Eduardo Campos se mexe nos bastidores

Tereza Cruvinel (Correio Braziliense)

Os senadores petistas e o presidente do partido, Rui Falcão, num jantar em que avaliaram a conjuntura, concluíram que o governador Eduardo Campos reduziu sua movimentação pública, mas acelerou as articulações nos bastidores, perdendo completamente a cerimônia ao investir sobre bases do PT e dos partidos aliados. O movimento mais ousado foi no Ceará: segundo senadores do PT, ele convidou a ex-prefeita petista de Fortaleza Luizianne Lins a ingressar no PSB e para concorrer ao governo. Com isso, sinalizou que espera ou conta com a saída dos irmãos Cid e Ciro Gomes do PSB.

Há alguns dias, ele teve um encontro com Ciro Gomes em Recife, sobre o qual nada declararam, por ora. Ciro e seu irmão, o governador Cid, como é sabido, preferem apoiar Dilma. E não perdoam Campos por ter impedido a candidatura presidencial de Ciro em 2010, forçando o apoio a Dilma com o argumento de que o ciclo de poder do PT ainda não havia se esgotado.

Campos poderia dizer, porém, que o PT abriu fogo primeiro, ao barrar adesões ao PSB, como fez em Goiás, desviando para o PMDB a filiação do empresário José Batista Júnior, o “Júnior da Friboi”. Mas é certo que, entre os dois partidos, acabou-se a cerimônia e deve começar a guerrilha. Os petistas estão cercando os governadores do PSB. Camilo Capiberibe (AP) externou preferência por Dilma, e Renato Casagrande (ES) tem dito que pode não apoiar ninguém para presidente, ao disputar a reeleição.

“Eduardo não terá a unanimidade no PSB, mas posso garantir que terá o apoio de uma significativa maioria”, diz o senador Rodrigo Rollemberg (DF), um de seus articuladores no Congresso.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “Eduardo Campos se mexe nos bastidores

  1. O Eduardo Campos vai vê quem é o Ciro.Sacaneou em 2010, agora vai receber o troco – a não ser que o Cirinho tenha amolecido a moleira.Aliás, fala-se por aqui ,que o “homi” ( Ciro Gomes ), tem vários convites de outros partidos para concorrer à presidência.Daí…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *