“Deu uma queimadinha”, diz Bolsonaro, em tom de brincadeira, sobre deputado “Hélio Negão”

Declaração foi dada em uma transmissão nas redes sociais

Bruno Nomura
Estadão

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atribuiu a cor do deputado federal Hélio Lopes (PSL-RJ), que é negro, ao tempo a mais que ele teria passado na barriga da mãe. Bolsonaro associou, por meio de uma metáfora, a gestação a um forno, e Hélio teria dado uma “queimadinha” ao demorar dez meses para nascer. A declaração, em tom de brincadeira, foi dada em uma transmissão nas redes sociais na última quinta-feira, dia 20.

A conversa ocorria com a participação do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni. Ele e o presidente falavam sobre a alimentação de soldados quando Bolsonaro chamou o deputado Hélio, que é militar, à conversa. “É isso mesmo, `Negão´? Dá um exemplo de cardápio do exército aí”. 


“QUEIMADINHA” – “O ‘negão’ é o Hélio, hein, meu irmão que demorou para nascer. Demorou dez meses para nascer. Deu uma queimadinha no Hélio aí… senão ele seria a minha cara”, disse o presidente, aos risos.

Hélio, que se elegeu para a Câmara dos Deputados em 2018 com o nome “Hélio Bolsonaro”, é amigo de longa data do Presidente da República. Figura constantemente vista ao lado do presidente, foi o deputado federal mais votado do Rio de Janeiro, com mais de 345 mil votos.

“HÉLIO NEGÃO” – Subtenente do Exército na reserva, é conhecido como “Hélio Negão” no círculo próximo ao presidente. “Vamos acabar com essa divisão de classe! Somos todos iguais! Minha cor é o Brasil! A força do Brasil é a união do seu povo!”, afirmou quando comemorava sua vitória nas urnas.

Nas redes sociais, Hélio já se posicionou contra as cotas raciais nas universidades, dizendo-se apenas a favor de cotas sociais. O presidente Bolsonaro costuma usar sua amizade com Hélio para rebater as acusações de que é racista.  

26 thoughts on ““Deu uma queimadinha”, diz Bolsonaro, em tom de brincadeira, sobre deputado “Hélio Negão”

  1. O Bolsonaro com suas “tiradas”, vai acabar com a miserável ” politicamente correto”.
    Eu não entendia o que estava acontecendo com a sociedade brasileira; hoje entendo que o objetivo era dividir para poder dominar.
    Sou branco como poderia ser negro, amarelo ou vermelho o que importa é o caráter do ser humano; isto é que diferencia as pessoa.
    Sou contra tb das cotas raciais e sim pela cota social e conheço muita gente da raça negra que pensa o mesmo.
    Aproveito para dizer que operei a próstata(retirei um NIP) e um divertículo na bexiga; no hospital Getúlio Vargas em Cordeiro Pernambuco.
    Nota 9,7 para os funcionários terceirizados, enfermeiras e médicos.
    Graças a Deus, estou desempregado e sem $ o que me empurrou para a felicidade de conhecer o SUS.
    Precisa ser melhorado?!!!
    Tudo pode ser melhorado; senti falta de um CCQ(circulo de controle de Qualidade), muito usado na indústria e que faz aumentar a produtividade, a segurança e diminuir o custo e o prazo; mas, vamos chegar lá se insistirmos no progresso.

    • Pereira Filho, meu caro,

      Espero que te recuperes logo da cirurgia, e que a tua saúde seja cada vez mais forte e duradoura.

      Te cuida.

      A vida vale a pena quando observamos ao nosso redor o sofrimento de algumas pessoas em pior estado que nos encontramos, e elas não se queixam, pois lutam, seguem as suas vidas, exemplos de determinação e valentia!

      Agradeço penhoradamente este teu comentário, acima, pois escrito de maneira sincera, honesta, que me obriguei a te responder pela tua coragem de postares tuas ideias e sobre a tua doença, certamente já sanada, nessas alturas.

      Abraço forte, fraterno e caloroso.
      Saúde, muita saúde.

    • Caro leitor e comentarista Jose Pereira Filho,
      Copiando o leitor e comentarista Francisco Bendl, rogo a Deus que tenhas plena recuperação, sobretudo que tenhas paz, amor e saúde para uma vida plena de realizações.
      E sigamos em frente e destemidamente para recuperarmos a nossa amada pátria mãe gentil Brasil.
      Saúde, paz e amor.
      Um grande abraço.

  2. Um Brasil do lado de lá do espelho
    Pablo Vittar é cotado como “mulher” mais sexy, Thammy Gretchen é cotada como “homem” mais sexy e agora só falta o Tiririca ganhar um assento na Academia Brasileira de Letras e a Jojo Todynho ganhar o concurso de Miss Brasil.
    Isso não é nada para um país que tem um presidiário analfabeto como Doutor Honoris Causa e um Presidente da Suprema Corte que nunca foi Juiz.
    Vivemos no país do espelho, onde as imagens são invertidas pela grande mídia comprometida com a esquerda.
    Uma parcela do povo idolatra e pede a liberdade de um corrupto que não só roubou dinheiro, mas também os sonhos das pessoas, e ainda chamam de “criminoso” o Juiz que o condenou pelos crimes.
    Mulheres escrevem cartas de amor para um ex-goleiro matador de mulher; gays idolatram Che Guevara que matava gays e ativistas negros, endeusam um líder de quilombo que mantinha escravos negros, mas esquecem de todos os brancos abolicionistas que lutaram pela liberdade dos escravos, sobretudo daquela que assinou a Lei Áurea.
    Que maravilha de país! Guerrilheiros recebem pensão como prêmio por assaltos, assassinatos e sequestros e um fuzil nas mãos de um bandido não representa qualquer ameaça.
    Enquanto isso nossos policiais são mortos aos borbotões. Mas o que esperar de uma gente que transformou Marielle em heroína, mas esqueceu da professorinha que morreu queimada depois de salvar várias crianças de um incêndio criminoso?
    Isso fora os que acharam um absurdo uma policial matar um bandido que ameaçava mães na porta de uma escola.
    Invasores de terras matam gado, destroem laboratórios e queimam casas em nome da “justiça social”, e manifestantes queimam carros, depredam patrimônio público e saqueiam lojas pedindo “ordem”.
    Tempos atrás foi por causa de um aumento de vinte centavos nas passagens, mas são os mesmos que clamam pela liberdade de quem lhes roubou bilhões de reais, e quando roubou, ficaram calados.
    Nas universidades, que deveriam ensinar os alunos a serem produtivos, doutrinam com base nas filosofias de um vagabundo improdutivo chamado Marx, e que viveu a vida inteira às custas da mulher, rica.
    Mulheres gritam contra o feminicídio, mas defendem a morte de inocentes no ventre.
    Aqui os militantes que pregam a paz são os que praticam o ódio e os políticos que falam em liberdade são os que aprisionam os humildes na ignorância.
    Até o que veio pedir o fim das “fake news” foi o que mais se utilizou de mentiras em sua campanha.
    Aqui, meu filho, comunistas falam em igualdade morando em mansões, voando de primeira classe, comendo em restaurantes caros e com Rolex no pulso. Lutam contra o capitalismo tirando férias na Disney ou Nova York, e fazendo discursos tomando um scotch 20 anos no baixo Leblon.
    É lá que fazem defesas apaixonadas da “democracia” de Cuba, onde não tem eleições desde 1959 e nem é permitido existir oposição.
    É onde empunham suas bandeiras contra a ditadura e defendem a liberdade de expressão, mas reverenciam Maduro, que condena seus opositores às masmorras, retira toda a liberdade de expressão e pune com a morte os manifestantes. Puxa… Que romântico!
    Esse foi o legado deixado pela esquerda depois de longos 14 anos.
    Só espero, sinceramente, que estejamos entrando numa nova fase, e que o Brasil comece a sair dessa inversão maldita, passando a trilhar por uma estrada reta e decente, porque nunca antes se viu um país pegando um atalho tão curto para a decadência.*
    Marcelo Rates Quaranta

    • João, só pra ilustra como a turma do mimi é uma chatice só, voltemos aos anos oitenta quando uma das play boy mais vendidas foi da Roberta Close, a Rogeria era respeitadíssima mesmo porque já vinha com o guarda costas Astolfo Pinto, e o argentino mais querido do brasil era aquela patinadora da orla carioca, junto do português beijoqueiro, e não tinha nenhum estardalhaço, era tudo normal a imensa maioria vivia a sua vida e deixava que o outro vivesse a dele.
      E pela incompetência de uma pena de vida fácil juntado a um jorna de forrar gaiola aparece uma matéria dessa relevância.

    • Caro leitor e comentarista Francisco Bendl,
      Esse artigo do Marcelo Rates Quaranta, se não me falha a memória é seu conterrâneo, é de total ACERTO.
      De fato, o MAIOR inimigo do povo brasileiro é o Estado Brasileiro (União, Estados, DF e Municípios).
      Eu me sinto refém do Estado brasileiro.
      Esse Brasil que hoje temos já está FALIDO há tempos.
      É preciso MUDAR TUDO, sobretudo nós brasileiros, pois do jeito que está logo sucumbiremos TODOS.
      Não podemos mais aceitar parlamentares que só legislam em causa própria; ter na mais alta Corte de Justiça do país indicações do Chefe do Executivo Federal; sobretudo ter no poder judiciário brasileiro pessoas que não se submeteram a concurso público de títulos e provas.
      Ter um sistema eleitoral em que Rodrigo Maia apesar de ter somente 70.000 votos por causa da legenda se não me falha a memória é eleito para o parlamento brasileiro e ainda é alçado a presidência de uma das casas legislativas.
      Ainda hoje os que professam essa ideologia NEFASTA e MALIGNA da foice e do martelo descem o sarrafo na tal da ditadura militar, e eu pergunto o que os desgovernos civis dos últimos 34 anos fizeram em prol do povo brasileiro?
      Deixaram um Brasil DEVASTADO em todos os sentidos.
      Um grande abraço.

  3. Mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi mi.

    Mais um mimimi politicamente correto.

    A população esta cansada da imprensa/comunistas/socialistas tentando impor o politicamente correto nas pessoas, querendo controlar o que elas podem ou não falar.

    Bolsonaro fo eleito também por isso.

    O choro é livre.

      • Quanta grandeza tem o senhor José Guilherme que pelo texto se vê.

        Não vale, senhor José, falar de baixeza quando não se tem grandeza, ainda mais quando quer fazer seu palanque político aqui na TI, pois, para mim, quem adentra no mundo político não tem pudor e não merece respeito. E o senhor, algum dia foi político?

        Se foi, meus pêsames, e se ainda pretende ser, talvez a porca seja o senhor por fazer parte de uma política suja como é a brasileira.

        O chiqueiro deve ser o seu lar.

  4. Senhores Bendl e Belém; no ESE, codificado por Allan Kardec, o mundo espiritual mostra a existência das Leis Naturais e uma delas é a Lei do Progresso.
    Por mais que se queira manter as coisas como estão, elas vão mudar. A principio pode parecer para pior; mas Nosso Pai usa o Mal para chegar ao Bem.
    Exemplo disto é que nunca se teve tanto “nojo” de corruptos e pessoas que são pagas para servir e ao contrário, servem-se são o mal para nos fazer mexer e mudar este estado de coisas.
    Bom final de semana para todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *