Depois de ter chegado ao poder pela conciliação, Lula agora busca “inimigos”

Imagem relacionada

Estratégia de Lula agora é incentivar confronto

José Casado
O Globo

 “O senhor tem inimigos?” — quis saber o historiador Emil Ludwig. “Devo ter, mas não tão fortes que não possa torná-los amigos”, respondeu.

“E amigos?”

“Claro que os tenho, mas não tão firmes que não venham a se tornar inimigos” — replicou Getúlio Vargas em conversa reproduzida pelo escritor Lira Neto.

Acostumado a se perfilar como último herdeiro político de Vargas, Lula escolheu caminho inverso: agora reivindica inimigos, depois de 36 anos apresentando-se em palanques como candidato da conciliação e, no governo, como mediador de conflitos.

INSULTOS – Gastou a semana passada exaurindo-se entre insultos às legiões deles nas praças públicas de cidades do Sul. Inclusive em São Borja (RS), onde a família Vargas o impediu de fazer um comício à beira do mausoléu do caudilho que uniu o estado, irradiava respeito e cujo senso de dignidade do poder era reconhecido até pelos adversários. Em Chapecó (SC), irado com ovos, advertiu a oposição: “A gente vai dar é porrada se não respeitar a gente.” A primeira vítima, claro, foi um jornalista.

Segunda-feira, em Porto Alegre, no julgamento de sua apelação, revelou-se que Lula registrou no tribunal federal como “inimigo” o juiz Sérgio Moro, por condená-lo em crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

EM CURITIBA – Agora faz escala em Curitiba, onde pela primeira vez discursou como candidato, sem saber a qual cargo concorreria (pouco depois entrou na disputa pelo governo de São Paulo, e perdeu). Naquele março de 1982, Lula desfilou precedido de uma banda até o palanque improvisado na área da Boca Maldita, no centro da cidade. Ali estreou o figurino de líder da conciliação, agora carbonizado.

Hoje o mundo de Lula estará diferente: poderá continuar se proclamando candidato à Presidência, mas sabe que sua inelegibilidade está configurada, porque a lei eleitoral impede a candidatura de condenados com sentença transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado. Ainda pode recorrer, com base na Lei da Ficha Limpa — aprovada sob aplausos do PT —, para tentar se manter no páreo pelo menos até o fim do calvário judicial.

O tribunal confirmou, também, autorização de prisão, para cumprimento em regime fechado da pena de 12 anos e um mês de prisão, além de multa superior a R$ 1 milhão com correção monetária. O salvo-conduto dado pelo Supremo impede a detenção até quarta-feira da semana que vem, quando deve concluir o julgamento do seu habeas corpus.

33 RECURSOS… – O desfecho do caso Lula é imprevisível. Porque, além do nome na capa do processo, a rotina no Judiciário é a da rediscussão de processos encerrados ou transitados em julgado. O Supremo mantém abertas 33 “portas” para recursos — informa a FGV Direito.

No Superior Tribunal de Justiça, ao qual Lula deverá recorrer, há uma coletânea de clássicos com mais de dez anos de sucessivos recursos. Um deles tem sumário (“ementa”), onde se lê: “EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO AGRAVO REGIMENTAL NA PETIÇÃO NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO.”

55 thoughts on “Depois de ter chegado ao poder pela conciliação, Lula agora busca “inimigos”

  1. Merval Pereira

    A evolução dos processos contra o ex-presidente Lula está demonstrando sua formidável resiliência política, e como acertou na estratégia de manter a disputa jurídica sem abrir mão de sua candidatura presidencial. Ele entende com profundidade o espírito de nosso sistema político-jurídico.

      • kkkk…Paulo2, querido amigo, em qual país você está??? Você acha que mora num país sério??? Onde as leis são cumpridas à risca??? Tenho certeza que se você mora no Brasil, saberá que o Lula não será preso e muito menos impedido de ser candidato, pois vai ficar esse embargo daqui e embargo de lá, e o Lula (graças ao bolsa família) será presidente por mais 8 anos. A população (por sua inércia), merece isso, infelizmente.

  2. A Instabilidade no sistema da Tribuna da Internet continua.

    Acredito em 2 hipóteses:

    Ataque de demanda DDoS ou problema no provedor.

    Grandes provedores são problemáticos, por vezes “forçam” o aumento de demanda contratada e/ou não dão a devida importância aos clientes.

    Sugiro um provedor de menor porte “tipo” RJNET e outros.

  3. O jornal Folha de São Paulo publicou nesta quarta-feira 28 de março análise de que o atentado contra Lula “infla” o que chamou de “tese de caçada antidemocrática” ao ex-presidente. Para esse jornal, o Brasil e o mundo vão achar que querem matar ou prender Lula para que ele não volte a governar o país.

    • E o que interessa ao povo de verdade o que pensa ou deixa de pensar essa corja que acha que manda no País? As organizações Globo assistiram caladas a caravana do absurdo percorrer a três Estados da federação. Enquanto lula e seus asseclas percorriam as estradas federais, comiam, bebiam, dormiam e levavam relhadas e ovadas, nem uma palavra. Bastou algum gênio da maldade resolver alvejar a tiros a comitiva brancaleonica, onde o boa vida julgado, sentenciado, prestes a ser preso, candidato desqualificado ao novo desgoverno federal não se encontrava, por só viajar de jatinho ou helicóptero fretado, para que jornais e televisão da rede saíssem da letargia e passassem a disparar sua metralhadora giratória de desconfiança sobre os adversários malvados e reacionários dos petralhas. Tudo com o aval das mais altas autoridades da rés-pública.

  4. Mídia estrangeira dá destaque para o atentado a tiros contra caravana de Lula

    Jornais estrangeiros começam a dar enfâse ao atentado a tiros contra ônibus da caravana de Lula, enquanto a mídia nacional ou faz “pouco caso” ou diz que “o PT falou”… a mídia estrangeira dá destaque ao atentado contra o ex-presidente, como um ato criminoso de opositores. Veja o resumo de três jornais sobre o atentado a Lula.

    O jornal argentino Página 12, afirma que o atentado a tiros contra o ônibus do ex-presidente Lula, mostra o clima de guerra e intolerância política que vive o Brasil, onde dez dias atrás foi assassinada a vereadora Marielle Franco do PSOL, o jornal destaca que esse é o atentado mais grave depois de uma série de agressões de grupos conservadores a caravana de Lula. O jornal também afirmou que mesmo com ameaças de violência e confrontos por parte de grupos e milícias de direita, a caravana de Lula não teve escolta policial em alguns pontos.

    (…)

    O jornal argentino também informou que o Estado do Paraná foi o único que negou escolta policial para acompanhar a caravana por todo seu percurso e também destacou a “atitude passiva” de policiais que deixaram manifestantes jogarem ovos e pedras no ônibus e na coletiva.

    (…)

    O jornal The New York Times também deu destaque e comentou sobre o atentado a tiros sofrido contra ônibus da caravana do ex-presidente Lula, destacando que o ônibus da caravana teria sido alvejado na passagem de Quedas do Iguaçu para Laranjeiras do Sul. Que os passageiros do ônibus ouviram durante o trajeto o som das balas e que uma perícia e investigação irão averiguar o fato.

    (…)

    O jornal francês Le Monde, entrou em contato com um dos que estavam presentes no ônibus atingido por tiros hoje, o jornalista que estava no ônibus, relatou horrorizado o clima de insegurança e como as balas foram disparada ao longo da estrada no trajeto até Laranjeiras do Sul.

    Segundo o jornal francês, Lula antes de ser alvo de tiros, falou que iria recriar Ministério da Agricultura Familiar e legalizar terras de quilombolas, fortalecer a pequena agricultura, isso soou como provocação a latifundiários da região, segundo apurou o jornal francês.

    (…)

    Outro ponto que o jornal francês informou foi que o Estado do Paraná não forneceu escolta policial integral ao ex-presidente Lula e sua caravana. E o jornal também fala de um possível confronto que pode explodir em Curitiba entre simpatizantes de Lula e de Bolsonaro.

  5. “No Superior Tribunal de Justiça, ao qual Lula deverá recorrer, há uma coletânea de clássicos com mais de dez anos de sucessivos recursos. Um deles tem sumário (“ementa”), onde se lê: “EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO AGRAVO REGIMENTAL NA PETIÇÃO NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO.” ”

    -Como a enrolação é para beneficiar bandidos, todos os letrados desses tribunais acham a coisa mais normal do mundo.

  6. Sempre que a corda aperta contra o petismo, surge um atentado contra a organização criminosa. Essa lógica se deu em 2015, quando o Instituto Lula foi “atacado” a tiros. Por coincidência não havia uma câmera de segurança, nenhuma testemunha ou segurança no momento que pudesse identificar os autores dos disparos.

    Bom, hoje foi a vez da caravana de Lula ser “atacada”. Os supostos disparos aconteceram em um trecho entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul (PR). Dois ônibus foram atingidos. Justamente neste momento não havia escolta policial.

    É estranho que isso tenha acontecido justamente no momento em que Lula e seus lacaios levam chicotes no lombo e ovos na cara. Já foi dito que a impunidade de Lula despertaria o caos, mas sabemos que não é exatamente fácil obter armas (não para o pacato cidadão). Também sabemos que não é essa a dinâmica de manifestantes políticos. Então o que houve?

    Não se sabe. As autoridades devem investigar. É muito estranho que isso aconteça após os petistas pedirem reforço na segurança de modo tão histérico. Quando os tiros foram disparados contra o Instituto Lula, a história desapareceu dos noticiários tão logo foi publicada (de tão ridícula que era). Vamos ver agora o que acontece. Não sou perito, mas pelo que vi as características são as mesmas. Considerando que o PT falsifica até água, será melhor para todo mundo se o caso for apurado até as últimas consequências.

  7. Mais uma fraude petista. Lula nem estava no ônibus, como pode ser atentado? Se houve, se, o nome chama-se tentativa de homicídio, e foi contra as pessoas que estavam dentro. Se.

  8. Já foi dito aqui, na TI, que o PT chegaria em uma fase onde somente o confronto, a luta entre compatriotas manteria a sua sobrevivência.

    A rejeição de Lula na Região Sul foi absoluta, que impressionou o país.

    E esta reação se deu porque era exatamente desta forma que o PT sempre agiu;
    era desse jeito que a quadrilha de petistas sempre ensaiou, através de seus parlamentares, administrações, divulgações de sua ideologia;
    era assim que Lula e seus cúmplices ansiavam para deixar claro que a “direita fascista” os repele!

    Ladrão, genocida, assim como o bando de criminosos que lidera, bastava alguém se insurgir contra o PT que era rotulado de fascista, contrário à democracia, e uma infinidade de outras baboseiras.

    Pois as cartas estão na mesa.

    As possibilidades de o ladrão e genocida ser candidato estão na mente dos ministros do STF, que não somente podem impedir que seja preso o meliante, como decidirem mediante um recurso com base neste, que foi aceito pelos magistrados comprometidos politicamente com a quadrilha petista, a liberação de sua candidatura!

    Mais uma vez o Brasil e seu povo que esperem, que aguardem as decisões, que fiquem parados aguardando que o Supremo se reúna mais uma vez e decida sobre o futuro desta nação.

    Afinal das contas, se, para alguns, o grupo era tido como semideuses, certamente no entendimento de Suas Excelências elas são o próprio Deus!

  9. Os tiros no ônibus da caravana do lula são PERFEITAMENTE redondos. É impossível um tiro acertar um veículo em movimento e deixar um furo simétrico e redondinho. Para ficar redondo o veículo tem que obrigatoriedade estar PARADO.
    Só se o STF anulou as leis da física…

  10. Lula comparar-se a Getúlio usando frases ditas por ele é uma canalice. Lula foi “cevado” pelos militares para combater os sindicalistas ligados ao trabalhismo. Nas marchas da “Família com Deus pela Liberdade” organizadas pelo padre Peiton da CIA, contra Jango, lá estava Lula com cinqüenta sindicalistas. Lula foi mandado pelos militares em 1972/73 para fazer curso de sindicalismo na Jonh Hopkins University, EEUU para ser o líder sindical a se contrapor a Brizola e alguns sindicalistas que voltariam de 15 anos de exílio. Sempre foi peão do general Golbery do Couto e Silva e sempre falou mal de Getúlio. Agora como um impostor quer comparar-se a Getúlio. Se Lula vivesse 1.000 anos não chegaria nem aos pés de Getúlio.

  11. Prezado Antonio Santos Aquino,
    Seu comentário conta a verdadeira história do acesso do Lula na política.
    Lula sempre foi um impostor, cacarejava para esquerda, mas colocava os ovos para a direita, como disse o Brizola.

  12. Interessante e curiosamente, a esquerda teve a vereadora do Psol assassinada e, ontem, a quadrilha petista alega que o ônibus onde se encontrava o ladrão e genocida Lula teria sido alvo de atentados a tiros!

    O comportamento desta esquerda nacional, ladra, corrupta, incompetente e vagabunda, me autoriza que eu raciocine o que eu quiser sobre essas duas questões, até mesmo que foi a própria esquerda a autora do crime e desse atentado!

    Dessa gentalha podemos esperar a conduta mais hedionda possível, pois mesmo sendo reconhecidos ladrões que visitaram a Região Sul e foram expulsos na caravana do chefe da quadrilha, depois do que fizeram com as estatais, fundos de pensão, BNDES, obras da Copa e Olimpíadas, Empréstimos Consignados, mensalão, um tiro muito estranho no ônibus não seria nenhuma surpresa.

    Evidentemente haveria como intenção primordial a queda da esquerda, situação que esse pessoal jamais vai concordar.

    E, se observarmos com mais atenção, os exageros nas declarações a respeito da “direita fascista”, esses ânimos estão se acirrando através de parlamentares que jogam a população contra ela mesma.

    Enfim, para aqueles que tanto se esforçaram para que o Brasil fosse dividido, ei-lo.

Deixe uma resposta para Vilas Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *