Datafolha leva Dilma a rever bases estaduais, a partir de So Paulo

Pedro do Coutto

A primeira rodada da srie de pesquisas a serem realizadas pelo Datafolha em articulao com a Rede Globo, objeto de reportagem de Ricardo Mendona publicada na Folha de So Paulo, vem acentuar a necessidade de a presidente Dilma Rousseff rever suas alianas estaduais a partir de So Paulo, maior colgio eleitoral do pas, representando vinte por cento dos votos. Em primeiro lugar ficou ntida uma tendncia para a realizao de segundo turno entre ela e Acio Neves, portanto uma diferena de 44 a 40 pontos, o que acentua um estreitamento que acrescenta emoo campanha.

Estreitamento porque, no primeiro turno, o Datafolha destaca 36% para a atual presidente contra 20 pontos atribudos ao senador Acio Neves e apenas 8 para Eduardo Campos. Uma diferena de 16 degraus da primeira para a segunda colocao. Essa diferena, na simulao de tendncias, cai para somente 4 pontos. Logo, enquanto ela avana oito escalas, passando de 36 para 44, Acio Nevers salta de 20 para 40%. Exatamente o dobro. Substitudo Acio por Eduardo Campos, Dilma registra 45 sobre 38. Como o ex-governador de Pernambuco est muito mais fraco que Acio (perde de 20 a 8), proporcionalmente sobe mais do que ele.

OPOSIO UNIDA

O que significa tal processo? Um impulso bastante sensvel de as oposies se unirem na hiptese de uma segunda convocao s urnas. Este, portanto, um fato que deve constituir em preocupao para a presidente no quadro geral. Da mesma forma que reduzir o nvel do desemprego no plano social, pois o Datafolha destacou, de forma indireta, ser esta, como natural, a maior preocupao dos eleitores.

Alm desses aspectos, existe um outro, envolvendo a necessidade de uma reviso das bases estaduais, a partir de So Paulo. Porque em So Paulo, enquanto Geraldo Alckmim alcana 54% das intenes de voto e comeou a transferir prestgio para Acio Neves, Alexandre Padilha, candidato do PT, registra somente 4 pontos e apresenta uma rejeio de 26 contra si. No meio, Paulo Skaf (PMDB) assinala 16 pontos a favor de sua candidatura.

Assim, Alexandre Padilha revelou-se basicamente invivel, devendo partir dele inclusive a iniciativa de retirar-se da disputa para facilitar a recomposio de Dilma no estado. Sua presena nas urnas impede o crescimento da candidatura presidencial exatamente onde se torna mais importante.

TRINGULO DAS BERMUDAS

preciso levar em conta que So Paulo, Minas e Rio de Janeiro, somados, significam praticamente a metade do eleitorado brasileiro. Assim, a dificuldade paulista torna-se ameaa campanha de qualquer candidatura.

Portanto, as articulaes regionais so extremamente importantes, sobretudo em funo da proximidade entre Dilma Rousseff e Acio Neves, os candidatos que ocupam as posies mais fortes. Vejam s os leitores como so as coisas: embora possa vencer no primeiro turno, a presidente da Repblica v reduzir-se a margem de sua vantagem se houver seguindo turno. Um dado que precisa ser considerado para o contedo, o rumo e o ritmo de sua campanha. Sobretudo porque as engrenagens do poder esto em suas mos, no nas mos de Acio Neves.

 

8 thoughts on “Datafolha leva Dilma a rever bases estaduais, a partir de So Paulo

  1. A filipona, tcnica do time de terceira diviso, no consegue ganhar nem empatar nenhum campeonato. Perde feio no PIB por anos seguidos.
    Primeiro trimestre de 2014, China 7,5% x Brasil 0,5%.
    Chile 4% x Brasil 0,5%.
    Bolivia 5% x Brasil 0,5%.
    Nossa sorte se o dlar desvalorizar mais at o final do ano seremos a terceira ou quarta economia mundial!

  2. O comentarista enxergou o bvio, e at parece que deseja mostrar o caminho, simplificando a sua execuo, para chegar ao resultado positivo. S que falta combinar com os “russos”. mais fcil a oposio chegar ao oitavo gol do que essa organizao criminosa fazer o segundo gol. Nesse campo de reorganizar-se politicamente, significa mais mentiras, mais trapaas, mais “mensalo”, mais cargos, mais desvios de dinheiro e mais burrice na conduo do governo. No vai adiantar nada. A petralhada conseguiu explicitar a sua idiotice e incompetncia. E, de burro ladro, a populao bem informada e que realmente constri o Brasil, j est cheia. Podem articular vontade. Quanto mais tentarem, mais perdero votos. E, talvez, o Acio ganhe no primeiro turno.

  3. “MEGA-SOLUO SIM, OPOSICO NO. VC NO A MAME. MEGA-SOLUO, EVOLUO, O NOME DA MUDANA DE VERDADE PELA QUAL O POVO BRASILEIRO,QUE VIROU LEO, CONTINUA RUGINDO NAS RUAS E NAS PESQUISAS. Mega-Soluo sim, oposio no, o recado claro, objetivo e direto das ruas e das pesquisas. Portanto, na moral, a oposio no leva, e, por conseguinte, o PSDEMB, agregados e CIA no voltam ao comando do poder central da repblica, mas nem pintados de ouro, e nem transformando a situao no Monstro do Lago Ness, ou da Lagoa Rodrigo de Freitas que o Cony v todos os dias da janela do seu AP (e que continue vendo por muitos anos), em que pese o poder de fogo e a forao de barra, at temerria, de alguns setores da mdia que, infelizmente, j chegaram s raiais da loucura contra a situao e o prprio pas em prol dos seus pupilos, aprontando toda sorte de malabarismos e contorcionismos em favor dos mesmos que, em tudo e por tudo, so comprovadamente piores do que aqueles cujos lugares esto querendo tomar, na cara dura, moda penetras temporais, querendo ser os reis do camarote, sem justa causa, sem bom senso, sem projeto novo e alternativo populao apreciar e julgar nas urnas, quase que fora, sendo nesse contexto at pattico o editorial de hoje do jornal FSP, sob o ttulo A fora da rejeio, tentando na mo grande puxar as brasas para as sardinhas dos seus, porm com o desfecho contraditrio que desmente todo o seu contedo e prova o acerto da nossa missiva acima sobre os fatos, a saber: Em suma, mesmo que os oposicionistas ainda no tenham conseguido entusiasmar o eleitorado, parece cada vez mais slida a fatia dos que, acima de tudo, pretendem negar um segundo mandato a Dilma Rousseff. E, a bem da verdade, na moral, jamais os oposicionistas conseguiro entusiasmar o eleitorado isento, porque, a partir do meio poltico que sabe das coisas, passando pelo meio do povo que enxerga e sente as coisas, representam apenas favas contadas, bilhetes j corridos, bananeiras que j deram os seus cachos, farinhas do mesmo saco, na qual, todos sabemos, face ao adiantado da hora, no vale a pena apostar as nossas ltimas fichas, porque, na melhor das hipteses, seriam apenas mais dos mesmos, piorados. Mudanas de verdade: srias, estruturais e profundas, isso que o povo brasileiro est querendo, e disso que o veio gosta, e que, evidncia, passam ao largo da oposico do quanto pior, melhor, que assim agindo tornou-se invivel e at nefasta para um pas cujo povo que, em Junho de 2013, conseguiu ouvir o canto da Cotovia, quer e necessita, isto sim, encontrar-se com a Mega-Soluo. HMM-RPL-PNBC-ME, Saudao. “

Deixe um comentário para Lucas Leonel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.