Deputado Andr Vargas, amigo do doleiro, tem de depor na Cmara no dia 29 no processo de sua cassao

http://blog.tribunadonorte.com.br/abelhinha/files/2014/04/av.jpgAline Leal
Agncia Brasil

O deputado Andr Vargas (sem partido PR) foi convidado a depor no Conselho de tica da Cmara dos Deputados no dia 29 de julho, fim do prazo para oitivas no processo que apura quebra decoro pelo parlamentar. Na sesso de tera-feira, o colegiado ouviu o prefeito da cidade paranaense de Apucarana, Carlos Alberto Preto (PT) conhecido como Beto Preto, indicado por Vargas como testemunha.

O processo foi aberto depois que investigao da Operao Lava Jato apontou ligao entre Vargas e o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polcia Federal (PF). Conversas obtidas pela PF indicam que Vargas intercedeu em favor de uma das empresas de Youssef, o laboratrio Labogen, em contratos com o Ministrio da Sade. Alm disso, a operao constatou que Vargas usou um avio fretado por Youssef para fazer uma viagem a Joo Pessoa com a famlia, fato depois confirmado pelo deputado.

O conselho tem at o dia 29 de julho para as oitivas, depois o relator tem dez dias teis para apresentar o voto e at 90 dias para encerrar o processo. Acredito que na semana do esforo concentrado de agosto devo entregar ao Conselho de tica o nosso voto, disse Delgado. A defesa de Vargas tentou esticar o prazo para encerramento das oitivas, mas Delgado se mostrou irredutvel.
SEIS TESTEMUNHAS

Faltam ser ouvidas seis testemunhas de defesa, uma delas, o empresrio Roberto Vezozzo, que vai responder por carta s perguntas do conselho, que sero enviadas at a prxima sexta-feira (18). Ele havia dito que poderia se apresentar depois da Copa do Mundo, mas, terminado o Mundial, apresentou atestado mdico e pediu para se pronunciar por carta.

Algumas testemunhas j foram convidadas at quatro vezes para a oitiva, mas todas faltaram s audincias. Entre os convidados da acusao, j foram ouvidos o deputado Cndido Vacarezza (PT-SP), dois empresrios da Labogen e o dono do jatinho usado por Vargas, o empresrio Bernardo Tosto. O doleiro Yousseff, arrolado como testemunha do relator e da defesa, j demonstrou que no pretende se apresentar ao conselho.

2 thoughts on “Deputado Andr Vargas, amigo do doleiro, tem de depor na Cmara no dia 29 no processo de sua cassao

  1. Caro Andrade … Miguel na Bblia sempre aparece como defensor do Povo de Deus.

    Caro Wagner Pires … faamos uma rpida meditao sobre a Grande Babilnia.

    1- O primeiro rei na terra foi Nemrod, na Babilnia. Gn 10, 10.
    2 – “”1. Toda a terra tinha uma s lngua, e servia-se das mesmas palavras. 2. Alguns homens, partindo para o oriente, encontraram na terra de Senaar uma plancie onde se estabeleceram. 3. E disseram uns aos outros: Vamos, faamos tijolos e cozamo-los no fogo. Serviram-se de tijolos em vez de pedras, e de betume em lugar de argamassa. 4. Depois disseram: Vamos, faamos para ns uma cidade e uma torre cujo cimo atinja os cus. Tornemos assim clebre o nosso nome, para que no sejamos dispersos pela face de toda a terra. 5. Mas o senhor desceu para ver a cidade e a torre que construram os filhos dos homens. 6. Eis que so um s povo, disse ele, e falam uma s lngua: se comeam assim, nada futuramente os impedir de executarem todos os seus empreendimentos. 7. Vamos: desamos para lhes confundir a linguagem, de sorte que j no se compreendam um ao outro. 8. Foi dali que o Senhor os dispersou daquele lugar pela face de toda a terra, e cessaram a construo da cidade. 9. Por isso deram-lhe o nome de Babel, porque ali o Senhor confundiu a linguagem de todos os habitantes da terra, e dali os dispersou sobre a face de toda a terra. (Gn 11)
    3 – “12. Naquele tempo, ouvindo o rei de Babilnia, Merodac-Balad, que Ezequias se achava enfermo, mandou-lhe uma carta com presentes. 13. Ezequias, contentssimo com a vinda desses mensageiros, mostrou-lhes o palcio onde se encontravam os seus tesouros, a prata, o ouro, os aromas, o leo precioso, o seu arsenal e tudo o que se encontrava em suas reservas. Nada houve em seu palcio e em suas propriedades que Ezequias no lhes mostrasse. 14. O profeta Isaas foi ter com o rei e perguntou-lhe: Que te disse aquela gente? De onde vieram esses homens para te visitar? Vieram de uma terra longnqua, de Babilnia, respondeu Ezequias. 15. Isaas continuou: Que viram eles em teu palcio? Viram tudo o que h em meu palcio, respondeu Ezequias; nada h em meu palcio que eu no lhes tenha mostrado. 16. Ento Isaas disse ao rei: Ouve a palavra do Senhor: 17. Viro dias em que tudo o que se encontra em teu palcio, tudo o que ajuntaram os teus pais at o dia de hoje ser levado para Babilnia. Nada ficar, diz o Senhor. 18. Tomar-se-o mesmo os teus filhos que sarem de ti, que tiveres gerado, para se tornarem eunucos no palcio do rei de Babilnia. 19. Ezequias respondeu a Isaas: O Senhor tem razo; justo tudo o que me acabas de anunciar. E dizia consigo: Ao menos enquanto eu viver, haver paz e segurana. (2Rs 20)”
    … … …
    Os reis ajuntam o que seria do povo trabalhador, conforme Moiss deu terra para todo mundo – com proibio de venda … s se podia alugar por at 50 anos – Jubileu.

    4 – “1. No terceiro ano do reinado de Joaquim, rei de Jud, Nabucodonosor, rei de Babilnia, veio sitiar Jerusalm. 2. O Senhor entregou-lhe Joaquim, rei de Jud, bem como parte dos objetos do templo, que Nabucodonosor transportou para a terra de Senaar, para o templo de seu deus: foi na sala do tesouro do templo de seu deus que ele os colocou. (Dn 1)”

    5 – Aps Babilnia, foi um suceder de Imprios – cada um ajuntando para si!!!
    … … …
    Querido Pap … completei a Misso aps 7 anos … j tenho 2 testemunhas; pois o Andrade diz que entende … e o Wagner Pires concorda … … … como terceira testemunha indico a Mentirosa Serpente, deixando ao Grande Drago Vermelho a obrigao de TESTEMUNHAR VERDADE!!! !!! !!! Liono Ramos Ferreira

Deixe um comentário para Andrade Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.