Dilma terá acrescentado votos a Jandira? Ou tirou?As novas pesquisas vão responder

Resultado de imagem para dilma e jandira

Ninguém sabe se Dilma transfere ou tira votos dos candidatos

Pedro do Coutto

Na mesma página da edição de O Globo de quinta-feira, reportagens de Mara Bergamaschi e Renato Grandelle focalizaram, por ângulos diferentes, a presença da ex-presidente Dilma Rousseff no comício de Jandira Feghali, coligação do PCdoB-PT à prefeitura do Rio nas urnas de 2 de outubro. Pelo levantamento mais recente ,ela se encontrava no patamar de 9%, empatada com Marcelo Freixo e Pedro Paulo, dois degraus acima de Índio da Costa.

Na frente, Marcelo Crivella com 31% das intenções de voto, enquanto a parcela de 14% reunia aqueles que pretendem anular ou votar em branco. Esta fração era de 20% na penúltima pesquisa. Claro que Crivella já está com passaporte para o segundo turno, se houver segundo turno. Deve haver, penso eu.

Mas entre o candidato do PRB e quem? Daí a importância das pesquisas de Datafolha e Ibope que devem sair na semana que vem. A principal resposta encontra-se no título deste artigo. Surpreendeu a ausência de Lula, que se deslocou para a disputa nas cidades do Nordeste. Mas Dilma Rousseff estava na Cinelândia. Afinal, a ex-presidente acrescentou ou não votos? Se acrescentar, este será um dado importante, pode até se tornar decisivo para uma projeção conjunta na primeira etapa.

MÚLTIPLO EMPATE – Freixo, Jandira, Pedro Paulo, Índio da Costa situam-se no mesmo plano, todos sujeitos a oscilações na reta final da campanha. Carlos Osório situa-se um pouco atrás desses quatro, mas, como todos os demais, pode subir. Um ponto pode se tornar decisivo. Como no futebol. Por um gol se vence, por um gol também se perde. No caso a chance de ir às urnas no último domingo do mês que vem, data do segundo confronto.

Paralelamente, é curiosa a indicativa ausência tanto de Dilma quanto de Lula na campanha pela Prefeitura da cidade de São Paulo, onde Fernando Haddad, do PT e atual prefeito, revela-se fraco nas pesquisas do Ibope e do Datafolha. Está com apenas 9 pontos, contra 30 de Celso Russomanno, 20 de Martha e 17 de João Dória. Diga-se de passagem que Russomanno vem descendo, enquanto Martha e Dória sobem. Martha corre pelo PMDB, João Dória pelo PSDB, com apoio do governador Geraldo Alckmin, porém combatido por tucanos certamente próximos de José Serra e Aécio Neves, que pretendem disputar a legenda com Alckmin para ver qual dos três será o candidato do partido às urnas presidenciais de 2018.

DESCRÉDITO – Pela ausência e distância, Lula e Dilma parecem não acreditar nas possibilidades de vitória de Fernando Haddad. Ou Haddad distanciou-se de ambos, lembrando que, em 2014, o PT foi amplamente derrotado em São Paulo. Portanto se em 2014, a situação já era ruim, agora certamente tornou-se ainda pior.

Voltando ao Rio, é um fato concreto o distanciamento do prefeito Eduardo Paes, que não se esforça em favor de seu ontem candidato Pedro Paulo. A impressão que se tem é a de que, achando certa a derrota, Eduardo Paes não deseja ser atingido, preferindo resguardar-se para disputar o governo do estado na sucessão de 2018.

Inclusive, vale frisar, a situação do Palácio Guanabara não é nada boa em matéria de força eleitoral. Um desastre escurece o panorama atual. A crise financeira corroeu todos os setores. Os hospitais e até a folha mensal do funcionalismo. O fim do mundo.

37 thoughts on “Dilma terá acrescentado votos a Jandira? Ou tirou?As novas pesquisas vão responder

  1. UM APELO SINCERO PARA QUE OS LEITORES DA TRIBUNA DA iNTERNET VOTEM NOS CANDIDATOS A VEREADOR E PREFEITO DO PPS

    Prezados Confrades Tribunários ,

    As razões porque apelo para que escolham os candidatos do PPS fundam-se na história limpa deste partido , de sua atuação combativa no Parlamento , cujo ícone é o deputado federal (PPS-PR) Rubens Bueno , a coerência de suas idéias , a oposição ao PT desde 2003 quando o PPS percebeu que Lula era um aventureiro e, eleito, iniciou o Mensalão , percebido e denunciado pelo PPS , aviso que os demais partidos , incluído o PSDB não deram importância.

    Vamos começar por eliminação. O PSDB está com o rabo preso no Petrolão , desde o mensalão mineiro , até o Petrolão atual , e Aécio Neves é um dos indiciados,

    Em hipótese alguma , pelos fatos exibidos nos governos Lula e Dilma , temos motivos de sobra para não votar em qualquer candidato, seja a prefeito , seja a vereador , para os partidos que foram os maiores vampiros da Petrobras , Eletrobras , Fundos de Pensão , BNDES entre outros , que são o PT , o PP , o PMDB e o PCdoB. Isto, tenho certeza que todos os leitores da Tribuna da Internet estão de acordo.

    Com o acordão que houve nas sombras , durante a viagem de Michel Temer aos EUA , o senador Renan Calheiros, acumpliciado com outros partidos que estão com ações criminais em curso no TSE , e com a cumplicidade do presidente da Câmara , Rodrigo Maia , que é do DEM , tentou colocar um jabuti num projeto de lei de um deputado que nem tem mais mandato , uma emenda em uma PEC que anistiava todos os que cometeram crimes no Petrolão e congêneres , sob o frágil argumento que a Lei não retroage. Não fosse a reação destemida do deputado Miro Teixeira e do deputado Rubens Bueno , em torno dos quais se juntou um coro de deputados descontentes presentes à sessão , conseguiram barrar esta manobra espúria , que tinha o aval do DEM e do presidente da Câmara (DEM-RJ) Rodrigo Maia.

    Então, em sã consciência, não podemos votar em candidatos do DEM.

    O PTB , o PDT , o PSB e o Solidariedade , bem como o PTB , o PSD (partido de Kassab , que representa o atraso e o fisiologismo, partido sem programa) , com exceção do Solidariedade, tomaram ministérios nos governos Lula e Dilma para roubar , e dela foram aliados , até que sentiram que a causa estava perdida , e foram se afastando do governo. Já o partido Solidariedade, este é o partido do arqui-pelego Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical , que esteve na defesa de Eduardo Cunha até a votação final que cassou Cunha , e procurou obstruir os trabalhos da Comissão de Ética na época da cassação de Cunha.

    Não podemos também sufragar os políticos que formaram o Centrão de Eduardo Cunha , e nem preciso explicar porque, e estes são o PMN , PRB ,PSL e PEN , além de membros obscuros do PMDB e também do baixo clero do PSD , de Kassab.

    Não tenho nada a falar que desabone o PPL – Partido Pátria Livre , partido ainda pequeno , mas com um ideário progressista e que não participou nem da roubalheira da Petrobras , nem do Centrão e tem uma conduta reta no Parlamento. Pode ser uma opção de voto , mas é um partido novo e não tem história , para que saibamos para onde o PPL vai rumar.

    O PR , que também foi aliado dos governos do PT, tem ainda o vício de origem , já que foi apenas mudança de nome : Era o PRONA , de Eneas Carneiro e , vocês se lembram ? – da senhorita Suely , e este partido foi co-fundado por Fernando Collor de Mello , que lá permaneceu até onde lhe convinha.

    Só sobraram para a análise, então, o PPS e a Rede , de Marina Silva. Mas porquê não podemos nem devemos votar na Rede ?

    É comum eleitores justificarem o voto em Marina Silva para presidente nas Eleições 2014 afirmando que ela representaria uma “nova forma de fazer política”. Abaixo, sete razões pelas quais essa afirmação não faz sentido:

    1. Marina Silva virou candidata fazendo uma aliança de ocasião. Marina abandonou o PT para ser candidata a presidente pelo PV. Desentendeu-se também com o novo partido e saiu para fundar a Rede — e ser novamente candidata a presidente. Não conseguiu apoio suficiente e, no último dia do prazo legal, com a ameaça de ficar de fora da eleição, filiou-se ao PSB. Os dois lados assumem que a aliança é puramente eleitoral e será desfeita assim que a Rede for criada. Ou seja: sua candidatura nasce de uma necessidade clara (ser candidata), sem base alguma em propostas ou ideologia. Velha política em estado puro.

    2. A chapa de Marina Silva está coligada com o que de mais atrasado existe na política. Em São Paulo, o PSB apoia a reeleição de Geraldo Alckmin, e é inclusive o partido de seu candidato a vice, Márcio França. No Paraná, apoia o também tucano Beto Richa, famoso por censurar blogs e pesquisas. A estratégia de “preservá-la” de tais palanques nada mais é do que isso, uma estratégia. Seu vice, seu partido, seus apoiadores próximos, seus financiadores e sua equipe estão a serviço de tais candidatos. Seu vice, Beto Albuquerque, aliás, é historicamente ligado ao agronegócio. Tudo normal, necessário até. Mas não é “nova política”.

    3. As escolhas econômicas de Marina Silva são ainda mais conservadoras que as de Aécio Neves. A campanha de Marina é a que defende de forma mais contundente a independência do Banco Central. Na prática, isso significa deixar na mão do mercado a função de regular a si próprio. Nesse modelo, a política econômica fica nas mãos dos banqueiros, e não com o governo eleito pela população. Nem Aécio Neves é tão contundente em seu neoliberalismo. Os mentores de sua política econômica (futuros ministros?) são dois nomes ligados a Fernando Henrique: Eduardo Giannetti da Fonseca e André Lara Rezende, ex-presidente do BNDES e um dos líderes da política de privatizações de FHC. Algum problema? Para quem gosta, nenhum. Não é, contudo, “uma nova forma de se fazer política”.

    4. O plano de governo de Marina Silva é feito por megaempresários bilionários. Sua coordenadora de programa de governo e principal arrecadadora de fundos é Maria Alice Setúbal, filha de Olavo Setúbal e acionista do Itaú. Outro parceiro antigo é Guilherme Leal. O sócio da Natura foi seu candidato a vice e um grande doador financeiro individual em 2010. A proximidade ainda mais explícita no debate da Band desta terça-feira. Para defendê-los, Marina chegou a comparar Neca, herdeira do maior banco do Brasil, com um lucro líquido de mais de R$ 9,3 bilhões no primeiro semestre, ao líder seringueiro Chico Mendes, que morreu pobre, assassinado com tiros de escopeta nos fundos de sua casa em Xapuri (AC) em dezembro de 1988. Devemos ter ojeriza dos muito ricos? Claro que não. Deixar o programa de governo a cargo de bilionários, contudo, não é exatamente algo inovador.

    5. Marina Silva tem posições conservadoras em relação a gays, drogas e aborto. O discurso ensaiado vem se sofisticando, mas é grande a coleção de vídeos e entrevistas da ex-senadora nas quais ela se alinha aos mais fundamentalistas dogmas evangélicos. Devota da Assembleia de Deus, Marina já colocou-se diversas vezes contra o casamento gay, contra o aborto mesmo nos casos definidos por lei, contra a pesquisa com células-tronco e contra qualquer flexibilização na legislação das drogas. Nesses temas, a sua posição é a mais conservadora dentre os três principais postulantes à Presidência.

    6. Marina Silva usa o marketing político convencional. Como qualquer candidato convencional, Marina tem uma estrutura robusta e profissionalizada de marketing. É defendida por uma assessoria de imprensa forte, age guiada por pesquisas qualitativas, ouve marqueteiros, publicitários e consultores de imagem. A grande diferença é que Marina usa sua equipe de marketing justamente para passar a imagem de não ter uma equipe de marketing.

    7. Marina Silva mente ao negar a política. A cada vez que nega qualquer um dos pontos descritos acima, a candidata falta com a verdade. Ou, de forma mais clara: ela mente. E faz isso diariamente, como boa parte dos políticos dos quais diz ser diferente.

    Há algum mal no uso de elementos da política tradicional? Nenhum. Dentro do atual sistema político, é assim que as coisas funcionam. E é bom para a democracia que pessoas com ideias diferentes conversem e cheguem a acordos sobre determinados pontos. Isso só vai mudar com uma reforma política para valer, algo que ainda não se sabe quando, como e se de fato será feita no Brasil.

    O único partido com representação no Parlamento , cuja bravura e retidão , além da sólida atuação parlamentar , só não viu quem não quis. É um partido da Esquerda Democrática, mas sabe que temos de viver sobre o mando do Capitalismo. Sua atuação se baseia na correção de rumo , quando o capitalismo começa a ficar selvagem , e o PPS atua contra , e projetos de leis progressistas, cujo site convido todos a acessar e ler , inclusive ler o nome de prefeitos e vereadores que concorrerão pelo PPS em todo o Brasil : http://www.pps.org.br

    Com o mais sincero abraço ,

    Ednei José Dutra de Freitas

  2. Pedro do Couto, acho que Dilma está jogando algum prestígio fora. Deveria estar visitando seus netos e rodando em sua bicicleta. Apoiar quem quer que seja neste momento é senão burrice, loucura. Está provado que Dilma foi golpeada. Tanto assim que não tiveram coragem de retirar-lhe os direitos políticos. Agora é hora de refletir e descansar. Vai ganhar o que com Jandira? Nada. Se por um dos azares do destino ela for para o sendo turno e ganhar. Não vai acrescentar nada para Dilma.

  3. Newton, tenho receio de dizer alguma coisa sobre o que escrevem. É de lascar. Não conhecem nada de política. Não conhecem nada de política. Corruptos enrustidos passam por vestais. Bandidos, bandidos mesmo são endeusados. Frequentadores da lista da Odebrecht passam para muitos como puros. Processados por apresentar funcionários fantasmas. Estão aí desfilando na passarela da ignorância como confiáveis. Até meu cunhado diz que vai votar no Crivella porque é amigo do Temer. Você tenho certeza sabe quem é quem. Tem idade e profissionalismo para saber.

    • Amigo Aquino, os candidatos às eleições municipais, com raríssimas exceções, são de uma mediocridade impressionante, sem falar nos ladrões de sempre. Você nota que raramente publicamos alguma a coisa a respeito dessas eleições. Aqui no Rio, é um deserto de homens e ideias, como dizia Oswaldo Aranha. A gente vai votar tapando o nariz, como diziam os comunistas quando o Partidão estava na ilegalidade.

      Abs.

      C.N.

  4. Sinceramente, eu rezo para que Victor , Virgílio , Armando e Guilherme estejam certos e só eu esteja errado , para o bem do Brasil.

    Só lembro que o PPS por ser um partido pequeno, e mesmo se fosse grande, face a nosso sistema eleitoral , os partidos são obrigados a entrar em coligações. Não há como apresentar-se numa campanha em que pesa o horário de televisão , e o parco fundo partidário que recebe , o PPS exibir candidaturas isoladas.

    Quanto a implicância que o Victor tem contra o Comte Bittencourt , cujas ações contra ele quando era político lá em Niterói , já foram julgadas pela justiça e ele foi declarado inocente com transito em julgado.

    Comte Bittencourt é hoje o corregedor da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, como deputado estadual , tem voz na Executiva Fluminense do PPS , mas jamais teve cacife nem cacoete para ser o senhor feudal do PPS. De onde você tirou isso ?

    Sugiro que você leia mais cuidadosamente o que escrevi e reflita mais um pouco. Observe as coligações que os grandes partidos estão fazendo e veja o que você encontrará , por exemplo , nas coligações feitas pelo PMDB , pelo DEM , pela REDE. Um amigo que tenho , vereador pelo PPS no Rio de Janeiro me disse que para se fazer algum projeto ou rechaçar algum projeto , no primeiro lugar em favor do Estado do Rio e no segundo caso em desfavor do Rio , o PPS tem que se juntar com a direita ideológica , porque a extensa maioria dos vereadores cariocas são bandidos.

    O mesmo se dá na Assembleias Legislativas , na Câmara e no Senado Federal.

    Já ao Guilherme Almeida , que afirma que :”PV / PDT / PC do B / PTN / PRB / PT / PSL / SD / PTB / PMDB / PPS / PP / PRP / PEN / PMB / PRTB / REDE / DEM / PR esta coligação mais parece o Sindicato do Crime” , penso que ele fica moralmente obrigado a postar aqui na Tribuna da Internet qual foi o crime que o PPS conheceu. Se você não o fizer , vou ter de considerá-lo um cidadão leviano , daqueles que merecem ter o Parlamento que temos hoje.

      • Virgílio , se o Comte foi condenado , que pague pelo que fez. Uma andorinha não faz verão. Você pretende o quê ? Manchar como Comte , se é o caso , todo o PPS ?

        Ah ! Faça o favor ! Quem do PPS está ou esteve metido no mensalão, no Petrolão, nos fundos de pensão ?

        Se o Comte foi condenado por algo ilícito , vai acontecer com ele o mesmo que aconteceu com o ex-deputado pelo PPS Stepan Nercessian , por ter pedido dinheiro emprestado ao Carlinhos cacheira , e foi expulso do partido.

        Você tem uma ideia melhor , algum partido melhor para sugerir aos confrades da Tribuna ? Se tiver, não perca tempo. Explique em quem você vai votar e quais são as características mais honestas do que o PPS do Partido em que você vai votar ?

        Tente escrever um texto genuíno seu, como eu fiz com o meu , explicando a sua posição política, até porque a eleição já é domingo. Você já colocou inúmeras vezes este site de condenação do Comte Bittencourt pelo período que ele atuava na Câmara Municipal de Niterói.

        Ou a sua única intenção é me chatear e ser do contra ? Se você não tem preferência por qualquer partido político e vai votar nulo , não estará ajudando em nada escolher entre a escória política , aqueles que tem vida honesta e votar.

        Eu deveria não lhe responder , porque sua referência sugerindo que eu tenha conduta stalinista é indevida , indecente , mas eu tenho respeito pelos demais leitores do blog que aqui fizeram comentários, e por isso , com muito nojo , publico uma resposta para você , que pelo que me está parecendo , é um lumpem social e desocupado.

        • Uma pessoa que elogia Laing e David Cooper depois de elogiar o Código de Hamurabi merece a minha atenção ? Nem vou votar..
          ” Vote ! A corrupção precisa de você”. ( Millôr)

      • Aí está você , novamente , com seus links e batendo na mesma tecla. A TI é feita para que se façam comentários , para que se apresentem argumentos genuínos de cada um. Se Comte Bittencourt errou , que pague , que seja preso , mas certamente não errou a mando do PPS. Se um membro do partido teve uma conduta desviante , tenha certeza que o PPS não intercederá por ele, como fazem os partidos que tem contas a ajustar com a Justiça. Cite desvios com dinheiros públicos feitos por vários membros do PPS. Procure o PPS no Mensalão , Petrolão e fundos de pensão. um deputado que errou não é a norma do PPS , e você , se lê jornais , se vê televisão, pelo menos , ou se entra em outros blogs da internet , procure por parlamentares do PPS que como norma de maioria sejam ladrões como o PMDB , PP . PCdoB e PT. Você não irá encontrar.

  5. Newton, o que dizes é o retrato fiel da quase impossibilidade de se votar. Eu sempre voto. Mas para prefeito está dificil. No meu caso quando o candidato é mais ou menos, a incompatibilidade ideológica me obriga a não votar. Não sou hipócrita. Vou votar no filho do doutor Trajano sobrinho do Brizola a quem conheço bem. Sei que o garoto é zero quilômetro e .confiável. O irmão mais novo de minha mulher não se envolve em política, mas dizer que vai votar no Crivela porque é amigo do Temer é dose para hipopótamo. Mandei um abraço para sobrinha que está aniversariando e desliguei rápido senão ia chamá-lo de analfabeto político.

    • Caro Dr. Ednei … o PMDB governou com Sarney (e não foram muitos os escândalos em seu governo) … o PMDB governou com Itamar (e também não foram muitos os escândalos) … agora, vamos acompanhar o Governo Temer, né???

      http://pmdb.org.br/institucional/estatuto/: “Art. 13. O filiado condenado por crime infamante ou por práticas administrativas ilícitas, com sentença transitada em julgado, será expulso do Partido.” … tem sido aplicado!!!

      Art. 2º. O PMDB exerce suas atividades políticas visando à realização dos objetivos programáticos que se destinam à construção de uma Nação soberana e à consolidação de um regime democrático, pluralista e socialmente justo, onde a riqueza criada seja instrumento de bem-estar de todos. … o PMDB prega e respeita o pluralismo!!!
      sds!

  6. Embora não seja de meu agrado colocar links em meus comentários , hoje sou obrigado , para reafirmar o que disse acima , a publicação de O GLOBO , primeira página com destaque , a relação dos partidos que estão com candidatos a prefeitos e vereadores impugnados , e de que tamanho é a bandidagem. Esta gente vai ainda estar nas urnas mediante recurso , mas , se eleitos, estão na ficha suja e não poderão tomar posse.

    Notem que não há ninguém do PPS metido nesta sujeira toda:

    http://infograficos.oglobo.globo.com/brasil/funil-eleitoral.html

  7. SOBRE A NECESSIDADE E O VALOR DO VOTO ÉTICO

    É muito comum ouvirmos que todos os políticos são iguais e que o voto é apenas uma obrigação. Muitas pessoas não conhecem o poder do voto e o significado que a política tem em suas vidas.

    A importância do voto ético

    Numa democracia, como ocorre no Brasil, as eleições são de fundamental importância, além de representar um ato de cidadania. Possibilitam a escolha de representantes e governantes que fazem e executam leis que interferem diretamente em nossas vidas. Escolher um péssimo governante pode representar uma queda na qualidade de vida. Sem contar que são os políticos os gerenciadores dos impostos que nós pagamos. Desta forma, precisamos dar mais valor a política e acompanharmos com atenção e critério tudo que ocorre em nossa cidade, estado e país.

    O voto deve ser valorizado e ocorrer de forma consciente. Devemos votar em políticos com um passado limpo e com propostas voltadas para a melhoria de vida da coletividade.

    Como votar conscientemente

    Em primeiro lugar temos que aceitar a ideia de que os políticos não são todos iguais. Existem políticos corruptos e incompetentes, porém muitos são dedicados e procuram fazer um bom trabalho no cargo que exercem. Mas como identificar um bom político?

    É importante acompanhar os noticiários, com atenção e critério, para saber o que nosso representante anda fazendo. Pode-se ligar ou enviar e-mails perguntando ou sugerindo ideias para o seu representante.

    Caso verifiquemos que aquele político ou governante fez um bom trabalho e não se envolveu em coisas erradas, vale a pena repetir o voto. A cobrança também é um direito que o eleitor tem dentro de um sistema democrático.

    Durante a campanha eleitoral

    Nesta época é difícil tomar uma decisão, pois os programas eleitorais nas emissoras de rádio e tv parecem ser todos iguais. Procure entender os projetos e ideias do candidato que você pretende votar. Será que há recursos disponíveis para que ele execute aquele projeto, caso chegue ao poder? Nos mandatos anteriores ele cumpriu o que prometeu? O partido político que ele pertence merece seu voto? Estes questionamentos ajudam muito na hora de escolher seu candidato.

    Conclusão

    Como vimos, votar conscientemente dá um pouco de trabalho, porém os resultados são positivos. O voto, numa democracia, é uma conquista do povo e deve ser usado com critério e responsabilidade. Votar em qualquer um pode ter conseqüências negativas sérias no futuro, sendo que depois é tarde para o arrependimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *