Controle da mídia continua a ser prioridade na pauta petista

Deu em O Tempo

De olho no projeto de regulação da mídia, o PT quer influir na formação do novo governo e atuará para deslocar Ricardo Berzoini para o Ministério das Comunicações. Ele é hoje titular das Relações Institucionais, pasta responsável pela ponte política do Planalto com o Congresso.

O ministro é visto como um bom negociador, mas o PT o prefere numa pasta em que possa tentar fazer avançar o projeto de regulação dos meios de comunicação. A ideia é uma bandeira do partido, mas vem sendo postergada por Dilma Rousseff.

10 thoughts on “Controle da mídia continua a ser prioridade na pauta petista

  1. A quadrilha não desiste de acabar com o único poder do povo que é a imprensa livre. Instrumento fundamental para que o povo tome conhecimento do que acontece na administração pública, como os crimes de agora na Petrobrás por exemplo.

    Perderam na câmara o intento soviético com o decreto 8.243, mas também ainda insistem em plebiscitos para a reforma política, que sabemos do tipo que querem e seus o resultados nefastos, como os da Venezuela, onde a democracia está sufocada.

  2. MINISTRO VENEZUELANO SELA ACORDO COM O MST

    VIROU BADERNA MESMO – Vice-presidente da República Bolivariana da Venezuela durante o governo do finado Hugo Chávez e ministro do Poder Popular para Comunas e Movimentos Sociais, Elías Jaua Milano (na foto de camisa branca), em visita ao Brasil, assinou uma série de acordos nas áreas de treinamento e desenvolvimento de comunidade entre o governo comunista de Nicolás Maduro e o MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA (MST), entidade que sob a bandeira da socialização da terra ignora de forma criminosa o direito à propriedade, tão bem contemplado pela Constituição Federal de 1998.

    Jaua encontrou-se com lideranças do MST e afirmou que os acordos visam aumentar a capacidade de compartilhamento de experiências de formação. “Queremos fortalecer o que é essencial para uma revolução socialista, o que é treinamento, conscientização e organização do povo para defender o que foi alcançado e avançar na construção de uma sociedade socialista”, disse Jaua no Brasil.

    Elías Jaua, um dos mais poderosos e influentes ministros do governo do tiranete Maduro, recentemente envolveu-se em um rumoroso incidente em território brasileiro, mas especificamente no aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos. A babá de Jaua foi detida pelas autoridades aeroportuárias sob a acusação de tráfico internacional de armas. A suposta babá carregava uma maleta com um revólver calibre 38 e munição, mas alegou que a arma pertencia ao ministro.
    A babá foi presa em flagrante pelo crime de tráfico internacional de arma de fogo, com pena de reclusão de 4 a 8 anos, lembrando que o crime em questão é inafiançável. A presa não tem imunidade diplomática, por isso terá de submeter à legislação vigente no Brasil.

    Agora só falta as FARCS virem fazer acordo com o PCC…

    Reportagem Completa:

    http://www.defesanet.com.br/inteligencia/noticia/17261/MST—Acordo-Bolivariano–/

  3. Enquanto essa quadrilha estiver com a chave do cofre na mão, vão continuar tentando de todas maneiras ter o controle sobre a mídia.
    Não devíamos nem estranhar, pois faz parte do programa deles e portanto não vão abandonar a idéia, embora esse programa tenha ficado bastante capenga com a queda do muro de Berlim e o fim da URSS.
    Antes eles tinham à quem se reportar, URSS; desde então estão meio que à ver navios. Em último caso, sobrou o Fidel (neofeudalista), este ícone das liberdades.

  4. É assim que funciona a “nossa” imprensa, vendida, corrupta e que ao contrário de alguns desinformados, é preciso sim, mudar esta vergonha que faz os meios de comunicação, salvo algumas restrições. A lei de Meios ou Medios, deve ser vista como reguladora da democratização da mídia brasileira, como já está acontecendo na Argentina e no Mexico.

    O Globo’ corrige nota que deu origem a boataria na internet

    O jornal O Globo corrigiu nesta quinta-feira uma nota que criou dúvidas indevidas sobre o depoimento que Alberto Youssef prestou à Polícia Federal e ao Ministério Público em 21 de outubro, em seu processo de delação premiada.

    O diário havia afirmado que no dia 22 de outubro, uma quarta-feira, um dos advogados do doleiro pediu para que ele fosse ouvido novamente, para retificar suas declarações. Nessa ocasião, instado pelo defensor, Youssef teria feito a afirmação de que a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, sabiam do bilionário esquema de corrupção na Petrobras. Nesta quinta-feira, depois de ouvir o advogado Antonio Figueiredo Basto, O Globo se retratou. “Não existiu depoimento (de Youssef) na quarta, não existiu retificação, e os advogados não se manifestam”, afirmou Basto ao jornal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *