Dificilmente haverá chance melhor para moralizar a política e o poder público

Resultado de imagem para moralidadeJosé Tonelotto Filho

Só ingênuos demais ou quem se beneficiou com o governo Petista é que conseguem não ver anormalidade no fato de um ex-presidente da República arrecadar milhões em palestras, as mais caras do mundo, e não haver nenhum vídeo, nenhuma foto, nenhum áudio destes pronunciamentos, feitos justamente por encomenda de empresas que se beneficiaram em contratos com o governo. Só ingênuo (?) para achar normal um amigo se endividar para comprar um sítio para ficar emprestando para outro amigo, e que não haja neste sítio nem mesmo um simples chinelo do próprio dono.

Só desonesto para aceitar e achar normal que um ex Presidente leve embora presentes caríssimos dados ao Governo Brasileiro e não à sua pessoa, e ainda tenha o aluguel pela guarda destes, pago por uma empresa que era beneficiada com contratos do Governo e implicada na Lava Jato.

Só ingênuo para acreditar que um ex-metalúrgico, que nunca foi bancário, comprou um apartamento no Guarujá que era destinado a filiados ao Sindicato dos Bancários, através de cotas, mais seus familiares e o próprio Lula visitavam outro apartamento muito melhor, junto com o arquiteto decorador e com o dono da OAS, acompanhando as reformas para virar um triplex, com todos os produtos e detalhes escolhidos a gosto de Lula e sua família, e mesmo assim acredita que o luxuoso apartamento não é dele.

Só alguém com a falta de um mínimo de bom senso para acreditar que Lula não sabia das propinas que abasteciam os caixas do PT. Aceitar que Lula, centralizador que sempre foi, e todos do partido tinham que lhe beijar as mãos para tomar qualquer atitude, não soubesse de nada que estava acontecendo no PT e no país, é compactuar com os crimes, isso é querer defender bandidos.

Lula vai para a cadeia. E tem-se que investigar a fundo a morte de Celso Daniel, assim como a contratação por Dias Tofolli da empresa Smartmatic, que, eu tenho convicção, fraudou as urnas em 2014. Esse é o momento de se passar o país a limpo. Expurgar a desonestidade deste país. Dificilmente haverá chance melhor.

6 thoughts on “Dificilmente haverá chance melhor para moralizar a política e o poder público

  1. Para expurgar a desonestidade deste país é necessário que se tenha, pelo menos, uma autoridade honesta – escalão decisório -, em cada um dos poderes da república. E o Brasil as tem!?

  2. Caro Tonelotto, e Comentaristas, assino em baixo,
    O Roubo do cofre público, não pode prescrever, os politiqueiros, com seus advogados, usam o stf, para a prescrição, sendo conivente com a corrupção, achincalhando com suas petições infinitas, afirmando, que roubar bilhões do cofre, é Impunidade na certa. Renan, não nos deixa mentir.
    A suprema, seus sinistros, deveriam ter vergonha na cara, ao comparar o “Placar” 1ª Instância – Juiz Sergio Moro, nota 100 (cem) STF, nota 0 (zero).
    O presidente da câmara Rodrigo Maia, está conivente com a corrupção.
    Conclusão: Não reeleger, é preciso, e acabar com a reeleição, que permite a formação de quadrilhas criminosas.
    Por um Brasil decente e justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *