Efeito coronavírus ! Arthur Virgílio chora ao falar sobre a situação de Manaus e critica inércia de Bolsonaro

Virgílio diz que Bolsonaro deve assumir as funções de presidente

Bruna Lima
Correio Braziliense

O percentual de pacientes que morrem por Covid-19 sem conseguir internação em Manaus cresceu de 17% para 36,5% em apenas um dia. A informação é do prefeito da capital amazonense, Arthur Virgílio Neto (PSDB-AM). “Está se caracterizando um certo colapso das possibilidades de atender”, admitiu nas redes sociais, atualizando que o número de sepultamentos mais que triplicou em meio à pandemia.

“Nosso estado não é mais de emergência, é de calamidade mesmo. É o caso mais preocupante desse país no que se relaciona ao novo coronavírus”, acrescentou. A situação na cidade é considerada a mais grave do país, segundo o último relatório do Ministério da Saúde.


SOBRECARGA – De acordo com Virgílio Neto, em períodos sazonais de gripe, o principal cemitério da cidade tem demanda diária entre 20 e 35 enterros. “Um dia bateu em 66, depois 88, ontem, 121. Hoje foram 106”, afirmou. Com o aumento, o sistema funerário está sobrecarregado e, para lidar com a situação, foi criado um comitê de crise para óbitos.

 Na segunda-feira, dia 20, o prefeito apelou para o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, com quem se reuniu. “Disse tudo o que eu tinha a dizer de desabafo, de críticas, análises de personagens do governo, sobre esse abandono do Amazonas e que tem se agravado a cada minuto”, disse ao sair da reunião.

URGÊNCIA – “Vim para essa reunião dizer minhas verdades e não podemos mais esperar planejamentos para daqui a 15 dias e ficarmos vendo as pessoas morrerem”, completou.
 
Após o desabafo de Virgílio, Bolsonaro foi perguntado por jornalistas qual seria um número aceitável de mortos pela doença no Brasil. Bolsonaro disse que não responderia porque não é “coveiro”. A Folha de S. Paulo, então, perguntou o prefeito de Manaus sobre a declaração do presidente. Ao responder ao jornal, Virgílio chorou.

RESPEITO – “Queria dizer para ele que tenho muitos coveiros adoecidos. Alguns em estado grave. Tenho muito respeito pelos coveiros. Não sei se ele serviria para ser coveiro. Talvez não servisse. Tomara que ele assuma as funções de verdadeiro presidente da República. Uma delas é respeitar os coveiros”, disse, chorando, segundo o jornal.

Entre os pedidos de urgência feitos pelo prefeito, estavam a disponibilização de 15 aparelhos de tomografia e fornecimento de medicamentos como hidroxicloroquina, tamiflu, azitromicina e outros. Na lista também constavam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), sendo máscaras N95, máscara cirúrgica e tyvec (EPI para os profissionais do SAMU). Também foram solicitados testes rápidos para Covid-19, equipamentos e material para o hospital de campanha, sendo respiradores, conexões e válvulas.

19 thoughts on “Efeito coronavírus ! Arthur Virgílio chora ao falar sobre a situação de Manaus e critica inércia de Bolsonaro

  1. Os igarapés inundados de esgotos e lixos são as principais causas de doenças.
    Os prefeitos, governadores, deputados e senadores do Amazonas, Manaus, etc. nunca enfrentaram este terrível problema nas inúmeras favelas de palafitas.
    Só sabem culpar o Governo Federal e pedir verbas.

  2. O prefeito Arthur Virgilio Neto é homem público determinado. Operoso, firme e vigilante. Chegou ao máximo de suas energias e providências para combater o coronavírus em Manaus. Segue o DNA do pai, ex-senador e ex-ministro Arthur Virgilio Filho. Que também foi homem de lutas. Das boas causas democráticas. Força, Arthur!

  3. Nenhum governador do Brasil tem condições de culpar o governo federal sobre atuação contra covid-19. No dia 4 de fevereiro de 2020, o governo federal determinou estado de emergência no país. Nenhum governador ou prefeito deu bola, afinal, fevereiro é mês de carnaval. ninguém se preocupou ou tomou qualquer medida para se antecipar a pandemia. São todos uns vendilhões e mamadores do dinheiro público.

  4. KKK quem se preocupa com a situação do SUS das suas cidades? Os governadores? Os prefeitos? Não, preferem faze demagogia e arrumar culpados. Agora acharam um, que é este boçal que vive dando margem para levar pancada. O mau estado do SUS estadual é do governo estadual, e o das prefeituras é do governo municipal, agora é tarde, a porta está arrombada e de nada vai adiantar por tranca. O que o prefeito manauara está fazendo é tentar se salvar como político, o resto é demagogia. De nada adianta apelarem para a história dele, ela hoje não livra ninguém do coronavírus.

  5. Desculpe a pergunta, mas o que está acontecendo com a TI? Publica a demagogia do prefeito mas ignora a corrupção generalizada JÁ CONSTATADA no Amazonas.
    Postei este link anteontem e nada. Portanto posto novamente, pelo menos para esclarecer o incauto que cair no canto da sereia desta matéria e não ficar desinformado.
    https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/04/20/amazonas-compra-de-adega-respiradores-inadequados-com-sobrepreco-de-316.htm

  6. Que absurdo falar de carnaval,sendo que nesses dias de carnaval as igrejas também se reuniram para realizarem os seus acampamentos e retiros espirituais.
    Tudo com aglomerações de pessoas e sem proteção.

  7. Como os jornalistas ativistas se acostumaram a seguir a manada, você não tem análises dos fatos como tínhamos em outros tempos.
    Manaus está sendo massacrada pela covid por diversas razões. Uma delas é a corrupção do governador que está fazendo a segunda etapa da Arena da Amazônia com dinheiro público novamente. A outra, que não se comenta, é a enorme população chinesa que trabalha na zona franca e no comércio de Manaus há anos. Que, segundo diversas matérias e estudos, explora o amazonense com salários abaixo da média e condições de trabalho xing-lin. Este intercâmbio certamente trouxe a covid com mais força para lá, assim como no norte da Itália, aonde os chineses compraram lojas, fábricas e se instalaram.
    Para quem quiser se informar sobre isso: https://amazonasatual.com.br/chineses-preferem-investir-em-manaus-por-incentivo-fiscal-e-mao-de-obra-barata/

    • Esse lacrimoso cidadão é prefeito de Manaus em segunda gestão. Administração sem qq destaque.
      Espero que, além de chorar e culpar outras esferas administrativas, ele faça também um mea culpa.

  8. Ouvi o depoimento do prefeito de Manaus à rádio gaucha (emissora de Porto Alegre). Em alguns momentos do relato da situação pareceu-me muito emocionado. Ao que tudo indica há muitas subnotificações de casos de covid-19, pois muita gente está morrendo sem atendimento e a causa está sendo dada como indeterminada.

    Parece que o sistema de SUS está há muito tempo negligenciado na região norte. Os leitos das UTIs estão muito aquém do necessário. Isso, aliado ao fato da população não acreditar no potencial de contágio e de letalidade do vírus, levou ao caos o sistema de saúde da capital amazonense.

    Há também de se investigar a compra de respiradores pelo governo do Amazonas que pagou muito mais do que o preço de mercado.

    Aquela historia de que o vírus não se propagaria em climas quentes caiu por terra. Parece que ele gosta mesmo é de umidade.

  9. Em vez de lamentar e criticar o presidente que tentou Estado de emergência antes do carnaval, o prefeito de Manaus (PSDB, partido que não construiu hospitais equipados durante 8 anos) poderia copiar o prefeito de Recife: em menos de 50 dias disponibilizou centenas de leitos e contratou mais médicos para atender os pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *