Deixar Sergio Cabral solto seria uma afronta, argumentou o juiz Sergio Moro

Resultado de imagem para rosângela wolff de quadros moro

Juiz Moro levou em conta a situação do Estado do Rio

José Carlos Werneck

Seria uma “afronta” deixar em liberdade os investigados usufruindo do produto milionário de seus crimes”, enquanto a população do Rio sofre com a “notória situação de ruína das contas públicas”. “Por conta de gestão governamental aparentemente comprometida por corrupção e inépcia, impõe-se à população daquele Estado tamanhos sacrifícios, com aumentos de tributos e corte de salários e de investimentos públicos e sociais. Uma versão criminosa de governantes ricos e governados pobres”.

Foi esta a magistral assertiva do juiz Sergio Moro, no despacho em que decretou a prisão de Sergio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro.

A grave crise econômica vivida pelo estado sensibilizou o magistrado ao assinar os mandados de prisão contra o ex-governador e seus ex-assessores, na 37ª fase da Operação Lava Jato. Sergio Moro destacou, também, os indícios de que os investigados estariam tentando destruir provas e esconder recursos ilícitos.

PACOTE DE MALDADES – governador Luiz Fernando Pezão, aliado de Cabral, enfrenta grandes resistências para aprovar na Assembleia Legislativa um esdrúxulo pacote de arrocho para tentar reequilibrar as finanças do falido estado que “administra”.

Quarta-feira, pela segunda vez em menos de trinta dias, o centro da capital fluminense foi cenário de confrontos entre o Batalhão de Choque da Polícia Militar e servidores públicos de diversas categorias que protestavam contra as descabidas propostas do governador Pezão.

16 thoughts on “Deixar Sergio Cabral solto seria uma afronta, argumentou o juiz Sergio Moro

  1. http://saladeimprensa.ibge.gov.br/noticias?view=noticia&id=1&busca=1&idnoticia=3308 … Informa que em 25 próximo sairão as Contas Regionais 2010_2014 … Em que saberemos tecnicamente se foram acertados os incentivos fiscais … Quanto ao de que acusam Cabral, Lula etc etc etc acompanho … Porém, respeito tudo que é feito pelas Instituições, que nós do PMDB promulgamos sob a proteção de Deus em 1988 … Para a defesa do regime democrático por nós implantado … Abr.

  2. Usando a lógica pura e fria: quer dizer que se o Rio estivesse vivendo momentos de pujança econômica e financeira, Sérgio Cabralzinho Filhinho (HF) não seria preso, não é isso ? E por quê só depois das eleições ? Sempre agrada porque neste mundo tem bobo pra tudo.

  3. Pingback: Deixar Sérgio Cabral solto seria uma afronta, argumentou o juiz Sérgio Moro – Debates Culturais

  4. Felizmente, esta podridão veio a tona após a operação lava jato, caso contrário continuaria a roubalheira desenfreada, eles levando vida de nababo e o povo levando nabo, era um verdadeiro festival de roubalheira, o povo está vendo o FIM, se Deus quiser, da IMPUNIDADE neste país, o Brasil é maior do que estes ladrões de colarinho branco e Deus proteja este homem que não se intimida, Sérgio Moro.

  5. A cada momento Sergio Moro impressiona mais e mais aos brasileiros, tão cansados de décadas de “mais do mesmo” e de conformismo, inclusive por parte do judiciário.

    Mesmo que eventualmente cometa mínimos equívocos, Moro só desagrada aos que temem ser atingidos pela onde de moralização que cresce neste Brasil, sendo irradiada principalmente pelo trabalho da Lava Jato.

    Mas não somente dela, pois de outros pontos já partem nobres iniciativas para mudar este país.

  6. -Não é estranho:
    “Seria uma “afronta” deixar em liberdade os investigados usufruindo do produto milionário de seus crimes”, enquanto a população do Rio sofre com a “notória situação de ruína das contas públicas”.”
    -Quer dizer que, mesmo sendo criminosos, se tivessem deixando algum dinheiro para a população, eles não precisariam ser presos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *