Desproporcional o PT ameaar retaliao usando a caneta

Julia Duailibi
Estado

A presidente Dilma Rousseff e o PT erram quando ameaam retaliar o Santander sugerindo o uso de mecanismos de Estado para isso. Na semana passada, o banco soltou um informe aos seus clientes com renda acima de R$ 10 mil dizendo haver risco de deteriorao do cenrio econmico em caso de vitria da presidente Dilma Rousseff.

At ento, a reao histrica sobre o tema parecia estar no ringue das opinies. O ex-presidente Lula, o presidente do PT, Rui Falco, e a oposio, cada um falou o que achava do caso. E assim que as coisas funcionam na normalidade democrtica. O banco emitiu sua opinio voc pode ou no concordar com ela. O PT reagiu a essa opinio e emitiu a sua e voc pode ou no concordar com ela.

O problema no o bate-boca, mas o uso da mquina pblica para retaliar ou ameaar adversrios ou instituies. As ameaas veladas ao Santander feitas por Dilma e por outros petistas levam a crer que algo pode estar acontecendo nos bastidores, longe dos microfones e da verborragia eleitoreira. Eu vou ter uma atitude bastante clara em relao ao banco, afirmou ontem a presidente, de maneira misteriosa.

EXAGERO

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PT), segundo a Folha de S. Paulo, chegou a declarar que vai romper convnio com o banco para recolhimento de taxas e tributos municipais. Se havia um convnio com o Santander, deveria existir interesse da populao nele. Agora que o banco virou inimigo do PT, a prestao de servio do Santander para a populao de Osasco no serve mais?

O Santander pode at ter errado na maneira como exps o que vrios analistas j falam em alto e bom som. A opinio institucional de um banco tem um peso diferente do que a declarao avulsa de um analista. Tanto que os demais bancos tm opinies similares, mas a expressam de modo mais cauteloso porque sabem que cenrio eleitoral e expectativa econmica so duas variveis que demandam responsabilidade e ponderao.

Mas o governo ameaar usar a mquina porque no gostou da opinio no s ilegal como perigoso. Ao contrrio do que disse o porta-voz do Ministrio das Relaes Exteriores de Israel, desproporcional no perder de 7 a 1. usar a mo pesada do Estado por no aceitar o contraditrio.

5 thoughts on “Desproporcional o PT ameaar retaliao usando a caneta

  1. Laborou em erro que gerou consequncias, a Analista do Banco Santander, em nomear a Presidenta DILMA ROUSSEFF na anlise de Conjuntura Econmica: ( Quando as Pesquisas de Opinio Pblica melhoram a expectativa de vitria da Presidenta DILMA, a Bolsa de Valores cai, mais Investidores Vendem do que Compram, e vice-versa). prudente que um/a Analista se refira sempre ao “atual Governo”, do que nominando a Presidente, que por sinal Candidata a re-Eleio, e ainda continua a frente de seus Adversrios.
    Dizer que a Presidenta DILMA, o Governo e o PT-Base Aliada, depois de uma “paulada dessas”, devem se comportar com esprito esportivo, elegncia, etc, desconhecer completamente ” que somos Humanos”.

  2. Excelente artigo!

    O Banco SANTANDER precisou recuar, e praticamente se ajoelhar perante o governo, porque sabe que este poderia usar de toda a sua maldade para prejudic-lo.

    Mas tenhamos a convico de que tal ato do governo foi explicitamente censura! Isso mesmo, censura posterior em relao a uma anlise econmica que considerou desfavorvel.

    Que tal episdio sirva de alerta. De que mais este governo capaz?

  3. Dois comentrios diferentes, do Bortolotto e Isac, que se completam, escritos por comentaristas inteligentes e de grande influncia neste blog incomparvel.
    1- A reao do PT no poderia ser diferente depois do alerta dado pelo Santander com referncia reeleio da presidente Dilma, que corremos srios riscos econmicos;
    2 – Os petistas usaram da censura – a demisso do funcionrio “responsvel” – para que a instituio financeira se curvasse presidncia da Repblica.
    Em postagem anterior a esta, no artigo do clebre Dr. Bja, eu havia me posicionado contrrio a esta manifestao do banco espanhol, alegando que havia sido extrapolado a sua funo com relao ao aviso do perigo que corremos, caso o PT continue no poder.
    Considerei uma invaso soberania nacional e no mudo o meu pensamento a respeito.
    Por outro lado, no precisamos de um banco que to bem tem sido tratado pelos petistas para que nos diga o que fazer nessas eleies. H uma conscincia generalizada que devemos mudar este governo, sob pena de o Brasil quebrar, situao que atualmente detecta paralizao na indstria e comrcio com o Pas simplesmente estagnado.
    Conforme comentrios de nossos especialistas na rea econmica, o povo est endividado, que at ento vinha possibilitando um pequeno crescimento no PIB, mas esta forma exauriu-se em si mesma, e no h mais como alter-la.
    Diante das nossas exportaes somente de commodities, a produo industrial diminuiu sensivelmente, obrigando nossas indstrias tambm a desacelerarem suas produes, a comear pela automobilstica, agravada pelo estgio argentino e chance de crise muito grave na economia do vizinho, certamente com consequncias ao Brasil.
    Sem apresentar qualquer mtodo ou planejamento de alvancar o crescimento brasileiro, a presidente Dilma no deve se reeleger para o bem desta Nao, pois o PT esgotou o seu depsito de ofertas para nosso desenvolvimento, no tem qualquer projeto para apresentar ao povo para que voltemos ao crescimento do Pas e progresso da sociedade conjuntamente. Exauriu-se, fragilizou-se em demasia com a maneira petista de atuar na poltica base da corrupo, fisiologismo, alianas esprias, e comportamentos sem qualquer tica e moral, vulgarmente denominados de “pragmatismo” poltico.
    O governo Dilma est sem poder de criao, de alterar a situao brasileira para uma prxima gesto. Pagaremos muito caro se ela permanecer no Planalto, que poder gerar uma crise enconmica sem precedentes na Amrica do Sul e agravada pelos mtodos petistas de governar, conscientemente hoje repudiados pela populao brasileira que exige um novo padro de conduta de seus governantes.
    Renovao geral nessas eleies.
    Fora, PT!

  4. Caro Francisco Bendl,por favor ser que existe hoje no mundo algum pas que no corra nenhum risco.Continuo contigo, favorvel a uma alternncia de poder. Infelizmente, no vejo nessa oposio condies de suprir essa lacuna.Abraos.

Deixe um comentário para Guilherme Almeida Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.