Depósitos para Flávio atingem a imagem de Bolsonaro e prejudicam seu governo

Resultado de imagem para coaf charges

Charge do Duke (dukechargista.com.br)

Bruno Boghossian
Folha

O novelo ainda começava a se desenrolar, em dezembro, quando Jair Bolsonaro decidiu fazer uma aposta alta. “Se algo estiver errado comigo, com meu filho, com o Queiroz, que paguemos a conta”, disse o presidente eleito. “Dói no coração da gente? Dói, porque nossa maior bandeira é o combate à corrupção.”

O escândalo provocado pela movimentação de dinheiro no gabinete de Flávio Bolsonaro cresceu de uma dor desconfortável no peito para um ataque cardíaco grave.

IMAGEM DESTRUÍDA – Os pagamentos feitos na conta do filho do presidente, revelados pelo Jornal Nacional, atravessam o discurso moral da família e arrastam consigo a imagem de todo o governo. Assim como o PT sofreu com o mensalão após ostentar a bandeira da ética por décadas, o bolsonarismo corre um risco considerável.

Em junho de 2017, Flávio recebeu um salário de R$ 18.768 como deputado estadual. Naquele mês, alguém multiplicou esse rendimento por seis ao depositar R$ 96 mil em sua conta, divididos em 48 envelopes.

Caso o autor dos pagamentos não seja um filantropo que prefere ficar anônimo, o caso não pode passar mais um único dia sem explicação. Flávio conseguiu a proeza de dar duas entrevistas, mas não ofereceu nem uma desculpa esfarrapada.

EM DINHEIRO VIVO – Se o caixa eletrônico da Assembleia do Rio falasse, poderia contar uma história de pequenas corrupções. Depósitos em dinheiro vivo, em valores pequenos e sem identificação são a maneira mais discreta de se cobrar pedágio de funcionários —a chamada rachadinha.

O senador eleito insiste que os investigadores tentam fazer um “gol de mão” e repete que tem todo o interesse em esclarecer o caso. Sua recusa em falar dos pagamentos contradiz tanto o discurso anticorrupção quanto sua linha de defesa.

Flávio diz que teve acesso aos autos da investigação no início deste ano. Naquela ocasião, o Ministério Público já havia recebido o documento do Coaf que apontava os 48 depósitos em sua conta. Só depois ele acionou o STF para paralisar o caso.

26 thoughts on “Depósitos para Flávio atingem a imagem de Bolsonaro e prejudicam seu governo

  1. Ministra diz que ouvidor agrário nacional foi exonerado porque era ligado ao PT
    Por Andréia Sadi

    A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou ao blog nesta segunda-feira (21) que Jorge Tadeu Jatobá Correia, ouvidor agrário nacional foi exonerado do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), por ser ligado ao Partido dos Trabalhadores. Segundo a ministra, a pasta busca nomes mais alinhados ao governo de Jair Bolsonaro. O Incra é responsável por executar a reforma agrária e o ordenamento fundiário nacional.
    A exoneração de Correia foi publicada nesta segunda-feira (21) no “Diário Oficial da União”. Uma das principais missões da ouvidoria nacional é prevenir e mediar conflitos agrários. A ouvidoria também tem a missão de articular, nas várias esferas de governo, a garantia dos direitos humanos e sociais de envolvidos em conflitos agrários. Também é a ouvidoria que recebe e encaminha as denúncias de violência no campo e irregularidades no processo de reforma agrária.
    “Ele é ligado ao PT; foi indicado

  2. Bolsonaro tem de retirar todo s os recursos da grande e da pequena mídia.

    A matéria de uma safadeza inominável!
    basta perguntar: o que Bolsonaro presidente precisa responder sobre si e seu governo? por enquanto, nada.

    Se o filho, a mulher e o cachorro devem, ele disse o que fazer: cada um deve pagar.

    Quem sabe aqueles que elegeram Flávio também não devem pagar?

    Para mim não fará diferença se derrubarem Bolsonaro. O Mourão é general e não capitão. Vai assumir e a mão será mais forte. E terá o apoio da maioria da sociedade.

    Este país tem jeito. E agora tem gente que faz!

    Fallavena

  3. Flavio bolsonario disse que precisou ele mesmo fazer os 48 depositos no auto atendimento pq nao tinha tempo de ir ao banco.
    Saiu a quadrilha fo lula e entrou a quadrilha dos militares e evangelicos.
    Daqui pra frente vai piorar de vez a situacao de jair bolsonaro.
    Este corrupto hoje jamais seria eleito presidente.

  4. Veja abaixo as empresas de Flávio Nantes Bolsonaro.

    Bolsotini Chocolates E Cafe Ltda
    Flávio Nantes Bolsonaro é sócio, administrador ou dono da empresa Bolsotini Chocolates E Cafe Ltda.

    CNPJ: 21.636.316/0001-44

    Razão social: Bolsotini Chocolates E Cafe Ltda

    Endereço: Av Ayrton Senna, 3000, Loja: 1134;
    Barra Da Tijuca, Rio De Janeiro,
    RJ, CEP 22775003, Brasil

    Capital social: R$ 200.000,00.

    Atividade econômica: Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares (5611203).

    Natureza jurídica: Sociedade Empresaria Limitada (2062).

    Data de abertura: 7/1/2015

  5. Flávio Nantes Bolsonaro é sócio, administrador ou dono da empresa Bolsonaro Digital Ltda.

    CNPJ: 27.516.314/0001-06

    Razão social: Bolsonaro Digital Ltda

    Endereço: R Dona Maria 71, ., Apt 503 Blc 01
    Vila Isabel, Rio De Janeiro,
    RJ, CEP 20541901, Brasil

    Capital social: R$ 1.000,00.

    Atividade econômica: Marketing direto (7319003).

    Natureza jurídica: Sociedade Empresaria Limitada (2062).

    Data de abertura: 10/4/2017

  6. E a verdade vem a tona…

    Comprador confirma pagamentos a Flávio Bolsonaro
    O Antagonista

    “O ex-atleta Fábio Guerra confirmou nesta segunda-feira que pagou cerca de 100 mil reais em dinheiro vivo ao senador eleito Flávio Bolsonaro para quitar parte da compra de um imóvel na zona sul do Rio de Janeiro”, diz a Folha de S. Paulo.

    Segundo o ex-jogador de vôlei de praia, os valores foram repassados entre junho e julho de 2017, período em que o Coaf apontou depósitos suspeitos na conta do filho de Jair Bolsonaro.

    “Paguei em dinheiro porque havia recebido em dinheiro pela venda de outro apartamento. Como recebi aos poucos, fui pagando aos poucos.”

  7. Ganhou o dinheiro e depositou Honestamente, aí Criminosos de Imprensa e Orgãos Juridicos Brasileiros quebraram, Criminosamente também, o Sigilo Bancário de Bolsonaro e aí vem a realidade legal. Os especialistas daqui irão pagar também, pelos crimes que cometeram destruir a reputação de um Cidadão. Quem protege, ama, idolatra, apoia e vive entra bandidos lullopetralhas e plantaram essas mentiras terão agora de ficarem (estão registrados dentro desse Blog e e em outras mídias) à disposição da Justiça, lá como cá nada provarão e vão dizer como quebraram o Sigilo Bancário, inclusive o pessoal do COAF também responderão por tudo isso. Ontem alertei, acharam que textos do Dr. Béja eram a realidade Jurídica quebraram a cara, já que criminosos gostam de lama, eis o resultado !!! Dr. Béja, qualquer menino sabe que Sigilo Bancário não se quebra a pedido de “Jornalistas e Militontos Lulopetralhas Globonews” vamos ver Jornalistas presos e respondendo pelos crimes confessos de quebra de Sigilo Bancário !!!!

  8. “– Os pagamentos feitos na conta do filho do presidente, revelados pelo Jornal Nacional, atravessam o discurso moral da família e arrastam consigo a imagem de todo o governo.”

    Mais é um babaca esquerdopata. É para escrever isto que defende a independência da mídia?

    Por mais que um novo ladrão roube em nosso país, jamais chegará aos pés de Lula e de sua quadrilha! Nunca na história deste país, um líder negativo recebeu tanta propina e facilitou tantos a roubar como Lula.

    E são os próprios companheiros de roubos/corrupção que o estão denunciando.

    Fallavena

  9. Pelo visto a presidência da República no Brasil tem feito algum estrago nas vidas dos que gozavam de alguma privacidade. Lamento pelo fato de Temer ter conseguido poupar outro “presidenciável” de ser o foco dos poderosos holofotes da mídia e da palmatória da opinião de muitos. Lamento pelos movimentos de rua e muitos da sociedade, terem se calado quanto a Temer, apesar de entender ser um perigo menor em relação ao perigo de “venezuelização” do país que representava o PT no poder. Lamento que este país ainda tenha muita chance, mas é sempre refreado, dentro do próprio país. O alvo agora é Bolsonaro, o sistema tenta se manter, buscou até às vias de fato e agora tenta através de seu filho. Aos que fazem o jogo dos sistema, pelo menos, saibam bem o que fazem.

Deixe uma resposta para Marcos Jorge Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *