Eike tenta delação falando de propina para Cabral, Cunha e para legalizar cassinos

Site Ururau

Eike também quer falar sobre sua relação com Lula

Lauro Jardim
O Globo

Em sua negociação com os procuradores do Rio de Janeiro, Eike Batista já definiu o cardápio da delação premiada que pretende fazer. Além de Lula e Sete Brasil, o menu compõe-se de itens variados.

Eike promete contar sobre propinas dadas ao onipresente Sérgio Cabral para liberações de seus projetos nos órgãos ambientais.Diz que falará sobre a propina que deu a Eduardo Cunha e a Lúcio Funaro para que o FI-FGTS investisse R$ 750 milhões na LLX (atual Prumo).

Quer detalhar ainda a propina que deu a congressistas para que a lei que legaliza os cassinos seja aprovada.

E também acusará seus ex-executivos Paulo Mendonça e Marcelo Torres de comandarem um esquema de manipulação na bolsa com ações de empresas do grupo X.

Por enquanto, não é ainda um cardápio que adoce a boca dos procuradores.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Lauro Jardim está avançando nas informações sobre Eike. Em coluna anterior, o jornalista já havia revelado que Lula é personagem. na delação que Eike Batista negocia com o MPF e o empresário “promete contar que o notório Fernando Baiano o procurou como intermediário do PT e de Lula para oferecer facilidades na hoje apodrecida Sete Brasil”. E ainda na coluna de Jardim, o jornalista Guilherme Amado completa a informação sobre delações, com uma importante nota: “Uma má notícia para encrencados e seus advogados: o MPF vai normatizar o procedimento das delações premiadas, passando a documentar toda a negociação. O objetivo é mapear e deixar registradas as mudanças entre o que se negocia e o que de fato se delata no fim”. (C.N.)

2 thoughts on “Eike tenta delação falando de propina para Cabral, Cunha e para legalizar cassinos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *