Cunha desmente Temer e diz que submeteu a ele o parecer de impeachment

Resultado de imagem para temer preocupado

E Temer diz não estar preocupado com Cunha…

Deu em O Globo

Em carta escrita de próprio punho, o ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está preso no Complexo Médico Penal em Curitiba, afirma que o parecer do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi submetido, antes de sua abertura, ao presidente Michel Temer. A íntegra da carta foi publicada pelos jornais “O Estado de S.Paulo” e “Folha de S.Paulo”.

Cunha rebate, assim, entrevista dada pelo presidente Michel Temer à Rede Bandeirantes no último fim de semana, em que negou qualquer influência no pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Segundo Temer, Cunha havia declarado que arquivaria todos os pedidos após parlamentares do PT afirmarem que votariam em favor dele no Conselho de Ética da Câmara. Garantiu, ainda, que na época, chegou a levar essa informação a Dilma, que teria ficado satisfeita com a notícia.

DESMENTIDO – Na carta, Cunha afirma que Temer não disse a verdade sobre o ocorrido num encontro realizado dois dias antes da abertura do processo de afastamento da petista.

“Lamento (…) vir a público desmentir o presidente que assumiu o cargo em decorrência desse processo”, escreveu Cunha, garantindo que submeteu a Temer o parecer do impeachment 48 horas antes da abertura do processo. Segundo o ex-deputado, o “parecer preparado por advogados de confiança mútua, foi debatido e considerado por ele correto do ponto de vista jurídico”.

Cunha também rebateu alegações de Temer na entrevista sobre um encontro com ex-presidente da Odebrecht Engenharia Industrial Márcio Faria da Silva. Em depoimento gravado pela Lava-Jato, Silva disse que o encontro se deu no escritório político de Temer, em Alto de Pinheiros, em São Paulo, em 15 de julho daquele ano. Segundo Silva, Temer comandou reunião de acerto de propina de US$ 40 milhões.

APERTAR AS MÃOS – O deputado Eduardo Cunha, na época me disse: ‘olhe, há uma pessoa que quer colaborar, quer contribuir com o partido, mas ele quer pegar na sua mão, quer cumprimentá-lo.’ E daí, ajustamos um dia que eu estava em São Paulo. Eu até confesso que cheguei um pouco atrasado na reunião, estavam os três já reunidos, e eu me sentei, e lá ele disse: ‘olha, eu queria muito conhecê-lo etc’ … Eu disse: ‘muito obrigado, espero que nós possamos continuar a fazer pelo País’. Não tratamos de absolutamente nenhuma questão de valores, nada disso, porque o objetivo central era este”, disse Temer na entrevista.

Para Cunha, o presidente se “esquivou nos detalhes” sobre o ocorrido. “A referida reunião não foi por mim marcada, embora tivesse tido várias outras reuniões sobre doações marcadas por mim. Nesse caso, o fato é que estava em São Paulo, juntamente com Henrique Alves e almoçamos os três juntos no restaurante Senzala, ao lado do escritório político dele (de Temer) após outra reunião e fomos convidados eu e o Henrique a participar dessa reunião já agendada diretamente com ele”, relatou Cunha, que confirmou, no entanto, que na reunião “não se tratou de valores nem referência a qualquer contrato daquela empresa”.

“A conversa girou sobre a possibilidade de possível doação e não corresponde a verdade o depoimento do executivo”, acrescentou Cunha.

TEMER DESPREOCUPADO – Em entrevista ao SBT na segunda-feira à noite, Temer disse ainda não Temer uma eventual delação de Eduardo Cunha.

“Eu não sei o que ele pretende fazer. Agora o que eu quero dizer é o seguinte: não estou preocupado com o que ele venha a fazer, não é isso absolutamente. Eu espero que ele seja muito feliz, espero que ele se justifique em relação a todos os eventuais problemas que tenha tido, acho que ele foi um deputado, devo dizer, um deputado muito atuante, muito eficiente no exercício da legislatura, mas não sei o que ele vai fazer. Também não tenho que me incomodar com isso”, declarou Temer.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGTemer virou arroz de festa. No desespero, dá entrevistas a toda hora, inclusive no fim de semana. Acaba falando besteiras. Disse não estar preocupado com Eduardo Cunha, o que não é verdade, e levou logo uma traulitada na cabeça, como se dizia antigamente. (C.N.)

4 thoughts on “Cunha desmente Temer e diz que submeteu a ele o parecer de impeachment

  1. Não consigo entender como Moro ainda não mandou prender a Claudia Cruz com tantas provas tangíveis disponíveis nesse caso.

    É muito claro que se ela for presa o Cunha delata.

    O que Moro está esperando então pra prender a mulher do Cunha….

  2. O que esperar dos dois PMDBistas? A verdade certamente nunca vamos saber porque não confiamos em nenhum deles. Ambos buscam escapar do julgamento nacional.
    Hoje temos um homem fraco, sem vigor, sem testosterona na presidência; antes tínhamos uma tresloucada empacotadora de vento. Estamos fritos.

  3. Deviam trazer o jornalista da al jazeera que destruiu FHC para entrevistar este merda. Os jornalistas brasileiros são ou parciais/partidários (defendem este ou aquele e esquecem de fazer sua função) ou burros. O “presidente” dá deixas que jornalista nenhum no mundo deixaria escapar. Mas os nossos afagam este bosta. Gostaria de ver este senhor na frente de um Hélio Fernandes. Seria trucidado. E o Hélio só estaria fazendo sua função de entrevistador. Mas Temer não é burro, não daria entrevista a um jornalista de verdade. Entrevistas apenas para mídia comprada e subserviente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *