DJ preso acusa Delgatti, que ficou de procurar o PT para vender as informaes

Resultado de imagem para Gustavo Henrique Elias Santos

Advogado Ariovaldo Moreira confirma as declaraes do cliente

Mahomed Saigg
GloboNews

Presos pela Polcia Federal, trs dos suspeitos de conexo com a invaso do aplicativo de mensagens Telegram do ministro Sergio Moro (Justia) e de outras autoridades falaram sobre a relao com Walter Delgatti Neto, que confessou ter obtido conversas de procuradores da Lava Jato e repassado ao site The Intercept Brasil. O reprter Mahomed Saigg, da GloboNews, teve acesso com exclusividade aos depoimentos.

O DJ Gustavo Henrique Elias Santos, por exemplo, diz que foi hackeado por Walter e que desconhece fonte renda dele. Gustavo afirma que nunca realizou “nenhum tipo de golpes ou fraudes bancrias”.

CRIPTOMOEDAS – Alm de atuar como DJ, Gustavo disse que realiza operaes de compra e venda de criptomoedas e que possui vrias carteiras de bitcoin, mas se reservou ao direito no informar o total PF. Questionado sobre a senha e chaves de acesso das contas, se manteve em silncio.

Gustavo assinalou que Walter Delgatti era “simpatizante do Partido dos Trabalhadores” e que ele disse que iria vender ao partido o contedo das contas do Telegram de autoridades, mas no informou nenhum nome. Gustavo afirmou PF que toda a movimentao de dinheiro que possui teve como origem a venda de veculos e de bitcoins, alm da promoo de festas e eventos que promoveu. O valor em espcie, de R$ 99 mil, “foi acumulado ao longo dos anos como lucro de suas aplicaes”.

O DJ afirmou que movimentou recursos no nome de Suelen e disse que ela no sabia de suas atividades comerciais ou negcios.

NO SABE NADA – Suelen Priscila de Olivera, mulher de Gustavo, diz que no sabia de nada, mas confirma as informaes do marido.

Danilo Cristiano Marques confirma que empresta nome para diversos usos de Walter Delgatti, como aluguel de imvel e compra de dlares. Danilo tambm emprestou a conta bancria.

Em nota divulgada neste sbado (27), o PT afirmou que “sempre foi alvo desse tipo de farsa, como ocorreu na vspera da eleio presidencial de 1989, quando a polcia vestiu camisetas do partido nos sequestradores do empresrio Ablio Diniz antes de apresent-los imprensa.”

MEDIDAS JUDICIAIS – O PT disse ainda que “tomar as medidas judiciais cabveis contra os agentes e os responsveis por mais esta farsa. Quem deve explicaes ao pas e Justia Sergio Moro, no quem denuncia seus crimes.”

Tambm em depoimento Polcia Federal, divulgado pela GloboNews nesta sexta-feira (26), Walter Delgatti Neto disse que conhece Gustavo, Suelen e Danilo desde a infncia em Araraquara (SP) e que em nenhum momento repassou para os trs a tcnica que usou para acessar as contas do Telegram. Delgatti tambm disse que utilizou nome de Danilo para efetuar o contrato de aluguel do imvel que reside. Segundo ele, todas as contas desse imvel ficaram no nome de Danilo.

Delgatti, Gustavo, Suelen e Danilo esto presos desde tera-feira (23). Nesta sexta (26), o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10 Vara Federal de Braslia, prorrogou por mais cinco dias a priso dos quatro suspeitos.

###
NOTA DA REDAO DO BLOGPT passa momentos de grande apreenso. Quanto retaliao em Moro, muita fumaa e pouco fogo. Ningum mais liga para o que The Intercept publica. No h provas materiais contra Moro e os procuradores. (C.N.)

4 thoughts on “DJ preso acusa Delgatti, que ficou de procurar o PT para vender as informaes

  1. O antijornalismo ao invs de acompanhar os fatos e ponderar entre as possveis narrativas, parte de convices e interpreta os fatos para se encaixar na convico prvia.

    O antijornalismo vai assim se desumanizando e brutalizando seu pblico, em uma via de mo dupla

  2. A apreenso existe, mas por outro motivo, a tentativa de envolver o PT na narrativa visa tirar o foco do contedo que sim prova contra o ministro. A parcialidade, a violao de leis, cdigos e da Constituio esto evidentes. Moro j deve estar chegando a concluso que era melhor no ter “achado” os hackers nesse momento, pois joga por terra o argumento de que o contedo falso ou adulterado.

    • Algum poder algum dia explicar porque existem sigilos de correspondncias, comunicaes bancrias e fiscais, se eles podem ser violados vontade por qualquer um interessado em infernizar vidas alheias e que se ache imbudo de motivaes que julgue nobres?
      As mensagens no provam nada contra Moro e Dallagnol, a no ser para aqueles que esto pr-dispostos a ver intenes torpes em tudo que eles faam. Mesmo nas alegadas conversas sobre provas, o que se mostram que as provas contra Lula foram analisadas objetivamente. Se a inteno fosse condenar de qualquer jeito, no era preciso essa preocupao, qualquer prova serviria. Basta ver como os lulistas “provam” tudo contra Moro e Dallagnol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.