Eles acreditam que o governo de alguma maneira os ajudará.

José Guilherme Schossland

“O homem é exatamente como o Altíssimo o descreve: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso, quem o conhecerá?” [Jeremias 17:9].

Assim, eles nos deram um governo maravilhoso, em que os poderes Executivo, Judiciário e Legislativo estão divididos em três ramificações iguais para que nenhum homem possa deter todo o poder; redigiram uma Constituição que obriga os políticos eleitos a governarem de acordo com a lei, e não por éditos pessoais.

Hoje, estamos vendo muitos desses obstáculos à ditadura serem dilapidados ou totalmente removidos. Nas quatro últimas décadas, as escolas formaram alunos que não aprenderam a pensar criticamente, não aprenderam a ler e a compreender um texto, não aprenderam história, nem sobre a singularidade da forma de governo constitucional.

Essa última parte é especialmente preocupante, pois a pessoa que não conhece o verdadeiro valor de alguma coisa pode ser persuadida a abrir mão dela. Nossas escolas públicas proibiram o ensino na Bíblia e não ensinam o papel que teve na formação do país.

Nos últimos quarenta anos, nossas escolas públicas ensinaram que o homem é inerentemente bom, que podemos confiar no Grande Governo, pois ele tem nossos melhores interesses em vista, e gasta muito dinheiro conosco todos os meses. Até mesmo os cidadãos que não estão na fila do seguro-desemprego acreditam no fundo do coração que, se sua situação se tornar realmente crítica, o governo de alguma maneira os ajudará.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *