Duas meras sugestões para combate ao coronavírus e atendimento aos contaminados

Resultado de imagem para

Esta é a “Echinacea Purpurea”,muito eficaz contra os vírus

Jorge Béja

Nesta segunda-feira(16), na entrevista coletiva, Paulo Guedes, ministro da Economia, em dado momento pediu “a colaboração de todos os brasileiros” para a travessia da difícil quadra que estamos vivendo.  Aqui vai a minha. É objetiva. É pequena. É modesta. Mas creio oportuna. É fruto da história da minha vida.

Uma medida, jurídica. Outra, sugestiva.  Ei-las. Primeiro, a jurídica. Sabe-se que a estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS) não tem e nem terá condições para, sozinho, acolher e tratar os acometidos pelo Covid-19.

ESTRANHO SILÊNCIO – Enquanto o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, com empenho, didática, talento, palavra fácil e tantas outras virtudes, faz e anuncia à população o que deve e está sendo feito da parte do governo federal – e assim, também, têm procedido os governos dos Estados e Municípios –, a rede privada de saúde, de farmácia e de fabricantes de produtos essenciais no amparo à população, todos estão calados.

Ninguém se apresenta para divulgar que o povo pode contar com eles. Ninguém diz aos governos que estão prontos para colaborar.

Então, que os governos federal, estadual e municipal, utilizem do instrumento constitucional da Requisição Administrativa. Não, como vingança ou resposta. Mas por imperiosa necessidade.

REQUISIÇÃO LEGAL – Que requisitem dos hospitais particulares, leitos em UTI e quartos para o tratamento dos que precisam, na forma da lei. Que requisitem luvas, máscaras, álcool 70 (líquido e gel) e algo mais que seja preciso.

O fundamento da chamada Requisição Administrativa é o Princípio da Supremacia do Interesse Público sobre o Particular. Os governos não gastarão um centavo se requisitar  bens (móveis e/ou imóveis, serviços e produtos) do particular, do privado. Só indenizará no caso de perdas e danos. Está na Constituição Federal ( artigo 5º, inciso XXV ):

“No caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade particular, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano”.

É ato discricionário. Ou seja, somente o administrador público é quem decide sobre a conveniência e oportunidade do uso do instrumento constitucional. Nem o Judiciário pode impedir.

LEI AUTORIZATIVA – Também a lei que instituiu o Sistema Nacional de Previdência e Assistência Social (Lei nº 6439, de 1977), autoriza a Requisição Administrativa, lei que foi recepcionada pela Constituição Federal. Vamos ao artigo 25:

“Em caso de calamidade pública, perigo público iminente ou ameaça de paralisação das atividades de interesse da população a cargo de entidades do SINPAS, o Poder Executivo poderá requisitar os bens e serviços essenciais à sua continuidade, assegurada ao proprietário indenização ulterior” (onde está escrito SINPAS, leia-se SUS ).

Agora, a colaboração sugestiva. Circula nas redes sociais que Raul Seixas previu o coronavírus. Previu, sim. Meu amigo Raul era genial. Era inspirado. Era místico.

UMA TURMA GENIAL – Com Raul Seixas, mais Paulo Coelho, Aldir Blanc e outros iluminados, estivemos sempre reunidos nos anos 70, 71 e 72. Depois, cada um seguiu sua vida. Entre eles, eu era o menor de todos. Só estava lá por causa do piano. As reuniões eram na casa de Viviane Pamplona, na Lagoa, RJ, cujo pai era diretor da então pequena TV Globo. Porque sabia colocar na pauta as músicas, nas claves de sol e fá, eu estava lá. Só por isso. Nada mais. E eu vi. Fui testemunha. “

Eu nasci há dez mil anos atrás”, “Gita” e….”O Dia Em que a Terra Parou” é mesmo uma profecia do que está acontecendo meio-século depois. Confiram (https://www.youtube.com/watch?v=SqQfySakoK0 ).

MEUS ANOS DOURADOS – Aqueles anos (de 1968 a 1972) são inesquecíveis em minha vida. Então repórter da Rádio Nacional do Rio de Janeiro (emissora oficial do governo militar), entrevistei vultos internacionais. Christian Barnard, cirurgião da África do Sul que fez o primeiro transplante de coração no mundo, e a médica geriatra Ana Aslan, que vieram ao Brasil naqueles anos, foram duas celebridades que entrevistei. E de quem fiquei amigo.

Mas é da doutora Ana Aslan que relembro. A médica veio ao Brasil divulgar sua descoberta, o “Gerovital”, medicamento que restituía a “potência” sexual masculina para quem nunca a teve ou a perdeu. Gravei com ela na chegada ao Rio e na despedida, após a médica ter viajado por todo o nosso país divulgando o seu “Gerovital”.

DISSE-ME ANA ASLAM – Na volta ao Rio, a doutora me segredou no ouvido, após ter a certeza de que o gravador que portava estava desligado: “Assim como no solo dos Estados Unidos, medra a “Echinacea Purpurea”, erva mais eficaz e infalível na prevenção e combate a qualquer espécie de vírus e bactéria, constatei que aqui no Brasil também existe uma planta, uma pequena árvore cujo fruto é tão ou até mais eficaz do que o meu “gerovital”. Estou me referindo ao Guaraná, ao Guaraná em Pó”. Sim, foram palavras da renomada médica romena doutora Ana Aslan, ditas bem baixinho no meu ouvido.

Mas não ficou só nisso. Cincoenta anos depois, me reencontro com Paulo Coelho na então TV Educativa do RJ. Ele participava do “Sem Censura” e o meu programa, o “Pensando em Você”, apresentado por José Carlos Cataldi, entrava no ar um minuto após terminar o “Sem Censura”. Então pedi a Cataldi e ao Aldir,, diretor do “Pensando em Você”, que durante uma hora e ao vivo atendia e debatia exclusivamente os Direitos dos Consumidores, que eu só entrasse em cena e ocupasse meu lugar na banca, 15 minutos depois de iniciado o programa.

Tudo isso para poder encontrar e abraçar Paulo Coelho no corredor da TVE (hoje TVBrasil). E deu certo. E por 15 minutos, conversamos e nos abraçamos.

DISSE-ME PAULO COELHO – Quando perguntei, se morando na parte mais alta dos Pirineus, com zero grau de temperatura, e descendo a montanha, uma a duas vezes por semana, para ir até Paris, que no verão ardente faz parto de 40 graus, ele se resfriava muito, Paulo me respondeu:

“Não sei o que é resfriado. Tenho imunidade contra qualquer vírus e bactéria. “Tomo todos os dias, por um mês a cada ano, “Extrato Seco de Echinacea Purpurea, cápsulas de 250 mg”. Uma pela manhã, outra à noite”.

Seria coincidência, o que me disseram meio-século atrás, a médica romena Ana Aslan e meio-século depois o escritor Paulo Coelho? Parece que não. São afirmações de pessoas ilustres, gabaritadas, respeitáveis e respeitadas e que sabem o que estão dizendo. Daí porque vai aqui a sugestão: que os cientistas e pesquisadores brasileiros, que o ministério da Saúde do Brasil, que cientistas do mundo inteiro observem e pesquisem, já e imediatamente, sobre a “Echinacea Purpurea” e sua utilização, como preventivo do Covid-19 e como curativo, para quem já o inoculou no organismo.

21 thoughts on “Duas meras sugestões para combate ao coronavírus e atendimento aos contaminados

  1. Carlos Newton, por favor, o texto tem um pequeno mas importantíssimo equivoco da minha parte. O Paulo Coelho, quando o encontrei na TVEducativa, me disse que a dosagem que tomava de Echinácea Purpurea era cápsulas de 250 mg. E não de 150 mg, conforme, por equívoco, escrevi no artigo.

    Por favor, Carlos Newton, corrija o texto, No lugar de 150 mg, 250 mg.
    Grato.
    Jorge Béja

  2. ISOLAMENTO É A RECOMENDAÇÃO
    PARA OS IDOSOS NESTE MOMENTO

    Pandemia do Covid-19 exige nova rotina, com restrições ao contato humano, para preservar vidas

    A pandemia do novo Coronavírus – chamado Covid-19 – está mobilizando o mundo inteiro para um combate difícil, mas essencial, em defesa da vida. Vários países, inclusive o Brasil, estão suspendendo eventos, campeonatos, e fechando museus, teatros, academias e outros espaços de concentração de público. Quanto menor a exposição das pessoas ao vírus, menor o contágio e a propagação da doença.

    O principal “grupo de risco” desta doença são os idosos com mais de 60 anos. Neles, a letalidade da doença é muito maior do que nos jovens e crianças. Para estes, a recomendação principal no momento é o isolameno social. Ou seja, ficar em casa, evitar sair à rua e evitar contato com pessoas. Nada de festinhas de aniversário. Nada de encontro com amigos. Nada de ida ao Shopping. Nada de reuniões de condomínio. Nada de churrascos com a família. E nada de viagens ou passeios. A receita é ficar em casa, isolado, apenas na companhia da televisão, da Netflix ou de bons livros.

    Em casa, procure separar e usar sempre os mesmos talheres, pratos, copos e xícaras. Os “seus” utensílios domésticos. A mesma coisa para roupas: guarde-as e lave-as em separado.

    Se for à rua, mesmo que rapidamente, atenção: não toque no rosto e ao chegar em casa lave bem as mãos e antebraço, por 20 segundos, com sabão. Só depois disso toque no rosto, coce os olhos etc. Na rua, leve o álcool gel, pois pode ser útil para desinfectar as mãos e objetos em que tenha que tocar, como maçanetas, chaves, volante do carro, celular etc.

    Fique atento a tudo que tocar. Limpe regularmente com sabão ou álcool objetos seus como celular, óculos e outros. E mantenha distância de 2 metros de outras pessoas, inclusive em casa. Garanta que as pessoas de casa – familiares, acompanhantes ou domésticas – observem os protocolos de segurança: lavar bem as mãos ao chegar em casa, usar álcool gel, não tocar no rosto, etc.

    Familiares ou prestadores de serviço que vêm da rua são contaminantes em potencial. Usam transporte público, vão a supermercado, enfim, fazem atividades com alto potencial de contaminação pelo Covid-19. Mas o vírus fica encubado por até 14 dias e durante esse período a pessoa infectada está contaminando outras pessoas. Se essas pessoas frequentam sua casa, crie uma separação física e de objetos – e exija que se protejam seguindo os procedimentos indicados pelas autoridades públicas.

    Tudo isso é muito desagradável e incômodo. Mas é preciso entender que se trata de uma guerra, onde todas as rotinas são afetadas e se adaptam às novas exigências de sobrevivência. Em 6 meses, deve passar. Mas agora é hora de agir com seriedade e empenho em defesa da vida.

    • Essas receitas populares muitas vezes prejudicam um tratamento em vez de ajudarem. Mas, quem sabe essa tal de “Echinacea Purpurea” seja a salvação?
      Há um laboratório alemão com estudos avançados para obter a vacina para o covid-19 e, nos estados unidos, o Dr Anthony Fauci, reconhecido como o maior entendido na área, coordena os trabalhos de pesquisas governamentais. Talvez um telefonema para o doutor ajude a resolver esse problema mundial – o virus, que tem causado muitas perdas para a humanidade.
      A penicilina surgiu como uma simples ocorrência em laboratório. Archimedes descobriu o seu principio famoso por acaso. Quem sabe a “Echinacea Purpurea” seja motivo para um outro grito de Eureka!

  3. -Prezado Béja, os líderes do nosso PAÍS são tão SEM-VERGONHA que é proibido vender álcool com teor igual ou acima de 70% nas farmácias, em recipientes de um litro.

    -O cidadão/paciente só pode comprar em recipientes com, no máximo, 100ml, que só dá para ser usado uma ou duas vezes antes de acabar. Ou seja, se ele pretender comprar um litro, terá que desembolsar dez vidrilhos e pagar cem vezes mais caro!
    -Tem lugar que o valor é de 30 reais por 100ml. Ou seja 300 reais o litro! Muito mais caro do que a gasolina e muitíssimo mais caro do que o álcool hospitalar!
    Nos mercados tem o álcool com 60% de água. Inútil, portanto, para qualquer higienização.

    “Anvisa publica proibição de venda de álcool líquido com mais de 54º GL. Objetivo da medida é reduzir casos de queimaduras, segundo a agência.”

    http://g1.globo.com/economia/noticia/2013/02/anvisa-publica-proibicao-de-venda-de-alcool-liquido.html

    -Ladrões!

  4. ““Não sei o que é resfriado. Tenho imunidade contra qualquer vírus e bactéria. “Tomo todos os dias, por um mês a cada ano, “Extrato Seco de Echinacea Purpurea, cápsulas de 150 mg”. Uma pela manhã, outra à noite”.”

    -A nossa única defesa é, realmente, fazer a nossa parte do que diz respeito a manter a saúde. Coisas que os médicos nos aconselham há décadas, principalmente as atividades físicas e controlar a boca.

    Abraços e saúde

    • “Nova Délhi, Índia – A Índia fechará o famoso Taj Mahal aos visitantes a partir de terça-feira, como uma tentativa de conter a pandemia de coronavírus, informou o Ministério do Turismo nesta segunda-feira (16/3). “Todos os monumentos com entrada e todos os outros museus estarão fechados até 31 de março”, tuitou o ministro do Turismo Prahlad Patel. A maioria das escolas e locais de entretenimento, como cinemas, já foi fechada em todo o país, com 114 infectados e duas mortes devido ao Covid-19.”

      -114 infectados.
      -02 mortes.

  5. Dr. Jorge Beja e Sr. C. Newton

    Nossas instituições privadas não têm senso filantrópico ou “coração”. Só se houver benefício fiscal.
    Quanto ao administrador público não fará uso das prerrogativas legais porque está preocupado com o financiamento da próxima campanha eleitoral.

    • -Exato!
      -Se os governantes estivessem mesmo interessados pela situação da população, não cobrariam neste ano o IPTU, nem o IPVA para sufocar menos a população.

      -Afinal, cada embalagem com 100 máscaras descartáveis custa 40,00 reais e, segundo alguns médicos, elas devem ser trocadas a cada duas horas por ficarem saturadas pelo vapor da respiração.
      Imagine uma casa com cinco pessoas!

  6. BEJÁ AQUI A INICIATIVA PRIVADA PASSEIA FAZ O QUE QUER E SERÁ BENEFICIADA PELO GOVERNO COM FARTOS RECURSOS,TEMOS POPULAÇÃO QUE EXIGIR INVESTIMENTOS PESADOS NO SUS,COM O FIM DAS OS FONTE DE CORRUPÇÃO E ABERTURA DE CONCURSO PÚBLICO,FAÇA UM LEVANTAMENTO DOS CURSOS DAS TERCEIRIZAÇÕES E VOCE VERÁ O ABSHURDO DE GASTOS.

    • -dois litros de água com álcool quase o mesmo preço de um litro de uísque.
      -E ainda tem gente acha que quando tudo for privatizado as coisas ficarão melhores.

  7. Alegro-me com a postagem do dr.Béja, que nos deixou por um bom tempo sem a qualidade dos temas que aborda com a competência de sempre.

    Diante de uma crise mundial de saúde, que inicia se instalar no país, as sugestões do excelso advogado vieram a calhar.
    Com as deficiências que temos de leitos pelo sistema SUS (to), os infectados pelo vírus e que sejam pobres, miseráveis e desempregados, podem encomendar suas urnas mortuárias!

    Na Itália, na Região da Lombardia, que não deu conta de atender os doentes, muito menos aparelhos respiratórios para os necessitados, o governo decidiu que, os idosos com mais de 70 anos, deveriam ser deixados de lado para que os mais novos tivessem recursos para possivelmente serem salvos do contágio do COVID-19.

    https://www.bbc.com/portuguese/internacional-51864814

    Caso o vírus se alastre neste país carente de leitos e de atendimento nos postos de saúde porque insuficientes para atender a demanda, afastemos o cálice da expressão “salve-se quem puder”.

    Feliz retorno, caríssimo dr.Béja.
    A TI sentiu muito a sua falta, e seus amigos e admiradores também, que foi o meu caso.

    Abração.
    Saúde, muita saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *