Corrupção na Petrobras pagou despesas pessoais e até o cabeleireiro de Dilma

 Celso : viagens pagas para Brasília

Cabeleireiro Kamura ganhava R$ 5 mil a cada viagem

Merval Pereira
O Globo

Já existem documentos em posse da Procuradoria-Geral da República que revelam que a presidente afastada, Dilma Rousseff, tinha conhecimento do teor das negociações envolvendo interesses políticos na compra da refinaria de Pasadena, antes da reunião do Conselho de Administração da Petrobras que aprovou o negócio.  Os envolvidos na venda de Pasadena trocavam mensagens em uma rede de e-mails do Gmail que não era rastreável, pois as mensagens ficavam sempre numa nuvem de dados, sem serem enviadas. Numa dessas mensagens, na véspera da reunião decisiva, há a informação de que “a ministra” já estava ciente dos arranjos dos advogados.

Em outras mensagens, há informações sobre pagamentos de itens pessoais da presidente pelo esquema montado na Petrobras, como o cabeleireiro Celso Kamura, que viajava para Brasília às custas do grupo. Cada ida de Kamura custava R$ 5 mil. Há também indicações de que um teleprompter especial foi comprado para Dilma sem ser através de meios oficiais, para escapar da burocracia da aquisição.

UM TIRO NO PÉ DA DEFESA

O pedido do advogado da presidente afastada para incluir no processo do impeachment em curso no Senado os áudios gravados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado é um tiro no pé da defesa, pois amplia o escopo das acusações para incluir a Lava-Jato.

O relator, o tucano Antonio Anastasia, fez um favor a José Eduardo Cardozo recusando o pedido, pois ele poderia fazer com que a bancada do atual governo levasse para o processo gravações de Lula com o mesmo objetivo de cercear as investigações da Lava-Jato.

NOMEAÇÃO DE NAVARRO

Na reunião da comissão do impeachment nesta quinta-feira, essas gravações de Lula já apareceram nos debates e, se o escopo da denúncia fosse ampliado, poderiam entrar as contas de 2014 e as denúncias do ex-senador Delcídio Amaral sobre tentativas da própria Dilma Rousseff de libertar empreiteiros presos.

A nomeação do ministro Marcelo Navarro para o STJ, com o objetivo de libertar Marcelo Odebrecht, foi confirmada pelo próprio empreiteiro nas tratativas para sua delação premiada, dando veracidade ao relato de Delcídio.

Está clara, com a tentativa de anexar aos autos as gravações de Sérgio Machado sobre a Lava-Jato, a vontade de limitar a acusação às pedaladas de 2015 e aos decretos não autorizados pelo Congresso para dificultar a acusação e o desejo de ampliar o raio de ação da defesa para dar ares de verdade à acusação de golpe.

Se o chamado conjunto da obra do governo Dilma entrasse na roda do julgamento, com todas as acusações que estão sendo reveladas agora, não haveria como defender a presidente afastada.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
– Com as revelações de nosso amigo Merval Pereira, lá se vai a imagem de “Soninha Toda Pura”, que Dilma Rousseff tentou assumir nas cenas da política, ao alegar que jamais tinha praticado “malfeitos”, que é como ela costuma denominar atos de corrupção em seu idioma “dilmês”. (C.N.)

8 thoughts on “Corrupção na Petrobras pagou despesas pessoais e até o cabeleireiro de Dilma

  1. NR, Caro Newton, mostra o desespero do PT & Cia, DEUS escreve certo por linhas tortas, assim me ensinava minha avó analfabeta, mais com uma filosofia de vida profunda.
    Que Deus, ilumine a todos os que AMAM O BRASIL e seu POVO, a HONESTIDADE E DIGNIDADE, para passar o BRASIL A LIMPO; o JUIZ MORO E EQUIPES MPF E PF, são exemplos, para o POVO CUMPRIR O DESTINO TRAÇADO DE DEUS, DE SER “CORAÇÃO DO MUNDO E PÁTRIA DO EVANGELHO”, NESTE MUNDO CONTURBADO E MATERIALISTA, PELO DESPREZO DA MENSAGEM DE 2 MIL ANOS O “EVANGELHO” DE JESUS, “CÓDIGO DA VIDA, DETURPADO PELAS SEITAS RELIGIOSAS, QUE NOS MOSTRA UM DEUS JUSTO E MISERICORDIOSO, SOMOS ALMA/ESPÍRITO ETERNAS, RESPONSÁVEIS PELAS NOSSAS OBRAS.
    FAÇAMOS NOSSA PARTE DE AMOR FRATERNO E OREMOS AO CRIADOR PELA NOSSA HUMANIDADE, EM ESPECIAL PELO BRASIL.QUE SEJAMOS O FILHO PRÓDIGO

  2. Tenho o maior respeito pelas análises do jornalista
    Merval Pereira, de quem sou leitor diário.
    Já li este texto duas vezes e , salvo melhor entendimento, nele mora uma contradição.

    Pois se:

    “O pedido do advogado da presidente afastada para incluir no processo do impeachment em curso no Senado os áudios gravados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado,
    FOI UM TIRO NO PÉ DA DEFESA , pois amplia o escopo das acusações para incluir a Lava-Jato

    E se

    “a tentativa de anexar aos autos as gravações de Sérgio Machado sobre a Lava-Jato, deixou clara a vontade de limitar a acusação às pedaladas de 2015 e aos decretos não autorizados pelo Congresso”

    conclui-se que a estratégia do ministro , muito ao contrário , funcionou. Pois ao excluir do processo
    a delação de Sérgio Machado, a comissão do impeachment , exclui também:

    QUALQUER OUTRA PROVA DESFAVORÁVEL À DILMA

    Era exatamente o que o JEC pretendia.De bobo Eduardo Cardozo não tem nada.

    “Se o chamado conjunto da obra do governo Dilma entrasse na roda do julgamento, com todas as acusações que estão sendo reveladas agora, não haveria como defender a presidente afastada”.

    Concordo com o articulista.Só acho muita bobice a gente acreditar que é bobo o nosso adversário.

  3. TRISTE PAPEL DO IMORTAL : alardeia junto c/a
    rede que o emprega, mais uma fofoca contra a pre-
    sidenta incompetente e seus companheiros….. AGORA, QUE A FESTA ACABOU PORQUE NÃO FALA NO INDECOROSO AUMENTO DOS JUÍZES
    QUE AJUDARAM O POVO A ACREDITAR NO QUE
    NÃO FOI GOLPE, E OS NOVOS PARCEIROS TODOS CONIVENTES E COMPROMETIDOS????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *