É preciso entender por que o espiritismo é a mais bíblica das religiões

1

Ilustração do Duke (O Tempo)

José Reis Chaves
O Tempo

O espiritismo é a religião mais bíblica, enquanto que as demais, que se dizem também bíblicas, na realidade são mais dogmáticas, ou seja, seguidoras dos dogmas. Entre todas as igrejas cristãs existem divergências que as separam umas das outras, como há também entre o espiritismo e elas. Mas há mais coisas que nos unem do que as que nos separam! As exceções, geralmente, são justamente os dogmas. E dizemos contra a opinião de muitos teólogos cristãos que Kardec é o verdadeiro reformador do cristianismo e não bem Lutero.

E o espiritismo é também mais bíblico por mais dois motivos que reforçam essa afirmação. Com o Velho Testamento, a doutrina espírita está muito identificada pela riqueza dos fenômenos mediúnicos nele registrados. Já com relação ao Novo Testamento, o espiritismo identifica-se muito com ele pelo fato de ela adotar, na íntegra, a moral dele.

MORAL ESPÍRITA – Realmente, como disse Kardec, a moral espírita é a do Novo Testamento, porque ele representa o melhor código de moral da História da Humanidade. Além disso, o Novo Testamento possui também muitos fenômenos mediúnicos, principalmente no Livro de Atos dos Apóstolos. E os dois testamentos bíblicos possuem também vários exemplos do fenômeno da reencarnação, que as igrejas cristãs fazem de conta que o ignoram, quando não o condenam!

Mas o fato de a doutrina espírita ser a religião mais bíblica não significa que os espíritas aceitem que a Bíblia seja, literalmente, a palavra de Deus, e que ela não tenha erros, pois ela os tem, principalmente, quando alguns textos dela são interpretados, de modo abusivo, ao pé da letra e figuradamente. De fato, pode-se dizer que muitos erros bíblicos estão justamente nas interpretações forçadas e irracionais de seus textos, ora de modo literal, ora de modo figurado.

ERROS DE TRADUÇÃO – Há também na Bíblia erros de traduções com o objetivo de ocultar algumas ideias que não estão de acordo com as teses tradicionais e dogmáticas do cristianismo. E os líderes religiosos, geralmente, nunca abordam algumas partes bíblicas que não estão também de acordo com o ensino de sua igreja, ignorando-as, totalmente.

E eis uma passagem bíblica, que, de uns 80 anos para cá, teve sua tradução alterada para ocultar a ideia da reencarnação. Mas primeiramente, uma explicação: a primeira geração numa família é a do pai; a segunda é a dos filhos; a terceira é a dos netos; e a quarta é a dos bisnetos. “… sou o Senhor teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos ‘na’ terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem” (Êxodo 20: 5).

“ATÉ”, AO INVÉS DE “NA” – De 1930 para trás, esse texto, no lugar de “até”, havia “na”, ou seja, “em” mais o artigo “a”. Portanto, o texto antigo dizia “na” terceira e quarta geração. A alteração foi feita, porque “até” nos netos (terceira geração) e, principalmente, nos bisnetos (quarta geração), o “mesmo espírito” do “pai” que pecou no passado (agora já avô ou bisavô desencarnado) pode reencarnar num de seus netos ou bisnetos, recebendo, pois, ele próprio, seu “castigo” ou seu carma de sofrimento, que é a colheita da semeadura da iniquidade que ele fez no passado.

A falsificação desse texto da Bíblia é mais uma das provas de que o espiritismo é mesmo bíblico e de que os tradutores dela sabem disso muito bem!

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGComo alguns frequentadores do blog já sabem, sou ideologicamente comunista e ecumenicamente religioso., na linha de Buda, Sócrates, Cristo, Kardec, Marx e Engels.  Admiro todas as religiões e as respeito por igual. Tenho certeza de que o Papa Francisco está no caminho certo, ao defender o ecumenismo. Há duas semanas, estive na Igreja da Glória e assisti à missa de sétimo dia de meu grande amigo Manuel Augusto Andrade, celebrada pelo padre Geovane Ferreira, o único exorcista do Rio de Janeiro. Fiquei impressionado com a força de sua pregação, a enorme igreja estava lotada, a missa é cantada em coral, uma liturgia toda diferente da adotada pelo Vaticano. E o padre Geovane reza a missa de olhos cerrados, como se estivesse incorporado espiritualisticamente. E isso me fortaleceu a crença de que Deus não está apenas numa religião, mas em todas elas. Me senti uma pessoa diferente ao sair daquela missa. (C.N.)

40 thoughts on “É preciso entender por que o espiritismo é a mais bíblica das religiões

  1. Na busca da natureza do cristianismo, entendi que Jesus pregava o amor, a caridade e o exercício do perdão. Fora desses pilares, não há que se falar em Cristo, e assim entendo que o espiritismo é o seguimento religioso ‘cristão’ que mais se aproxima dessas premissas, e fora do cristianismo, o budismo. Amando, perdoando e trabalhando de alguma forma para o próximo, estamos no caminho do Cristo e próximos de Deus

  2. עַל־ é a preposição no hebraico que aparece no texto mencionado. Em geral a tradução fica mais para “sobre”. Assim, Deus visitaria “sobre” שִׁלֵּשִׁ֥ים (terceira) e a רִבֵּעִ֖ים (quarta) geração.

    A ideia com a preposição citada é de abrangência e não propriamente no sentido gramatical português como indicado.

    Não há erro de tradução.

  3. Caro Jornalista,

    Se a tua ida nessa igreja te deixou mais feliz e com paz “espiritual”, vá outras vezes. Devemos procurar TUDO aquilo que nos faz BEM e que nos faz FELIZ, desde que, para a nossa felicidade, não provoquemos a dor e a infelicidade nos outros.

    Abraços.

    • Concordo com você, amigo Francisco Vieira, temos de lutar para melhorar nosso comportamento a cada dia. É a melhor maneira de tentar ser feliz, creio eu, dentro dos oito ensinamentos de Buda, que podem ser sintetizados num só – faça a coisa certa. Politicamente, sou comunista adaptado aos tempos modernos e minha única crença é fazer a coisa certa. Se a fizermos no capitalismo, logo chegaremos ao equilíbrio entre capitalismo e comunismo, que é a coisa mais certa de todas as coisas, como diria Caetano Veloso, a meta a ser perseguida pelas pessoas de bem.

      Abs.

      CN

  4. O espiritismo nada tem a ver com Cristo, único que salva. Essa equação, no espiritismo não existe, pois é você que se salva, evolui ou retorna, conforme teus atos. Onde está a verdadeira caridade nisso? Você somente faz o bem para voltar numa forma mais evoluída. Assim como outras religiões, essa é mais uma que usa a bíblia como “gancho” para pegar aqueles que não tem o verdadeiro discernimento. E ecumenismo não é aceitar qualquer coisa, mas, na caridade, procurar o encontro naquilo que une. Quem traduziu a bíblia do grego, compilou e selecionou os livros que compõe a biblia, e a estuda há mais de 2 mil anos é quem tem a autoridade para explica-la. A Igreja Católica não é a religião somente de um livro, mas também de um magistério ordenado desde os discípulos de Cristo. Não foi Pedro quem ordenou os primeiros bispos como o de Antioquia, Inácio? Já leram as cartas de Inácio de Antioquia?

    • Ora, Daniela,

      O Cristianismo também diz que se você não crer em Deus, também será condenado ao sofrimento. Ou seja, “você só faz o bem” para ter a vida eterna e para não ir para ser torturado no inferno, e não por evolução espiritual…

      Creio que não devemos fazer as pessoas sofrerem por medo de reprimendas ou castigos, mas, sim, porque esta seja a decisão correta, ética, evolutiva, sendo ou não uma decisão espiritual.
      Também creio que essa seja a educação que devemos dar para os nossos filhos. Eles não devem bater nas crianças menores por medo da mamãe ou o “papai do céu” ver e agir em represália; não devem bater porque bater nos outros é errado.
      Mas, como disse, tudo é apenas uma crença. Crença minha.

      Abraços.

      • Engano. O Cristianismo não diz isso, mas sim que Deus é misericórdia infinita. E quem não teve acesso aos evangelhos, está condenado? Não, pois então todos antes da vinda de Jesus se condenaram. Ou mesmo hoje, quem não tem acesso também. Mas cada um é julgado pelo seu proceder, se agiu de acordo com sua consciência, se com amor, com misericórdia, com perdão, sem nada esperar em troca. Não estamos aqui vivendo para alcançar algo, mas para dar testemunho de Cristo. Somos eternos em alma e espírito
        e estamos aqui fazendo uma experiência de vida, de comunhão entre irmãos.Quanto a castigos, um pai é uma mãe não fazem de tudo para afastar um filho do mau caminho? Se preciso for, não colocam de castigo ou dão algumas palmadas? Nós que que vivemos em pecado fizemos isso, quando amamos nossos filhos, não fará muito mais Aquele que é o próprio Amor?

        • “O Cristianismo não diz isso, mas sim que Deus é misericórdia infinita.”

          Deve ser por isso que Ele tem um pendor para provocar tsunamis e contar mortos.

    • Cara Daniela,
      Gostaria de te informar que o espiritismo tem tudo a ver com o Cristo…ele é o modelo de perfeição a ser seguido por nós …somos cristãos sim….aproveito a oportunidade para te convidar a assistir uma palestra em qualquer casa espirita Kerdecista e vc irá confirmar o que disse…
      Att,
      Suely

    • Então Daniela, não sei o quanto você conhece do espiritismo, mas Allan Kardec que foi o codificador da doutrina espírita, enviava as perguntas a vários médiuns em várias partes do mundo e fazia a compilação das respostas quando havia concordância entre estas. No Livro dos Espíritos, que é uma das obras básicas da codificação espírita, na questão 625, Kardec pergunta aos espíritos:

      625. Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo?

      A resposta foi direta: “Jesus.”

      E aí temos o comentário de Allan Kardec: “Para o homem, Jesus constitui o tipo da perfeição moral a que a Humanidade pode aspirar na Terra. Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo e a doutrina que ensinou é a expressão mais pura da lei do Senhor, porque, sendo ele o mais puro de quantos têm aparecido na Terra, o Espírito Divino o animava”.

      Então, não tem como falar em Doutrina Espírita sem falar em Jesus. Conceitos errados foram passados ao longo dos anos sobre o que é o espiritismo. E inclusive eu, que fui criado na Igreja Católica, tinha os mesmos conceitos, ou preconceitos. Hoje, com um conhecimento maior da doutrina, lhe asseguro que ela me aproximou muito mais do Cristo. Não só daquele Cristo sofrido da cruz, mas o Cristo das mensagens e dos ensinamentos para nosso dia a dia. Abraços.

    • Acredito ter um equivoco aqui, o espiritismo traz Cristo como o exemplo a ser seguido para termos a salvação. Pois não basta somente acreditar Nele, precisa também viver o que Ele veio nos ensinar.
      Acho que para afirmar certas coisas precisamos ter conhecimento aprofundado, principalmente quando se quer excluir Jesus das crenças de outras pessoas. Vamos acrescentar amor na religião do próximo e não se sentir no direito de tirar algo

  5. Amigo Newton

    Apreciei e aprecio bons textos sobre religiões, cultos e todas as forma se elevação do ser humano.
    Entretanto, acho importante não qualificar o espiritismo como uma religião.

    “Kardec definiu o espiritismo como “a doutrina fundada sobre a existência, as manifestações e o ensino dos espíritos”. Segundo ele, o espiritismo aliaria ciência, filosofia e religião, buscando uma melhor compreensão não apenas do universo tangível (científico), mas também do universo a esse transcendente (religião).”

    Que pena que tão poucos busquem o apoio e o conhecimento do lado espiritual. certamente por esta razão, nos dias atuais, temos tantos problemas entre as pessoas.

    Abraço fraterno a todos os Tribunários.

    Fallavena

    • Fallavena, concordo com o que você escreveu. E se interessar leia o livro recém lançado, de Paulo Figueiredo, Revolução Espírita: a teoria esquecida de Kardec, livro que trata do momento histórico em que surgiu o espiritismo na França, em que ambiente veio e em que contexto estava inserido, e, principalmente, que nasceu num período em que o espiritualismo estava sendo discutido na universidade, na Sorbonne, fato que poucos sabem. Tanto que Kardec fez a seguinte afirmação “o Espiritismo só surgiu em virtude da reação espiritualista que tomou a universidade”, isso pós revolução francesa, insatisfação com o materialismo, busca de algo que fosse além do conceito de homem até ali colocado por um lado pelos materialistas e por outro pela igreja, etc…
      O autor também lembra que há valores fundamentais no Espiritismo, que surgiram nos contatos de Kardec com os espíritos, que precisam ser resgatados, pois esses valores vão provocar uma mudança no indivíduo, uma mudança nas ideias, essa revolução nas ideias vai alterar o senso comum e isso vai produzir uma nova ordem das coisas. Esta é a revolução que o Espiritismo prepara, segundo Kardec, que também é lembrado como um cientista, um ativista na área da educação, preocupado com os problemas do seu tempo e integrado na busca por soluções.
      Tais esclarecimentos foram colocados durante programa da RBN. Também um dos comentaristas lembra do relatório Delors, feito por uma comissão internacional para aplicação em países membros da Unesco sobre “A Educação no Século 21”, que ficou conhecido em 1996 e que propões quatro pilares a serem utilizados na orientação escolar: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver, aprender a ser. O terceiro, “aprender a conviver”, traz o desafio da convivência que apresenta o respeito a todos e o exercício de fraternidade como caminho do entendimento, totalmente dedicado à corrente espiritualista. E ele observa que o período efervescente que a universidade vivia lá nos anos de 1830, pode-se dizer que há algo nesse sentido também hoje, quando tentamos implementar esses quatro pilares indispensáveis à educação, mas não está se sabendo aplicar isso no cotidiano, no dia a dia das escolas. Ou seja: o que está faltando conhecer que pode ajudar e muito, quando entendido os seus fundamentos primordiais? O Espiritismo tem parte importante nisso, como ciência e filosofia, além de doutrina, claro, mas principalmente como ciência e filosofia. Enfim, uma leitura esclarecedora. Recomendo.

      • Rosela
        Somente agora consigo ler um pouquinho da nossa TI.
        E quero te agradecer, imensamente, teu comentário e a sugestão da obra.
        Abraço e saúde.
        Fallavena

      • 1) Licença… Rosela e Fallavena …

        2) Seguindo seus comentários comprei hoje a tarde o “Revolução Espírita”, sugiro Rosela que vc escreva mais sobre o tema na forma de artigo e envie para o nosso editor…

        3) Nessa linha, eu gosto de um livro de bolso: “O Espiritismo: uma nova Filosofia”, de Maurice Lachatre.

        4) Vejo Budismo e Espiritismo parecidíssimos como Filosofia, Ciência e Religares…

        5) Abraços !

  6. A transcendência prescinde de religiões. Sócrates e Cristo ensinam que você é seu próprio caminho, verdade e vida. As instituições necessariamente são o desvio. São agrupamento de medíocres que buscam mútuo apoio em crença desesperada pela ausência de concepção. Espero ter ajudado.

  7. Fui criada em berço católico e adoro estudar religião. Tenho uma visão ecumênica, mas diferentemente do ecumenismo papal, não compreendo porquê a igreja ainda não teve um papa negro e não aceita que mulheres também sejam ordenadas, além disso, vejo a proibição do casamento dos religiosos como um equívoco do tamanho de uma montanha.
    Ainda assim admiro a capacidade que o catolicismo tem de agregar em nome do princípio divino.
    O Espiritismo pode ser lido como filosofia, religião ou ciência. Isso é polêmico mas é compreensível devido a ter sido elaborado por volta de 1850, (no auge da emergência do positivismo, conhecimento científico e empírico), pelo um pedagogo e professor universitário: Alan Kardec.
    Sob minha ótica, o espiritismo é a religião que mais atualiza o cristianismo. Devido ao seu histórico e razão de ser, é uma “doutrina” ou “conhecimento” mais atualizado sobre a vida espiritual da civilização. Suas teses são bastante “lógicas” e racionais. Ao ponto que acredito que no futuro, muitos de seus prognósticos serão apontados pela própria ciência, como por exemplo a continuidade de uma vida após a passagem da morte.
    Aqui não cabe tratados sobre o assunto (embora eu goste muito de estudá-lo e discuti-lo), mas é preciso desmistificar qualquer tipo de conhecimento e isso envolve a religião. No espiritismo também encontramos contradições, pensamentos divergentes e conflituosos, assim como em qualquer religião.
    Mas o que vejo de mais importante (além do avanço espiritual) é que, guardadas as devidas proporções, assim como a imagem de Jesus é um parâmetro de caridade, justiça e amor, também Chico Xavier, deu seu exemplo para espiritualistas (não apenas espiritas). E assim vivemos de símbolos, atitudes, pensamentos e exemplos, tal qual criança que pouco ou nada sabe, tentando sair do berço para dar seus primeiros passinhos pela vida afora.

  8. O Espiritismo não crê que Jesus é o Cristo, Deus encarnado e único salvador. Coloca Jesus apenas como exemplo de homem ao lado de outros homens.

    • Cara Daniela, o último suspiro de Jesus, ao clamar: Pai, perdoa, eles não sabem o que fazem, é uma declaração, que Ele, como nós, somos filhos de DEUS, Estudar as Parábolas do Evangelho, buscando a Luz que elas contém, sem preconceitos, é preciso, usando a razão e a lógica, para encontrar a Luz Dívina: Deus, que se resume: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a sí mesmo, ai, está toda a Lei e Profetas. Infelizmente, os continuadores da Doutrina Cristã nascente,, nos anos 300, fizeram um pacto com o Imperador Romano, disvirtuando, o ensino e exemplo de Jesus, que através dos tempos, até a data presente, o homem é um verdadeiro canibal, é só ler a História do caminhar da Humanidade, e o resultado atual, o homem, servindo a Mamon, e não à Deus. Jesus, o Cristo, nos deixou um Código de Vida, seu Evangelho, que nos apresenta um Pai Misericordioso, que nos deu Consciência e Livre arbitrio, para nossas obras, se forem más, pagaremos, na vida atual, ou em vidas futuras, pagarás até o último ceitil,se Boas, Paz e Luz, (reencarnação) (leia a conversa de Jesus com Nicodemos, que de forma contundente, nos mostra a Reencarnação, para alcançarmos o Reino do Céu, como Lei Divina, para o nosso Progresso espiritual. A conversa de Jesus com os apostolos, sobre Elias e João Batista e Ele mesmo.
      O Professor e cientista Hyppolite, com livros adotados pelo Governo francês, para o ensino, aluno dileto de Pestalozzi, relutou para ir a uma sessão das mesas girantees, ao ir, como pesquisador, não aceitou, que a materia inerte pudesse responder a perguntas, e perguntou quem dá resposta: resposta:Espirito de um morto, continujou pesquisando, e Codificou as mensagens dos Espíritos, dos 4 cantos do Mundo, formando o Livro dos Espíritos,dado a Humanidade em 18 de abril de 1857, em Paris- cidade Luz; como não era “obra sua” apenas Codificou, com humildade, assinou como Allan Kardec, nome de uma encarnação anterior como Sacerdote Druida, a partr dai, recebeu o Livro dos Médiuns, O Evangelho de Jesus, com o esclarecimento, “Segundo o Espiritismo”, isto é, os Espiritos, esclarecendo e mostrando a Luz das Parábolas, o Céu e Inferno, e a Gênese, formando, a Doutrina Espírita, como Ciência, Filosófia, e Religião (religar ao Criador). Jesus, o Cristo, nos deixou a Mnsagem: Eu, sou a Verdade e Vida, e ninguem vai ao Pai, a não ser por mim, ai, está toda a Lei e os Profetas, Significa, que o Progresso de nossas Almas Eternas,está no estudo e no esforço de exemplicar o “Amor fraterno e a Deus”. contidos no Evangelho.O Espiritismo, não é “obra” do homem, mas, dos Espíritos. Que Deus Pai, em sua Misericórdia, abençoando a Humanidade desgarrada do Amor fraterno.

      • Muito papo furado e sem fundamento, como já disse, usam trechos da Bíblia Sagrada como “gancho” para fisgar os incautos, sob uma “aparência” de bondade. Ponto final.

    • Não se apresse Daniela, todos temos o nosso tempo para compreender a vida e a espiritualidade. Somos seres mutantes na escola da vida e o tempo é o melhor professor.
      Abraço fraterno!

  9. 1) Ultimamente desisti de usar a palavra “religião”. Agora só uso o termo Religare. A meu ver bem melhor e mais abrangente, plural.

    2) “De todas as teorias econômicas modernas, o sistema econômico do marxismo é baseado em princípios morais, enquanto o capitalismo se preocupa apenas com o ganho e rentabilidade. O fracasso do regime na União Soviética foi, para mim, não o fracasso do marxismo, mas o fracasso do totalitarismo. Por isso me considero meio marxista, meio budista” = Dalai Lama.

    3) Ou seja, no marxismo há uma dimensão ética, moral e transcendente que precisa ser resgatada em novas releituras.

    • Perfeito, Rocha. As pessoas confundem marxismo com o regime deturpado e totalitário que existiu na Rússia. Aquilo nunca foi marxismo. Para início de conversa, não havia a liberdade de imprensa preconizada por Marx e Engels, e não é preciso dizer mais nada.

      Abs.

      CN

  10. O notável senhor José Reis Chaves apresenta como base (Êxodo 20: 5) … vamos lá?

    “1. Então Deus pronunciou todas estas palavras: … 5. Não te prostrarás diante delas e não lhes prestarás culto. Eu sou o Senhor, teu Deus, um Deus zeloso que vingo a iniqüidade dos pais nos filhos, nos netos e nos bisnetos daqueles que me odeiam, 6. mas uso de misericórdia até a milésima geração com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos. (Ex 20)”
    … Nesta passagem é o próprio Senhor quem se mostra zeloso … e cuja misericórdia vai até a milésima.

    Porém, ao descer, Moisés quebra as tábuas.

    “1. O Senhor disse a Moisés: “Talha duas tábuas de pedra semelhantes às primeiras: escreverei nelas as palavras que se encontravam nas primeiras tábuas que quebraste. … 6. O Senhor passou diante dele, exclamando: “Javé, Javé, Deus compassivo e misericordioso, lento para a cólera, rico em bondade e em fidelidade, 7. que conserva sua graça até mil gerações, que perdoa a iniqüidade, a rebeldia e o pecado, mas não tem por inocente o culpado, porque castiga o pecado dos pais nos filhos e nos filhos de seus filhos, até a terceira e a quarta geração”. 8. Moisés inclinou-se incontinente até a terra e prostrou-se, 9. dizendo: “Se tenho o vosso favor, Senhor, dignai-vos marchar no meio de nós: somos um povo de cabeça dura, mas perdoai nossas iniqüidades e nossos pecados, e aceitai-nos como propriedade vossa”. 10. O Senhor disse: “Vou fazer uma aliança contigo. Diante de todo o teu povo farei prodígios como nunca se viu em nenhum outro país, em nenhuma outra nação, a fim de que todo o povo que te cerca veja quão terríveis são as obras do Senhor, que faço por meio de ti. (Ex 34)”

    Moisés mostra ao Senhor que aprendera a lição … e invoca a MISERICÓRDIA, mostrando arrependimento ao se inclinar até a terra (humilhação)!!! e o Senhor perdoou, fazendo ALIANÇA!!!

    Abraços!!!

  11. Caro Carlos Newton

    Tratar sobre temas religiosos é muito complicado, pois cada um defende aquilo em que acredita e segue como norma de vida. Porem, existem generalizações e simplificações que precisam de uma tradução simultânea [como nosso CN tem feito aqui], como neste caso de declarar que o espiritismo é a mais bíblica das religiões. É importante, a título de esclarecimento, que o significado “mais bíblico que” confunde a Bíblia e o Livro dos Espíritos, que são absolutamente diferentes…
    A doutrina espirita é radicalmente oposta ao cristianismo, apesar das noções de caridade e outras virtudes associadas, que não são suficientes para definir isso como cristianismo, embora para alguns seja o suficiente. O cristianismo está fundamentado na ressurreição da carne e o espiritismo na reencarnação… São coisas diferentes. pois neste caso estaríamos aprisionados na roda do tempo…
    Depois, no Novo Testamento, na Epístola aos Hebreus, capítulo 9, versículo 27, diz: “E aos homens está ordenado morrerem uma vez e depois virá o juízo”. O próprio Cristo nasceu e morreu uma vez!
    A respeito de Kardec, sua doutrina é baseada no positivismo científico, a proposta não é religiosa, pretendia provar a existência da vida espiritual, e a ideia de “progresso”, bastante tentadora, cria a ilusão de que nos progredimos por méritos próprios, nega a divindade de Jesus Cristo e, como está baseada no método científico da busca de provas, os fenômenos espíritas seriam as provas em si que confirmam as suas crenças.
    Alguns dados contradizem os postulados espiritas, primeiro a Terra tem hoje mais de 7 bilhões de habitantes!!! E como estas pessoas poderiam reencarnar se antes aqui na terra havia muito menos pessoas??? A conta não bate! Depois, todas as pessoas não lembram das vidas passadas… E as experiências de recordações podem ser parte das memórias genéticas que cada um possui por herança biológica.
    Outro aspecto interessante é que as pessoas como o tal Dr. Fritz falam com sotaque alemão mas não falam alemão!!!
    As mensagens mediúnicas, mesmo as mais bondosas e sábias, como saberemos da sua origem benigna? Lembremos que existem anjos maléficos. Pois já alertava o texto bíblico, mesmo que um anjo de luz vos revele outro Evangelho, não acrediteis [isto é válido para o espiritismo quanto para o islamismo, que diz explicitamente que um anjo revelou a Maomé o Corão].
    Uma última consideração: ao analisar aqui alguns elementos da doutrina espírita, em momento algum estou desqualificando as pessoas que acreditam e praticam o espiritismo, estou falando da incoerência da doutrina.

    Um abraço a todos

  12. Caro Carlos Newton,
    Obrigada pela oportunidade de divulgarmos e esclarecermos a Doutrina Espírita, é muito importante para nós estes espaços, agradeço também aos comentaristas que enriqueceram o assunto….
    Fé, Paz e Luz….
    Grata
    Suely

  13. Me desculpe, mas Cristo não tem nada com esse tanto de religiões citadas. A bíblia condena a consulta a espíritos.Jesus disse: Eu Sou o caminho a verdade é a vida ninguém vai ao pai a não ser por mim . Se essas religiões levassem a Deus, a morte de Jesus seria em vão. Com todo respeito aos amigos católicos, mas a verdade tem que ser dita . A igreja católica não passa de uma mentira que já dura dois mil anos. 100 milhões de pessoas que eles mataram com torturas diabólicas, não deixam dúvidas de quem eles . Quem não acredita , é só pesquisa na net pelo livro martelum vicariatos ou martelo das bruxas. E verão as práticas demoníacas desta seita!

  14. Há um erro, e grande, em querer comparar a obra de Cristo com religião. São duas coisas totalmentes distintas. O termo religião vem do latim “religare”. Desse modo, convencionou-se dizer que o homem é ligado a Deus por meio da religião, O que não é verdade. O único que leva o homem a Deus é Cristo, por isso e só por isso, se justifica sua vinda a terra.
    A Biblia diz que por causa do pecado o homem estava separado de Deus: “mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça”(Is 59.2).
    Por causa dessa separação, Deus enviou seu filho e só Ele, para reconduzir o homem a Deus. Na realidade, só Jesus poderia mediar esta reconciliação: “Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus”(1Tm 2.5).
    O texto citado é bem claro e não deixa dúvida que o único que podia fazer sublime missão era o filho de Deus. A passagem também não da margem para acrescentar nenhum outro mortal para executar esta obra, ainda que cheio de virtudes humanas. Foi a morte expiatória de Cristo na cruz que culminou a rendenção do pecador. Esta obra se justifica por dois fatos inquestionáveis:
    1) Por que se a salvação fosse baseada em nossos próprios esforços, ninguém poderia ser salvo: “…pois todos pecaram e carecem da glória de Deus”(Rm3.23). Ja Romanos 3.10 vai mais alem ao afirmar: “Não há justo, nem um sequer”. Por fim, O Salmo 143.2 acrescenta: “… à tua vista não há justo nenhum vivente”.
    Baseado nas passagens citadas, pergunta-se: Como então poderia o homem mortal produzir uma religião ou algo parecido a isto, que merecesse seguidores que os conduzissem a Deus?
    Só Cristo, até hoje, possui o mérito de conduzir o homem pecador a Deus por que era sem pecado: “Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecados”(Hb 4.14,15).
    O homem sim precisava de Deus para perdoar-lhes os pecados: “assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam”(Hb 9.28); e mais: “Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido”(Lc 9.10).

    2) Por causa da incapacidade do homem de salvar a si mesmo. “Como pode então o homem ser justo diante de Deus? Como pode ser puro quem nasce de mulher? Se nem a lua é brilhante e as estrelas são puras aos olhos dele, muito menos o será o homem, que não passa de larva, o filho do homem, que não passa de verme!”(Jo 25.4-6).

    Ora, o que o homem mais fez, antes e depois de Cristo, foi produzir religiões segundo seus “conceitos” e por meio delas dominar seguidores alienados da verdade, que é Cristo, sendo Ele o caminho que o homem precisa: “…Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”(Jo 14.6).
    Uma pergunta: Qual dos fundadores das religiões espalhadas pelo mundo ressuscitou, está a destra do Pai e virá nas nuvens para resgatar um povo seu, especial e zeloso de boas obras?
    Jesus Cristo, Ignora-lo em favor da religião, é desmerecer seu sacrifício expiatório.
    Deus abençoe os comentaristas deste espaço.

  15. 1) Religare é uma experiência pessoal com o Sagrado que tem vários nomes… Se é pessoal é dificílimo o outro entender…

    2) Se somos democratas (mesmo) precisamos aceitar o direito do outro ser diferente…

    3) Aceitar não significa concordar.

    4) A meu ver, a discussão parece Vasco e Flamengo, cada um querendo provar ao outro que o Caminho é assim ou assado.

    5) Quem sabe um dia, não precisemos comentar nada, e teremos só o artigo de cada um… respeitemos o ponto de vista do autor…

    6) Escreveu-se, citou-se, pregou-se, cada um tem posições, convicções definidas, da próxima vez… tudo de novo?

    • Colegas tribunários.
      Um agradecimento muito especial ao Newton, nosso líder e organizador/fazedor deste espaço.

      Continuo achando (tendo a certeza) de que a nossa TI precisa se expandir e cumprir, integramente, com sua missão positiva e esclarecedora.

      Religião, futebol e política “partidária” (para entender a diferença dela com e sem partidos) são temas impregnados e referenciais de paixão e de interesses.

      Em todas, é preciso CRER PARA VER! e não o contrário. lamentável que, na imensa maioria, os seres humanos utilizam o contrário. Assim, no caso da espiritualidade ou negação a ela, o ver para crer lhe retira a essência.

      Ler, exercitar e realizar são passos indispensáveis na evolução.

      E cada um um diferente, com caminhada e escolhas.

      Um obrigado do tamanho da história que ainda viveremos.

      Abraço a todos.

      Fallavena

  16. Comunista? Onde isto deu certo? Não acha que os ditos comunistas mataram muita gente por não concordar com a ideologia deles? Você realmente concorda com isso? Me dê exemplos onde não houve matança e onde o comunismo preservou a liberdade das pessoas e acabou a miséria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *