E, por falar em morte e vida Severina…a dúvida de muitos…

José Reis Barata

Vivemos em um universo sustentado por leis, nada é por acaso; universo de necessidades. Eu tenho a minha: a de que Deus exista como princípio e fim de tudo.

Se a Igreja (através da Bíblia ou de sua hierarquia) disse, fez ou deixou de fazer este ou aquele bem ou atrocidade, não creio que importe muito. Foram e são homens, mortais e imperfeitos como qualquer um de nós.

Por absurdo, se Deus não existir, temos que produzir um com todo zelo e esmero, com arte, tolerância e amor para o nosso próprio bem, do próximo e da humanidade.

Bom Natal a todos e que Deus nos dê a graça de uma fé pura e segura sem mitos, hipocrisias, cinismos e inverdades.

Amem e amém!

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *