Damares Alves deveria ser afastada do Ministério, “a bem do serviço público”

Resultado de imagem para damares alves

Damares se tornou uma espécie de “Dilma” em versão evangélica

Deu no Estadão

O Brasil é o pior país da América do Sul para se criar meninas, afirmou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, em entrevista ao jornalista Reinaldo Azevedo, levada ao ar nesta sexta-feira, 15, pela rádio Jovem Pan, de João Pessoa. “Se eu tivesse que dar um conselho para quem é pai de menina, mãe de menina: foge do Brasil”, afirmou. “Você está no pior país da América do Sul para criar meninas.”

Ela atribuiu o dado a uma pesquisa recebida por sua pasta e explicou que os dados são elevados devido aos casos de abuso sexual.

SUPOSTAS PESQUISAS – “O abuso sexual de meninas no Brasil é uma realidade”, disse. “Estamos com um número absurdo de meninas sendo abusadas.” Novamente citando “pesquisas”, a ministra acrescentou que uma em cada três meninas no País sofrerá algum tipo de abuso até os 18 anos. “É muito”, comentou.

Para a ministra, o problema tem de ser atacado com uma revolução cultural. “Mas uma revolução cultural mesmo, lá na escola. Não adianta eu fazer só repressão. Vamos ter que trabalhar com uma mudança de comportamento no Brasil, de proteção à mulher, de proteção à menina.”

FORA DE CONTEXTO – Questionado, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos informou que Damares não concedeu entrevista à rádio nesta sexta-feira. Por intermédio de sua assessoria de imprensa, a ministra admitiu que falou algo nessa linha durante a campanha, mas em seguida, teria acrescentado que no governo de Jair Bolsonaro isso não seria necessário, pois ele fará do Brasil o melhor país para morar no mundo. Segundo a pasta, a frase está “fora de contexto”.

Na entrevista que foi ao ar, Damares também defendeu o ensino domiciliar, outra bandeira do atual governo. Ela explicou que ele não será obrigatório e poderá beneficiar famílias que vivem em locais mais isolados, que hoje são “processadas” se não colocarem a criança com mais de quatro anos na escola. “O rendimento em casa é muito maior porque 40% do tempo na escola é para gerenciar a sala”, acrescentou.

AZUL E ROSA – Não é a primeira vez que Damares causa polêmica. Logo no início do governo, um vídeo no qual pregava que “meninos vestem azul e meninas vestem rosa” viralizou na internet.

A frase foi citada quinta-feira pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello em seu voto no processo que discute a tipificação do crime de homofobia. No início do ano foi divulgado outro vídeo, antigo, no qual ela afirma que na Holanda especialistas recomendam a masturbação de crianças a partir dos sete meses de idade.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Damares Alves foi nomeada apenas para aumentar o número de mulheres no Ministério, apena isso.  Um gravíssimo erro, porque ela não tem a menor condição de representar as mulheres brasileiras. Sinceramente, a permanência desta senhora no ministério é uma vergonha para as mulheres brasileiras, que de forma alguma podem ser representadas por esse tipo de “liderança”. Por fim, não existe a pesquisa citada por ela de que uma em cada três meninas será abusada. Isso é uma livre criação de sua mente doentia. (C.N.)

15 thoughts on “Damares Alves deveria ser afastada do Ministério, “a bem do serviço público”

  1. Engano seu. Damares tem apoio do Presidente, das mulheres e dos brasileiros de bem. Mulheres e meninas são vítimas de abuso sim!

    Porque a imprensa dá crédito ao setor LGBT e não dá o mesmo crédito a esta questão de abusos e violência contra as meninas?

    A ministra incomoda porque toca na ferida, expõe a hipocrisia brasileira e fala o que a extrema imprensa não gosta e não quer ouvir.

  2. Nunca, na história repúblicana, o Poder Central havia reunido humanóides tão bizarros quanto a atual equipe: uma arca de Noé com as mais diversas espécies de animais pré-históricos.
    E para piorar, pelo andar da carruagem, ou aliás, pelo voar da esquadrilha: parece que Bolsonaro está tramando uma simaquia com o seu homólogo, Donald Trump, para invadirem a Venezuela. -Seria uma fórmula para soerguer a Petrobas, com o petróleo do quinto maior produtor, a Venezuela? Um Povinho conhecido mundialmente como “borra-cueca e amarelão”, para se lançar numa aventura militaresca, teria mesmo de ir a reboque dos belicosos estadunidenses.
    Vai que tudo venha a dar certo, na hora de dividir o produto do assalto (o petróleo), Tio Sam abocanha 95% do total e deixa o sobejo dos 5% para as cobaias brasileiras; já dá para revitalizar a dilapidada Petrobras!
    Ontem recebi vídeos enviados por dois primos meus, residentes próximo à Pacaraima-Roraima, mostrando caças F-5 da Força Aérea Brasileira, executando airshows rasantes.

  3. Tenho a impressão de que aquilo que a ministra Damares diz sobre abuso sexual seria muito bem aceito se fosse dito por alguém de esquerda. O verdadeiro problema de Damares parece ser mais o de ter escolhido a via “errada” para se meter na política, a dos evangélicos de direita. Se estivesse no PT, no PC do B ou no PSOL, as opiniões dela seriam bem aceitas. O negócio é que só as pessoas de esquerda tem autorização (dada por quem? Pela mídia?) para denunciar as mazelas do mundo.

  4. Imediatamente qdo li essa matéria lembrei de Dilma Roussef, que foi ministra de Minas e Energia (sic), depois presidente (sic). Um poste imposto pelo Lula e que só falava asneira, além de ser extremamente arrogante… Sem falar de senadoras e deputadas, estaduais e federais, governadoras e vereadoras. Parece que, a exemplo dos homens, grande parte das mulheres que emergem na política são estranhas à mulher brasileira…

    Porém, começa a mudar! ( penso eu)

  5. Está faltando senso de humor e ironia.
    E sobrando má vontade.
    Quem ouviu tudo o que ela disse, entendeu.
    Mas as pessoas não leem fulano e não escutam cicrano e ficam fechadas em suas seguras redomas.
    A composição deste governo é mesmo atípica. Graças a Deus! (em tempo: somente uma expressão de alívio, não sou religiosa).

  6. “Damares se tornou uma espécie de “Dilma” em versão evangélica”.

    Considerando que o rodapé da foto esteja com a razão, lembro que Dilma ficou seis longos anos a frente da presidência. Assim, por que Damares não pode ficar uns meses?

    ora, o governo é outro, as ideias e as posições também. a maioria da sociedade sabia e continua opiando o governo atual. Aguentamos os governos petistas por 18 anos (Lula-Dila-Temer). Pois que agora aguentem os de Bolsonaro. Os, porque serão dois mandatos!
    Fallavena

    Fallavena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *