Criança confunde câmara com uma arma e comove o mundo

Reprodução/Twitter

Ao ver o fotógrafo apontar a câmara, o menino sírio achou que era uma arma

Deu no Yahoo

Uma fotografia postada pela fotógrafa Nadia Abu Shaban em sua conta oficial no Twitter está comovendo o mundo. Na imagem, uma criança de quatro anos levanta as mãos ao confundir a câmera com uma arma de fogo.

Nadia explicou que a imagem não foi feita por ela, mas sim por um profissional que cobre a guerra na Síria. Ela também explica que a reação da criança foi instantânea e automática no momento em que o profissional sacou a câmera para fazer a foto no local.

Após toda a repercussão da imagem, foi divulgado que a foto foi feita em 2012, na Síria, pelo fotojornalista Osman Sağırlı. Diferente do que vinha sendo divulgado nas redes sociais, trata-se de um menino e não de uma menina, à época realmente com quatro anos.

A imagem comovente é retrato do desespero que toma conta da Síria há quase quatro anos. Desde 2011, quando a guerra civil começou no país, na menos do que 7 milhões de pessoas deixaram suas casas e se transformaram em fugitivos. Além disso, 200 mil pessoas já morreram nesse conflito.

6 thoughts on “Criança confunde câmara com uma arma e comove o mundo

  1. Linda a foto ! Linda a criança ! A dureza da Guerra Civil ! A insanidade da espécie humana ! Texto belíssimo ! Parabéns CN pela postagem ! Parabéns Yahoo ! (aproveito para informar que o verbete “Yaho” faz parte do Glossário Teosófico, de Helena Petróvna Blavatsky e refere-se ao Deus Supremo lá na antiga Caldéia – imagino que os fundadores da marca internacional Yahoo devem saber…).

  2. Caro Jornalista

    É triste ver como A MAIOR POTÊNCIA DO MUNDO, detentora da maior tecnologia mundial em todas as áreas, possuidora das melhores universidades mundiais e que inundou o mundo com conhecimentos sobre o Cosmos e sobre o ser humano pode produzir TANTA DOR E TANTA MORTE para aqueles que não rezam pela sua cartilha – e ser indiferente a tudo isso…

    • O Camarada se esquece das ditaduras comunistas? Mais uma para o camarada se lembrar, essas atrocidades tem sido cometidas em nome de uma “religião” que visa destruir tudo que não reze pelo seu Corão, que destrói apenas pelo sadismo. Lembre-se d grande fome da Ucrânia entre 1932 e 1933, não foi provocada pela potência que cego camarada menciona aqui!

  3. Caro Antônio,

    Parece que o senhor não entendeu a minha colocação:
    -As “ditaduras comunistas” eram formadas por pessoas que se julgavam donas da razão e da verdade absoluta e que, por conta dessa suposta supremacia, julgavam-se melhores do que a população e por isso dispensavam a opinião desta;
    -“As atrocidades cometidas em nome de uma “religião” são cometidas por pessoas cegas, fanáticos que abrem mão da vida atual por outra após a morte;
    – Já a “grande fome da Ucrânia entre 1932 e 1933” também foi provocada pela mesma prepotência das ditaduras comunistas, conforme o seu texto.
    Desse lixo de pessoas é de se esperar tudo o que não presta. Inclusive as passadas e as atuais carnificinas.
    O que esperar de cegos (das vistas ou de ideologia)?

    A minha admiração é que os ESTADOS UNIDOS (país que MAIS PRODUZ CIÊNCIA NO MUNDO), ao mesmo tempo que produzem alegria, produzem tristeza; ao mesmo tempo que produzem medicamentos, provocam a dor; ao mesmo tempo que procuram vida em MARTE, destroem as que encontram aqui na terra. Ao mesmo tempo que salvam algumas vidas, matam milhões de outras.

    Abraços.

  4. Prezado Francisco:

    Suas considerações têm total pertinência temática, inclusive seu espanto – o qual peço licença para dividi-lo com você – em relação à lavagem de mãos dos EUA. Essa é uma das imagens mais tristes, mais comoventes que já vi.

  5. Repassando o que recebi hoje = Antonio Rocha.

    Desvendado mistério de foto viral de criança síria que “se rende”

    31/03/201507h14

    Reprodução/Twitter/Nadia AbuShaban

    Foto que viralizou foi tirada pelo fotógrafo turco Osman Sagirli em 2012

    Milhares de pessoas compartilharam a imagem de uma criança síria com as mãos para cima, como se estivesse se entregando, ao confundir a câmera fotográfica com o cano de uma arma.

    Mas quem fez este flagrante?

    A imagem começou a viralizar no Twitter na terça-feira da semana passada, quando foi postada por Nadia Abu Shaban, uma fotógrafa baseada em Gaza.

    A mensagem original foi retuitada mais de 11 mil vezes. “Estou chorando”, “muito triste” e “a humanidade fracassou” foram alguns dos comentários.

    Na sexta-feira, a imagem foi compartilhada no Reddit, onde recebeu mais de 5.000 votos positivos e 1.600 comentários.

    Não demorou para que surgissem acusações de que a foto era falsa. Muitos no Twitter questionaram quem seria o autor da foto e por que a imagem havia sido postada sem crédito.

    Nadia confirmou que não tinha tirado a foto, mas não sabia explicar quem havia feito a imagem.

    No Imgur, um site de compartilhamento de imagens, um usuário pesquisou a origem da fotografia – um clipping de um jornal – e disse que ela era real, mas tirada “por volta de 2012”. A mensagem também nomeou o fotógrafo: o turco Osman Sagirli.

    A BBC conversou com Sagirl, que agora trabalha na Tanzânia, e desvendou o mistério.

    A criança é uma menina, Hudea, de 4 anos. A imagem foi tirada no campo de refugiados de Atmeh na Síria, em dezembro do ano passado. Hudea viajou ao campo – a cerca de 10 km da fronteira turca – com a mãe e dois irmãos, a 150 km da cidade deles, Hama.

    “Eu usei uma lente de telefoto e ela pensou que fosse uma arma”, disse Sagirli.

    “Depois que eu tirei, eu olhei [para a foto] e percebi que ela [a criança] estava assustada, porque ela mordeu os lábios e levantou as mãos. Normalmente, crianças correm, escondem os rostos ou sorriem quando veem uma câmera”, disse.

    Ele diz que fotos de crianças dos campos de refugiados são especialmente reveladoras.

    “Você sabe que há pessoas que foram desalojadas nos campos. Faz mais sentido ver o que elas sofreram através das crianças e não dos adultos. São as crianças que refletem os sentimentos com a inocência que têm.”

    A imagem foi publicada inicialmente no jornal “Türkiye” em janeiro e foi amplamente compartilhada pelas redes sociais em turco, mas só na semana passada se tornou viral em mídias na língua inglesa.

    Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2015/03/31/desvendado-misterio-de-foto-viral-de-crianca-siria-que-se-rende.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *