De repente, apareceram “donos” do movimento das ruas

Carlos Newton

Era só o que faltava. De repente, começaram a aparecer “donos” do movimento das ruas. É claro que a iniciativa partiu de alguém ou de alguma instituição, mas nem interessa de onde veio, o que importa são as suas conseqüências.

É certo que não existe uma coordenação nacional do Movimento Passe Livre, que funciona isoladamente em cada cidade. Em São Paulo, por exemplo, a campanha não teve influência dos partidos de esquerda (PSOL, PSTU, PCO e PCB), que atuaram em outras cidades, como no Rio de Janeiro, no início do movimento. Por isso, foi fácil levantar as manifestações na capital paulista.

O comentarista gaúcho Leandro Almeida chama nossa atenção para um erro da mídia e diz que as primeiras manifestações não ocorreram em São Paulo, mas em Porto Alegre, onde houve negociação e as reivindicações já foram atendidas pelo prefeito José Fortunatti (PDT).

O certo é que, mesmo que em algumas cidades tenha sido criado por alguns partidos políticos, o movimento rapidamente se libertou deles e cresceu por si próprio, através do Facebook, esta é a realidade.

Agora, é preciso pensar em suas consequências. É isso que precisa ser analisado. Para onde estamos caminhando e a quem interessa a radicalização?

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

11 thoughts on “De repente, apareceram “donos” do movimento das ruas

  1. Infelizmente, como sempre a farsa vai substituir a realidade do corpo, que é a única verdade que existe, pois as manifestações refletem o que o povo sente na pele. Na carne. A exploração dos impostos socialistas, sem socialismo para este mesmo povo e, a corrupção com as mentiras de sempre dos governantes, como as declarações de Dilma ontem. A velha e boa ladainha enganadora de sempre, enquanto os governantes vivem as delícias do poder. E pior, com a arrogância de se acharem defensores dos negros, mulheres, gays e oprimidos de modo geral, pois se encobrem nas falsidades das falsas-moral das ideologias de bandeiras vermelha. Essa mesma que coloca o povo de Cuba a ganhar 20 dólares por mês, mas com suas forças armadas ganhando 5 vezes mais para calar a voz desse povo escravizado por seu “salvador”.
    Enfim, cuidado com as bandeiras vermelhas da salvação. Dilma já empunha uma há décadas.
    Ainda agora no congresso esse pessoal da bandeira vermelha está querendo fazer mais uma das suas: aprovar a PEC 37, para não deixar o ministério público investigar crimes de ocupantes do poder, como as que condenou os bandidos do PT.

  2. O grito das ruas, levou o Senador, Cristovam Buarque, a refletir no Senado da República até mesmo sobre o possível fim dos partidos. ” Sem partidos, sem partidos, sem partidos…” Esse é um dos gritos que ecoaram das massas, nas ruas do Brasil, urbi et orbi. E é daí que começaram a se tornar irtos os cabelos até do fiofó do continuismo da mesmice partidário-eleitoral, principalmente dos reis dos fla-flus que há cerca de 20 anos convém a PTMDB-agregados e PSDEMB-agregados, revezados no poder, quer seja como situação, quer seja como oposição. Daí a gritaria uníssona e desesperada dos mesmos: “impossível democracia sem partidos, pois isso é ditadura”. O gollpismo-ditatorial, por seu turno, esfrega as mãos, lambe os beiços e delira: “chegou a nossa vez outra vez”. Todavia, daí surge a Mega-Solução, a RPL, e argumenta aos mesmos: peraí, se eu sou obrigado a votar no candidato que vocês nos impõe como meu representante, em sendo eu o titular do direito de escolha, eu posso optar por outro método mais democrático de escolha do meu representante, como, p. ex., um concurso público padrão, que expresse Meritocracia Eleitoral, e que não me deixe com remorso de ter votado enganado em bandido imposto por caciquias partidárias”. E daí vem a pergunta que não quer se calar, o que de fato é anti-democrático: ser obrigado a votar em candidato imposto a todos por meia dúzia de gatos pingados, quase sempre com segundas intenções, ou ser livre para, caso queira, competir com todos eles em condições de igualdade pelos meus próprios méritos ? Eis a questão. Contudo, a Meritocracia Eleitoral não propõe o fim dos partidos, mas, isto sim, a reciclagem, a quebra do monopólio eleitoral dos mesmos, com a extensão do direito de participação de todos, em condições de igualdade, independentes de filiação partidária.

  3. Ainda bem que alguns lúcidos analistas já estão percebendo isso. Os brasileiros de bem já estavam reservando as críticas há muito tempo. A maioria silenciosa despertou do sono em seu berço, que já não é esplêndido. Esses moleques do MPL, estimulados pelos petralhas, iniciaram um movimento destinado a prejudicar o governo de São Paulo, com o projeto de colocar lá o Eduardo José Garboso. Aliás, o Garboso até fez comentários explicitando essa intenção. Só que o tiro saiu pela culatra. Os meninos teleguiados, que até então afirmavam que o único objetivo era o custo do transporte, então declararam que estavam deixando as manifestações, porque já haviam conseguido a redução no preço do transporte. Claro que essa foi uma jogada para ver se as manifestações iriam parar. Como são idiotizados esses meninos do Garboso. Mas, nós, o povo trabalhador e honesto, que estamos cansados de tanta roubalheira e de ver os petralhas se tornarem o governo do crime organizado, até agradecemos o MPL, por nos mostrar como fazer. Podem voltar ao movimento. Nós não temos liderança e rechaçaremos qualquer tentativa de nos vincular a partidos políticos. Vocês não são donos do movimento. Vocês nunca terão a nossa procuração para nos representar. Vocês, agora, são apenas um grupo de menininhos e menininhas que nos ajudarão a protestar contra esse governo e esses politiqueiros que roubam o povo brasileiro. Por isso dizemos a vocês, criançada do MPL, VEM PRÁ RUA! VEM PRÁ RUA! VEM PRÁ RUA!

  4. Movimento passe livre é uma fraude forjada pelos políticos é mídia não tem domínio sobre as massas tem conceito esquerdista vazio sem conhecimento técnico econômico!! Quer reforma agraria e Urbana conceito populista ultrapassado!! É o tiro que saiu pela culatra!

  5. Ué, só não entendi as consequências; se for a radicalidade cometida por grupos anarquistas avulsos(?), aí sim! Pelo menos é o que se vê e lê na mídia…
    Olcimar19:31
    CidadedeNiteróiRJ
    OanodaSerpentedeÁgua

  6. Esta insatisfação me leva a recordar um episódio ocorrido comigo na Praça XV, Rio de Janeiro.
    Estávamos diante de oficiais da PM, montados em seus cavalos. Um deles gritou para nós, os manifestantes: “Baderneiros!!!” Aproximei-me ainda mais e gritei: “Não! Nós somos é brasileiros!”
    Um oficial desceu do cavalo e aprontou-se para me dar um soco, sendo porém impedido por um outro. A razão da manifestação era a privatização de estatais brasileiras, que estavam sendo vendidas para uma gigante francesa em condições nefastas para nós. Na hora do fechamento do negócio, descobriram que faltavam US$300 milhões para tudo se concretizar. Foi quando o BNDES emprestou esta soma para o Grupo francês e tudo se consumou.
    No dia seguinte, os jornais franceses publicaram: “Estranho país, o Brasil. Empresta-nos dinheiro para comprar o que lhe pertence”.
    A Tribuna da Imprensa publicou tudo e o Helio detalhou a incrível operação. Naquela ocasião, a gritaria dos estudantes nas ruas foi intensa, mas … de nada adiantou.
    Veio o governo do Lixo Inato Lula da Selva e … tudo permaneceu na mesma, embora o PT tivesse se posicionado contra Fernando Henrique Cardoso com toda a veemência (claro). Aquela oposição revelou-se, logo depois, uma farsa, como vemos.
    Todos eles, todos eles, todos eles, formam uma mesma e sempre atuante quadrilha. Hoje … o chefe da Máfia é o Lixo. Amanhã será Aécio, ou Marina ou Campos ou um outro que acenará com a bandeira de sempre, propondo isso … aquilo … e irá formando a sua maravilhosa nova gangue. Ou … o Lixo retornará ou … continuará confiando a pseudo chefia da famiglia a Dilma.
    A Renovolução proposta por Helio foi colocada, e muitas vezes. Ninguém ou quase ninguém dela quis saber. Agora … estamos apenas aguardando a chegada dos novos salvadores da Pátria. No momento, estão à espreita. Não vejo, porém, como retirar do povo a voz desta insatisfação. Mas … tudo ainda está muito obscuro.

  7. “Vocês me conhecem” é uma palavra ao vento. Ela é tão incompetente que na hora h. foi a Sampa se reunir com o ebrio 51 e o marqueteiro Santana.Que presidenta é essa? Nada do que ela prometeu vai acontecer. E por outro lado, também não acredito que estas passeatas deem em alguma coisa.Em poucas semanas tudo estará esquecido e a dona presidenta vai se dedicar ao seu passatempo preferido – “A RE-ELEIÇÃO’ porque ela só pensa naquilo.0 único impecilho é o ébrio 51 que está doido para pegar esta rapadura de volta. Êle precisa de holofotes e de imunidade – em vista das demandas judiciais que perambulam por ahí.

  8. Uma coisa eh certa, o MPL foi apenas a fagulha que precisavamos. Prefiro que eles fiquem de fora, pois esta luta eh do povo enao apenas por 20 centavos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *