Damares fala em reeleição e diz que precisará de “pelo menos 12 anos para cuidar do Brasil”

Plateia conservadora gritava “Damares” e “Aleluia”

Fábio Zanini
Patrícia Campos Mello
Folha

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse neste sábado, dia 12, que o governo conservador de direita de Jair Bolsonaro (PSL) “vai dar tão certo que vamos ficar 4, 8, 12 anos”. “As pessoas me perguntam: ‘Mas Damares, já estão falando em reeleição?’. Sim, estamos precisando de pelo menos 12 anos para cuidar do Brasil”, afirmou ela, no segundo dia da Cpac, conferência conservadora que acontece em São Paulo.

“Nós não vamos mais suportar essa nação ser governada por sanguinários e violadores de direitos, que são a esquerda, e não a direita”, disse. Damares, que foi apresentada pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) como “ministra dos direitos direitos humanos de todos os humanos, não somente dos humanos bandidos”, afirmou que a esquerda está tentando “voltar a usurpar” o poder.

“DAMARES”, “ALELUIA” – “É a alternância do poder, eles estavam no poder, agora somos nós, nos deixem trabalhar, por favor. Se a gente não der certo tirem a gente do poder. Mas vai dar tão certo que vamos ficar 4, 8, 12 anos”, disse a ministra, que foi ovacionada e recebida com gritos de “Damares” e “Aleluia”.

Segundo ela, “a esquerda precisa aceitar isso, porque aceitar dói menos”. Para isso, disse Damares, os conservadores precisam começar imediatamente a se organizar para as próximas eleições. “Temos que ocupar as prefeituras e Câmaras de Vereadores, precisamos sair daqui com essa estratégia pronta.”

JOGO SUJO – Ela alertou, no entanto, que a esquerda não pode ser subestimada, e comparou a oposição ao “cão”. “Nós não podemos subestimar o cão, o mal. Diferentemente de nós, eles jogam sujo, jogam pesado.” Ela elogiou os jovens conservadores, dizendo: “Estou há 24 horas com esse público jovem e ninguém ainda me ofereceu um cigarro de maconha e nenhuma menina introduziu um crucifixo na vagina”.

Damares rebateu críticas do arcebispo dom Orlando Brandes, que criticou neste sábado durante missa em Aparecida (SP) “o dragão do tradicionalismo” e afirmou que “a direita é violenta e injusta”. “Eles devem mesmo estar preocupados, porque somos terrivelmente cristãos”, disse. “E afirmam que somos violentos, mas nós é que reduzimos a violência neste país.”

TUPÃ ELEGEU BOLSONARO –  A ministra denunciou também que “mais de 40 povos indígenas no Brasil ainda matam filhos de mãe solteira, gêmeos ou bebês com deficiência física ou mental” e afirmou que Tupã, deus tupi-guarini, ajudou a eleger Bolsonaro e acabou com isso.

Segundo ela, a esquerda é “hipócrita”, porque não denunciava os assassinatos, afirmando se tratar da cultura indígena — enquanto mostrava fotos de uma bebê indígena que teria sido enterrada viva, e alguém na plateia gritava “assassinos”.

“Isso estava acontecendo no Brasil, mulheres tristes, deprimidas, porque precisam enterrar seus filhos, enterram e não morrem na hora, ficam curumins chorando debaixo da terra”, disse. “E a esquerda no poder dizia que o único direito do índio era a terra, a demarcação.”

SÍNODO – “Tupã ouviu o clamor dos curumins e disse chega! Tupã fez presidente da República um homem que respeita curumim.” Damares rechaçou críticas da Igreja Católica à violações de direitos dos indígenas no Brasil, feitas durante o Sínodo da Amazônia, reunião liderada pelo papa Francisco no Vaticano. “Estão lá no sínodo dizendo que violamos direitos dos índios. Este governo veio para garantir os direitos para todos.”

29 thoughts on “Damares fala em reeleição e diz que precisará de “pelo menos 12 anos para cuidar do Brasil”

  1. Eu pensei que a dona Damares tivesse a ajuda divina para resolver nossos problemas. Se na sua infância Jesus subiu no pé de goiaba para socorrê-la, justo seria ajudá-la agora novamente. Melhor para nós seria que ela mexesse os pauszinhos com o divino para eleger o Moro ou o Witzel em 2022 – pra quem fez o mundo em 6 dias essa é uma tarefa fácil.
    Bolsonaro não tem nada de religioso, ele está só enganando o povo crente para tirar vantagens – uma prova é que ele quer fazer do filho hamburgueiro embaixador, quando o divino prega humildade: “nao junteis tesouros na terra onde a traça e a ferrugem tudo consomem e onde os ladrões minam e roubam” Amém.

    • Usar crentes, via pastores vendilhões do templo, virou moda na politicalha partidária do sistema podre, com prazo de validade vencido há muito tempo. Prefeitos e vereadores já fazem isso há muito tempo, via “pastores” cooptados pelos mesmos, os obrigam seus fiéis a votarem neles, sob pena de serem excomungados e enxotados da igreja caso traiam seus pastores. O esquema evoluiu para o âmbito nacional, e não é à toa o volume e crescimento vertiginoso de igrejas evangélicas, tipo neocomitês partidário-eleitorais, “isentos”. Seguiram as pegadas dos sindicatos, dos quartéis…, entre muitas outras instituições, tb aparelhadas. O sistema bichou geral. Faz tempo que a política do país está operando nas raias da demência, falta a banda sadia acordar, se é que ainda existe banda sadia nisso.

  2. Não há pior religião que a política. E aqui, como se vê acima, seus crentes se manifestarem atacando uma crente de uma religião cristã.
    De qualquer modo, todos são infantis, embora os da religião política já se mostraram violentos conforme está registrado na história.

    Eu não tenho religião nenhuma e muito menos acredito nesse deus de que falam por aí. Como cético, não estou preocupado se existe outro.

    • Mario Jr.,
      a Danares pode ser crente, pode ser o que ela quiser. Mas, segundo a nossa Constituição, somo um estado laico. A ministra usar a religião para atingir objetivos políticos será a coisa correta?
      A religião, está certo, desempenhou um papel importante na historia do homem, para o bem e para o mal. Mas ajudou o homem a chegar até aqui.
      Eu acredito no Deus de Spinoza.

      • Ninguém está usando a religião para governar. Isto de acusar a ministra disto é para destruir de reputação, que é uma prática sistemática e obrigatória de crentes da religião socialista.

          • Nietzsche: “O socialismo é uma religião que veio para substituir as antigas”

            “O socialismo é o fantasioso irmão mais jovem do quase decrépito despotismo, do qual quer herdar; suas aspirações, são, portanto, no sentido mais profundo, reacionárias. Pois ele deseja uma plenitude de poder estatal como só a teve alguma vez o despotismo, e até mesmo supera todo o passado por aspirar ao aniquilamento formal do indivíduo: o qual lhe aparece como um injustificado luxo da natureza e deve ser transformado e melhorado por ele em um órgão da comunidade adequado a seus fins.

            Em virtude de seu parentesco, ele aparece sempre na proximidade de todos os excessivos desdobramentos de potência, como o antigo socialista típico, Platão, na corte do tirano siciliano: ele deseja (e propicia sob certas cirscunstâncias) o Estado ditatorial cesáreo deste século, porque, como foi dito, quer ser seu herdeiro.

            Mas mesmo essa herança não bastaria para seus fins, ele precisa de mais servil submissão de todos os cidadãos ao Estado incondicionado como nunca existiu algo igual; e como nem sequer pode contar mais com a antiga piedade religiosa para com o Estado, mas antes, sem querer, tem de trabalhar constantemente por sua eliminação – a saber, porque trabalha pela eliminação de todos os Estados vigentes -, só pode ter esperança de existência, aqui e ali, por tempos curtos, através do extremo terrorismo.

            Por isso prepara-se em surdina para dominar pelo pavor e inculca nas massas semicultas a palavra ‘justiça’ como um prego na cabeça, para despojá-las totalmente de seu entendimento (depois que esse entendimento já sofreu muito através da semicultura) e criar nelas, para o mau jogo que devem jogar, uma boa consciência.

            O socialismo pode servir para ensinar, bem brutal e impositivamente, o perigo de todos os acúmulos de poder estatal e, nessa medida, infundir desconfiança diante do próprio Estado.
            Quando sua voz rouca se junta ao grito de guerra ‘o máximo possível de Estado’, este, em um primeiro momento, se torna mais ruidoso que nunca. Porém logo irrompe também o oposto, com força ainda maior: ‘o mínimo possível de Estado’.

            (Friedrich Nietzsche, “Humano, demasiado humano”)

          • Mario Jr.,
            mas no Brasil não aconteceu o socialismo, nem de longe.
            Vejo que confundes o desejo de um capitalismo um pouco mais social e com democracia, com o socialismo experimentado por algumas nações (na verdade foram ditaduras).
            Dizias que não te informavas por mídias, livros, etc., agora citas Nietzsche para responder à minha pergunta. Muito bem, mas esse filósofo criticava tudo, socialismo, liberalismo, etc… Seu sonho de humanidade era o além-homem..

          • O socialismo como religião que é, com sua promessa de paraíso aqui mesmo neste planeta, não aconteceu em lugar nenhum do mundo.

            Seu problema amigo é que despreza os resultados de uma proposta . Com isso vc comete equívocos no seu julgamento delas.

            Voce , como todo bom religioso do socialismo, se perde em suas teorias e não consegue mais enxergar que elas na prática são outras.

          • Mario Jr.,
            “Seu problema amigo é que despreza os resultados de uma proposta . Com isso vc comete equívocos no seu julgamento delas.

            Voce , como todo bom religioso do socialismo, se perde em suas teorias e não consegue mais enxergar que elas na prática são outras.”

            não entendi nada do que quiseste dizer.
            Qual proposta? Que resultados?

          • Resultados de um século de poder político no planeta em vários países.
            É pelos resultados deles no campo econômico e social que se devem avaliar aquilo que neles foram empregados administrativamente.

            Quando se é um crente do socialismo, ignora-se esta premissa fundamental para concluir qual é o caminho menos nocivo que um país deve trilhar.

          • “Resultados de um século de poder político no planeta em vários países.
            É pelos resultados deles no campo econômico e social que se devem avaliar aquilo que neles foram empregados administrativamente.

            Quando se é um crente do socialismo, ignora-se esta premissa fundamental para concluir qual é o caminho menos nocivo que um país deve trilhar.”

            Mario Jr.,
            realmente és hilário. Falas de coisas que nem sabes direito o que são.
            Acho que nem sabes o que quer dizer socialismo, capitalismo e outras ideologias. Já falei que o melhor sistema até hoje criado foi o capitalismo, mas esse tem várias formas, O que me agrada é um capitalismo que não esqueça do social. Isso para ti é socialismo? Acho que a tua resposta pelo que já li é um sim. Então, meu caro reveja teus conceitos, eles estão errados. A não ser que insistas em dizer que só tu estás certo e o resto errado.
            Aí, então, prá que discutir?
            Que dirias se teu paradigma de economia, os EUA, gastam mais no social que o Brasil?

          • Capitalismo só existe um, o da produção e emprego. Sem isso é fantasia de quem não conhece a realidade do mercado.
            Aliás, quando se mete esse tal socialismo no meio da economia, a produção não acontece, pois com esses delírios, ninguém é bobo de investir.
            É o que acontece em países contaminados por essa distorção do capitalismo, que é o tal socialismo, como o Brasil, com seu excesso de impostos, obrigações trabalhistas e mais dezenas de outros restrições e por está na 150ª posição no interesse mundial de se investir aqui.
            A Ford Caminhões foi embora do Brasil, porque, entre outros problemas de custo deste país, ainda tinha mais de 2000 ações trabalhistas contra ela, ao contrário das dezenas de suas fábricas no resto do mundo em que nunca teve esse problema.

    • Mário, assino, de Cristã não tem nada, como religião politica tem tudo, é explorar a ignorância com o medo do inferno, que não existe, bispo Macedo não nos deixa mentir.

      • Isto é o que vc aprendeu e eu também, mas nesse nível não vejo ninguém mais falando isso a não ser os malandros evangélicos. Tem também os malandros católicos que agora também se bandearam para o marxismo, prometendo o céu aqui na terra, como já se praticou muito nos país comunistas e que levou seus povos para o inferno aqui mesmo na terra.

    • Caro Eliel, Direitos humanos!?!? onde andas, faço parte a muitos anos de Conselhos, em minha Cidade, o que vejo é uma hipocrisia das “ortoridades”, para uma politica de “Direitos humanos”. Os Conselhos, que tem por finalidade o “Controle Social”, ficam em situação difícil, pela paridade de 50% de Sociedade civil e Governo, a hipocrisia:”Controle Social”pela omissão das Autoridades Superiores Fiscalizadoras do cumprimento da Legislação. Independente dos Conselhos, como Cidadão consciente levo denuncias fundamentadas, aos MPs e TCs, CGU, seu Conselho passou a ter 60%, para aprovar os “Direitos da Sociedade” Federais e Estaduais. Governo não é Sociedade Civil!!! Finalizo com Gandhi: Todo Governo é hipócrita”. Que Deus nos ajude.

    • “Gospel Prime” e “Gospel Mais”, são 2 sites suspeitíssimos de se ter informações.

      Na maioria das vezes não colocam fontes para aquilo que divulgam, e quando colocam geralmente é de sites traduzidos de fundamentalistas americanos que também não colocam fontes daquilo que divulgam.

    • Protestantes é o único grupo religioso que se gaba de ser destaque de alguma coisa.

      Pessoas de vários grupos religiosos já ganharam Prêmios Nobel da Paz, mas não vejo nenhum se gabar disso.

      Não vejo ganhadores de Prêmios Nobel da Paz católicos, budistas, muçulmanos, ou outro grupo religioso querer aparecer por ter ganho esse prêmio. Os único vaidosos são sempre os fundamentalistas protestantes…

  3. Como já escrevi lá em cima, eu não tenho religião e nem me preocupo se Deus existe ou não.

    O que interessa é a situação resultante de um cultura na atualidade.

    Os EUA foram criados numa cultura cristã, que se sabe, baseia no amor e na caridade segundo ideário do Cristo. Da modificação interior das pessoas para se tornarem melhores e assim deixarem de lado suas preferências pessoais quando estiverem à frente de uma instituição pública.
    Não é um país perfeito, mas é onde o povo se deu melhor. Ou é fantasia a vontade de milhões de outros países viverem lá?

    Já, pela ideologia da outra religião, a nefasta socialista, a nossa natureza não interessa. Tem que mudar as instituições para uma ditadura, a tal do proletariado ou, quando não uma ditadura descarada, regulamentar de tal maneira a economia e a liberdade que, no fim das contas só dá pobreza e até miséria, como aqui mesmo no Brasil.
    Enfim, querem enquadrar o ser humano num sistema repressivo, achando que assim ele vai melhorar.

  4. Impressionante, a ministra dos costumes é a “pouca vergonha”, literalmente…
    Precisa de um chá de semancol fortíssimo!
    Banho de ervas em Salvador, uma chuva de coco de urubu, talvez funcione….
    Dito popular: “sartá para lá vaca véia”!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *