É bom saber que intelectuais de esquerda são os gurus do evangélico Crivella

Resultado de imagem para carlos lessa bndes

Carlos Lessa é um dos gurus de Marcelo Crivella

Carlos Newton

A política brasileira é deveras surpreendente. A cada dia aparece uma novidade, como a notícia publicada por Ancelmo Gois em O Globo, revelando que o programa de governo do candidato Marcelo Crivella (PRB) foi preparado com colaboração direta de importantes intelectuais de esquerda, como o cineasta e escritor Luiz Carlos Prestes Filho, o economista Carlos Lessa e o ex-deputado Luiz Alfredo Salomão. Na verdade, desde que passou a disputar cargos majoritários, como a prefeitura e o governo estadual do Rio de Janeiro, Crivella sempre tem procurado se aconselhar com os pensadores de esquerda, com maiores preocupações sociais.

Na eleição de 2014, quando disputou contra o governador Luiz Fernando Pezão, que tentava se reeleger, Crivella tinha como principal assessor de campanha o cientista político César Benjamin, guerrilheiro na ditadura, ex-preso político, fundador do PT, candidato à vice-presidente da República na chapa de Heloísa Helena em 2006 pelo PSOL, legenda que também ajudou a fundar.

CAMPANHA DE LULA – Cesinha, como é conhecido nas esquerdas, foi um dos coordenadores da primeira candidatura de Lula da Silva à Presidência, em 1989, mas abandonou o partido em 1994, por discordar dos esquemas de financiamento das campanhas eleitorais do PT, vejam como ele enxergou longe, premonitoriamente.

Desde então, tornou-se um crítico contumaz do PT. Depois, no escândalo do mensalão, ajudou a fundar o PSOL e concorreu a vice-presidente na chapa encabeçada pela ex-senadora Heloísa Helena, mas se decepcionou novamente e se desfiliou da nova legenda ainda em 2006. Três anos depois, escreveu um explosivo artigo na Folha de S. Paulo, revelando ter presenciado Lula contando que tentara violentar um jovem companheiro de cela durante a ditadura. Lula ficou calado, não respondeu à estarrecedora acusação.

GURU POLÍTICO – Em 2014, o repórter Tiago Romero, do Estadão, entrevistou o marqueteiro de Crivella, Lula Vieira, que descreveu César Benjamin como o “guru político” da campanha.

Na matéria, o jornalista afirmou que Benjamin fora o autor do texto de um anúncio publicado na imprensa estadual sob o título “Salvar o Rio”, para pedir votos em Crivella. Assinado pelo ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Carlos Lessa, o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, o economista José Carlos de Assis e o consultor Darc Costa, entre outros, o texto redigido por Benjamin trazia o seguinte trecho: “Não somos políticos. Falamos tão somente em nome do nosso patriotismo, das nossas histórias de vida, do nosso compromisso com o Brasil”.

ALGO EM COMUM – Nessa reportagem de Tiago Romero, o próprio César Benjamin explicou sua identidade com o senador Marcelo Crivella: “Ele é evangélico. Eu não. Temos diferenças. O que temos em comum é algo que a quase totalidade da esquerda brasileira perdeu: a busca da coerência entre a palavra e o gesto, entre o discurso e a vida”, disse Benjamin, acrescentando que nos últimos anos vinha ajudando Crivella em sua atuação no Senado, mas ressaltou que o fazia de maneira “informal, não remunerada”.

Em tradução simultânea, a aproximação de Crivella com destacados intelectuais de esquerda confirma que as ideologias realmente não fazem mais sentido, conforme eu venho afirmando desde a década de 70, quando escrevi uma série de artigos que foram debatidos na Escola Superior de Guerra.

A meu ver, o que importa é fazer as coisas certas, sem rótulos nem partidarismos extremados. Por isso, hoje eu me limito a defender escolas de qualidade para todos, assistência médica universal e sem planos de saúde, uma moradia para cada família carente e assistência social aos desvalidos, para que não haja crianças ou adultos vivendo nas ruas. Apenas isso. O resto a meritocracia e o mercado resolvem, mas o governo sempre precisa estar atento, exercendo seu poder regulador e fiscalizador.

16 thoughts on “É bom saber que intelectuais de esquerda são os gurus do evangélico Crivella

  1. O sobrinho do Edir é bom em disfarces faz tempo. Ele está também com o braço direito do Paes e o pessoal do Bolsonaro atira no Freixo o dia inteiro na internet. Falam até que o Freixo vai acabar com a PM , como se um prefeito tivesse esse poder.
    ” O nosso amor é bonito / ela finge que me ama / eu finjo que acredito” ( Nelson Sargento ).

  2. Caro Newton, o último paragrafo, diz tudo, Escola que ensine, ser Cidadão e Saúde digna, são os membros, que transformam sonhos em realidade, como: moradia, emprego, etc. que faz a Vida ser Digna, sem miséria; por falta disso, hoje, temos o lamaçal, com a corrupção desenfreada.
    02/10/16, queira Deus, que seja o marco do despertar da Cidadania, para o Brasil voltar a ser dos brasileiros.
    Temos uma Natureza, sem igual no Mundo, para não haver miséria, mas as almas trevosas do poder público e econômico, estão dando às cartas, 70% da população está na miséria, (Salário mínimo miserável) com grande faixa na miséria absoluta.
    O Globo de ontem (09), publicou propaganda enganosa, hipócrita, paga com nosso dinheiro, quando na realidade, continua “tudo como Dantes no quartel de Abranches”, isto é: finjo que governo,e você finge que acredita”. Como dar crédito a um governo, declaradamente, com ministros acusados de corrupção e ainda, continua nomeando, e ai, De Gaulle estava certo, ou não!?!?: O Brasil não é sério!!.
    Temer, continua Vice e interino, se os que o cerca, são sumidades impolutas, não sei o que é Moral!?
    Pergunta, qual a moral que os 3 poderes poderes, tem, para escravizar o trabalhador que rala para construir uma Nação, ao “amo desgoverno dos 3 poderes podres”, que está pondo nossa Soberania em risco”???
    Queira Deus, que cheguemos a 2018, pacificamente, através do voto consciente e Digno, lavar o Brasil, não reelegendo.
    87 anos, sonhos destruídos pela corja, geração perdida, queira Deus, que está nova, representada por Sergio Moro, Juiz de fato, em Dignidade, sirva de exemplo, para reconstruir o Brasil, decente e justo.
    Um fio de Esperança na Justiça, a Drª Carmem Lucia, que de continuidade, ao voto de Minerva, em respeito ao Povo sofredor e trabalhador por um Brasil justo.

  3. Esquerda no Brasil é representada pelos que defendem movimentos gays, movimentos dos sem terra e dos sem tetos.
    A esquerda esteve no poder 13 anos aliada ao PT, não fizeram a Reforma Agrária, não cogitaram uma lei de Remessa de Lucros, uma auditoria nas dívidas públicas e não fizeram nenhuma reforma estrutural. Sem aliar o socialismo ao capitalismo ( iniciativa privada ) jamais conseguirão resolver os nossos graves problemas sociais.
    Esquerda no Brasil é uma falácia.

  4. O bispo é um oásis de coerência política… No Rio o seu partido até pouco tempo atrás, votava fechado direto com o Pezão e o Paes…. No âmbito federal fazia o mesmo com a Dilma, tanto que criaram a inutilidade do Ministério da Pesca, para que ele pudesse abrigar os seus apaniguados…. O que ele fez mesmo, como ministro da pesca ???

  5. “…Entre 1998 e 2002, durante o segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, Calzavara foi diretor do antigo Departamento de Pesca e Aquicultura do Ministério da Agricultura. Sob sua gestão, foi publicado o Decreto nº 2.840, responsável pelo relaxamento das rígidas restrições impostas, desde os anos 1950, ao arrendamento de barcos estrangeiros. A norma anterior, baseada em um decreto de 1971, não permitia, em hipótese alguma, conceder a embarcações estrangeiras privilégios em detrimento dos pescadores nacionais. O prazo de permanência dessas embarcações era de um ano, prorrogado por mais dois períodos parciais de igual vigência, ou seja, de um ano cada. Além disso, o decreto permitiu a contratação de brasileiros em número inferior aos dois terços previstos anteriormente em lei.

    Com o decreto bolado por Calzavara, as águas brasileiras do Atlântico Sul foram totalmente liberadas para o uso internacional via arrendamento. Apenas durante a gestão do empresário no Departamento de Pesca, 332 navios estrangeiros tiveram autorização para pescar em águas territoriais brasileiras, segundo levantamento feito pela pesquisadora Patrízia Raggi Abdallah, coordenadora do Centro de Estudos em Economia e Meio Ambiente da Fundação Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

    No governo do presidente Lula, o primeiro titular da pasta da Pesca, José Fritsch, chegou a suspender os arrendamentos, mas a medida foi reativada em 2010, quando o ministério estava sob o comando do veterinário Altemir Gregolin. Naquele ano, das 17 licenças para a pesca de atum distribuídas a embarcações estrangeiras, 16 foram dadas a barcos japoneses arrendados pela companhia de Calzavara.

    Os dois ministros subsequentes, Ideli Salvatti e Luiz Sérgio de Oliveira, nada fizeram. Em março de 2012, a pasta da Pesca foi parar nas mãos do PRB. Assumiu o posto o senador Marcello Crivella. Um de seus atos foi fortalecer o lobby pesqueiro potiguar, área de atuação de Calzavara.

    O atual superintendente do Ministério da Pesca no Rio Grande do Norte, Abraão Lincoln Cruz Júnior, é presidente do PRB estadual. Ele é filho do subsecretário estadual da Pesca e Aquicultura, Abraão Lincoln Cruz, pescador de lagosta. Logo após a apreensão dos barcos japoneses, o ministro da Previdência, Garibaldi Alves, do PMDB do Rio Grande do Norte, ligou para o gabinete do presidente do Ibama, Volney Zanardi Júnior, e tentou interceder a favor do dono da Atlântico Tuna…” Carta Capital

  6. Por Julia Affonso, Fausto Macedo e Valmar Hupsel Filho- Estadão

    A Controladoria-Geral da União (CGU) divulgou nesta quarta-feira, 9, relatório de auditoria que aponta desvios de recursos públicos no Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA). A auditoria, realizada em 2014 – quando a Pasta estava sob gestão do senador Marcelo Crivella (PRB/RJ) -, acompanhou a execução de contratos, além da atuação do Ministério no levantamento de dados de produção pesqueira. O trabalho foi consolidado no relatório de demandas externas, que constatou uma série de irregularidades na gestão do Ministério da Pesca.
    O relatório apontou a existência de dados falsos sobre a produção pesqueira e aquícola nacional, que estão sendo encaminhados para entidades internacionais, como Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e Comissão Internacional para Conservação do Atum Atlântico (ICCAT). Tais informações, mesmo com manifestação contrária de área técnica do órgão quanto à confiabilidade, foram produzidas e divulgadas, diz o relatório da CGU.

    O documento mostra casos de pagamentos indevidos a servidores sem a devida comprovação de efetivo trabalho, assim como conflito de interesses na seleção de funcionários terceirizados de empresas contratadas.
    A informação divulgada pela CGU revela, ainda. “Quanto a contratos e licitações, constatou-se direcionamento na contratação de empresa responsável pela locação de veículos ao Ministério; inclusão de cláusulas antieconômicas em licitação; pagamentos sem comprovação da prestação de serviços; falhas na condução de processos licitatórios e no aditamento de contratos; desclassificação de empresa licitante sem amparo normativo; falhas na fiscalização; entre outros.”
    Segundo a CGU, o Ministério da Pesca recebeu o relatório ‘e já adotou algumas medidas corretivas’. “Houve criação de comissão de sindicância investigativa e abertura de processos para apuração de responsabilidade, além da elaboração de estudos técnicos para apurar a real necessidade de serviços de locação de veículos.”
    O relatório também foi encaminhado ao Tribunal de Contas da união (TCU) e à Corregedoria-Geral da União, área da CGU responsável pela aplicação de penalidades a servidores.
    A reportagem solicitou manifestação do senador Marcelo Crivella e aguarda retorno.

    COM A PALAVRA, O MINISTÉRIO DA PESCA
    Em nota divulgada em sua página na internet, o Ministério da Pesca, agora sob comando do ministro Helder Barbalho, afirma que já ‘conseguiu sanar os problemas apontados pela auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU), realizada em 2014″.

    LEIA A ÍNTEGRA DO TEXTO DIVULGADO PELO MINISTÉRIO DA PESCA
    “Em menos de nove meses à frente do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), a administração de Helder Barbalho conseguiu sanar os problemas apontados pela auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) – realizada em 2014 – e garantir economia aos cofres públicos, como a redução de 52,16% nos contratos de alugueis de veículos. “Assim que recebi o relatório da CGU, determinei que todas providências fossem tomadas e, agora, os resultados aparecem”, afirmou o ministro.
    Entre outros temas, o documento da CGU apontou a existência de dados falsos sobre a produção pesqueira e aquícola, direcionamento na contratação de empresa responsável pela locação de veículos e vantagens indevidas a servidores do MPA. “Sempre vamos pautar por transparência, como tem sido a minha vida na administração pública”, ressaltou Helder.
    Na questão da empresa de veículo, foi criada nova metodologia de controle do uso dos carros. Seguindo determinação de Helder, os servidores deverão justificar e preencher as guias requisição. Além disso, foi proibida a utilização dos veículos locados pelo MPA por funcionários de empresas terceirizadas.
    A manutenção predial também foi alvo de uma reorganização. Todos os serviços prestados pela empresa estão sendo devidamente acompanhados e fiscalizados in loco pelo fiscal do contrato, sendo que os trabalhos mais criteriosos estão submetidos a registros de fotos e relatórios da empresa. Com isso, as faturas mensais passaram de uma média de R$ 35.000 a R$ 40.000 para atuais R$ 2.000 a R$ 3.000.
    Os dados estatísticos também foram alvo do relatório da CGU. Segundo a Controladoria, havia existência de dados falsos sobre a produção pesqueira e aquícola nacional, que estavam sendo encaminhados para diversas entidades. “MPA celebrou com o IBGE um Acordo de Cooperação com a finalidade de incluir a aquicultura na pesquisa anual sobre a Produção Pecuária Municipal (PPM). Os resultados referentes ao exercício de 2013 já estão disponíveis na página do IBGE”, acrescentou Helder.
    Quanto às informações sobre a produção da pesca, no momento o MPA vem trabalhando em minuta de Plano de Trabalho para celebração de Acordo de Cooperação com objeto de coletar dados sobre a produção pesqueira marinha. Ao mesmo tempo, o MPA vem realiza trabalho com a finalidade de estimar a produção da pesca nos anos de 2013 e 2014, ressaltando-se o uso de ferramentas de estatística (imputação de dados) na referida estimativa.”
    MAIS CONTEÚDO SOBRE:
    CGU; Ministério da Pesca

  7. Bom dia Sr. Virgilio, com prazer/desprazer….Poderia enviar links deste senhor o dia inteiro, mais tenho que trabalhar….a internet pulula com falcatruas deste cidadão….

    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/cgu-aponta-desvios-de-recursos-no-ministerio-da-pesca/

    http://www.cartacapital.com.br/revista/763/a-mafia-do-atum-8482.html

    E mais:
    Luanna Gomes
    5 de outubro às 10:32 ·
    Site O Globo
    ·
    Para quem diz que o Crivella não legislou para a igreja todos esses anos, tenho péssimas notícias. Em menos de meia hora de pesquisa achei uns links interessantes, que com certeza quem afirma isso nunca procurou:
    Crivella tenta expandir recursos da Lei Rouanet para templos religiosos, em 2005
    Assunto resumido de forma didática

    http://blogs.oglobo.globo.com/…/crivella-lei-rouanet-para-t…

    Texto da autoria de Crivella na página 3 em resposta à crítica, onde diz que seria apenas para restauração e conservação de templos históricos reconhecidos como patrimônio histórico e cultural brasileiro
    http://www2.senado.leg.br/…/h…/id/81919/caluniaeverdade.pdf…
    Inteiro teor, onde não há menção alguma sobre os recursos se limitarem a templos tombados

    http://legis.senado.leg.br/matew…/arquivos/mate-pdf/4302.pdf

    Crivella se manifestou contra a PL122/06 (criminalização da homofobia) por medo dos pastores não poderem se expressar
    Em 2007

    http://www2.senado.leg.br/…/h…/id/81850/Homossexualismo.pdf…

    Em 2011

    http://marcelocrivella.com.br/…/crivella-e-magno-malta-apo…/
    Ainda em 2011, deixando claro que sua posição era religiosa
    http://www12.senado.leg.br/…/crivella-sugere-texto-alternat…

    Em 2014 se diz a favor em época de eleições (mantendo o discurso de liberdade de expressão religiosa)

    http://oglobo.globo.com/…/em-sabatina-do-globo-crivella-def…

    Crivella pede passaporte DIPLOMÁTICO para tio chefe da Igreja Universal da Graça de Deus e esposa mesmo sem exercerem atividade parlamentar, em 2011

    http://www2.senado.leg.br/bdsf/item/id/358801

    Crivella pretende isentar de IPTU imóveis alugados por igrejas, em 2015
    *Esse mais grave pois vai contra a vontade que a população demostrou no site e-cidadania com a sugestão legislativa nº 2 de 2015 com trâmite iniciado 02/07/2015 que sugere o fim da imunidade tributária para as entidades religiosas (igrejas).
    Tendo Crivella sido designado RELATOR 06/10/2015 e no dia seguinte 07/10/2015 iniciado o trâmite da PEC 133/2015 que isenta ainda mais os templos, deixou a sugestão parada por um ano e foi redistribuída por ter “saído” da CDH 08/08/2016 – ainda consta como suplente
    Links da sugestão, que foi oficializada 02/07/2015 depois de alcançar mais de 20.000 apoios

    https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia…
    https://www25.senado.leg.br/…/ati…/materias/-/materia/122096

    Link onde consta que Crivella foi um dos autores da proposta para isentar o IPTU de imóveis locados a templos

    https://www25.senado.leg.br/…/ati…/materias/-/materia/123551

    Esses foram só os projetos mais relevantes, gastando mais tempo acharia mais quantos?
    As pessoas esquecem, a internet NÃO.

  8. Nós vamos deixar o bispo levar essa? Os fanáticos passam o dia todo na Internet pichando o Freixo. Ele, por sua vez, muito ético, não quer expor a situação do bispo frente à IURD, com receio de que ultrapasse, na mente do eleitorado, o limite da tolerância religiosa.

    Acho que é necessário, sim, uma certa ousadia. Trazer a público a realidade do que se passa no interior desses “templos”, mostrar a sede por dinheiro desses falsos religiosos, as “curas” de doenças e de vícios, a súbita ascensão financeira de falidos que em poucos meses se tornam empresários de sucesso, com vários carros importados nas garagens de suas coberturas, toda essa fantasia universal deve ser exposta, para que saibam, pelo menos, em quem estão votando.

  9. Newton, desculpe, não concordo com a tua afirmação de que os quatro personagens citados sejam de esquerda. Lessa sempre foi da turma de Moreira Franco, logo não pode ser de esquerda. Luis Alfredo Salomão entrou no PDT segurando no rabo do “cometa” Brizola. Depois saiu do PDT dizendo que Brizola era maluco por ter denunciado o “Plano cruzado” e que não precisava do partido. Tentou eleger-se por outros partidos e nunca mais se elegeu. Cezar Benjamin foi um dos “líderes”do sequestro do embaixador americano(tudo monitorado pelo CENIMAR). Foi exilado na Argélia. Pertenceu a juventude estudantil udeno-lacerdista e apoiou o golpe de 1964. Quando Lacerda foi alijado do processo político pelos militares sendo cassado. Benjamin, seu irmão e outros estudantes em todo o Brasil voltaram-se contra os militares. Não o tenho como de esquerda. Crivella “joga o jogo” com milhões de dólares nas mãos. Atrai aventureiros de todos os naipes.Quem disse que temos que votar com um lenço no nariz? Foi você? A venda de lenços está gigantesca. Luis Carlos Prestes Filho é somente filho de Prestes. Não tenho dele nada que possa concluir que seja de esquerda. Crivella é tão malandro que visitou o bispo Orani da igreja católica e dissimuladamente tirou um retrato com ele e colocou nas redes sociais. Edir Macedo e Crivella são cristãos novos (judeus). Vide o Templo de Salomão que tem a ver com os judeus e nunca com os cristãos. O que fazer, amigo? Não vamos dar cabeçadas na realidade dos fatos. “O corcunda sabe como se deita”.

  10. Ainda continuam a postar as velhas mentiras do Cesinha Benjamin contra o Lula?
    Cesinha é um rancoroso reacionário, padrão Cristovam Buarque. Quis ter espaço no PT e não conseguiu pois é limitadissimo como cabeçã pensante e como político. Tentou se arranjar no PSOL e perdeu espaço pra Heloisa Helena (meodeos). Essa mentira canalha que ele propala sobre o Lula na cadeia tentando estuprar mulheres é sórdida e grotesca ao mesmo tempo. Lula ficou preso no DOPS, onde hj funciona a Estação Pinacoteça aqui em Sampa. Lula foi o último e, na época, o único preso político numa repartição público onde nem sequer haviam mais pesos. Separar o Lula dos outros foi uma maneira que a ditadura achou pra não criar sublevação, ou seja, no presídio onde Lula estava só havia ele de preso. Cesinha é um ressentido, reacionário, invejoso e um canalha mentiroso. Só isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *