Convite a Temer para chefiar missão humanitária no Líbano sinaliza nova fase de Bolsonaro

Decisão busca a simpatia da comunidade libanesa no Brasil

Ana Flor
G1

A decisão do presidente Jair Bolsonaro de convidar o ex-presidente Michel Temer para chefiar a missão do Brasil que levará ajuda ao Líbano embute um cálculo político-eleitoral e é sinal da nova figura, inaugurada há cerca de 60 dias pelo presidente da República, menos beligerante.

Distante do Bolsonaro que se elegeu, cujo discurso foi anticorrupção, de mudança e com ataques ao que chamava de “velha política”, a decisão de indicar Temer é um gesto para o mundo político e busca ainda a simpatia da bastante numerosa comunidade libanesa no Brasil. Temer tem origem libanesa.

DIÁLOGOS – A escolha também coloca luz sobre uma relação que vem se desenvolvendo nos últimos meses, de conversas frequentes entre Bolsonaro e Temer. Segundo relatos de pessoas próximas aos dois, o atual presidente se aconselhou com Temer diversas vezes sobre os problemas que enfrenta, como embates com o Judiciário.

Até mesmo a aproximação do Congresso, em especial o Centrão, é tema das conversas dos dois. Temer, que presidiu a Câmara dos Deputados, já foi uma das lideranças do Centrão. Temer responde a processos na Lava Jato do Rio de Janeiro e já teve prisão decretada, posteriormente convertida em medidas preventivas. O ex-presidente pediu à Justiça para viajar e aguarda autorização.

9 thoughts on “Convite a Temer para chefiar missão humanitária no Líbano sinaliza nova fase de Bolsonaro

  1. “Nova fase”, morro de rir. Bolsonaro cai, levanta, tropeça, cai novamente. Dissimulado, engana mais um tempo. Se faz de anjo, fala pouco para evitar trapalhadas. Nova fase de que? Aguardemos novos capítulos dela. Claro, Bolsonaro tenta, no momento, evitar mais atropelos e críticas, diante da situação desagradável do filho senador. Procura não fazer marolas.

  2. WOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOW !!!!!

    Alô, jumentinhos! Venham zurrar !!!! O capim está na mesa!!!

    “Ainnnnnn, mas o Temer é ladrão e fez parte do governo cumunixta da Dilma !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnnn, mas o Temer é ladrão e fez parte do governo cumunixta da Dilma !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

    • EM TEMPO:

      A Nova Política, que foi dormir como pudica tendo o Bezerrinho de Ouro Sergio Morto como estandarte da luta anti-corrupção, acordou abraçadinha com o mensaleiro e ex-presidiário Roberto Jefferson e flertando com o vice de Dilma Rousseff….

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Pausa pra respirar!)

  3. Carlos Marchi (via Facebook)

    Eduardo Bolsonaro entregou a lista de servidores antifascistas feita pelo MJ à Embaixada dos EUA.
    Isso quer dizer que Eduardo Bolsonaro admira mais os EUA do que o Brasil.
    Que, do ponto de vista dele, Eduardo Bolsonaro se preocupa mais em proteger os EUA do que em proteger o Brasil.
    Fica óbvio que, se tiver de escolher entre o Brasil e os EUA, Eduardo Bolsonaro vai escolher os EUA.
    Isto é, Eduardo, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, traiu os interesses do seu país.

  4. Se o “carequinha” parar de pegar no pé do dito cujo, é porque fumaram o cachimbo da paz.
    Tudo volta a ser como sempre foi, e o Paulo Guedes, passa a enfiar a mão cada vez mais fundo, no bolso do contribuinte.
    Nós como a Alice, vivemos no pais das maravilhas.

  5. A indicação de Temer e Skaf, mesmo sendo ideia de algum iluminado do Planalto, já que o Tico e o Teco do Bozo ainda estão de ressaca por causa do Palmera, não deixa de ser positiva para dar uma melhoradinha na imagem do Brasil, que anda bem caidinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *