Efeito coronavírus ! Guedes quer congelar salário do funcionalismo durante dois anos

Charge do Rodrigo (expresso.pt)

Valdo Cruz
G1

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu neste domingo, dia 5, durante videoconferência com congressistas do DEM, o congelamento dos salários do setor público durante dois anos como forma de contribuir para redução de despesas neste período de combate ao coronavírus.

A defesa do ministro é uma contraproposta à ideia, que já circulou dentro da própria equipe econômica e é defendida por alguns parlamentares e economistas, de corte imediato dos salários dos servidores públicos.

REDUÇÃO – Técnicos da Economia chegaram a propor uma redução de 25% durante este ano. O deputado Ricardo Barros (PP-PR) defende uma redução de 30% dos vencimentos de todo setor público, incluindo Executivo, Legislativo e Judiciário.

Durante a reunião neste domingo, o ministro disse aos congressistas do DEM que o presidente Jair Bolsonaro não apoia a redução dos salários e que, no final, teria praticamente o mesmo impacto na redução das despesas de um congelamento pelo período de dois anos.

CONGELAMENTO  – Ou seja, neste momento, o ministro avalia ser melhor manter o poder de compra do servidores públicos para evitar uma maior desaceleração da economia, mas propõe um congelamento por um período mais longo gerando uma redução de gastos equivalente.

Na reunião, o líder do DEM na Câmara dos Deputados, deputado Efraim Filho (PB), cobrou do ministro diante da demora para que o crédito destinado a micro, pequenas e médias empresas para pagamento de folha de pessoal chegue até aos empresários.

No sábado, dia 4, Guedes chegou a realizar uma videoconferência com empresários e a questão do crédito foi a principal cobrança do setor. “O dinheiro não está chegando na ponta, os bancos temem os riscos de emprestar agora, propomos ao ministro que as empresas que administram as maquininhas de débito façam esses empréstimos. Ele gostou da ideia e deve adotá-la”, disse Efraim Filho.

19 thoughts on “Efeito coronavírus ! Guedes quer congelar salário do funcionalismo durante dois anos

  1. “Na Argentina está tendo cacerolazos diários exigindo o corte de salários dos políticos.”

    Deveria ser “serviços prestados” os dos politicos, com apenas uma gratificação pelo comparecimento a alguma reunião;

    • Vereador então deveria apenas receber ajuda de custo (refeição e transporte) para ir nas sessões e dispensa do trabalho que exerce no horário das sessões.

  2. Isso é pra já … Bolsonaro deveria enviar uma PEC con redução gradual do salário de todo o funcionalismo (talvez na base de alíquotas como a do IR) e, atenção, corte de 80% de todas as verbas de gabinete dos 3 poderes.

    Depois, é correr pra torcida e aprovar a prisão em 2a instância, acabar com férias de marajás, etc, etc.

  3. Guedes, o Chicago Boy, tem a mente voltada para os States.

    Faz seis anos que os funcionários públicos estaduais e do poder Executivo estão sem um centavo de reajuste!
    Nesse meio tempo, o legislativo somente em mordomias subiu seus proventos em 50% nos últimos dez anos!
    Igualmente o judiciário.

    Guedes volta com a sua obsessão de congelar salários dos servidores.
    Muito bem.
    E quanto aos salários milionários das duas castas?
    Permanecerão intocáveis??!!
    Regalias e privilégios também?

    Guedes quer o quê?!
    Uma revolta generalizada?

    Ministrozinho !

    • Chicão, os caras querem o seguinte:

      Produção do trabalhador em dobro, receber a metade pagar impostos religiosamente e eles, na maré mansa… trabalhando à metade do que já é nada, receber em dobro e não tocar nas mordomias.

      O mundo maravilhoso de Alice pra eles.
      Pra nós, trevas, fome e desespero, pois não vamos ter como equilibrar o orçamento.

      Se alguns milhares de pessoas morrerem, DANE-SE!
      E vamos passando através dos governos, um mais GENOCIDA que o outro.

      Em tempo, quero deixar claro que o boquirroto é um CRÁPULA de marca maior.
      Os filhos são loucos e a família inteira não presta!

      Pra eles e o pai a reeleição está acima de tudo. Desde o primeiro dia do mandato.
      É inacreditável o que está acontecendo neta porcaria de país. Querem remar contra todas as opiniões do mundo inteiro.

      Um forte abraço e muita saúde pra aturar toda esta doença.

      • Espectro,

        O Brasil chegou onde os poderosos tanto nos esmagaram ao longo dos tempos:
        Um feudo.

        A plebe precisa sustentar os príncipes com a sua produção, enquanto esses nos jogam migalhas.
        Para nos distrair, as eleições, uma divertida pantomima criada para nos tirar de casa um domingo, o país gastar uma fortuna pra nada mudar aquilo que já está definido.

        Incautos e incultos acreditam que esse vai e vem de pessoas a cada dois anos é democracia.
        Os príncipes ficam rindo de nossas caras sem qualquer discrição, mas à base de estrondosas gargalhadas!

        Abração.
        Te cuida!

    • FRANCISCO AQUI NO RJ TEM CATEGORIAS QUE ESTÃO A MAIS DE 10 ANOS SEM REAJUSTE,UM AUX DE ENFERMAGEM DO ESTADO COM35 ANOS DE SERVIÇO GANHA 1.000,OO LIQUIDO E UM MEDICO 2.000,00 SEM FALAR NAS OUTRAS CATEGORIAS.

    • Já ganharam reajuste escalonado e um reajuste de mais de 70% do benefício em troca da reforma da Previdência que atingiu a categoria em vista de uma economia de míseros 10 bilhões em 10 anos

  4. Que legal…vai congelar salários de deputados, senadores, ministros, juízes e desembargadores, militares….todo mundo…que economia vão fazer…ou é só dos barnabés????…

  5. Sempre o ataque dele é contra o funcionalismo

    Até acho a medida razoável (não ter aumento) em época que não se tem crescimento econômico e crise generalizada enfrentada por conta dessa pandemia, mas diferentemente do que é pregado pelo ministro (e outros que se confundem) REPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO NÃO É REAJUSTE…
    Por que TODOS os Contratos firmados pelo Estado com empresas, seja para prestação de serviços com fornecimento de mão de obra terceirizada ou execução de serviço de obra, mesmo em crise (como ocorre no RJ) podem ser reajustados, mantendo o equilíbrio econômico financeiro do contrato por conta de reajuste de preços dos materiais e empregados mas um servidor fica anos sem reposição inflacionária ?

  6. A situação que relatei acima é tão absurda que há 5 anos atrás um terceirizado que ganhava 1,6 mil hoje ganha 2,8 mil e tem servidor que ganhava 1,6 mil e outro que ganhava 2,3 mil que continuam ganhando a mesma coisa…
    E detalhe. O terceirizado ganha mais para errar e o servidor que ganha menos, além de fazer o seu, precisa acertar a cagada do terceirizado.

    • E só mais um detalhe.
      Em tempo de trabalho remoto devido à suspensão dos serviços não essenciais, o terceirizado acima citado (que vem tendo reajuste inflacionário ano a ano por contra do Contrato Administrativo firmado entre a Administração Pública e a sua empresa) não trabalha enquanto o servidor que já está ganhando menos depois de 5 anos sem reajuste está sendo demandado mesmo de casa e inclusive tem obrigação de ir ao órgão, numa excepcionalidade de serviço, enquanto que o terceirizado somente quando o órgão voltar as atividades normais

  7. Sugestão para Guedes, simples e forte, fechar definitivamente todas as Câmaras de Vereadores do País, Cortar em 80% a quantidade de Deputados Estaduais e Federais e Senadores e cortar, também, definitivamente da História da República essas Altas Cortes de STF e STJ, por inteiro. Garanto que o país iria economizar um bocado, claro, aconteceriam menos merdas jurídicas, legislativas e administrativas na gestão da Nação Brasileira. Tá na hora de acabarmos com tanto Democratismo Judicial Comandado por Bandidos e Quadrilhas nos Poderes !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *