Dilma quis saber se Temer recebeu propina da Petrobras, diz Marcelo Odebrecht

Resultado de imagem para dilma e temer charges

Charge do Boopo (Humor Político)

Deu em O Tempo
(
Agência Estado)

Em um de seus depoimentos prestados no âmbito do acordo de colaboração premiada com a Lava Jato, o empreiteiro Marcelo Odebrecht assumiu pagamentos de propina para o PMDB e PT por conta do contrato PAC SMS da diretoria Internacional da Petrobras. Segundo o delator, tanto a presidente da estatal na época, Graça Foster, como a então presidente Dilma Rousseff foram informadas sobre os pagamentos ilícitos. Na conversa com Dilma, segundo Marcelo, teria transparecido que a então presidente queria saber se seu vice, Michel Temer, teria recebido valores oriundos do contrato.

“Eu contei tudo que tinha contado pra Graça pra ela. Presidenta, veja bem, não é justo o que Graça fez.. Eu achava que ela queria saber se Michel estava envolvido… mas você percebe que ela queria instigar quem era a pessoa que estava recebendo isso”, detalhou Odebrecht.

PT E PMDB – Os repasses ao PMDB, disse Marcelo, foram solicitados a Márcio Faria, diretor de Óleo e Gás do grupo Odebrecht, pelos então deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Por parte do PT, os repasses teriam sido tratados com o tesoureiro do partido João Vaccari. Questionado sobre os valores, Marcelo informou que não saberia o valor exato, mas que “foi relevante, foi 10, 20 milhões de reais” pagos na véspera da campanha de 2010.

Em 2013, uma auditoria interna da Petrobras contestou contrato com o grupo Odebrecht em torno de US$ 840 milhões para serviços em dez países. Depois da análise, o montante a ser pago foi reduzido em 43% do valor original, a cerca de US$ 480 milhões.

O acordo incluía trabalhos de manutenção na refinaria de Pasadena, no Texas (Estados Unidos), onde a Petrobras foi investigada por ter firmado um contrato com falhas e comprado a unidade por preço acima do de mercado, como revelou na época o jornal O Estado de S. Paulo.

GRAÇA FOSTER – Em sua delação, Odebrecht contou que soube dos pagamentos quando Graça Foster telefonou para perguntar se o PMDB havia recebido valores oriundos do contrato. “O que na época me foi informado, comentado, é que ela estava preocupada era com esse tal pagamento que foi feito para eleição de 2010 do grupo do PMDB”, explicou Marcelo.

Aos investigadores explicou que o caso foi diferente dos outros da estatal uma vez que não era costume o político solicitar os repasses. “No caso a Petrobras, a conversa era com diretores, a mensagem dos padrinhos políticos era pelos diretores”, explicou Odebrecht.

O PAC SMS foi um contrato de prestação de serviços para a área de Negócios Internacionais da Petrobras, dentro do plano de ação de certificação em segurança, meio ambiente e saúde. O contrato guarda-chuva contempla vários países e, em 2011, foi ampliado para incluir serviços específicos em Pasadena.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Como se constata, a personagem “Dilma Toda Pura” jamais existiu. Sempre soube de tudo, participou e deu força às falcatruas. A desculpa de que não foi para ela, mas para o PT, nada significa, porque é crime de corrupção do mesmo jeito, com agravante de Dilma ter se tornado presidente da República e passado a ocupar o topo da pirâmide montada pela quadrilha criada por Lula e José Dirceu (não necessariamente nesta ordem). É uma trama em que não existem inocentes. Todos são vigaristas, não importa a que partido pertençam. (C.N.)

5 thoughts on “Dilma quis saber se Temer recebeu propina da Petrobras, diz Marcelo Odebrecht

  1. Sei não…

    Vigarista é pouco.

    No frigir dos ovos, a subversiva, terrorista e sabidamente incompetente, no decorrer dos procedimentos a serem efetivados pelo poder judiciário, vai fazer o diabo para livrar sua cara…

    Evidentemente existem controvérsias.

    Aguardemos os nobres membros do Supremo quando falarem nos autos…

  2. É muita graça!
    Dilma honesta? Só para idiotas que não sabem o que significa honestidade.
    Quanto a Graça Foster também sabia de tudo na Petrobrás.
    Já se aposentou? Será chamada a prestar contas?

  3. A GloboNews acaba de botar no ar longo trecho de depoimento de Marcelo Odebrecht em que ele cita Dilma. A emissora vende a notícia como se fosse uma denúncia de envolvimento da ex-presidenta. Mas o vídeo demonstra exatamente o oposto: Dilma não sabia do caso de suborno abordado no interrogatório e, quando soube, cobrou responsabilidades dos supostos envolvidos. Marcelo chega a relatas que o então ministro Edison Lobão contou a ele que foi duramente interpelado por Dilma, depois deste encontro. E diz que Dilma surpreendeu-se, inclusive, ao ser informada por ele que gente do PT também poderia estar recebendo propina. Marcelo ressalta que esta foi a única vez em que tratou este tipo de assunto com Dilma. No depoimento exibido, Marcelo não diz em nenhum momento que Lula e Dilma conheciam alguma irregularidade nas doações. E acrescenta que sempre patrocinou as candidaturas de Aécio e que o senador tucano nem precisava pressionar porque receberia o que fosse necessário a qualquer momento. Bastava ligar ou mandar algum preposto ligar. https://goo.gl/Sxq3qP

  4. Só discordo da nota da redação no que diz respeito a quadrilha criada. A quadrilha não foi criada, sempre existiu. Ela pode ganhar novos membros, trocar de chefe, mas sempre existiu e sempre esteve lá. Está lá agora, com Temer e seus comparsas e continuará quando Temer descer pelo esgoto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *