Deveria haver um certo recato da TV Globo no apoio à reforma da Previdência

Resultado de imagem para tv globo charges

Charge do Ivan Cabral (Arquivo Google)

Rubens Barbosa Lima

Alguém poderia orientar os jornalistas da Globo e da Globonews a mostrarem um certo recato…, um certo pesar…, na divulgação da pretendida “reforma” da Previdência Social e do apoio explícito ao ministro da Economia, Paulo Guedes, afinal de contas, as Organizações Globo são oposição ao Governo Bolsonaro. São? Ou não são?

Alguém poderia ainda explicar para estes jornalistas que se recomenda o recato, porque esta “reforma” pretende única e exclusivamente retirar direitos conquistados com sacrifícios pelo Povo Brasileiro, ao invés de combater privilégios de alguns (como por exemplo – juízes, procuradores, deputados federais, senadores e militares).

A alegria eufórica demonstrada por estes jornalistas, além de não pegar bem, ofende o Povo Brasileiro e sugere que são interessados neste crime que se pretende praticar contra a cidadania, em benefício da manutenção criminosa do Sistema da Dívida Pública no Brasil.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Excelente suelto, como antigamente chamávamos os pequenos editoriais. Além d postura tendenciosa denunciada por Rubens Barbosa Lima, é preciso lembrar que muitos desses jornalistas são “pejotas” (falsas pessoas jurídicas), ganham altíssimos salários e “legalmente” sonegam Imposto de Renda e INSS, permitindo que a empresa também sonegue “legalmente” estes Impostos e também o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Mas quem se interessa? (C.N.)

12 thoughts on “Deveria haver um certo recato da TV Globo no apoio à reforma da Previdência

  1. “Vamos festejar a estupidez humana
    A estupidez de todas as nações
    O meu país e sua corja de assassinos, covardes, estupradores e ladrões

    Vamos celebrar a estupidez do povo
    Nossa polícia e televisão
    Vamos celebrar nosso governo
    E nosso estado que não é nação

    Celebrar a juventude sem escolas
    As crianças mortas
    Celebrar nossa desunião

    Vamos celebrar Éros e Tanathos, Persephanos e Hades
    Vamos celebrar nossa tristeza
    Vamos celebrar nossa vaidade”

    LEGIÃO

  2. Guedes fez Bolsonaro assinar isso? A transferência de recursos da Seguridade Social ocorre em meio à campanha do governo por uma reforma sob a falsa tese de que há rombo nas contas da Previdência, mas que na verdade está sendo forjado em meio a uma pedalada fiscal de R$ 600 bilhões. https://horadopovo.org.br/bolsonaro-retira-r-600-bilhoes-do-orcamento-fiscal-e-da-seguridade-social-por-decreto/

    ALTERNATIVAS HÁ (nem reforma de Previdência precisaria): “É preciso instituir Imposto de Renda sobre dividendos. Os bancos estão distribuindo R$ 31 bilhões. Três estão recebendo R$ 12 bilhões sem pagar nada de Imposto de Renda. Será que isso está certo? Há uma tese aqui no Brasil de que a tributação já teria sido feito na empresa. Não é?! Deu um lucro de R$ 31 bilhões após a tributação. Quem vai pagar é a pessoa física que vai receber. Se a empresa não quer pagar, fique para ela e faça investimento”, argumenta o deputado federal Mauro Benevides Filho PDT-CE). http://tribunadoceara.uol.com.br/noticias/politica/mauro-filho-vai-apresentar-proposta-para-proibir-refis-por-cinco-anos-no-brasil

  3. Os abutres que mais se beneficiam com a corrupção interna e externa do INSS são os advogados.
    Aproveitando o governo anômico do PT, quando cada servidor mandava na própria venta, benefícios eram concedidos a torto e a direito. Uma sindicância nesse período tétrico da nossa república: no âmbito da Previdência Social, proceder um batimento para descobrir deferimentos viciosos de determinados servidores a reinterados Sindicatos e advogados. Do mesmo modo, promover uma devassa nas perícias médicas, sobretudo, aquelas próximas à campanha eleitoral.
    Os juízes também não poderiam ficar de fora. Pois, percebe-se que para certos advogados um magistrado “X” dá provimento com tamanha facilidade. Ademais, o benefício concedido já traz consigo um valor retroativo vultoso, se comparada à insignificância que contribuem (e nem é pro Erário Público) pescadores e lavradores. Vai lá que tem racha!

  4. De novo os militares são doce na boca dessa gente. Não defendo os militares, apenas eu não vejo todo este “privilégio” que esquerdistas tanto insistem em ver. Coloquem os militares como escravos fardados do país e mesmo assim esquerdistas ainda conseguirão ver algum tido de “privilégio” a ser atacado. Bolsonaro prometeu rever todas concessões de “bolsa ditadura”, talvez seja este o maior dos privilégios. Quanto será que ganha um piloto de caça? Um comandante de porta-aviões, submarino? O próprio comandante de uma das três forças, considerando a responsabilidade que têm nas mãos. O que tiveram de batalhar para chegarem até lá, Nada disso interessa a ninguém, além deles e o povo que se orgulha deles, nosso povo de bem. Felizmente, a maioria dos brasileiros. Segundo o “Jusbrasil” e o “acheconcursos”, um motorista da Câmara, recebe o equivalente a um capitão de mar e guerra ou coronel em fim de carreira, são uns privilegiados, sem a menor sombra de dúvida. O Brasil está do jeito que está, não sem a inestimável ajuda de muitos que mal usam suas cabeças e suas bocas.

  5. Deixa ver se entendi: os malvados jornalistas e outras pessoas da iniciativa privada, incluindo a maioria da população, se aposentam pelas regras do inss, dentro do teto de menos de R$ 5,8mil reais, já os bondosos juizes, promotores, procuradores, militares, policiais e demais empregados público podem se aposentar com até R$ 39mil reais.

    E os malvados da história são as pessoas da iniciativa privada?

Deixe uma resposta para Valmor Stédile Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *