Dilma diz no Senado que sofre golpe por contrariar os interesses das elites

Dida Sampaio/Estadão

Dilma fez o papel de vítima, em discurso enfadonho

Elizabeth Lopes, Igor Gadelha e Carla Araújo
Estadão

Em sua defesa no plenário do Senado nesta segunda-feira, 29, a presidente afastada Dilma Rousseff disse que o impeachment tornou-se assunto central da pauta política e da imprensa, dois meses após a sua reeleição. E destacou que os partidos que apoiavam o seu principal oponente nas urnas, no pleito presidencial de outubro de 2014, o tucano Aécio Neves (PSDB), “fizeram de tudo” para impedir a sua posse e estabilidade.”Queriam o poder a qualquer preço e tudo fizeram para desestabilizar a mim e a meu governo”, emendou. E disse que por ter contrariado interesses, pagou e paga um elevado preço.

No discurso, ela criticou também o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e falou que sua gestão foi prejudicada pelas chamadas ‘pautas-bomba’ no parlamento, que prejudicaram a economia e dificultaram a busca do reequilíbrio fiscal. “Foi criado assim o ambiente de instabilidade política.”

“Contrariei interesses e por isso pago um preço alto”, disse a presidente afastada na sua defesa.

CHANTAGEM DE CUNHA – Dilma disse ter sofrido pressão do então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, ressaltando que o processo de impeachment só foi aprovado por conta da “chantagem implícita” de Cunha, que não queria que a Câmara abrisse seu processo de cassação. E frisou o fato de não ter se curvado à chantagem do peemedebista motivou a abertura de seu processo de impedimento.

No discurso, a petista disse que “curiosamente, estarei sendo julgada por um crime que não cometi” e criticou novamente Cunha. “Ironia da história? Não, de maneira nenhuma”, respondeu, dizendo que a abertura de seu processo de impeachment foi um fato que teve a cumplicidade e apoio de setores da mídia. “Encontraram na pessoa do ex-presidente da Câmara o vértice de sua aliança golpista.”
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – As perguntas já começaram e Dilma começou a responder em “dilmês”, comparando a democracia a uma árvore atacada por fungos. Vai ser um debate hilário. (C.N.)

45 thoughts on “Dilma diz no Senado que sofre golpe por contrariar os interesses das elites

  1. Uma bandida abjeta, sectária. Mente muito, e já disse que esse DILMES é arquitetado, essa pessoa goza de boa saúde. A doença é uma farsa para ser olhada como sofrida e lutadora.

  2. Fico me perguntando:E se ela alegasse desconhecimento do processo de crédito em que incorreu em pedaladas? Ao que me consta se incriminou mais ainda nessa autodefessa.O Dilmês desfocado piorou a vida dela…

  3. A PresidAnta não fez uma defesa perante os senadores. Apenas seguiu o script e leu uma fala para o documentário que está sendo rodado. Dessa forma, além de impinchada, ainda vai ganhar o Oscar de atriz coadjuvante canastrona. Ou, talvez, o Framboesa de Ouro.

  4. A Dilma já deveria ter sofrido um processo de impeachment por atropelar a língua mãe quando se auto intitulou Presidenta. Mas, depois de um presidente analfabeto e bom de trago, tudo parecia possível. Como diriam uns e outros: falhou a mandioca e o vento então agora vamos de fungos. Ainda bem que a anta não chamou os nobres senadores de pulgas, pois o cachorro portador seria o nobre presidente da falida justiça.

  5. Essa moça que está sendo sabatinada no Senado teve tantos codinomes como Estela, Wanda, Luiza, Patrícia, etc.. que fico a me perguntar. Será que essa moça que se identifica hoje como “Dilma” é Dilma, mesmo??????????? Será que é Dilma, mesmo??????????? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk “Coração Valente”!!!! kkkkkkkkk

  6. Como deve ser triste ver um S.r. bem instruído, com criação boa e farta dentro de suas possibilitas. E chegar certa idade vazio de alma, e ter que falar peripécias para ser notado. Coita desse S.r., deve ter ao lado da cama frascos de traja preta para tentar ficar sóbrio. Mas a escrita o denuncia a solidão que corrói por dentro é manifestado aqui no Tribuna. Não fico bravo, somente pena deste ser, tem tudo, mas não tem amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *