É uma decisão muito difícil para quem não aceita Bolsonaro ou Haddad

Resultado de imagem para contra haddad e bolsonaro charges

Charge do Thiago (Arquivo Google)

Merval Pereira
O Globo

A perplexidade que toma conta dos eleitores que não querem nem Bolsonaro nem Haddad pode produzir consequências no resultado final da eleição. O clima de protesto com votos nulos, em branco e abstenção pode voltar, mudando o cálculo para a eleição já no primeiro turno, pois só contam os votos válidos. Fica mais fácil ter votos suficientes para ir para o segundo turno, ou até mesmo ganhar logo. 

Já houve época em que o voto em branco era interpretado como um voto de conformismo do eleitor, enquanto o nulo era o voto de protesto. Não há como dizer se essa interpretação é correta nos dias de hoje, pois a urna eletrônica facilita o voto em branco, tem uma tecla só para ele, e dificulta o voto nulo.

LENIÊNCIA – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), numa jurisprudência do século passado, considera que votos nulos não existem, “é como se nunca tivessem sido dados”. Ignorar o recado que as urnas enviaram aos nossos políticos nas recentes eleições, considerando que os votos nulos nunca existiram, é um reflexo da leniência com que tratamos nossas mazelas político-partidárias.

Os votos em branco eram considerados válidos até a Constituição de 1988, quando também entraram na lista dos não-votos. Na eleição municipal de 2016 houve o maior índice de votos brancos e nulos no Rio de Janeiro desde a implantação das urnas eletrônicas, em 1966.

Na verdade, quanto mais votos inválidos, menor a quantidade de votos que um candidato precisa para vencer a eleição. É o que fez Freixo chegar ao segundo turno com apenas 16% dos votos válidos, (o que representa muito menos do total de votos) e Marcelo Crivela chegar em primeiro com menos votos que os nulos, em branco e as abstenções. O eleitor que escolhe esse tipo de protesto, portanto, está facilitando a vida de quem está na frente das pesquisas.

SEGUNDO TURNO – Os números da pesquisa Ibope mais recente querem dizer que o segundo turno possivelmente deverá ser Bolsonaro contra Haddad. Se não houver uma decisão no primeiro turno, o que é possível, embora estaticamente improvável, e deve acontecer com o Bolsonaro.

Existe um movimento político nesse sentido, como, ao contrário, a campanha #Ele não está muito disseminada e deve ter tido efeito para barrar o crescimento de Bolsonaro. Se parte dos cerca de 20% que estão com os demais candidatos quiserem votar contra o PT, esses votos podem ir Bolsonaro, para impedir que o PT chegue ao segundo turno, principalmente depois que a pesquisa do Ibope mostrou que nele Haddad ganha de Bolsonaro.

Se essas tendências forem confirmadas pelas demais pesquisas esta semana, marcando o crescimento de Haddad e a estagnação, ou eventual queda de Bolsonaro, fica real a possibilidade de o candidato do PT ultrapassá-lo ainda no primeiro turno, o que pode gerar um movimento contrário a favor de Bolsonaro.

VOTO ÚTIL – Os eleitores de esquerda de Ciro e Marina também podem ir para Haddad, para não desperdiçar o voto. Há uma disputa entre Lula e anti-Lula, os votos de Haddad não são dele, nem do PT, são do Lula, o grande líder popular que dá as direções da campanha da cadeia.

Mas há muita gente que se recusa a votar no Bolsonaro. Muitos desses que votam nos candidatos que estão fora da disputa podem votar contra Bolsonaro, no primeiro e no segundo turno. Haddad ganha no segundo turno porque muita gente vai para ele por rejeitar Bolsonaro. A próxima semana vai ser decisiva para definir quem chega ao primeiro turno em primeiro lugar, caso nenhum deles ganhe no primeiro turno.

MUITOS INDECISOS – Historicamente, quem ganha no primeiro turno sempre saiu vencedor no segundo turno também. As pesquisas não estão mostrando isso neste momento, porque o índice de rejeição a Bolsonaro é muito alto. Mas aumenta também a rejeição a Haddad enquanto ele aparece mais nas pesquisas.

Essa é uma eleição difícil. Se você está indeciso a esta altura do campeonato é porque não gosta de nenhuma das opções apresentadas. Pode continuar indeciso, sem escolher entre a cruz e a caldeirinha. Mas se a postura é de antipetista e o eleitor está indeciso entre os candidatos do campo do centro-direita, se se decidir, deve ir para Bolsonaro. O segundo turno mostra, segundo o Ibope, que a rejeição a Bolsonaro estreita muito seu campo para ampliar o eleitorado.

31 thoughts on “É uma decisão muito difícil para quem não aceita Bolsonaro ou Haddad

  1. Segundo o jornalista Cláudio Humberto não é bem assim, como apregoado pelo jornalista Merval Pereira.
    CONTRA O ‘ELE NÃO’
    Vídeos ‘ele não’ recebem enxurrada de avaliações negativas em ‘dislikes’
    Vídeos contra Bolsonaro têm centenas de milhares de cliques de desagrado

    Redação
    27/09/2018 às 00:00 | Atualizado às 00:35
    Vídeos de celebridades contra a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro (PSL), divulgados no YouTube, têm recebido enxurrada de manifestações de desagrado (ou “dislikes”), que superam em muito o número de “likes”, curtidas de apoio à mensagem. O vídeo da cantora pop Anitta, por exemplo, até o fechamento da coluna, tinha a aprovação de 17 mil pessoas, contra 783 mil “descurtidas” do vídeo. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

    O vídeo onde Daniella Mercury também se posicionou pelo “#Elenão” teve 19 mil likes (favoráveis) contra 1 milhão de dislikes.
    As atrizes Letícia Sabatella (11 mil likes e 790 mil “dislikes”) e Letícia Colin (10 mil contra 650 mil dislikes) também aderiram ao “#Elenão”.
    A hashtag “Elenão” recebeu pouco mais de 14,5 mil menções nas redes sociais nas últimas 24 horas, segundo o site Hashtracking.

    • Belem, vc é uma pessoa esclarecida. Sabe que este “dislikes” são de robos bolsominions. Aqui na TI tem um monte. O cara só muda de psuedonimo e cria outra conta de email para fazer número. Tão logo qualquer matéria ou comentário apontando as fragilidades do ex-capitão é postada, os robos se mobilizam, sempre com os mesmos “argumentos”: jornalista de esquerda, atriz mediocre, pequisas manipulada, urnas fraudadas, etc. É um festival de asneiras e você sabe disso.

  2. O pior, e mais triste na imbecilidade brazuca, é que no dia 8 estará confirmada nas urnas a fraude dos números das pesquisas, mas… a mídia vai ignorar e vai começar a estampar as “novas” pesquisas para o segundo turno dando novamente números obesos para seu candidato, também manipulados. E o rebanho vai junto comentando o ibope e datafolha. Não tem jeito. É a Síndrome do Mecanismo.

  3. Quando terminarem essas Eleições Sadi e Camarotti vão trabalhar com os “pesquisadores fantasminhas do Datafolha e IBOPE” para elegerem um “esquerdopata corrupto de estimação” ! Ou, será que vão servir “cafezinho para o chefão Lula” na Papuda ??? A Globonews entrou madrugada a dentro com aquela “pesquisa mal assombrada fabricada pelo IBOPE” haja cenários, faltou combinar com o Cidadão de Bem que vota e vai desmoralizar vocês, queiram ou não queiram Tofolli e os petralhinhas togados amestrados !!!

  4. O brasileiro nunca teve escolhas lá muito difíceis para forçá-lo a usar o “tico” e o “teco” em toda sua plenitude. Algum dia isso teria de acontecer. Mais uma herança, esta boa, do PT. O brasileiro, pelo menos, o menos alienado começa a projetar possíveis resultados para cada candidato. Uns querem tirar sua aposentadoria e dar de presente a iniciativa privada, assim como tem feito com tudo que muito cobrou e nada administrou de fato. Se colocam como o caminho para resolver o que eles mesmos criaram de problemas financeiros ao país. Outros querem tomar o país todo e transforma-lo em sua possessão, a ditadura do proletariado, igualando engenheiros e peões de obra. O que se coloca contra o sistema que possibilita a existência dos anteriores, não tem suporte financeiro, nem o apoio da estrutura institucional, mobiliada politicamente, do país, mas conta com o apoio e admiração dos que como ele, sabem que o barco vaza água e pode virar, sem muito esforço.

  5. Prezados comentaristas e leitores do TI.

    Recebi ao longo destes últimos dias inúmeros videos , de todo o Brasil, mostrando comícios com candidatos a governador, senadores e até mesmo o Presidente Virtual do PT em que aparecem apenas, no máximo, dezenas de pessoas.
    Por outro lado, todos os que recebo de Bolsonaro antes e depois sem o candidato são quase apoteóticos.
    Claro que provavelmente sejam seletivos, mas por favor,
    Onde estão os videos de comícios ou carreatas ou passeatas com milhares de pessoas, em todo o Brasil que possam fundamentar estes números de virada do Haddad ?
    Aqui no Sul, salvo os fundamentalistas só se ouve Bolsonaro no andar de cima e de baixo.

    Por favor , gostaria realmente de saber

    Se não existem, não é um sintoma claro da manipulação que é percebida sensorialmente por todos não fanáticos?

    Recebi no Whats algo que resume o momento :

    Claro que adaptado ao sul:

    Prefiro votar em Bolsonaro e cair do cavalo, do que votar no PT e roubarem meu cavalo..

    Para mim este é o sentimento do povo e repito onde estão as demonstrações de apoio maciço ao PT ????

      • Infelizmente não

        Apenas uns de Betim, Baixada Fluminense, Sao Paulo etc

        Alem da inexistência na rua….

        Sempre me chama a tenção que as coisas improváveis acontecem em lugares isolados, de dificil comprovação

        Assim como os aparecimentos de extra terrestres

        Tá ai uma boa matéria, sr editor

        Qual a relação entre as noticias de aparecimento de extra-terrestres e os votos do poste??

        Seria interessante…..

    • As pesquisas estão sempre certas, não acredite no que seus olhos dizem, e o “nosso” TSE sempre alegou que as eleições no Brasil são a prova de fraudes. O que se lê na mídia em relação a candidatos com zero voto, eleitores fantasmas, CPFs multiplicados e mais outras coisas, é tudo “fake news”.

  6. “A perplexidade que toma conta dos eleitores que não querem nem Bolsonaro nem Haddad pode produzir consequências no resultado final da eleição.”

    Há trinta anos elegendo PRESIDENTE BANDIDO e somente agora, segundo o jornalista da GLOBO, o povo está “perplexo…”

  7. Sempre que anelo recordar o meu saudoso genitor, ponho-me a ouvir a Canção do Expedicionário.
    Nestes dias, quando a nação vive o seu doomsday: entre a tragédia de se afunilar na cleptocracia, já iniciada; e a catástrofe de ter aqui instaurado um Apartheid, nos moldes de um Pieter Botha tropical. Ao sopro da aludida marcha épica, é chegada a hora dos combatentes da causa justa avançarem, fazerem a desinfecção do mal já proliferado, e a profilaxia/abortamento daquele iminente. Nhiilismo súbito!

  8. Lembra quando o Bolsonaro acusou o Ministério Público de atrapalhar o crescimento do país?

    “A governadora Suely Campos, do Partido Popular, vem enfrentando há 3 anos o problema dos refugiados venezuelanos.

    Os refugiados sobrecarregaram os sistemas de Saúde, Atendimento Social e de Segurança de um estado que administrativamente é inviável. Cerca de 50% de sua área está ocupada por reservas indígenas sendo as mais famosas a Raposa Serra do Sol e a Yanomâni. Além de trazerem doenças já erradicadas do país como um todo como o Sarampo.

    A construção de uma linha de transmissão de energia ligando a hidrelétrica de Tucurui à capital Boa Vista é bloqueado pela FUNAI e os “comissários políticos” travestidos a de procuradores do MPF/PGR. (anotem este ponto que é importante).

    No início de 2018 o Governo Federal solicitou que a linha de transmissão de Tucurui fosse autorizada, pois tem de cruzar a área Indígena Waimari-Atroari. A autorização foi veemente negada pela FUNAI e o Comissariado Político do MPF/PGR.”

    Artigo completo:
    http://www.defesanet.com.br/ven/noticia/30682/Roraima-%E2%80%93-A-primeira-acao-rumo-a-Roraicrimeia/

  9. Aqui na minha cidade, que fica no sul, nunca pareceu pesquisador, porem informalmente e por ser uma cidade pequena, conhecemos a quase todos e sabemos que o Bolsonaro tem pelo menos 90% dos votos.
    Como nós, existem outras cidades da região, que também são maciçamente eleitores do capitão e que
    nem em sonho votam no PT.
    Dai vem o estranhamento de o Haddad teria tantos votos assim, ainda mais que o STF bloqueou uma grande parte dos eleitores nordestinos, que não se recadastraram. Sera que a ministra Rosa Weber não vai ficar de olho na apuração, vai deixar também ser secreta, como fez o ministro da eleição anterior?
    Acho que haverá surpresa, choro e ranger de dentes no dia o8.

  10. Carlos Alberto Sardenberg, em O Globo, disse que é impossível escolher entre Fernando Haddad e Jair Bolsonaro:

    “Vamos falar francamente: eleger Fernando Haddad é absolver Lula e condenar a Lava Jato; eleger Bolsonaro é absolver o capitão da direita radical e populista e condenar a tolerância política e moral.”

    Pode ser impossível escolher entre os dois. Mas é igualmente impossível não escolher.

  11. Guilherme, eu acho esse texto muito especulativo. Sabemos que tudo o que o Sputnik escreve, precisamos deletar/desconsiderar a metade, que sempre é inflada pelos autores.

    Abraços.

  12. Confesso que pela primeira vez na vida me omitiria nesta eleição mas não deu, não posso suportar o continuísmo, a roubalheira e a corrupção desenfreada. Apesar de achar o capitão tosco demais para o meu gosto é melhor morrer assado com ele, do que morrer torrado com o poste do 51. A continuidade do que hoje vivemos e´a garantia de transformarmos o Brasil em outra Venezuela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *