publicação caluniosa, difamante, mal escrita porque mal intencionada, ainda mais quando atinge diretamente um personagem tão importante e íntegro, que o Brasil sentiu falta durante muito tempo, que foi um servidor público que se orgulhasse.

    Os comentários desairosos a respeito de Moro tem uma finalidade:
    “Puni-lo” porque tirou Lula da política.
    Portanto, os que lamentam a saída do ladrão e genocida só podem ter o mesmo caráter do condenado, a desonestidade.

    O curioso é que são pessoas que não sabem nada do ex-juiz, e dos processos que passaram pelas suas mãos, mas se arvoram como se participassem da equipe de defesa do petista, e até sabem mais do que esses!

    Dito isso, considero uma demonstração inequívoca de participantes sem propósito, robôs, haja vista a função ser apenas e unicamente depreciar Moro, rebaixá-lo, impedir que continue sendo elogiado e admirado pela população, até porque nada mais comentam.

    Aceito que os frequentadores tenham opiniões contrárias às minhas. Podem não gostar do ex-magistrado, criticá-lo por ter aceito o convite do presidente, e depois pediu as contas quando se viu embretado, agora, mentir, ofender, agredir, insultar, é muito diferente, é má intenção, cujo objetivo é alijar Moro de qualquer ideia de ingressar na política.

    Enfim, eis o povo, inculto e incauto, porém se julga um doutor em … asneiras e besteiras, além do que não tem nada de útil e proveitoso para postar!

        • Desculpa Chico, só cheguei agora, mas sem querer ser profeta ou coisa parecida, vaticinei hoje, logo lá atrás, que a nova situação do ex-juiz Moro, além de ter sido uma bofetada nos corruptos de escol, desencadearia verdadeiro dilúvio de fel das viúvas do Lula e dos fracassados complexados de sempre.

          • Perfeito, Moreno.

            Os lamentos e lágrimas derramadas em favor de um ladrão e genocida causam espécie, surpreendem, ainda mais com evidências tão escandalosas e escancaradas, que só posso atribuir as queixas contra Moro porque interesses pessoais e conveniências outras foram interrompidas.

            Bom dia, parceiro.

    • “Enfim, eis o povo, inculto e incauto, porém”

      Votei no PSDB….sempre.
      Com o acréscimo de ter acreditado na luta contra a corrupção do Aécio.
      Nas última votei no Bozo.
      Hoje, desnudo de erros crassos anteriores, crítico quem possuí ideias distintas.
      Sou um jênio que merece seguidores.

      • ““Enfim, eis o povo, inculto e incauto, porém” …

        Não percebeste o que escrevi ou não entendeste:
        ” … eis o povo …”
        Nós, o povo, incultos e incautos.

        Da mesma forma, votei contra a Dilma e dei o meu voto para Bolsonaro.
        Erramos.

        Quando vamos acertar?

  5. O Moro irá finalmente acabar com a corrupção, ao menos das empresas por ele representadas, pois conhecedor de todos os segredos da LJ e amigo das pessoas certas……pronto.

        • Tsc, tsc, tsc …

          O que importa é Lula ter sido julgado e condenado, assim como vários cúmplices do petista!

          Só não compreendem o diálogo CRIMINOSAMENTE obtido dos celulares de Moro em conversas com um dos procuradores, exatamente quem defende Lula pelos crimes praticados!

          Do lado da Justiça, obrigações e deveres; do lado do PT, roubos, explorações e manipulações contra o povo e país.

          Conceito meio que desequilibrado de justiça, convenhamos!

        • Por favor senhor Jaco, me explique que não entendi, ou eu sou muito obtuso ou senhor falou um disparate.
          Qual o crime ou erro, de um juiz e um promotor à caça de corruptos ladrões da merenda das criancinhas preferirem Fux e Fachim como juízes revisores num tribunal onde tem Gilmar, Toffoli e Lewandoski?
          Me diga, por favor!

  6. Aliás, o presidente do STF quando fez aquele fervoroso discurso em favor da LJ, sabia de antemão dessa notícia?
    Sabemos que nessa história correrá dim dim grosso, GROSSO mesmo.
    Se eu fosse ele e não soubesse desse fato, hoje estaria pistola.
    Se soubesse, bem…..

    • O discurso do presidente do STF em favor da Lava Jato foi discreto.

      Muito pior, inacreditavelmente mais grave, foram as condutas de Mendes e Marco Aurélio contra a operação, e a inveja manifesta de ambos sobre a coragem de Moro!

      Quanto à tua acusação que, “nessa história correrá dim dim grosso …”, considero as palavras como um desabafo pela tristeza demonstrada com o ladrão e genocida alijado da disputa eleitoral, graças ao trabalho hercúleo do ex-magistrado federal!

      Caso houvesse essa possibilidade que alegas – acusação gravíssima de corrupção contra Moro e ao presidente do STF -, por acaso os arqui-inimigos de Moro, Mendes, Marco Aurélio e Lewandowski, deixariam passar a chance de esmagar o ex-juiz federal?
      Ficariam em silêncio?

      A menos que todos os ministros do STF tenham tido participação nesse “dim dim grosso. GROSSO mesmo”, então o silêncio sepulcral sobre esta tua informação/acusação.

      Che, às vezes é salutar pensar antes de escrever.

  7. Moro pode trabalhar onde quiser, afinal de contas é seu direito de cidadão.

    Critico a lava-jato não porque condenou pessoas físicas, mas por ter inviabilizado empresas e empregos, o que países desenvolvidos pragmaticamente não o fazem. E também por ter usado métodos à margem da lei por causa disso.

  8. Vidal, meu conterrâneo,

    A Lava Jato inviabilizou empresas e empregos??!!

    Ou foram seus diretores que, em conluio com parlamentares ladrões e um presidente da República venal e traidor, que as destruíram?

    Moro não fechou construtora alguma;
    o que aconteceu é que tiveram de INDENIZAR o governo pela sonegação de impostos, pois até as suas obrigações com o POVO deixaram de lado.

    De que maneira culpar a Lava Jato, se a operação somente entrou prá valer nesse esquema de roubos, após ter sido detectado o maior golpe da história moderna no mundo??

    E as empresas que quebram e sequer pagam seus funcionários?
    A Lava Jato não foi culpada.
    Bancos não podem falência?
    A Lava Jato não foi culpada.

    Agora, os diretores das construtoras compõem um processo de lesar o Brasil e o povo nunca antes registrado, sendo que havia em cada uma dessas empreiteiras até um gabinete para pagar propinas, culpas a Lava Jato pela destruição que SEUS DIRETORES E MAIORES ACIONISTAS as impuseram??!!

    Mais a mais, meu caro amigo, que tanto Moro agiu à margem da lei?
    Mudou as normas do Código Penal?
    Maculou a Constituição?
    Por que as instâncias superiores à de Moro não corrigiram tais falhas ou não anularam os julgamentos, mesmo depois de ter sido os áudios OBTIDOS CRIMINOSAMENTE pela Intercept??!!

    Che, a meu ver, para pegar ladrão, até que uma que outra lei pode ser deixada de lado, pois o fim é mais importante que os meios, neste caso do PT e das construtoras, que nos deram um prejuízo até hoje incalculável, mas não menos de 500 bilhões de reais ou mais!

    Só a Petrobrás, depois do escândalo ter vindo à tona, desvalorizou suas ações em 90%, lembras??!!
    E as indenizações que a estatal teve de pagar aos acionistas espalhados pelo mundo, em razão do prejuízo?

    Não fosse a Lava Jato (policiais federais e procuradores) e Moro, o PT e asseclas teriam falido com a maior empresa brasileira e a mais valiosa, à época!!!
    Não dou a mínima se Moro agiu em desacordo a certas tecnicidades, pois impediu que amargássemos danos e prejuízos que teriam arrasado até com a economia do país!

    Logo, é evidente o ódio que o ex-juiz recebe da oposição e da situação, haja vista terem sido dados nomes aos bois que carregavam carretas de dinheiro.
    Bolsoraro foi execrável, um traidor, um lesa-pátria, quando tirou Moro da sua brilhante carreira como magistrado para, PROPOSITADAMENTE, meses depois, desincompatibilizar-se com o seu ministro da Justiça, antes um paladino da Justiça, depois alguém que “abandonou” o presidente desta republiqueta!

    Enfim, parceiro, uma questão de análise entre os fatos positivos conquistados pela operação, e as suas “infrações” cometidas aqui e ali.
    Fatos positivos, nota 10.
    Leis “desobedecidas”, nota zero.

    Salve a Lava Jato.
    Salve Moro, orgulho desse país, que hoje está atolado na corrupção de maneira absoluta e vergonhosa, a ponto que a operação não dá conta de prender tantos envolvidos.
    E, aqueles que consegue tirar de circulação, o STF desfaz o trabalho notável praticado!

    Abraço.
    Saúde e paz.

  9. Moreno, meu amigo,

    Qualquer acontecimento de repercussão nacional e internacional como foi a Lava Jato, terá sempre versões a respeito:
    Apoiadores e críticos.

    Nesse espaço entre ambas, situa-se a verdade, justamente no meio do fogo cruzado entre acusação e defesa.

    Vidal tem a dele, óbvio. tenho a minha, claro.
    A verdade indiscutível, apodítica, estocástica, é que tanto ele quanto eu concordamos com o objetivo da operação.
    “Critico a lava-jato não porque condenou pessoas físicas …”
    Condenou pessoas físicas, logo, julgou os criminosos envolvidos e descobertos pela operação.

    No entanto, as nossas versões são diferentes pelo fato de que, na minha concepção, a Lava Jato não prejudicou as empresas que decidiram escolher o crime, abandonando as suas obras, o contrário da ideia de Vidal.

    Agora, observa, parceiro:
    Se ambos concordamos com o objetivo da operação, julgar e condenar os bandidos, torna-se improdutivo e até desmerecedor ao trabalho estupendo levado a efeito pela Lava Jato, que esta tenha incorrido em falhas ou que tenha ignorado detalhes de como proceder a respeito da corrupção!

    Ora bolas, temos de tratar o roubo com luva de pelica, enquanto os ladrões agem de pá e picareta contra nós e o país?
    Essa é a nossa incompatibilidade:
    Enquanto Moro, procuradores e policiais, foram ao jantar vestidos a rigor, os crápulas apareceram de bermudas, chinelos, sem camisa, bêbados, e se servindo da comida com as mãos e bebendo na garrafa!

    Evidentemente que Moro e demais membros da operação arregaçaram as mangas e partiram para o confronto, simples.
    Vou reclamar por que o juiz tirou a gravata e o paletó?
    Que ficasse até pelado, se era para prender os vândalos!

    Essa é a minha versão.
    A verdade, aquela que não paira outras versões, como de Vidal e de outros colegas nossos, é que INJUSTIÇAS não foram cometidas.
    Os presos, julgados e condenados eram culpados!

    Abração.
    Saúde e paz, amigão.

  10. Chico, é esse o argumento que eu cansei de repetir, que a tecnicidade da Lei e a ferramenta de que se valem os advogados expertos e aéticos para explorar o cochilo do promotor ou a suspeição não confessada do juiz. São alguns anos de vivência judiciária e não me considero dos mais desatentos para as nuances da malandragem forense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *