Decisão de Moraes sinaliza que o impeachment de Bolsonaro já é uma realidade

TRIBUNA DA INTERNET | Bolsonaro vai descumprir “regra de ouro” e ...

Charge do Aroeira (Portal O Dia/RJ)

Carlos Newton

É impressionante como avança o impeachment de Jair Bolsonaro, que se encarrega pessoalmente de inflar as velas do processo, ao atribuir sua derrocada política à Imprensa, ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal, não necessariamente nesta ordem. É impressionante sua imaturidade política, sempre imersa nas mais estranhas teorias conspiratórias, alimentadas pelos filhos, que se orientam com aquele guru virginiano, que nem mesmo com a experiência de astrólogo conseguiu entender que a Terra é redonda, assim como os demais planetas e seus satélites.

A cabeça de Bolsonaro, porém, é absolutamente quadrada. Mesmo assim, ele conseguiu se transformar num extraordinário fenômeno político, ao vencer uma eleição presidencial praticamente sem dinheiro, sem horário no rádio e TV e sem partido político sustentável.

TODAS AS CONDIÇÕES – Com a confiança e o apoio dos militares, Jair Bolsonaro tinha todas as condições para fazer um grande governo. Mas desde o início foi uma tragédia, não somente na política interna, mas também na externa.

Atirou-se vergonhosamente aos pés do presidente norte-americano Donald Trump e do primeiro-ministro israelense Benjamin Netaniahu, ao mesmo tempo em que criava graves problemas com Venezuela, Argentina, China, França, Alemanha e países árabes em geral.

Investido em uma soberba inexpugnável, aos poucos foi perdendo importantes aliados, como Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e Dias Toffoli, que chegaram a fechar com ele um falso pacto federativo, cujo objetivo era inviabilizar a Lava Jato, garantir a impunidade das elites empresarias e políticas, que incluíam os três filhos rachadistas.

NO MELHOR DOS MUNDOS – O pacto funcionou, os ministros do Supremo e suas mulheres, assim como os filhos de Bolsonaro e as elites políticas e empresariais, todos ficaram blindados contra investigações do Coaf, o famoso Pacote Anticrime do ministro Sérgio Moro foi desidratado no Congresso, enquanto o Supremo acabava com a prisão após segunda instância, libertando Lula da Silva, José Dirceu e o resto da gang. Tudo ia bem, Bolsonaro estava vivendo no melhor dos mundos imaginado por Voltaire.

De repente, porém, prevaleceu uma expressão bíblica dos Eclesiastes – “Vanitas vanitatum et omnia vanitas” (Vaidade das vaidades, tudo é vaidade), e Bolsonaro virou o jogo. Afinal, por que dividir o poder, se poderia exercê-lo sozinho?

A essa altura, Bolsonaro já tinha se livrado do inoportuno PSL e estava criando seu próprio partido, tendo rompido com vários políticos que o apoiaram na eleição. Mas o pior foi ir se isolando, ao prestigiar manifestações contra o Congresso e o Supremo, para demonstrar que não precisava de mais ninguém.

DELÍRIO ISOLACIONISTA – Insuflado pelo puxa-saquismo familiar e institucional que hoje caracteriza o Planalto, entrou num delírio isolacionista, a partir do princípio de que minha caneta é mais importante do que a tua, uma tremenda ilusão que já não existe na política desde os tempos do Barão de Montesquieu (1689-1755), vejam como Bolsonaro e seus conselheiros são verdadeiramente tapados, como se dizia antigamente.

Foi se incompatibilizando com os antigos aliados e passou a alimentar a esperança de ser aclamado pelo povo e pelas Forças Armadas como Bolsonaro primeiro e único, sem perceber que o povo não tem poder algum e os militares já não o apoiam mais como antigamente, muito pelo contrário.

Com a demissão do ministro Sérgio Moro, o castelo está prestes a desmoronar. A liminar acolhida pelo relator Alexandre de Moraes é clara. Indica que Moro saiu porque não aceitou obstrução da Justiça, um dos piores crimes de responsabilidade. O próprio Bolsonaro, ao responder a Moro, já tinha confessado sua pretensão, que tentou concretizar ao nomear um amigo dos filhos para dirigir a Polícia Federal. É o começo do fim.

###
P.S. –
Com abundância de provas em grande número de pedidos já apresentados à Câmara e também ao Supremo, o impeachment de Bolsonaro deve ser rápido e rasteiro, bem mais fácil do que o afastamento de Dilma Rousseff. No caso do Supremo, caso o tribunal decida que houve crime de responsabilidade, ficará muito facilitado o processo de impeachment na Câmara. (C.N.)

28 thoughts on “Decisão de Moraes sinaliza que o impeachment de Bolsonaro já é uma realidade

  1. Impressionante este articulista, assim que pode haver IMPEACHMENT sem apoio de PODER DO POVO É AS FORÇAS ARMADAS??? Claro que no papel tudo é possível, mais a história será escrita pelo POVO que na sua maioria ELEGEU e continua apoiando BOLSONAR e claro também com o apoio das FORÇAS ARMADAS onde a trairagem se paga com a vida no mesmo campi de batalha.
    Impressionante, assim que se “desfazer de antigos aliados” Maia, Alcolumbre, Toffoli, etc.(bando de corruptos) e traidores que elegeram-se no seu prestígio foi erro?? Assim que o traidor que disse em fevereiro que Bolsonaro não interferia na PF e agora que “de boca” sem provas acusa tem credibilidade? Só na cabeça tresloucada de quem não é de bem. A história ainda será escrita, digam e provém que o Presidente é Corrupto e aí o POVO BRASILEIRO tirará ele do poder. CN, A HISTÓRIA ESTA SENDO ESCRITA PELO POVO BRASILEIRO E AS FORCAS ARMADAS. Ainda não viste como com pandemia e risco de vida o POVO BRASILEIRO vai as ruas apoiar o PRESIDENTE???

  2. Bolsonaro vai ser salvo provisoriamente do impeachment pela crise da pandemia.
    O pedido de impeachment tem por base 8 crimes cometido pelo presidente. Não é pouca coisa.
    Bolsonaro teve a maioria dos votos de pessoas que não tinham nenhuma admiração por ele, mas votaram nele, como votaria em qualquer um para o PT não voltar ao governo. Se somarmos os votos do Haddad, os nulos (como o meu) e os que não foram votar, ultrapassam os votos recebidos
    pelo Bolsonaro.
    Essa história de quem é contra o Bolsoanro é comunista, teve validade para implantações de ditaduras nos países da América Latina, hoje perdeu a validade, haja vista que as pessoas estão mais esclarecidas politicamente

    • Esta matemática da soma dos votos é idiota por uma simples razão. Todas as eleições presidenciais foram assim.
      Lula em 2002 teve 52.793.364 em um universo de 115.254.113 eleitores. Logo 62.460.749 NÃO VOTARAM EM LULA!
      Que fique documentado na TI que este raciocínio é pegadinha de malandro, que vivem repetindo como mantra! Fakenews verificada!

  3. Carlos Newton, seu artigo, para mim, representa um alerta.

    Ao ler o artigo fui tomado por pensamentos comparativos. Comparei o comportamento da família de D. Pedro II na época do Império com o comportamento da família de Bolsonaro em nossa atualidade “republicana”…

    E os militares tiraram D. Pedro II do poder …

    • Amigo Celso Serra,

      É uma tristeza ser comentarista político no Brasil de hoje. Saber o potencial que o país tem, o que poderia ser e o que é na realidade, graças a uma classe política vazia e sem espírito público.

      E ainda se dizem nacionalistas.

      Abs.

      CN

  4. Infelizmente CN debandou para o lado negro da força e como nos filmes, o bandido sempre perde no final. Lamentável CN. Porque vc não pede mais a saída de Maia, Alcolumbre, membros do STF, etc… Porque?

    • Porque estão todos juntos num tal de Acordão suprapartidário, juramentado em um almoço de domingo na casa do Maia (veja na internet). Depois daquele almoço tudo ficou mais fácil para todos os políticos enrolados com a justiça e tudo piorou para as propostas do Moro. Só cego de espírito não enxerga. Bem, tem também os que enxergam mas de má fé…
      Simples assim.

  5. CN,
    Sou nacionalista por educação, formação, militar e civil.
    Ser nacionalista não é apanágio de militar ou de civil.
    É de raiz, de nascença.
    Há, e haverá erros.
    Muito mais acertos do que erros.
    O que não se deve, em wishful thinking, é querer justificar a decisão deste outro juiz de m…, do famigerado stf, crápulas na maioria, sabendo que não há respaldo legal.
    As Forças Armadas estão atentas.
    Ilegalidade é a do crápula, A. Moraes.

  6. “Abundância de provas” para o impeachment?
    Poderia elencar alguma, Carlos Newton? Uma só, dentre tanta “abundância”?
    Ao menos uma, Carlos Newton.
    Seus leitores merecem saber.
    Grato desde já pela atenção.

  7. O problema da opinião, principalmente no “jornalismo” brasileiro, é que ela se fundamenta descaradamente na torcida por um dos lados do seu transmissor. Fatos concretos, que podem trazer consequências relevantes para a história não existem nelas.

  8. Não considero Bolsonaro um fenômeno político por sua eleição para presidência. Até o famoso macaco Tião a venceria se tivesse a mesma postura contundente e agressiva que Bolsonaro demonstrou desde o primeiro momento contra a roubalheira desenfreada que a gestão PT/PMDB praticou em nosso país, somadas a insuportável política do “politicamente correto”.

  9. Não entendo como os militares deram um atestado de sanidade ao então candidato Bolsonaro sabendo quem ele é. Como muitos brasileiros eu também votei por engano no minúsculo candidato. Mas atribuo parte do meu erro aos militares que dele se acercaram.
    Nunca, nunca mesmo!, pensei que o nosso presidente fosse tão vil ao ponto de ofender a menina Greta Thunberge que campanha em defesa do meio ambiente. Ela doou 100 mil dolares que arrecadou á ONU, e o que o presidente tem feito pelo meio ambiente? Receitou fazermos menos cocô!

  10. Ontem, Bolsonaro chamou a atenção do $TF para a independência entre os poderes, para o respeito a constituíao, na frente do presidente oficial Dias Toffoli e do presidente de verdade, Gilmar Mendes. Hoje, bateu de frente com o Alexandre Moraes, foi direto, sem mandar recado.

  11. Bill Clinton lá atrás já nos ensinava que o que vale mesmo é a economia.
    Emílio Médici, com o seu regime duro, surfava na boa fase da economia. Já Figueiredo, pagou o pato da crise econômica.
    Lula (mensalão,petrolão) surfou na boa fase. A pobre Dilma (crise), por muito menos, foi demitida.
    Quem vai determinar o futuro de Bolsonaro, será o resultado das equações de Guedes.

  12. Com ou sem Bolsonaro o Brasil vai continuar capengando às margens da civilização.
    Enquanto a gula por poder do judiciário não for contida,
    enquanto os salários nababescos da elite estatal não for rebaixado,
    enquanto não for reduzido o número de deputados e vereadores,
    enquanto as nomeações de conselheiros e outros inúteis não forem modificadas acabando com os apadrinhamentos,
    continuaremos com 60 ou mais milhões de invisíveis perambulando atrás de comida pelas ruas e estradas. Como acontece agora.
    O resto é conversa dentro de bolha.

  13. A TI ultimamente deixou de ser um blog com várias postagens diárias, para se transformar em passatempo para os seguidores de Bolsonaro, radicais e fanáticos.

    O objetivo não é somente criticar os dois editores, Newton e Copelli, mas depreciar a imagem de ambos, menosprezar o trabalho que dá manter um blog com essa qualidade, acusá-los de comunismo, em consequência, tendenciosos!

    Ridículo, para dizer o mínimo;
    muita falta de criatividade, exatamente conforme o amo e senhor com relação à pandemia;
    tremenda falta de consideração, educação e respeito, por aqueles que se esforçam para nos entregar um incomparável espaço democrático.

  14. José Augusto;
    Concordo com você.
    Custo com Folha de Pagamento (número de Funcionários vezes o Salário Médio) é prioridade em qualquer empresa. A empresa brasil não deu atenção pra este item. Por isto, faliu.

    • Se fala muito na social democracia nórdica, mas ninguém lembra que lá a distância entre o salário do presidente e o do atendente de lanchonete é 5 ou 6 vezes no máximo. Um deputado ganha menos do que o dobro do que ganha um professor do ensino fundamental na Suécia.
      Isto é distribuir melhor a renda. Mas aqui a mídia jamais comentou em seus telejornais.

  15. Data vênia caro CN, depois que o boçalnaro se aliou ao que há de pior na nossa política, Ao Centrão. A possibilidade do impeachment é menor do que a Argentina não dar um novo calote.. Mesmo “ofendendo” a suprema corte a coisa dará em nada, tudo graças ao toma lá dá cá que voltou com tudo. E o tal “inquérito” também vai dar em nada, o Moro prova tudo o que disse e, fica o dito pelo não dito. Não haverá vencidos nem vencedores.

  16. Os juristas do pais também estão em quarentena, afinal alguém pode me dizer quais os crimes as leis e as provas contra o bozo? ou é só o u coçando de vontade disso acontecer?

    infelizmente de 4 a TITITI continua.

  17. Um recado duro e definitivo..Nenhum Cidadão de Farda,, seja da Terra, Mar e Ar, que são de Origem Comandados por Caxias, Tamandaré e Eduardo Gomes, tem ou terão medo de enfrentar “Filhotes Juristas de Merda Subordinados Comandados por LULA,PT,PCC,PCB,PSOL,REDE e Orcrims Traidoras e Ladrões da Pátria” !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *