Dilma continua descendo a ladeira e o PT pressiona Lula para sair candidato

Carlos Newton

Nova pesquisa Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), demonstra que o prestígio da presidente Dilma Rousseff continua caindo. O pior é que o índice de desaprovação cresceu, chegando a 49% e pela primeira vez superando sua aprovação.

O levantamento mostra que a aprovação do governo Dilma caiu, de 55% em junho para 31%. O novo número representa uma queda de 24 pontos percentuais entre os que avaliam o governo como “ótimo” ou “bom”, no intervalo de um mês. O número de brasileiros que avaliam o governo como “ruim” ou “péssimo” também é de 31 pontos.l

A pesquisa também revela que o percentual da população que confia na presidente Dilma caiu 22 pontos percentuais em relação a junho e ficou em 45% em julho, menor do que os 50% que disseram não confiar na presidente.

SAÚDE, SEGURANÇA E EDUCAÇÃO

Na avaliação dos brasileiros, as áreas em que o governo federal tem a pior atuação são saúde (71%), segurança pública (40%) e educação (37%). As três áreas em que o governo apresenta melhor desempenho são: habitação e moradia (28%), fome e miséria (23%) e capacitação profissional (22%).

O levantamento ouviu 7.686 pessoas com mais de 16 anos de idade, em 434 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

E quanto mais cai a popularidade de Dilma, mais aumenta a pressão no PT para que Lula saia candidato. O partido não tem alternativa: é tentar ganhar com Lula, porque a eleição não está nada fácil, ou perder com Dilma. Simples assim.
Lula poderá repetir duas frases célebres na política: “Aceito o sacrifício” ou “Se é para o bem de todos”…
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

20 thoughts on “Dilma continua descendo a ladeira e o PT pressiona Lula para sair candidato

  1. Não sei se haveria como se resgatar os debates que fizemos, Newton, com relação à possibilidade de a presidente Dilma ter como opositor o ex-presidente Lula!
    As chances são cada vez maiores, após as manifestações populares e os índices apresentados nas pesquisas, que demosntram a insatisfação popular com o governo de ambos.
    No entanto, a análise fria dos acontecimentos atuais e projetando-os para o futuro, dá conta que no meio político não há quem possa disputar com a presidente, ela os venceria facilmente.
    Não se sabe diante de uma candidatura surpresa, oriunda fora do campo parlamentar, a reação do povo sobre esta disputa.
    Entretanto, consolida-se Dilma sair do PT para enfrentar o responsável pela sua eleição, diante da insistência do partido que percebe em Lula a tábua da salvação petista em continuar no poder, pois está seriamente ameaçado com Dilma disputando a presidência sozinha, vulnerável, economia estagnada, e alta rejeição popular.
    Este é o embate que foi altamente debatido e discutido na Tribuna meses atrás.
    A minha opinião determinava Dilma indo para o PDT, voltando para casa, no entanto, lamento não me lembrar quem escreveu esta opção, ela poderia ir para o PMDB, aproveitando-se da organização nacional deste partido e mantendo o vice-presidente atual ao seu lado em 2014.
    Inegavelmente, a sua candidatura seria mais consistente nesta aliança.
    A questão é saber se Lula poderá enfrentar uma disputa duríssima, que terá os temperos mais ácidos e apimentados possíveis, desde as omissões de Lula quanto à Educação, Saúde e Segurança, ao mensalão e sua secretária preferida, a Rose, caso ainda não devidamente explicado à sociedade sobre a função desta senhora e sua importãncia para decidir “negócios”, afora as viagens internacionais que lhe recheavam os bolsos com diárias pagas por nós, o povo enganado.
    Reitero, entretanto, a minha visão sobre 2014:
    Trata-se de uma oportunidade única para uma candidatura diferente, que não é a Marina, insípida e inodora, muito menos o Campos, pior ainda com Aécio, dúvidas quanto à Dilma e Lula, mas aberto para alguém que reunisse esperança, mudança de rumo, saída desta ideologia retrógrada, e que trouxesse consigo a confiança do povo.
    Ah, antes que me apontem como cabo eleitoral de Joaquim Barbosa, este eu nem considero candidato e, se o fosse, não teria qualquer chance para ser eleito, haja vista não ter base partidária e desconhecido no interior brasileiro. Respeitosamente, ele não levaria o meu voto, pois acredito que, diante das dificuldades em colocar o País nos trilhos do desenvolvimento e progresso, o ministro presidente do STF renunciaria, não suportando conviver com a política brasileira, fisiológica, interesseira, carreirista, e sua vida particular seria trazida a público de forma violenta, obrigando-o a respostas no mesmo tom, mas comprometendo a sua eleição irreversivelmente.
    Joaquim não tem o dom da administração, de negociar, de fazer alianças(positivas), e meteria os pés pelas mãos.
    Vejo Barbosa na presidência do Brasil como uma catástrofe a eclodir em qualquer momento, nos mesmos níveis de Jânio.
    A expectativa é grande, e aumenta a cada dia que passa.

  2. Francisco Bendl, saudações.
    Eu … não consigo enxergar nada. Fico daqui a recordar o mineiro (deputado, senador, governador derrotando Tancredo Neves, ministro, chanceler) José Magalhães Pinto, que disse algo assim:
    “Política é como uma nuvem. Você olha … ela está de um jeito. No momento seguinte … já está de outro jeito” Mas … vou dar o meu chute. Se Lula for candidato, Dilma sairá do circuito rapidamente. E ele sabe ser um Maquiavel dos bons: promete o impossível, mente, dissimula, se faz de pobretão, distribui adequadamente o produto do roubo, trata bem os bandidos, diz que os pobres estão sofrendo, blablabla. Tudo o que o povo quer ouvir … está na boca do Lixo Inato. Ele não teria o menor pudor de usar as armas que tem. E … que ele sabe usá-las … ele sabe.

  3. Lula não é bobo, sabe que a bomba armada por ele já estourou no colo de Dilma e não tem como consertar o país, pelo simples fato de ser um incomPTente! A torneira secou e medidas populistas precisam de muita grana.

  4. Lala candidato: pode até ser – mas com Henrique Meirelles como Ministro de tudo.Afinal, foi ele que governou o Brasil na gestão lula =- que é muito pior do que a dilma. Mas tem um probleminha: lula deverá explicar quem é Rose a supergerente no governo lula – e fazia as vezes da esposa de lula em suas viagens. Está na hora do lula deixar de se esconder. seja homem e apareça.

  5. Não, Rodolfo Passos, não tomei nada.
    A diferença entre mim e tua visão da política nacional está na razão direta que ando conforme meus passos, e não determinados por chefetes ou por um partido político qualquer.
    Assim, não só me sinto livre em opinar o que quero e imagino, como estou à vontade para afirmar o que escrevi acima, sem receio de ser chamado à atenção por estar de passo errado!

  6. Almério, meu caro,
    Em princípio, podes até ter razão quando enxergas o futuro político nebuloso, sem que se possa afirmar algo no momento.
    No entanto, temos indícios, pistas, imagens, que revelam caminhos tortuosos pela frente de quem se candidatar à presidência em 2014, concordas comigo?
    Pois, foi com base nessas observações, que emiti o meu pensamento a respeito do que poderá acontecer nos próximos dias, que não será navegarmos em águas calmas com relação à disputa à presidência da República, mas em mar revolto, fustigado por tempestades e ondas gigantes que varrerão da superfície os navios de pequeno porte, e onde os poderosos transatlânticos correrão sérios riscos caso não souberem se desviar desses maremotos, e se dispuserem a enfrentá-los sem as condições devidas.
    Em outras palavras:
    Lula e Dilma podem perder as eleições, e não será surpresa se tal acontecer.
    Um abraço forte e cordial, Almério.

  7. Meus amigos comentaristas,
    Dilma é um cadáver político que vai ficar amarrado nas costas de Lula.
    Dessa o “safo” não vai se safar.
    Outrossim,se a oposição trabalhar direitinho, Miss Rousseff não chega a disputar o segundo turno e Mr. Silva tá mais sujo do que pau de galinheiro.
    Portanto, chegou a hora de mandar essa corja plantar batata lá em Cuba.

  8. Pingback: Dilma despenca e o PT quer Lula candidato | Debates Culturais – Liberdade de Idéias e Opiniões

  9. Seria muito bom para a democracia que o ex-presidente saísse candidato,assim teríamos oportunidade de ouvir suas explicações sobre o “caso Rosemary”,irregularidades do PAC,mensalão,amizade com Eike/BNDES.Que venha,então estamos ansiosos para ouvir “suas verdades”.

  10. Não, Passos, não é Deus.
    Basta ser sério e honesto; patriota e interessado no povo; que seja competente e trabalhador; que não se deixe levar por maus políticos; que apresente um Plano de Governo; que queira, efetivamente, colaborar para que o Brasil se desenvolva e progrida; que tenha como objetivo principal a Educação; que melhore a Saúde Pública; que se preocupe com a Segurança; que nos traga esperança de que podemos nos tornar um País independente; que permita que se rasgue este território com estradas de ferro; que abra estradas e asfalte as existentes; que tenha como meta levar para o interior do Brasil, água, luz e saneamento básico; que não seja corrupto; que evite de todo o jeito mentir; que não engane; que não iluda; que não prometa o que não pode cumprir; que não atribua ao seu partido maior importãncia que a nação que comanda; que seja austero e probo; que saiba escolher os seus ministros; que esteja determinado em fazer as Reformas Fiscal e Política; que inove; seja criativo; inspire confiança na população; que ouça as vozes que vêm das ruas; que consulte o povo; que o faça participar de seu governo; que seja valente; que sirva de exemplo!
    Nada, Passos, que uma pessoa comum, porém cônscia de seus deveres e responsabilidades como Chefe de uma Nação não conseguiria, evidentemente, desde que disposto a enfrentar desafios e ser humilde diante das dificuldades, sabendo de antemão que precisará contar com a sociedade para lograr êxito na sua administração.
    Se tu resumires tais condições para um Chefe de Família, verás que é simples tanto quanto ser o comandante de uma casa, a partir do amor deste homem para com sua esposa e filhos, sua fidelidade, tê-la como objetivo precípuo, e querer que seus filhos sejam boas pessoas no futuro.
    Nada impossível, Passos, pois acredito que o senhor teu pai seja exatamente a quem estou me referindo como um homem que reverencias, e seja esta pessoa que poderia nos levar adiante!
    Observa, então, que a solução muitas vezes está ao nosso lado, e não somente na imaginação ou em Deus, que, vamos e venhamos, deve se divertir quando queremos que ele interceda, haja vista conhecer profundamente quem Ele criou, pois dotado das condições necessárias citadas acima.

  11. Francisco Bendl
    Esse a quem vc se refere só pode ser Deus. Ah, vcs reacionários…sempre procurando moralizar as coisas de uma forma tosca e simplista….sem atentar para a nossa realidade. Me diga, qual dos presidenciáveis tem esse perfil narrado por vc? Quem será o Salvador da Pátria na sua visão? Prefiro acreditar que as coisas se constroem aos poucos, com o amadurecimento da sociedade, a acreditar que virá alguém para consertar o país, pois já passei da idade de acreditar em finais felizes e na bondade do ser humano.

  12. Passos,
    Não prestaste atenção aos meus comentários, queres polemizar ou me encher a paciência!
    Repito:
    Desses que pleiteiam a eleição(Dilma, Lula, Campos, Aécio…) não terão condições de resolver nossos problemas porque eles são o problema!
    O nome de quem poderá nos ajudar é de fora dos Três Poderes, então excluo também Joaquim Barbosa, lógico.
    Agora, quem é este cara?
    Não sei.
    Acredito que surja no momento oportuno, adequado, próprio, e que empolgue a multidão.
    Alguém que queira contribuir para o País, ao invés de vê-lo afundar de vez na hipótese de um desses “presidenciáveis” for eleito ou reeleito.
    O que sei, Passos, é que os passos do Brasil não acompanham os passos desta turma citada, haja vista eles quererem sempre ir para o lado contrário de nossos desejos e aspirações, restando para nós, em consequência, frustrações, decepções, aflições, indignações e revoltas!
    Justamente pelos argumentos citados, tomei a liberdade de citar o senhor teu pai como um homem que reúne possivelmente as condições necessárias ao cargo, menos os conhecidos porque estes já mostraram que são incompetentes.
    Ainda bem que o exemplo que dei tomando por base o teu genitor, entendeste como deverias, que foi respeitoso, que eu queria te mostrar como é simples resolver as nossas questões, basta que alguém comande o Brasil como se fôssemos uma família, grande, imensa, mas absolutamente fácil de ser conduzida para seu destino de realizações por sermos uma nação maravilhosa e povo incomparável.
    Se, desta forma, sou um reacionário(?) na tua interpretação, admito, no entanto, não enalteço os candidatos deste ou daquele partido, mas o Brasil e a sua gente, onde me incluo, orgulhosamente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *