Dilma premiou Cunha com acesso a informações privilegiadas da Caixa

Charge do Tacho, reprodução do Diário de Canoas

José Casado
O Globo

Durante quatro anos, Dilma Rousseff manteve Fábio Cleto na vice-presidência de Fundos de Governo e de Loterias da Caixa Econômica Federal. Como todos no Palácio do Planalto, a presidente sempre soube exatamente qual o papel desempenhado por Cleto no loteamento político de seu governo: ele representava os interesses privados do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Dilma herdou de Lula e manteve, em 2011, a partilha de empresas públicas entre PT, PMDB e outros aliados. Entregou o Banco da Amazônia e uma vice-presidência da Caixa ao PMDB na Câmara. Cunha preferiu a vice da Caixa. Levou o currículo de Fábio Cleto ao líder da bancada Henrique Alves (PMDB-RN). Alves, seu parceiro de empreitadas, apresentou o pedido de Cunha ao chefe da Casa Civil Antonio Palocci, que convocou o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Cleto foi nomeado.

Cunha percebeu a vice da Caixa como uma ponte para o futuro, pelo potencial de acesso a informações privilegiadas e ao dinheiro de 30 milhões de trabalhadores. A Caixa gerencia os recursos, via Conselho do Fundo de Garantia e Comitê do Fundo de Investimentos (FI) do FGTS, num ambiente de governança débil — segundo o TCU —, com decisões opacas, sem controle sobre conflitos de interesses e documentos confidenciais circulando por e-mails privados.

CADEIRA CATIVA – Cunha recebeu de Dilma uma cadeira cativa na gestão do patrimônio do Fundo de Garantia (R$ 207 bilhões em janeiro), com direito a senha para um dos maiores bancos de dados do mundo (600 milhões de contas individuais), e poder de influência, em nome da Caixa, sobre negócios do FI-FGTS com empresas privadas.

Foi um período em que R$ 21 bilhões da poupança dos trabalhadores, já dilapidada pelos padrões de baixo rendimento e indigente governança, vitaminaram o caixa de algumas poucas empresas, a maioria de capital fechado, com projetos em saneamento, petróleo, aeroportos, estaleiros, papel e celulose.

Toda terça-feira, às 7h30m, Cunha recebia Cleto em Brasília para revisar pleitos privados de acesso ao dinheiro do FGTS. Privilegiava alguns, vetava outros que interessavam aos operadores do PT de Dilma e Lula — relatou Cleto à Justiça. Na sequência, despachava outro de seus agentes, Lucio Bolonha Funaro, para visitar as empresas “eleitas”.

MUITAS PROPINAS – O Ministério Público suspeita que o grupo de Cunha cobrou propina sobre investimentos do fundo do FGTS na Eldorado/J&F, Sete Brasil, Amazônia Energia, OAS Óleo e Gás, LLX Açu (atual Porto do Açu), Cone Suape, Brado Logística, J. Malucelli e Viarondon.

Investigam-se também negócios da Odebrecht com um antigo representante da Central Única dos Trabalhadores no comitê do FGTS: André Luiz de Souza renunciou em 2014 sob suspeitas. O operador de Cunha permaneceu na vice da Caixa.

Em dezembro passado, 72 horas depois da abertura do impeachment na Câmara, o governo anunciou a saída de Cleto, como retaliação. Na vida real, ele sobreviveu até maio, um mês depois do afastamento de Dilma.

O operador de Cunha representou a Caixa até o último 23 de maio em decisões de investimento do FGTS no projeto “Porto Maravilha”, no Rio. Dessa obra o deputado teria extraído R$ 52 milhões em propina das empreiteiras Odebrecht, OAS e Carioca-Christiani Nielsen.

14 thoughts on “Dilma premiou Cunha com acesso a informações privilegiadas da Caixa

  1. Para o Bortolotto, e outros que se interessam:
    Perdoem-me pelo comentário “off topic”, mas é com o beneplácito do CN: sei que alguns comentaristas se interessariam em ler sobre a viagem do Moacir Pimentel à India, como mochileiro. Ela está sendo publicada, em capítulos, no blog:

    http://www.conversasdomano.blogspot.com

    junto com as histórias do Francisco Bendl como motorista de táxi, as crônicas do Antonio Rocha, e de vez em quando alguma coisa minha.

    • Muito Obrigado Sr. WILSON BAPTISTA JUNIOR, pela “Dica”. Tenho o maior interesse sim, pelas viagens do “Jovem” Sr. MOACIR PIMENTEL, especialmente a Índia, pelos Artigos do também meu Mestre FRANCISCO BENDL como motorista de Táxi, e especialmente pelos seus ESCRITOS.
      Abração.

  2. Sempre defendi Cunha apesar de saber que ele era corrupto, mas como tinha (ou devia ter) detonado dilma e o pt, eu perdoava tudo.
    Afinal tanto ela como dilma são uns pilantras. Não merecem perdão algum.
    Fui enganado!
    Reconheço.

    • “Sempre defendi Cunha apesar de saber que ele era corrupto, ”

      Esta ai a prova de que parte da população brasileira ou sua grande maioria está contaminada pelo “jeitinho brasileiro””levar vantagem em tudo “., ou como nestes novos tempos modernos se aliar a corruptos para obter sua tão sonhada conquista….
      Ele sabe que é corrupto mas o apoia, só faltava tirar aquelas fotos como os Guardiões da Ética jjunto com o Jaspion Paraguaio., entre faixas “Contra a Corrupção”……

      País da Piada Pronta…

      VIVE LA FRANCE.

      • Senhor Armando

        Vossa Senhoria é o melhor exemplo ou prototipo da imbecilidade e da parvoice que infelizmente tomou conta do nosso País.
        Sabe, não sou corrupto, nemnunca usei tanto o “jeitinho brasileiro” ou de ”levar vantagem em tudo“.
        Talvez pela educação que recebi e que falta em doses industriais a Vossa Senhoria.
        De fato sempre defendi Cunha apesar de saber que ele era corrupto porque foi o único brasileiro que liquidou metaforicamente escrevendo, a dilma, lula, pt e o pc do b.
        Só por ter acabado com esses bandidos de colarinho branco, mereceu a minha total e irretrita consideração.
        Hoje, ao ler essse artigo, achei demais o que o Senhor Cunha fez.
        Não esperava por tanto.
        Agora Vossa Senhoria sem me conhecer de lado algum, escreve sobre mim bobagens cretinas absolutamente fora do contexto do me texto, convenhamos que ultrpassou por larga margem o minimo da boa educação e respeito que deve ou deveria haver entre os comentaristas.
        Logo, só me resta dizier a Vossa Senhoria, que vá para o raio que o parta no mínimo.
        E não se esqueça de tirar meia duzia de fotos com os Guardiões da Ética junto com o Jaspion Paraguaio entre faixas “Contra a Corrupção.
        Assunto encerrado.

  3. …repovoamento político: 2016 prefeitos e vereadores; 2018, uma leva maior:>Presidente, Senadores, D.Federais e Estaduais e Governadores… como dizia Osmar Santos> Ripa na chulipa e pimba na gorduchinha[…

  4. Uma coisa é certa, o Brasil pode até vir no futuro a ter uma presidentE, mas nunca mais, o povo vai querer uma presidentA.
    A palavra presidenta vai ter um sentido pejorativo, causará arrepios.

  5. Você Me Enganou

    Bruno Gomes

    Você apareceu me iludiu de novo.
    Não me deixou nem pensar.
    Jogo sujo! me atraiu.
    Como sempre acreditei, que o nosso amor não tinha fim.
    Pensei que iria terminar o seu namoro e voltar pra mim.
    Me enganou! me feriu! me largou e me deixou aqui.
    Sem nenhuma explicação, foi embora e agora não quer saber mais de mim.

    Refrão

    Você me enganou me fez de palhaço.
    Sorriu nas minhas costas, quando estava em seus braços.
    Pra que então mentir! pra que me enganar!
    Se em seu coração tem outro em meu lugar.
    Chega de graça! de fazer hora!
    Dá o fora! some! vai embora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *