Eletrobras recua e os trabalhadores da energia elétrica vão entrar em nova greve

Carlos Newton 

Exatamente quando as negociações caminhavam para um desfecho favorável entre a Eletrobras e a Federação dos Eletricitários, em torno de um aumento nominal de 8 por cento (1,5 reais, descontada a inflação), a direção da holding recuou e somente se dispôs a conceder apenas a reposição inflacionária de 6,5 e mais um único abono de 984 reais.

O presidente da Eletrobras, Carvalho Neto, sustentou que a proposta é irredutível. Com isso, torna-se praticamente certa uma greve de 72 horas, na próxima semana, reunindo Furnas, Chesf, Eletronorte e Eletrosul.  A Federação e os Sindicatos dos Urbanitários e Empregados das Estatais Elétricas vão se reunir em caráter de urgência, esta quinta-feira, para decidir a data da paralisação.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *