Discurso mambembe de Lula foi um primor de marquetagem

Lula é um marqueteiro nato e agora se faz de vítima

Sergio Garschagen

Assisti agora, calmamente, o discurso-desabafo do Lula na sede do PT e tirei duas conclusões: 1) ele é marqueteiro nato, bem melhor que o João Santana, que estudou para isso. Fala bem, com todos os seus erros do português ruim, e convence as pessoas mais simples; e 2) fala e ressalta todos os seus feitos no governo mas sem cruzar um milímetro sequer para mostrar um único dos seus defeitos éticos. É um ser perfeito, iluminado em sua visão. Senão, vejamos: Lula bate no MP e na PF que o “perseguem” e mistura essa perseguição com o preconceito das elites que “odeiam pobre melhorando de vida”. Aí ele chega ao paroxismo do cinismo.

Banqueiros e empreiteiros são os cumes dessa elite que deveria odiá-lo, mas que, em compensação, garantem a sua boa vida. Qual o empresário que odeia ver pobre consumindo seus produtos? Só se for burro. Todos lamentam é a queda do consumo, mas isso ele não fala. Ele evita também falar na destruição da maior estatal do país, dos milhões de desempregados atuais, da inflação e repica o samba de uma nota só dos “pobres que andam de avião”, FIES e bolsa familia, uma realidade do passado e que estão sendo cortadas a cada dia pela crise de um país que decresce a cada ano 4%.

Ele fala que o mundo inteiro paga para ouvi-lo falar de suas conquistas e que ele é dos palestrantes mais bem pagos do mundo, quando todo mundo sabe que ele foi pago pelas empreiteiras brasileiras, para abrir negócios (em países corruptos, claro) e não consegue apresentar uma única e escassa transcrição de uma dessas palestras que fatalmente existiria no YouTube se fossem pagas por universidades ou institutos internacionais.

Nem um mísero contrato de palestra também. Nem explica por que o Instituto Lula pagou ao seu filho um milhão de reais. Fala que não é dono do sítio e não é mesmo. Está em nome de outrem. Mas nem uma reles palavra sobre os seus bens lá guardados e nem sobre as reformas de R$ 700 mil no sítio e do triplex, que também não é dele, “porque não paguei”. Mas nem uma palavra sobre o recebimento das chaves, mostrado pela Globo.

Vale mais a palavra dele que fatos que PF e MP querem apurar, que só desvios de recursos públicos. Ao lado, a claque tem frêmitos de felicidades e orgasmos cívicos.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A Procuradoria da República já desmentiu Lula de forma definitiva, porque a própria OAS revelou que todos os apartamentos do edifício Solaris estavam vendidos desde agosto de 2011. Este assunto foi manchete de O Globo no domingo, desmentindo Lula e dona Marisa, que insistem em afirmar que não são donos do triplex. A palavra do casal não vale mais nada, porém os petistas continuam acreditando. (C.N.)

39 thoughts on “Discurso mambembe de Lula foi um primor de marquetagem

  1. O Garschagen é mais um daqueles hipócritas que só sobrevivem com verba governamental. Se tivesse que escrever para viver, morria de fome. O Lulla só convenceu aqueles para quem ele nem precisaria ter falado. E hipócrita ainda tenta nos convencer por via indireta que o Lulla nada tem com o triplex. O Garschagen nem para limpar privadas, serviria.

  2. Quanta idiotice em poucas linhas… É um mestre tão grande que na última pesquisa de opinião o volume morto está com 68% der rejeição TOTAL, já é águas profundas….

  3. Senhores,

    A situação do PT está tão indefensável que até o PREZADO RENATO deixou de postar nesta TRIBUNA DA INTERNET e se recolheu em algum mosteiro para expiação do pecado da INGENUIDADE.
    Ou mudou de nickname…

  4. Lula é um psicopata. Ele mente tão bem que acredita na própria mentira.
    Acontece que o “povo” não cai mais nessa.
    Esse negócio aí na manchete de ser “um primor de marquetagem” não corresponde à realidade.
    Só gente paga propaga o “santo”.

    ET.: coloquei povo entre aspas porque essa gente que usa os trabalhadores de verdade, que abusam da palavra sem nunca ter chegado perto de uma pessoa honesta, trabalhadora que dá murro em ponta de faca todos os dias, não tem a menor idéia do que é povo.

    O povo não se parece nenhum pouco com o pt e a esquerda em geral. O povo é trabalhador, o povo não é bandido, o povo não se faz de “vitima da sociedade”.

    • O cidadão aí, o Luchetta, pela pinta não entendeu o texto do Garschagen. Em nenhum momento ele “propagou o santo”.
      Cada vez mais me convenço que a falta de CIEP’s foi o mal maior que este país sofreu nos últimos trinta anos.

      O cara lê um texto claro desses, que em momento algum defende o Lula, e calunia o autor supondo que foi pago para defender exatamente quem atacou!!!

      O autor apenas reconheceu, e fê-lo bem, que esse pária da sociedade “fala bem, com todos os seus erros do português ruim, e convence as pessoas mais simples”. E isso é mentira?! A falta de CIEP’s (outra vez) leva a isso.

      Fenômeno semelhante ocorre com esses pastores eletrônicos. A maioria egressos dos setores menos economicamente favorecidos da sociedade, absolutamente desprovidos de cultura, sequer sabem o que é a Bíblia, falam igual ao Lula, com prosaicos erros de concordância verbal, nominal e verbo-nominal, roubam descaradamente o poveco a quem “servem”, mas a turba ignara continua dando dinheiro para eles e acreditando que será salva no Juízo Final.

      De vez em quando, tal como esse político salafrário, se dizem perseguidos, se comparam a Jesus, que também teria sofrido perseguições, e… pedem mais grana. E la nave va.

      O paralelo, aliás, não é casual. Os petralhas possuem fanatismo religiosiforme. O deus deles é o Lula. Alguém duvida? O fenômeno, pensando bem, é pior que o que se passa com esses crentes neo evangélicos. Esses não veem os pastores como deuses. Eles próprios sequer se colocam assim. Posicionam-se como intermediários. Uma espécie de despachante entre o crente e Deus, Nosso Senhor.
      Já oss lulistas enxergam em Lula o verdadeiro Deus, consciente, inconsciente ou subconscientemente é assim que se comportam. E isso é perigoso.

      Os eventos de 11/09/2001 tiveram como ponto de partida a cabeça feita de fanáticos. Fanáticos fazem qualquer coisa. O momento é de pré perigo. Aguardemos o dia 13. Ficará na história.

      • O cidadão aqui, o Luchetta, não mora e nunca morou no Rio.
        Perdi uma grande oportunidade de ter o CIEP’S (é assim que escreve? sei lá… se tivesse tido a oportunidade única de ter frequentado essa maravilha.) na minha vida.
        Continuo rindo aqui. Espera aí. Vou dar um tempo pra mim mesmo. (Tá certo isso, manda chuva do cieps?).
        Olha, perdi o raciocínio.
        Tô tentando, tô tentando…
        Vamos lá. Parei de rir. Tá difícil.
        Ô intelequitual, se a manchete não bate com o que está escrito a culpa não é minha.
        Sou um inguinorante, mas os jenios da raça, como essa gente que saiu do cieps, sempre me disseram que a manchete deve refletir o texto.
        Parei de rir. Só um sorriso.
        E, de boa, não continuei lendo as suas jenialidades.
        Mas acho que você tem uma cultura muito acima e acho que gente como eu que não frequentou o cieps tem muito a aprender com essa sumidade que se apresenta.
        Diria que é uma cultura ciepina.
        Lá tem doutorado também?

        • Duas ou três coisas:
          1. ciepiAna, como uspiana.
          2. o diploma do ciep veio com uma sacolinha de droga chamada brizola? Ih, danô, mexi com os intelequituais “trabalhistas” do site.
          3. não lembro. estava dando risada da miscelânea que o intelequitual escreveu acima.

          • Olha o que o elemento escreveu, talvez sob o efeito de alguma droga: “o diploma do ciep veio com uma sacolinha de droga chamada brizola?”

            Não veio não, Luchetta, não ia te interessar mesmo.

            Carlos Newton, indivíduos desse tipo não merecem resposta. Merecem pena.

          • Elemento?
            Não tem argumentos? Ataque a pessoa.
            Isso aí se não me engano é falácia Ad Hominem. Nem sei como escreve, não fiz ciep.
            E dê-lhe censura.
            Chamou-me de drogado.
            Intelequitual do ciep, isso dá processo.
            Olha o nível, Carlos Newton, dos seus intelequituais “trabalhistas” que não tem a a menor noção do que é trabalhar e acordar às cinco e meia da manhã e pegar ônibus para o trabalho e depois ter que andar muito para não pagar o circular.
            Achei que fosse me responder com argumentos. Estava esperando.
            Ô sujeito, a sua sorte é que está no Brasil. Em qualquer outro lugar que a Justiça funcione você seria preso. Não sou expert em direito mas isso tem a ver com calunia, difamação.
            Não uso e nunca usei droga.
            Espero que o Carlos Newton disponibilize os dados desse cidadão para que ele prove que sou usuário de droga.
            Vai ter que provar.
            Tenho um dinheirinho guardado. O intelequitual aí deve ser um desses caras que podem tudo.
            Sem problemas, vou para o Rio.
            E prove que uso droga.

            Luiz Carlos Luchetta
            RG 13040601-6 – SSP-SP
            CPF 058773928-24

          • Peço que se respeitem, que desconheçam um ao outro e sigam em frente. Estou muito cansado, mas satisfeito com a qualidade dos artigos e comentários neste momentode crise total. Não posso perder tempo com rusgas entre comentaristas.

            Desculpem, vocês não têm nada a ver com minha vida. Só posso garantir que pretendo seguir em frente.

            Abs.

            CN

          • Esse dinheiro que guardei era para minha aposentadoria.
            Dane-se.
            Vou ter que gastar para que esse “elemento” prove que sou usuário de drogas.
            Estou esperando aqui.

          • Carlos Newton, venho aqui porque o sr. sempre disse que este era e é uma espaço democrático.
            Tenho opiniões divergentes e convergentes com as pessoas que opinam aqui.
            Nenhuma destas pessoa disse que eu sou drogado.
            Também nunca disse qualquer coisa minimamente nada parecida com isso para quem diverge de minha opinião.
            Foi a primeira vez.
            Nunca usei droga, não uso e, mesmo se usasse, o que é isso? Não tem argumento chama de drogado.
            Imagino a dificuldade de manter o site vivo.
            Mas eu nunca desrespeitei quem quer que seja.

          • É…, mas esse “elemento” vai ter que provar que sou drogado.
            Ele deve um desses caras que estão acima do bem e do mal.
            Dane-se, vai ter que provar que uso droga.

          • Ah, de boa, estudei pra cassete.
            Sou bom.
            Vai ter que ter argumento.
            Ainda estou esperando.
            Vou tentar fugir dos ladrões e das balas, mas vou para esse paraíso que chamam de Rio de Janeiro “limpar a minha honra”.
            Sei que não tenho chance na justiça, mas se não me roubarem e nenhuma bala achada me achar , é um bom começo.

  5. No próximo domingo, 13 março, milhões de pessoas irão às ruas para protestar contra este governo inoperante e corrupto que está destruindo o Brasil. Outros milhões ficarão em casa vendo os protestos pela mídia. Mas, uma coisa que todos podem fazer, comparecendo ou não às manifestações, é compartilhar no Facebook os convites para essa manifestação. Este protesto não poderá ser como o de dezembro passado, que foi fraco e até comemorada por sites pagos pelo Governo, que diziam que era o enterro do impeachment. Somente a voz das ruas poderá sensibilizar o Congresso Nacional e o Judiciário para a gravidade da situação em o país se encontra. Compartilhe no seu Facebook as convocações que serão publicadas durante a semana.

    • DO CANSEI DO DÓRIA AO DANCEI DO VILLA, DA GLOBO E CIA, TUDO POR NADA, A BANDEIRA DA OPOSICÃO DO “QUANTO PIOR, MELHOR ” É FURADA. NÃO É MAIS ENGANAÇÃO QUE QUER A POPULAÇÃO, MAS, ISTO SIM, PROJETO NOVO E ALTERNATIVO DE POLÍTICA E DE NAÇÃO.

    • E quem é o tesoureiro do esquema de arrecadação, do “vemprarua”, “revoltadosonline”, “mbrasilivre” ? Vocês não estão tirando proveito de coisa séria, atrapalhando projeto sério de transformação do Brasil ? Atrapalhar obras espiritualizadas dá castigos naturais, impostos pelas forças cósmicas. Se não podem ajudar, não atrapalhem e nem a deturpem.

  6. SOLICITAÇÃO AOS LEITORES E COMENTARISTAS DA TRIBUNA DA INTERNET: Este é um blog independente e crítico. Existem vários sites e blogs que recebem verbas do governo para defendê-lo e esse fato já foi citado aqui nesta Tribuna.
    Eu sou frequentador assíduo e comentarista da TI, mas não vejo as postagem feitas aqui compartilhadas no Facebook que ganharão muito mais dimensão. Infelizmente falta aqui aquele botão de compartilhamento imediato as redes sociais (não sei porque os editores não incluíram até este momento). Solicito aos leitores que copiem o link para os artigos deste blog e compartilhem no Facebook porque terão muito mais dimensão. Eu já estou compartilhando este artigo. Obrigado a todos pela atenção.

  7. Mais um grande motivo para estarmos todos LULA TEM AUDIÊNCIA COM MORO DIA 14
    …………………………………………………………………………………………………………………..
    Como mostramos mais cedo, Lula vinha driblando o oficial de justiça para não testemunhar na ação da Operação Passe Livre, que investiga José Carlos Bumlai.

    Sérgio Moro aproveitou a condução coercitiva para intimar Lula a comparecer à Justiça Federal em São Paulo, no dia 14 de março, às 9h30. Seu depoimento será tomado por videoconferência.

    Não é bem um convite como Lula gostaria.
    nas ruas dia 13 …

  8. Estes propagadores do Brasil maravilha petista, deveriam era dar uma olhada nos juros do cartão de crédito,
    que cobram BB e CAIXA. Já beiram os 400% ao ano.
    Isto sim que é ajuda aos pobres, nem na Alemanha da República de Weimar, aconteceu algo parecido.

  9. Cuidado! Lembrai-vos de 1964! O Brigadeiro Eduardo Gomes sempre dizia: Lembrai-vos de 1937, do 10 de novembro! O preço da liberdade é a eterna vigilância. O golpe de 64 foi dado com a desculpa de ser contra a corrupção, foi apoiado por JK e Lacerda e deu no que deu: 21 anos de autoritarismo, os políticos civis cassados, entre eles JK e Lacerda, e a corrupção continuou firme e forte no Brasil. Resolvamos essa crise respeitando a Constituição e as instituições. Leiam a Constituição no capítulo “Da Defesa das instituições democráticas e do Estado Democrático de Direito” (por volta do art. 136). Creio que lá esteja a solução. Agora, ditadura militar, nunca mais, pelo amor de Deus.

  10. Por motivos de trabalho , laços de casamento e familiares , tenho divido minha vida há
    43 anos entre o Brasil e velho mundo.Portanto testemunho que Lula na Europa era um mito. “This is my man” , disse o Obama e os cara-pálidas acreditaram . Em Portugal, em Espanha e na França socialista Lula da Silva foi uma unanimidade. Era posterboy de publicações como o Finantial Times e o The Economist. O queridinho do El Pais e do Le Monde. A decolagem e a derrocada foram registradas em 2009 e 20013 para a posteridade.

    https://fernandonogueiracosta.files.wordpress.com/2013/09/the-economist.jpg

    Hoje, foi publicado no Estadão , um artigo intitulado : CAÍ UM ÍCONE? A matéria foi assinada pelo jornalista Giles Lapouge , um fã confesso do ex-presidente, e dela transcrevo algumas partes
    ———————————————————————————————————————–
    06 Março 2016

    Estupefata, a França leu, na manhã deste sábado, no jornal Le Figaro (de direita): “A queda da casa de Lula”. Ou no Libération: “Crepúsculo de um ídolo”. Esse espanto fantástico para uns, motivo de consternação para outros, mostra, antes de mais nada, o extraordinário atraso da França em relação ao que acontece no Brasil.

    Pude constatar frequentemente esse fato de dois anos para cá. Quando as pessoas me perguntavam a respeito do Brasil, mal acreditavam no que eu relatava a elas.

    De onde eu tirava esta crise, toda esta enorme corrupção, este abandono em que se encontrariam os brasileiros, e inclusive dos seus antigos adoradores? “Mas”, me diziam os “informados”, “quando Lula deixou o poder tinha ainda 80% de popularidade. Na França, quando nossos presidentes contam com 40% das opiniões favoráveis, se consideram no paraíso.” (….)

    A França, até hoje pela manhã, continuava sob o fascínio do “charme de Lula”. O Brasil é Lula, e ponto final, desde sempre e para todo o sempre. Eu me pergunto às vezes se os franceses conhecem, finalmente, o nome de Dilma, no meio do seu segundo mandato.(…)

    Lula era um personagem que se tornara atemporal, como os antigos imperadores germânicos que os povos mantinham em vida e no poder anos depois de sua morte.(…)

    Entretanto, hoje pela manhã, a realidade nos atinge abrupta: de repente, o Brasil está em cena, e descobrimos que o campeão do mundo do crescimento, o atleta que carrega tudo à sua frente, o prodigioso país emergente, está um tanto decadente. Perdeu muitos dentes, está magro, o rosto pálido, a barba por fazer. Que coisa surpreendente!

    Le Monde ataca com tudo. Conta que em Atibaia, não muito longe da casa de Lula, grandes cartazes anunciam: “Residência do bandido de Lula” ou ainda “Lula na cadeia!” Segue-se a descrição da ida da polícia à casa de Lula, sua condição de preso e a extensão das investigações, porque se fala em 33 mandados de busca e 11 somente na Operação Lava Jato.

    Le Monde passa em revista os fracassos ou os pecados de Lula, dos quais o Brasil tomou conhecimento pouco a pouco, ao longo dos meses, enquanto os franceses têm de engoli-los todos de uma vez, num só gole, com o risco de um enfarte: o tríplex do Guarujá, os presentes do PTB, a avidez deste Lula tão gentil, com seu “sorriso mundial”, atacando todos os jornais que o “perseguiam”, a monstruosa podridão da Petrobrás, o fim dos anos felizes. A queda.

    Diante desta saga do abismo, como não citar o provérbio dos antigos romanos: “Do Capitólio à Rocha Tarpeia não vai mais que um passo”?

    O Libération, jornal de esquerda, dá as mesmas informações, mas não as toma automaticamente como verídicas. O artigo de Chantal Rayes, mais diplomático, usa fórmulas como “Segundo o ministério público” ou “Os procuradores afirmam que …”
    (….)

    E Libération observa a respeito da derrota de Lula: “Os brasileiros se mostram menos tolerantes em relação à corrupção, que aparentemente ultrapassou todos os limites. Todos emitem opiniões. O mito desmorona. O Pai dos Pobres deixou de ser intocável”.

    Le Figaro dá as informações com objetividade, reservando sem dúvida comentários mais ásperos para seus editoriais ou para as suas análises. Patrick Bèle, que escreve de Bogotá, aparentemente acha que “a situação se torna mais ameaçadora para a presidente Dilma Rousseff”. O jornal especifica também que o total em jogo nestas negociatas se elevariam a US$ 3 bilhões.

    O jornal Les Echos estampa um artigo dedicado exclusivamente à economia e ao destino das empresas francesas. Curiosamente, o artigo de autoria de Thierry Ogier parece ter sido redigido antes da chegada da polícia. Ele traça um quadro sombrio da economia brasileira (…)

    Outro artigo do jornal Les Echos passa em revista empresas como os grupos Carrefour e Casino pisando no freio. O primeiro adiou a ida à bolsa. O segundo reduziu o número de aberturas de novas lojas.O balanço da AccorHotels na América Latina despencou por causa da crise econômica no Brasil. O volume de negócios, em especial, caiu 5,8% no ano passado, ou seja, o dobro em relação à média da região.( ….)

    Na indústria, o quadro é muito sombrio. A PSA Peugeot Citroën reduziu sua produção no Brasil de 30 a 40%. A Vallourec já fechou uma siderúrgica. Saint Gobain “resiste” com duas aquisições concluídas no início do ano: SG Plásticos e Potengy no Nordeste. “Como dizia Winston Churchill”, explica o dono Jean Le Corre, “jamais se perde uma boa crise”.

    No começo deste artigo, falei do fascínio que Lula outrora exercia não apenas no Brasil, mas talvez ainda exerça na França. Considero razoável dizer que eu mesmo não escapei desse fascínio. Compreenderão que eu me sinto bastante consciente, há muitos meses, dos pecados e das besteiras cometidos por Lula e pelos seus seguidores, e faço isso com certo desgosto.

    Em um livro, há cinco anos, fiz alusão a Lula. Escrevi no prefácio: “Lula conhece o desespero do Brasil. Nascido nesse desespero, ele decidiu conjurá-lo”. E terminei assim: “Ignoro se o Brasil encontrou a felicidade. Sei que ele deu a seus habitantes a vontade de serem felizes”.

    Ao relê-la, é talvez essa frase, esta manhã, que me dá um pouco de tristeza

  11. Tem procuradores chamando essa condução coercitiva do Lulla de jogo preliminar , com toda a razão. Ela serviu também para testar o real tamanho das manifestações que os boquinhas iriam fazer… Com uns 300 militontos em São Bernardo e uns 200 no Rio ele viu que dá para levar fácil, nada que meia tropa de choque não de conta….Por isso é que voltaram com o chororô de CIA , golpe militar, etc..
    Na próxima é Curitiba… Kkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *