Dia Nacional da Luta só esqueceu de ‘reivindicar’ a cura do câncer e da AIDS

Carlos Newton

Como registramos aqui no Blog, a pauta de reivindicações do Dia Nacional de Lutas, Mobilização e Greves abrange praticamente tudo o que a sociedade almeja. Então, vamos conferir o que os dirigentes das Centrais Sindicais classificam de “itens principais”: redução da jornada para 40 horas semanais; derrubada do Projeto de Lei 4.330/04, que amplia as terceirizações e precariza os empregos; fim do Fator Previdenciário; fim das demissões imotivadas; valorização das aposentadorias; 10% do PIB para a Educação; 10% do Orçamento da União para a Saúde;  transporte público e de qualidade; reforma agrária; reforma política e realização de plebiscito popular; reforma urbana; democratização dos meios de comunicação.

Então, fica confirmado que eles só esqueceram de pedir a cura do câncer e da AIDS. E praticamente tudo o que foi reivindicado é responsabilidade da União (leia-se Dilma Rousseff) e do Congresso Nacional.

Detalhe importante: o combate à corrupção, que era uma das principais reivindicações, de repente foi retirado da pauta final. Faz até um certo sentido, não é mesmo?

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

11 thoughts on “Dia Nacional da Luta só esqueceu de ‘reivindicar’ a cura do câncer e da AIDS

  1. Se observarmos mais atentamente os participantes dos movimentos de hoje onde se destacam as bandeiras da CUT, do MST e da Força Sindical, elas estão substituindo as dos partidos políticos em uma manobra inteligente, e impedir que os legítimos cidadãos não comprometidos com o sistema e que reivindicam melhorias em todas as áreas, se façam presentes.
    A intenção é clara:
    Reclamar do que estão dizendo nos cartazes é genérico, mas evita outros dizeres contra o governo diretamente, as acusações contra a corrupção, que não é manifestada hoje por motivos óbvios, e dá a entender de forma falsa que esses sindicatos estão ao lado do povo, quando sabemos que pertencem ao governo, que são pelegos, que estão protegendo a presidente de maiores desgastes junto à população!
    Não é por nada que as cidades pararam. Há meia dúzia de gatos pingados pelas estradas e ruas das capitais. Evidente que, ao cair da tarde, quando se concentrarem em um único espaço, darão a impressão de apoios maiores da sociedade, mas querem enganar, querem se adonar das passeatas com o intuito de amenizar os protestos contra a incapacidade e inércia de um governo federal que não sabe como resolver os impasses e problemas por ele mesmo criados, que apenas se preocupou nesses onze anos à testa do País com política, e quanto mais sórdida e deplorável, melhor!
    Fora com esses pseudo representantes de categorias trabalhistas;
    Fora com esta gente comprometida com o governo;
    Fora com esses traidores do povo e do Brasil, que só pensam em seus cargos e comodidades, que não trabalham porque sindicalistas, que se vendem por cargos no governo e vagas no serviço público sem concursos.
    Por acaso, alguém viu um desses manifestantes empunhar O Sagrado Pavilhão Nacional?!

  2. Carlos Newton.
    é, acidentalmente, passei perto da aglomeração CHAPA BRANCA. Os cartazes pareciam bulas de remédios de laboratórios fajutos. Nem um contra a corrupção. O ambiente estava deveras ridículo; tão ridículo que não estranharia encontrar uma placa pedindo que a marquesa da Freguesia do Ó, Rosemary Noronha, fosse reconduzida ao cargo que ocupava em São Paulo, por questão de Justiça síndico-alcoviteira.

  3. A pelegada (UNE, MST, PT, PCdoB, PDT e etcétera) quebrou a cara. O povão de junho nem aí prá esses malandros com suas bandeiras vermelhas.

  4. Essa é para Dilma:
    Pois é Dilma, voce que acreditou nos mundos perfeitos que sua religião prega e até naquilo que via como por exemplo em Cuba e que sua religiosidade fazia-na ter posições favoráveis, agora talvez voce enxergue o tipo de gente, SEUS CUMPANHEIROS, querendo sua cabeça cortada.

  5. Como todos pastores evangélicos 171.

    Pois para seduzir otários, monstram nas tevês videos com cura de câncer, lepra, cegueira, surdez, falência financeiras e etc. Fazem os milagres mediante ao pagamento de 10% de dízimo.

    Entretando uma “doênça” de pequena grandeza eles não consegue curar todos os gays?

    Os pastores deviam dá explicações aos fiéis por que não conseguem curar os gays?

    Tem que pagar?

    Exatamente como Paulinho da força condenado junto com suas esposa por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, peculato, corrupção ativa e passiva. Hoje, quer liderar protesto em defesa dos trabalhadores e dos cidadões Brasileiros indgnidados com tanta corrupção que ele também se beneficiou.

  6. Creio que ninguém mais quer o Comunismo, nem o Socialismo, nem o Islamismo, nem o Capitalismo, ou qualquer outro ISMO. O povo só quer decência, moralidade, honestidade, dignidade!!! Que os recursos do país sejam aplicados para o nosso desenvolvimento social!!! Que não sejamos mais ROUBADOS por estas gigantescas Máfias que nos arrebentam há décadas e décadas!!!
    Se isto não for conseguido por bem … teremos que lutar!!! Combateremos o bom combate!!!

  7. TSUNAMI SOCIAL NAS ELEIÇÕES – O que dizer deste 11 de julho ou “Dia Nacional de Lutas”, coordenado por entidades como a UNE e centrais sindicais que ficaram adormecidas nos mandatos do presidente Lula? Não se pode deixar de reconhecer o direito dessas lideranças voltarem às ruas, mesmo com público muitas vezes inferior ao mobilizado pelas impactantes manifestações auto-promovidas através das redes sociais e de certa forma provocadas por estas ou até receosas por seus efeitos descoordenados. Estas, sim, constituíram uma tsunami social de gigantescas proporções e conseqüências ainda imprevisíveis, porque podem voltar e o impacto disso nas eleições do próximo ano ainda está em processo de construção e só os resultados poderão revelar. E na falta de explicações públicas sobre o interesse do ex-presidente nesses protestos, não custa imaginar que a injeção do tempero lulista nos protestos desta quinta-feira deve ter soado mal no entorno da presidente Dilma Rousseff, apesar de que pouco se explorou a respeito. É importante que as massas continuem em movimento, sejam puxadas por organizações essencialmente politizadas ou pela espontaneidade das redes sociais, mas que todas conspirem no melhor dos sentidos pelo bem do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *