Dilma é ingênua e “confessa” os crimes no caixa 2 de sua campanha eleitoral

Charge do Amarildo (amarildo.charge.worldpress.com)

Cristiane Jungblut
O Globo

A presidente afastada Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira que não está “cansada” e que lutará até o fim para evitar a aprovação do impeachment pelo Senado, cuja votação está prevista para o final de agosto. Em entrevista à “Rádio Educadora”, de Uberlândia (MG), Dilma ainda disse que repassou ao PT a responsabilidade pelos pagamentos feitos ao ex-marqueteiro João Santana, investigado na Operação Lava-Jato. Ela disse que o próprio João Santana afirmou ter tratado dos pagamentos com a tesouraria do PT, e não com seu comitê de campanha.

Na semana passada, um dia depois de Santana admitir em depoimento ao juiz Sérgio Moro ter recebido US$ 4,5 milhões por meio de caixa dois no exterior para saldar uma dívida de campanha de Dilma Rousseff em 2010, a presidente afastada adotou tom cauteloso e negou ter autorizado ou saber da existência do caixa dois, mas não descartou que ele tenha existido, como fizera em outras oportunidades. Depois, em nova entrevista, mudou a versão sobre o caixa dois na campanha.

— Se ele recebeu os US$ 4,5 milhões que diz que recebeu, não foi da organização da minha campanha. Porque ele diz que recebeu isso em 2013. Como você sabe, a campanha começa em 2010 e, até o final do ano, ela é encerrada. A partir do momento em que ela é encerrada, tudo que ficou pendente de pagamento da campanha passa a ser responsabilidade do partido. A minha campanha não tem a menor responsabilidade sobre em que condições pagou-se a dívida remanescente de 2010. Não é a mim que tem que perguntar isso. Com quem ele tratou isso foi com a tesouraria do PT, como disse o próprio Santana — disse Dilma, na entrevista.

ACABA QUANDO TERMINA – Dilma negou qualquer intenção de renunciar e garantiu que sua defesa será apresentada no prazo – que se encerra nesta quinta-feira – na comissão especial do impeachment. Ela comparou o processo a uma partida de futebol.

“Não estou cansada. Estou plenamente disposta a lutar até o último minuto pelos meus direitos. Tudo bem que me escondam. Não apareço em jornais nacionais há muito tempo. Fui cassada, como se diz, da TV. Tenho uma meta: lutarei até o fim para impedir que esse impeachment ocorra” — disse Dilma, enfática.

Dilma disse que haverá uma guerra de informações até o final.  “Quanto mais próximo chegarmos desse dia, teremos uma guerra de informações. Só no dia saberemos o que realmente vai acontecer. É como uma partida de futebol, a gente joga até o fim da partida e ganha, e ganha e ganha. Isso tem que ser um bom jogador. E, nesse caso, lutar até o fim para ganhar1 — disse Dilma, fazendo uma metáfora sobre futebol.

COM SENADORES – Dilma disse que não tem se encontrado com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), mas que tem conversado com senadores:

“O site do Senado saiu do ar e algumas coisas eram fundamentais. Vamos fazer esforço para cumpri-lo. Isso não acredito que isso tenha consequência maior. Nossa defesa está praticamente pronta”, afirmou.

Dilma ainda reagiu às interpretações de que sua saída do governo melhorou o humor na economia. “Como podem os fundamentos da economia melhorarem devido a dois meses apenas? Todos os fundamentos da economia estão dados pelo meu governo. Em dois meses ninguém recupera nada. Havia uma sistemática tentativa de criar mau humor na economia, porque todo o dia iria cair o mundo na nossa cabeça” — disse ela, adiantando que pretende participar das eleições municipais: “Se for convidada, não tenho problema em apoiar forças progressistas”, afirmou.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Dilma é infantil. Ao dar esse tipo de declaração, pensa que se inocenta, mas na verdade se torna “ré confessa”, reconhecendo que houve crime eleitoral que a beneficiou, e querendo atribuí-lo a outrem… Na sua descomunal ignorância, Dilma não sabe que não pode haver prestação de contas eleitorais enquanto ainda existirem dívidas. Ou seja, se o PT prestou contas e ainda faltava pagar R$ 10 milhões ao marqueteiro, isso prova que houve caixa dois e Dilma cometeu (e agora confessa) crime eleitoral, mesmo querendo botar a culpa no tesoureiro Edinho Silva. Antes de dar esse tipo de entrevista, Dilma deveria ter consultado um bom advogado. (C.N.)

11 thoughts on “Dilma é ingênua e “confessa” os crimes no caixa 2 de sua campanha eleitoral

  1. O GOLPE DA MÁFIA DO CACHORRO MORTO NADA RESOLVE, NÃO É SOLUÇÃO, PELO CONTRÁRIO, É APENAS MAIS CONFUSÃO. A máfia do cachorro morto, o cachorro morto, e os amigos do cachorro morto. Nas ruas de Angatuba, SP, um exemplo animal, paradoxal, extraordinário, explica o que sucede no Brasil e, quiçá, no mundo. No interior de uma ótica, um bom samaritano narrou um fato dando conta de que ao presenciar o atropelamento de um cachorro, ele e seu amigo, imbuídos do bom propósito de dar-lhe um enterro digno, aproximaram-se do corpo, mas foram barrados nessa tarefa por dois outros cachorros solidários ao amigo morto, que tb tentavam ferozmente tirá-lo daquele local e levá-lo para outro mais seguro, chegando a arrastá-lo com a boca, seguidos pelos bons samaritanos, que assim dialogavam com os mesmos: ” não adianta nada vocês fazerem isso, o amigo de vocês está morto, vocês têm que nos deixar enterrá-lo “. Ante a impossibilidade do diálogo entre os bons samaritanos e os animais irracionais, aqueles pegaram o amigo destes e o levaram enterrar num local adequado. Surpresa, foram seguidos pelos dois cachorros que desenterram o animal e tentaram levar o defunto de volta para casa. Guardadas as proporções e as diferenças entre personagens, assim nos parece o partidarismo-eleitoral e o golpismo-ditatorial, velhacos: estão mortos, mas as suas máfias tentam ressuscitá-los e salvá-los à moda custe o que custar. O cachorro morto, seus amigos e os bons samaritanos são dignos de admiração e pena, mas o partidarismo-eleitoral e o golpismo-ditatorial, velhaco$, e as suas máfias, são dignos de nojo, infelizmente. http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/246287/Brasil-pretende-sabotar-de-vez-o-Mercosul.htm

  2. Ingenuidade não é bem o termo, e sim coisa bem pior. Por outro lado mostra que aprendeu algo com seu criador: quando a situação fica feia pro seu lado, jogue a culpa nos outros. Funcionou pra ele, deve funcionar pra ela.

  3. E a Operação Abafa, ruminando apenas coisas do passado ! Quero novidades, como as delações do Machado e do Pedro Corrêa, quero saber das Operações Acrônimo e Zelotes…. Já na Operação Turbulência parece que o pai do ministro se enrolou, mesmo com o suicidado….

    O rastro do jatinho de Eduardo Campos
    Brasil 28.07.16 09:35
    A PF indiciou 20 pessoas nas investigações sobre o jatinho em que morreu Eduardo Campos, informa o Correio Braziliense.

    Apontados como compradores do jato, João Carlos Lyra Mello Filho, Eduardo Freire e Apolo Santana Vieira são acusados de organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.
    Segundo a delegada Andréa Pinho Albuquerque, os três eram os “principais integrantes” do esquema de arrecadação de recursos ilícitos para Campos e para o senador Fernando Bezerra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *